Arquivo para a tag: metro ui

Afinal de contas… por que a Microsoft matou o nome “Metro” de sua interface?

by

O termo Metro era oficialmente utilizado pela Microsoft para se referir à interface do Windows 8. Era. Todo mundo se acostumou com o nome, todo mundo aceitou o nome por causa da ideia dos tijolinhos um atrás do outro (ou pela métrica perfeita que os quadrados e retângulos apresentam na tela), mas por “motivos ainda não muito bem explicados”, o nome foi sumariamente eliminado da estratégia de marketing do novo sistema, do Windows Phone 8, da nova interface do Xbox, e de qualquer coisa relacionada a algum software da empresa de Redmond. E o objetivo desse post é responder a pergunta mais importante: por que?

Segundo o pessoal de Redmond, o termo Metro era apenas o nome de código da interface, e que ele “jamais foi considerado oficial” para a nova plataforma. Mas essa impressão nunca foi passada pela Microsoft, e por trás da decisão, questões legais podem estar envolvidas. Segundo a colunista do ZDNet, Mary Jo Foley, que é conhecida por ser alguém muito bem informada sobre os assuntos que rolam nos corredores da Microsoft, o real motivo da mudança seria os problemas com direitos autorais com uma empresa europeia chamada Metro Group. E, aparentemente, a Microsoft não estaria apta, ou simplesmente não queria se envolver com questões legais sobre um simples nome de interface.

Mas remover o termo Metro parece ser mais complicado do que parece. A decisão não afeta apenas a Microsoft, mas também os demais fabricantes de computadores, desenvolvedores de software, e todos aqueles que indiretamente estão envolvidos com o Windows 8, seja na área do marketing do produto, como também (e principalmente) na parte de promoção do novo sistema operacional. Todos agora terão que replanejar os seus respectivos segmentos (pior para os desenvolvedores, que terão que reprogramar os seus programas, aplicativos e documentações), eliminando toda e qualquer referência ao termo Metro. E pior: a exclusão do termo também afeta todo o conceito da nova interface, que a Microsoft trabalhou de forma pesada nos últimos meses.

A Microsoft alega que usou o nome “de código” Metro porque “é moderno, limpo e fácil. É 100% autêntico”. E eles estão certos em afirmar isso. Só que, quando promoveram a interface, eles vincularam o tempo todo essa ideia na palavra “Metro”. Jamais a empresa afirmou, como faz agora, que o termo Metro era apenas “de mentirinha”. Mas, como eles estão tomando todo o cuidado do Universo para não se envolverem em questões legais, é melhor prevenir do que remediar (ou pagar milhões de dólares para outras empresas).

Eles não são os únicos a passarem com problemas por causa do nome de algum produto. A Apple também teve dificuldades com a Cisco Systems ao utilizar o nome iPhone. Porém, as duas empresas fecharam um acordo amigável para poder utilizar o termo em seu smartphone. Além disso, recentemente, a empresa de Cupertino se envolveu com problemas com a fabricante chinesa Proview por causa do termo iPad. A solução disso? US$ 60 milhões a mais na conta bancária da Proview, e o problema foi resolvido.

E fica a pergunta: “será que a Microsoft não poderia brigar mais pelo termo Metro, ou pagar alguma grana a mais para usar o termo?”. Em teoria, sim. O termo Metro é relativamente “novo”, e a Microsoft utilizava o termo desde o início do Windows Phone 7, para descrever a interface do sistema operacional móvel.

Pelo visto, a Microsoft não está interessada em entrar em uma briga pelo Metro (o nome) porque está vendo alguns passos a frente. O Windows 8 já recebeu algumas críticas, principalmente pelos usuários de desktops e laptops, que afirmam que a nova interface é voltada demais para os tablets. Se a Microsoft quiser desistir da ideia (o que, particularmente, pelo andar da carruagem, acho muito difícil), eles podem, sem se prender a nenhum termo em específico. Caso a nova interface não funcione bem nos desktops, laptops e ultrabooks, eles podem simplesmente tomar outro caminho para esse segmento, e deixar a nova interface exclusiva para os tablets e smartphones.

Por isso, optaram por chamar a nova interface de Windows 8 UI. E nada mais. É claro que o nome não é tão chamativo e interessante como Metro, mas é muito melhor do que ter que pagar direitos autorais por causa de uma palavra de cinco letras. É melhor batizar com o seu próprio nome o seu próprio filho, e deixar claro para todo mundo quem pensou primeiro na ideia de agrupar os tijolinhos na tela. Antes que alguém vá para os tribunais, dizendo que pensaram nisso primeiro.

Microsoft não se decide: interface, que antes era Metro, e depois “Windows 8”, agora é “Modern UI Style”

by

Todo mundo foi correndo para seus computadores para divulgar que a Microsoft tinha mudado o nome oficial da interface Metro para “Windows 8”. Pois é, a história não é bem essa.

Hoje (10/08), o site The Verge encontrou referências em diversas listas dos próximos eventos da Microsoft, onde a empresa de Redmond se referem à interface gráfica como “Metro/Windows /Fancy New UI como “Modern UI”, ou simplesmente “Modern” (“Moderna”).

Eu sei, você está confuso, e eu também. A Microsoft, na tentativa de não se envolver com possíveis problemas judiciais pelo direito de uso do nome, começa a fazer escolhas, no mínimo, confusas (para não dizer infelizes). Se ontem eu acreditava que o nome “Windows 8” para a antiga interface Metro era pior, hoje, acho o “Windows 8” uma beleza, pois Modern não é algo que sequer está alinhada com a proposta que a própria Microsoft afirma ter com a mudança do nome da interface.

Mas, para deixar as coisas bem claras aqui: o novo nome ainda não é oficial. A referência “Modern UI Style” apenas aparece nas listas de eventos da empresa, e a troca oficial do nome Metro ainda não foi anunciada de forma oficial. Logo, talvez o “Modern” seja mesmo o novo nome. Espero que não, pois não acho melhor que “Windows 8”.

Microsoft pode ter que mudar o nome da sua interface Metro, por questões legais

by

O que tem em comum o Windows Phone, o Windows 8 e o Zune?

Isso mesmo que você pensou, a já tão difundida interface Metro, que não passou desapercebida desde sua apresentação, e o seu nome já está marcado na memória de todo aqueles que ficaram impressionados com os seus quadrados e menus. Mas, nesse mundo tão competitivo, nome é uma coisa complicada. Você cria um produto, desenvolve, e quando resolve colocar o nome, tem que quebrar muito a cabeça para pensar em um nome que seja marcante e que, ao mesmo tempo, não copia um nome que já existe.

Pois é, por causa dessas “coincidências irônicas”, muito provavelmente, quando o Windows 8 for lançado em 26 de outubro, não voltaremos a chamar essa interface de Metro, já que tal como garante a própria Microsoft, será necessário iniciar “uma transição do diálogo industrial para um diálogo amplo com os consumidores”. Traduzindo a declaração um tanto quanto estranha: temos que levar em conta que os dispositivos com Windows Phone já estão no mercado, de modo que algum motivo muito estranho (jurídico, talvez) deve justificar essa mudança de terminologia.

Segundo os sites Ars Technica e The Verge, fontes comentam que a Microsoft poderia promover essa mudança de nome de forma “voluntária”, depois de receber um intimidante aviso por parte da empresa alemã Metro AG (grupo formado pelas lojas Media-Markt, Saturn, Makro, Gallerie, entre outras). Desta forma, a Microsoft se livra de futuros problemas judiciais, e teria que buscar um novo nome para promover a interface com os usuários.

Eu gosto do nome Metro. Até faz o seu sentido (principalmente para quem já usou o Windows Phone). Porém, é inevitável que algumas empresas queiram aproveitar todo e qualquer tipo de brecha para buscar algum lucro em cima de alguma outra empresa. Principalmente em algo que todo mundo está elogiando, como é o caso do Windows 8 (e da interface Metro). Esse é o mundo dos negócios de hoje. Infelizmente.

Via Ars Technica, The Verge e ZDNet

Microsoft mostra os primeiros detalhes do aplicativo Fotos do Windows 8

by

Aos poucos, a Microsoft vai revelando os detalhes do Windows 8, e a última novidade que eles apresentam é o aplicativo chamado Fotos.

Direto do blog Building Windows 8, podemos ver como funciona esse segmento do sistema com a interface Metro, que mostra toda a nossa galeria de fotos e vídeos que temos tanto no computador como no Facebook ou Skydrive. Os usuários da versão beta pública do sistema operacional poderão fazer o download da versão de testes do aplicativo, e se já possui a versão de escritório do SkyDrive, poderão sincronizar todas as imagens na nuvem, para poder visualizá-las a partir de qualquer dispositivo com Windows 8.

Se isso te parece pouco, saiba que a Microsoft incluiu opções para compartilhar as imagens de forma mais simples, com um simples link para o SkyDrive, quando queremos enviar as imagens para outras pessoas mesmo sem ter acesso à nossa biblioteca de fotos.

Visite o MSDN.com para mais detalhes.

Windows 8 contará com atualizações automáticas e reinício obrigatório a cada 72 horas

by

Os engenheiros da Microsoft continuam revelando detalhes do futuro Windows 8. Alguns desses detalhes estão ligados ao Windows Update. Segundo indicam em seu blog oficial, o sistema se encarregará de fazer downloads em segundo plano os seus arquivos de segurança e atualizações, mostrando em sua tela o alerta de reinicialização do sistema quando o download estiver concluído.

Em caso de não reinicialização após as 72 horas, o sistema dará 15 minutos extras para que você salve suas alterações em trabalhos ou conclua tarefas pendentes, e reinicializa o sistema automaticamente. No caso da atualização estar relacionada a um vírus, ameaça virtual ou correção urgente do sistema, essa reinicialização ocorrerá imediatamente, para erradicar ou proteger a máquina o quanto antes possível.

via WM Power User

Microsoft lança o Windows 8 Developer Preview, e mostra detalhes da sua versão para tablets

by

Durante a Build 2011 Conference, realizada ontem (13/09), a Microsoft apresentou a versão para desenvolvedores do Windows 8. Segundo Steven Sinofsky, presidente das divisões Windows e Windows live, a empresa conseguiu “reinventar o Windows”, dotando de “uma nova variedade de possibilidades”.

Sua aparência possui algumas similaridades com a interface Metro, e recebe alguns elementos do Windows Phone 7. O internet Explorer 10 está presente ao novo sistema, além de aplicativos que permitem a comunicação entre o Windows 8 e o Windows Phone 7, para sincronizar o conteúdo entre diferentes dispositivos, por exemplo.

O Windows Store para desenvolvedores vai permitir o envio virtual de seus aplicativos de qualquer lugar do planeta onde o sistema operacional da Microsoft é comercializado. O sistema é compatível com os chipsets baseados em ARM e x86, o que o torna compatível com vários tipos de dispositivos, indo de um tablet de 10 polegadas até um desktop de 27 polegadas.

A Microsoft garante que o sistema será retro-compatível com todos os dispositivos e programas para Windows 7, e os desenvolvedores poderão fazer o download do sistema ao longo dessa semana.

A empresa também mostrou em mais detalhes o que eles estão pensando em termos de tablets. Apesar de ter uma interface bem diferente do Windows 7, o usuário poderá personalizar a interface como quiser, escolhendo a aparência antiga ou nova.

Levando em conta a importância do toque nessa nova versão, é possível acessar dois tipos de teclados, além de poder escrever à mão, através de um sistema de reconhecimento de grafia. Sua interface é pensada nos tablets, com sua navegação orientada da esquerda para a direita (diferente da orientação vertical do Windows Phone 7).

via Engadget

Windows 8 volta a aparecer, agora com mais detalhes sobre sua inicialização (em vídeo)

by

Uma nova (suposta) build do futuro Windows 8 aparece em vídeo, com o nome de chave 7955 (a primeira, que foi vista na web a alguns dias, era a build 7850). O vídeo que temos abaixo traz um pequeno aperitivo do que parece ser uma tela de inicialização do sistema, no mais puro estilo Windows 7, mas com alguns testes da interface Metro UI, que a empresa de Redmond pretende colocar na futura versão do sistema. Dê uma olhada abaixo.


via RumorPedia