Arquivo para a tag: mega drive

SEGA anuncia emulador oficial do Mega Drive para Steam

by

SONY DSC

A SEGA decidiu fazer negócios com o mundo da emulação (no lugar de combater essa tecnologia), e lançou um emulador oficial para o Mega Drive no Steam. Ou seja, é um software completamente ilegal, que dispensa o uso dos jogos originais, apesar do gamer ter que pagar por cada jogo que queira jogar no formato digital.

O emulador em si é gratuito, e contará com uma interface muito bem trabalhada, que lembra bem o que vimos no começo da década de 1990, e que gerou tantas horas de diversão para muitos gamers do passado. Não dá para concretizar o custo de cada jogo com exatidão, mas é possível que a SEGA opte por manter o preço de 2.49 euros por cada jogo, valor que hoje o Steam lista para os clássicos que comercializa em sua plataforma digital.

A partir do dia 28 de abril, os seguintes jogos do Mega Drive estarão disponíveis no Steam:

  • Golden Axe
  • Altered Beast
  • Comix Zone
  • Ecco the Dolphin
  • Gain Ground
  • Shinobi III: Return of the Ninja
  • Master Vectorman
  • Crack Down
  • Shadow Dancer
  • Space Harrier II
  • Ecco Jr.
  • Alex Kidd in the Enchanted Castle
  • Bonanza Bros.
  • Super Thunder
  • Blade
  • Kid Chameleon
  • Ristar
  • Galaxy Force II
  • Columns
  • Eternal Champions
  • Fatal Labyrinth
  • Bio-Hazard Battle
  • Columns III
  • Sword of Vermilion
  • Virtua Fighter 2
  • Ecco: The Tides of Time
  • Alien Storm
  • Decap Attack
  • Flicky
  • ESWAT: City Under Siege
  • Golden Axe II
  • Landstalker: The Treasures of King Nole
  • Shining Force
  • Wonder Boy III: Monster Lair
  • Streets of Rage 2
  • Alien Soldier
  • Light Crusader
  • Gunstar Heroes
  • Streets of Rage
  • Shining Force II
  • Shining in the Darkness
  • Beyond Oasis
  • Dynamite Headdy
  • Golden Axe III
  • Phantasy Star II
  • Phantasy Star III: Generations of Doom
  • Phantasy Star IV: The End of the Millennium
  • Streets of Rage 3
  • Revenge of the Shinobi
  • Vectorman 2
  • Wonder Boy in Monster World

 

Via SEGA

PlayStation e Mega Drive… Transformers?

by

playstation-transformers

Isso mesmo. Esses Transformers em formato de consoles Sony PlayStation e Sega Mega Drive serão lançados em breve pela TakaraTomy do Japão.

O PlayStation se transforma em Optimus Prime, e o Mega Drive em Megatron. Os dois serão lançados no começo de 2015, com preço sugerido de aproximadamente US$ 100. Um pequeno preço a pagar para muitos que gostam de videogames e de Transformers. Não consigo imaginar como eles conseguiram fazer um trabalho tão bom.

Criatividade level extreme.

sony-playstation-transformer-1 sega-genesis-transformer

+info

O Mega Drive completou hoje 25 anos de seu lançamento

by

sega-mega-drive-25

Eu não me perdoaria se o dia de hoje chegasse ao fim, e eu não fizesse esse post.

Não pode ter um legítimo fã da Sega com uma cerda idade da cara que não se lembre do mítico console Mega Drive (também conhecido como Sega Genesis). A grande aposta da Sega na plataforma de 16 bits chegou ao mercado com um grande portfólio de jogos que já faziam sucesso nos fliperamas, como Golden Axe e Shinobi, mas foi com Sonic: The Hedgehog que o console obteve o seu êxito.

O seu aniversário coincide com o lançamento do console no Japão, em 29 de outubro de 1988. Já os gamers norte-americanos tiveram que esperar até o dia 19 de agosto de 1989 para conhecer o Genesis. Na Europa, o console só estreou em 30 de novembro de 1990, com o nome Mega Drive. No Brasil, o videogame chegou ao mercado em 1990, e é fabricado e comercializado até hoje.

Essas são consideradas eras douradas do videogame. Controles com apenas três botões (A-B-C) e cartuchos que funcionavam com um simples assoprar. Os seus 7.61 MHz de potência hoje parecem uma brincadeira de criança, e os seus jogos eram mais simples do que os jogos para smartphones atuais, mas a felicidade que todos os gamers sentiam com esse produto é algo que não encontramos nos consoles atuais.

Sega volta a ter destaque, com notebooks inspirados em seus míticos consoles de videogames

by

Mais uma vez eu começo um post com a frase “recordar é viver”. No dia que a Sony vai apresentar o futuro do PlayStation ao mundo, constato o mundo mudando radicalmente nesse segmento. Ainda sinto falta dos consoles do passado, e sei que tem muitos saudosistas por aí, esperando por um emulador, ou um combo de jogos do passado. Bom, não é esse o caso, mas pelo menos você vai relembrar um pouco dos bons tempos de jogatina quando fechar o notebook no final do dia de trabalho.

A Sega, em parceria com a editora Enterbrain, dedicada ao assunto de videogames, decidiu dar um ar retrô em uma coleção de notebooks que contam com carcaças inspiradas nos consoles japoneses clássicos, como Mega Drive, Saturn e Dreamcast. Pelo menos na sua estética, ele vai lembrar que, por muito tempo, você se divertiu muito com esses consoles.

Os modelos contam com uma configuração base com tela de 15.6 polegadas (1920 x 1080p), processador Intel Pentium 2020M, 4 GB de RAM, 500 GB de armazenamento em disco rígido e sistema operacional Windows 8 64 Bits. Infelizmente, é mais um produto dedicado ao mercado japonês (pelo menos por enquanto, pois nunca se sabe quando ou se a Sega vai mudar de ideia algum dia), e tem seu lançamento programado para o mês de junho. Seu preço inicial sugerido é de US$ 1.100.

Via Eurogamer

Retrode 2 permite que você use seus cartuchos de SNES e Mega Drive em seu PC

by

Se você tem na sua casa uma boa coleção de cartuchos de Super Nintendo ou de Mega Drive em alguma caixa perdida em um canto escuro de sua casa, aqui temos uma boa razão para resgatar essas preciosidades. O Retrode 2 é um pequeno dispositivo, que permite usar os cartuchos desses consoles em um computador, através de uma porta USB e dos controles originais.

O Retrode 2 faz o download da ROM dos cartuchos para o seu uso, através de um emulador, garantindo que ele funcione com qualquer tipo de sistema operacional moderno (Linux, Mac OS X, Windows, ou qualquer outro que ofereça o suporte para o “mass storage” e os controles dos consoles).

O produto é fabricado na Alemanha, e custa 58,90 euros (mais impostos), e pode ser enviado para qualquer lugar do planeta. Abaixo, vídeo demonstrativo do produto.



Via Retrode.com

[games] Sega Zone, um Mega Drive com controles de Nintendo Wii

by

Faz tempo que a Sega abandonou o mercado dos consoles, se dedicando apenas aos jogos, mas isso não a impede que ela faça acordos comerciais com outras empresas para vender seu hardware antigo.

E, por causa desses acordos, são lançados produtos como o Sega Zone, que nada mais é do que um Mega Drive com estética renovada e com controles muito parecidos com os do Nintendo Wii, contando com sensor de movimento e tudo. O videogame vem com 50 jogos, 30 deles novos para aproveitar os novos controles e 20 dos games clássicos, todos eles integrados na memória. Além disso, você tem slot para os cartuchos que estão criando poeira na sua casa. Chega ao mercado europeu no verão, com preço de 45 euros.

Fonte

[GAMES] Alguém me explica porque todos querem voltar aos anos 90?

by

Por que eu faço esta pergunta?

Porque eu acredito de forma convicta que, se é para ser retrô mesmo, você deve usar como referência os anos 60 e 70. Não entendo o que viram nos anos 80, que um monte de gente fala que não aconteceu nada. Pior: os anos 90 agora são motivo de saudosismo para todos os seres humanos… caramba, só passaram 10 anos de lá pra cá, e já chamam o Ricky Martin de retrô!

Mas o pior caso é, disparado, no mundo dos games. Eu, sinceramente, não entendo o porquê de um indivíduo que vive em 2008, com um mundo que possui PlayStation 3, X-Box360 e Nintendo Wii, vai querer voltar ao Mega Drive!

Tudo bem, o console vem remodelado, num novo desenho (parece até uma CPU de PC tunado), você nunca mais vai comprar jogos e, pasmem… tem agora uma parceria com a EA, que disponibilizou títulos como Need For Speed e The Sims para o console de 16 bits.

Mas não justifica você pagar R$ 339,00 neste videogame. Compre um PlayStation 1 usado e seja feliz, amigo!


Outra coisa: porque diabos a Capcom lança uma nova versão do seu consagrado Mega Man (versão 9), com uma interface de 8 Bits? Beleza, o objetivo deles é este mesmo: volta às origens. Mas o kit de venda do game nos Estados Unidos vai vir com um cartucho com a mídia do jogo! Pra que? Quem ainda tem Nintendinho 8 Bits ainda?

Eu não entendo mais nada!