Arquivo para a tag: market share

Diretor da Microsoft afirma que o Windows Phone já ultrapassou o iOS em 24 países

by

windows-phone

A Microsoft está tão orgulhosa/satisfeita/cheia de si com o Windows Phone, que á pode se dar ao luxo de fazer declarações provocativas. Sério, sem brincadeira. Não quero dizer com isso que o iOS começa a ter grandes problemas, mas que essa é mais uma prova clara que o sistema operacional móvel da gigante de Redmond segue crescendo no mercado em todo o planeta.

Todo mundo sabe que o Windows Phone ganhou um grande número de usuários, principalmente com o Lumia 520, modelo de entrada muito bem sucedido em vendas. Além disso, modelos mais avançados, como o Lumia 920 e o Lumia 1520 são muito bem vistos entre os clientes em potencial. E com a chegada do update GDR3, os fabricantes podem entregar ao mercado smartphones com especificações técnicas similares aos modelos com o sistema Android.

Mas isso não é tudo. De acordo com Christopher Flores, diretor de comunicações da Microsoft, o Windows Phone é o segundo sistema mais popular em 14 mercados internacionais, e em 24 países, o sistema já ultrapassou o iOS em participação no mercado. Flores não especificou quais mercados são esses, mas não precisa ser nenhum gênio para concluir que a grande maioria deles são mercados emergentes, justamente onde o Lumia 520 é um grande sucesso… e onde o iPhone tem um preço proibitivo.

Muitos vão afirmar que esse crescimento é algo relativo, mas se levarmos em conta que é um sistema que tem pouco mais de três anos de vida, e que o ceticismo sobre a sua sobrevivência ainda perdura… é um fator que merece ser considerado em qualquer avaliação futura.

Via Ubergizmo

Nokia assume a quarta posição em vendas de smartphones nos Estados Unidos

by

counterpoint-vendas-nokia

Os sinais de recuperação da Nokia começam a ficar mais claros, mesmo que para muitos ainda sejam discretos. Ainda mais se considerarmos o cenário no mercado norte-americano, onde os finlandeses nunca foram muito populares, mesmo quando o Symbian era o sistema operacional dominante.

Um relatório publicado recentemente pela Counterpoint informa que a Nokia está ganhando mercado nos Estados Unidos, alcançando a sua maior participação de mercado no país desde 2007 (quando eles ainda estavam com o Symbian).

O relatório informa que, durante o terceiro trimestre de 2013, a Nokia obteve 4% das vendas de smartphones nos EUA nesse período. Tudo bem, 4% não quer dizer muita coisa, quando comparamos com as vendas da Apple e da Samsung (que, combinadas, concentram 67.3% das vendas no último trimestre). Mesmo assim, é um crescimento que pode ser considerado positivo, se olharmos todos os esforços que a Nokia faz para obter sucesso no mercado norte-americano.

Vamos justificar essa perspectiva com números: no mesmo período do ano passado (terceiro trimestre de 2012), a Nokia tinha apenas 0.7% do volume de vendas nos EUA. Agora, ela consegue vender mais que a Motorola no país. E a Motorola é um fabricante norte-americano.

Ou seja… é sim um crescimento expressivo.

O crescimento nas vendas dos smartphones da Nokia se dá à mudança de estratégia do fabricante com as operadoras norte-americanas, com novos acordos e ofertas de exclusividade de alguns lançamentos. A AT&T segue sendo a operadora preferencial para lançamentos da linha Nokia Luia, porém, operadoras como T-Mobile, Sprint, Verizon e MetroPCS também começam a atrair novos clientes para os modelos com a plataforma Windows Phone dos finlandeses.

Outro fator importante é o crescimento nas vendas dos modelos Lumia 520 e Lumia 521, assim como o sucesso do Lumia 920. Esses são os modelos mais vendidos da Nokia no terceiro trimestre nos Estados Unidos. E em outros mercados internacionais, a tendência de crescimento é semelhante.

É… começo a ver a luz no fim do túnel da Nokia. E não é o trem vindo na direção contrária.

Via Counterpoint

Windows ainda domina o mercado de desktops, mas Windows 8 não passa de 7% dos PCs

by

Windows-8

O novo relatório mensal sobre o mercado de sistemas operacionais para desktops mostra claramente que as dores de cabeça da Microsoft com o Windows 8 estão bem longe de terminarem. O estudo revela que o domínio do sistema operacional Windows ainda é algo avassalador, alcançando 91.19% do mercado global durante o mês de junho. Porém, apenas 7.41% dessa fatia pertencem ao Windows 8.

O ganho do Windows 8 em relação ao mês passado foi de apenas 2%, e se explica pela redução do share pertencente ao Windows XP, que registrou perda de 3.53% (saindo de 37.19% em maio para 33.66% em junho). Outro fator que justifica esse discreto aumento do Windows 8 é o lançamento do preview gratuito da versão Windows 8.1, que será lançada em versão final no dia 17 de outubro, com disponibilidade de download gratuito (para as máquinas que hoje já contam com o Windows 8) para o dia 18 de outubro.

A promessa de novidades e recursos na próxima versão – incluindo a volta do botão Iniciar, novas opções de personalização da nova interface de usuário e novos aplicativos integrados – são as apostas da Microsoft para fazer com que a popularidade do Windows 8 aumente junto aos usuários.

Até o momento, o líder entre as versões do sistema da gigante de Redmond ainda é o Windows 7, com 45.63%. Não que esse grupo seja muito preocupante para eles (o que realmente preocupa é o pessoal que ainda usa o Windows XP, que vai ficar sem o suporte oficial da Microsoft em abril de 2014), mas certamente isso causa uma relativa frustração nos planos da empresa em adotar uma nova proposta de ecossistema integrado de plataformas em seus produtos.

Os 100% da pesquisa nos sistemas operacionais se completam com os 7.28% dos usuários do sistema Mac OS (em diferentes versões), e o 1.5% dos usuários do sistema Linux (em suas diferentes distribuições).

Via The Next Web, Net Applications

IDC: smartphones superam os celulares tradicionais em vendas no Brasil pela primeira vez

by

sony-xperia-zq-01

A última análise da IDC Brasil sobre o mercado brasileiro de smartphones mostra que, pela primeira vez desde que o estudo começou a ser feito no país, os smartphones superaram em vendas. O volume de unidades vendidas no segundo trimestre de 2013 alcançou a marca de 8.3 milhões de unidades, o que representa um aumento de 110% em relação ao ao mesmo período em 2012.

Na fatia de mercado, os smartphones representaram 54% das vendas totais de telefones móveis (15 milhões de unidades), enquanto que 46% são vendas de feature phones, ou celulares tradicionais.O mercado brasileiro de celulares cresceu 3% em relação ao mesmo período do ano passado, e enquanto as vendas de smartphones cresceram 110%, os feature phones perderam 35% no volume de vendas.

O resultado mostra que o usuário brasileiro está em processo de migração, deixando os celulares de entrada e adotando os smartphones, surpreendendo até as expectativas feitas no começo do ano para o mercado. Outro motivo é o período de vendas do Dia das Mães, que em alguns fabricantes, tiveram estoques esgotados.

Além disso, o aumento de ofertas de produtos por parte dos fabricantes é mais um fator para o aumento das vendas, sem falar nas promoções realizadas pelas operadoras e no varejo (físico e via e-commerce). Também deve ser levado em consideração a forma como o comércio apresenta esses produtos ao consumidor, e a aplicação efetiva da desoneração fiscal para os produtos de produção local (MP do Bem).

Um reflexo claro disso é que alguns modelos antes considerados top de linha e com preços na casa dos R$ 2 mil tiveram o seu preço reduzido para a faixa dos R$ 1.500 (para ter direito à desoneração), assim como modelos de R$ 1.500 passaram a custar aproximadamente R$ 1.000. Como consequência, o preço médio dos smartphones, que era de US$ 316 no primeiro trimestre de 2013, caiu para US$ 240 no segundo trimestre, resultando em uma explosão de vendas de novos produtos.

A IDC informa que o mercado está favorável para produtos em todas as categorias de preços, incluindo os modelos considerados top de linha. Esse segmento se tornou mais competitivo nos últimos meses pelas diferentes alternativas ofertadas pelos fabricantes.

Dois 8.3 milhões de smartphones vendidos no Brasil no segundo trimestre de 2013, 90% eram do sistema operacional Android. Além disso, o estudo da IDC mostra que os smartphones com mais de um slot para SIM Cards (multi-sim) cresceram significativamente no mercado, saindo de 15% em 2012 para 40% em 2013.

Por fim, o estudo espera que modelos das linhas de entrada e linah média melhorem nas suas configurações, para que eles fiquem mais atraentes para o consumidor. Telas maiores e câmeras de melhor qualidade são alguns dos itens mais solicitados pelos consumidores brasileiros. Já o mercado de modelos top de linha vai receber lançamentos até o final do ano, o que deve acirrar ainda mais a competição nesse segmento.

Via Assessoria de Imprensa

Windows Phone alcança a segunda posição na América Latina

by

windows-phone-logo-red

Segundo o último estudo de market share de sistemas operacionais móveis, o Windows Phone alcançou a segunda posição na América Latina. Disponível em mais de 20 países nessa região do planeta, a agressiva campanha da Microsoft, em parceria com a Nokia, se provou bem sucedida.

Nos últimos 12 meses, o Windows Phone avançou da quarta para a segunda posição do mercado latino-americano, superando o iOS da Apple, e só ficando atrás do Android, da Google. Em um comunicado publicado no site oficial da gigante de Redmond, eles destacam que o Windows Phone alcançou a segunda posição em mercados importantes, mostrando assim o avanço promissor da plataforma em nosso continente.

Em detalhes: no México, o Windows Phone é vice-líder pelo segundo trimestre consecutivo, assim como na Colômbia e no Peru. Na Colômbia, o sistema móvel da Microsoft já conta com 25,6% de mercado. Em mercados com maior poder de consumo, como por exemplo Argentina, Brasil e Chile, o Windows Phone também registra crescimento de vendas, se posicionando na terceira posição no segundo trimestre de 2013.

No geral, o crescimento do Windows Phone na América Latina no segundo trimestre de 2013 foi de 12% em relação ao trimestre anterior. O lançamento de novos dispositivos da linha Lumia foram fatores determinantes para esse forte crescimento, segundo informa a IDC.

A Microsoft conclui o seu comunicado informando que os modelos de entrada com Windows Phone são os mais vendidos na América Latina, e o campeão de vendas é o Nokia Lumia 520. O continente repete o comportamento já registrado pela própria Microsoft na análise de participação global do seu sistema operacional móvel, onde o Lumia 520 consegue concentrar a maioria das vendas dos produtos com o Windows Phone.

Você pode comprar o Nokia Lumia 520 pelo TargetHD.net, nas opções de cores preto (clique aqui) e branco (clique aqui).

Relatório mostra que Nokia Lumia 520 retém 27% do mercado do Windows Phone 8

by

adduplex-lumia-520

O relatório mensal da consultoria AdDuplex revela quais são os modelos dominantes no mercado do Windows Phone 8. E, como já era de se esperar, a Nokia consegue concentrar aproximadamente 80% do mercado do sistema operacional da Microsoft. Mas talvez o que a maioria dos usuários não sabiam é que pelo segundo mês consecutivo, o Nokia Lumia 520 é o modelo mais vendido entre os produtos com WinPho 8 no mercado.

O estudo mostra que o Nokia Lumia 520 retém hoje 27% do mercado de smartphones com Windows Phone 8, seguido por outros dois simartphones da Nokia, o Lumia 920 e Lumia 620, que contam com 17% e 14%, respectivamente. O mais impressionante é que, mesmo se pegarmos todo o portfólio de produtos da linha Lumia, o modelo 520 ainda é o líder com 36%, seguido pelo Lumia 720.

Outro dado interessante revelado pelo estudo é que a maioria dos smartphones com Windows Phone (57% para ser mais exato) são vendidos com 512 MB de RAM. Ou seja, a maior parte do mercado do Windows Phone é composto por smartphones de entrada.

Mas a informação mais impressionante é que o relatório também fala de dispositivos de codinomes RM-927 e RM-940, e esses dois modelos podem ser os primeiros phablets com Windows Phone 8, já que contam com telas largas e com resolução de 1080 x 1920. O modelo RM-927 pode ser a variante da Verizon desse suposto phablet, enquanto que o modelo RM-940 deve ser a variante da AT&T.

Outras versões do mesmo dispositivo são descritas pelos codinomes RM-937, RM-938 e RM-939, que são especuladas como as versões internaciona, para a operadora China Unicom e China Mobile, respectivamente. Por fim, o modelo RM-955, também citado pela AdDuplex, pode ser a versão chinesa do Lumia 1020.

Via WMPowerUser

Windows Phone se estabiliza na terceira posição do mercado de sistemas operacionais móveis

by

windows-phone-degustacao

Demorou, mas aconteceu. Mesmo com os novos modelos BlackBerry Z10 e Q10 disponíveis no mercado desde o segundo trimestre de 2013, as vendas dos smartphones da fabricante canadense seguem em queda, em um mercado que ainda regista boas vendas. Nessa equação, quem aumentou a sua participação foi a Microsoft, com o seu Windows Phone, que se estabeleceu na terceira posição de vendas entre os sistemas operacionais móveis do mercado.

O Windows Phone ultrapassou o BlackBerry 10 nas vendas mundiais registradas ao longo do segundo trimestre de 2013 (compreendido entre os meses de abril e junho). O cenário chama a atenção, principalmente se levarmos em conta que, nesse mesmo período do ano passado, o cenário era completamente o inverso.

Com isso, o cenário atual começa a ficar mais claro. O Android segue como líder absoluto do mercado mobile, deixando o iOS na segunda posição, com uma desvantagem absurda, mas é um segundo lugar sólido. Para a Microsoft, ficar com a terceira posição não deixa de ser uma vitória, uma vez que pode dizer que é a que está mais presente no mercado, depois daqueles sistemas considerados “onipresentes”.

Quem revela esses dados é a IDC, que publicou hoje (08) o seu relatório trimestral de market share do mercado mobile. Segundo esses dados, o número de dispositivos com o sistema Windows Phone cresceu 77.6% em 12 meses, enquanto que os dispositivos com o sistema BlackBerry registraram quedas de vendas de 11.7%. Em um mercado que ainda está em crescimento (apesar do temor da proximidade do ponto de saturação), os números da BlackBerry também deveriam estar em alta. Porém, ainda que a maioria de suas vendas sejam originárias dos modelos Z’10 e Q10, os dados não deixam de ser um balde de água congelada para os canadenses.

Por outro lado, a guerra para a Microsoft ainda não terminou. Mesmo com o aumento expressivo nas vendas, o Android e o iOS ainda estão muito na frente do Windows Phone. As vendas globais dos dois líderes do mercado mobile, combinadas, aumentaram em 13.2% durante o segundo trimestre de 2013. Ou seja, podemos dizer, sem medo de errar, que os sistemas da Google e da Apple ainda serão dominantes nesse segmento por muito tempo.

A conclusão que podemos tirar de todos esses números não pode ser outra: as gigantes do mercado seguem sendo gigantes, com números de venda que ajudam a manter Android e iOS na liderança Por outro lado, o terceiro colocar já tem um dono: o Windows Phone. Já a BlackBerry tem que trabalhar muito para tentar recuperar esse posto. E quanto mais o tempo passa, a impressão que dá é que a missão dos canadenses é cada vez mais complicada.

Uma última informação: do mercado de smartphones com Windows Phone, 80% desses dispositivos são fabricados pela Nokia. Nenhuma surpresa aqui, certo?

Via Gadgetos

Jelly Bean pode ultrapassar o Gingerbread no market share do Android no mês que vem

by

android-numbers-june-2013

Parece que a batalha infernal que a Google trava com a versão 2.3 Gingerbread do Android (batalha essa criada pela própria Google, é sempre bom lembrar) está começando a chegar ao fim. Tudo indica que no mês de julho, a versão Jelly Bean finalmente seja a dominante do mercado Android.

A última análise de distribuição das versões do Android mostra que o Jelly Bean só está 3.5% atrás do Gingerbread. Combinadas as versões Ice Cream Sandwich e Jelly Bean (Android 4.x), já temos quase 60% de mercado dominado por um sistema mais “recente”. A estimativa é que a partir do próximo mês, o Android Jelly Bean destrone o Gingerbread como a versão mais utilizada do Android.

Enquanto isso, as versões inferiores do Android (2.2 ou inferiores – Froyo, Eclair e Donut) ainda custam a morrer, contando com menos de 5% de presença de mercado.

É claro que é muito bom ver que as versões mais atuais do Android estão sendo a maioria entre os dispositivos em uso, mas isso não deve durar muito, já que temos a expectativa do lançamento de uma nova versão do Android em breve. Segundo os mais recentes rumores, a versão Key Lime Pie (5.0) será anunciada no segundo semestre, e o Android 4.3 Jelly Bean pode ser lançado já no mês que vem.

Alguns outros rumores sugerem que a Google está intencionalmente adiando o lançamento da versão Key Lime Pie para dar uma sobrevida ao Jelly Bean, e para que os usuários não tenham que esperar muito por uma atualização dos seus dispositivos quando essa nova versão for lançada.

A não ser que a Google tenha um grande plano para agilizar essa atualização dos dispositivos, a versão Key Lime Pie deve seguir o mesmo longo caminho da Jelly Bean para se tornar a versão dominante do Android. Não imagino a Google mudando as suas regras do jogo das atualizações dos dispositivos de forma tão dramática. Por outro lado, é sempre bom ter alguma ponta de esperança nesse sentido.

Via AndroidDevelopers

Apple e Samsung dominam 55% do mercado de smartphones, e arrecada mais de 90% dos lucros gerados

by

Quando revelam a desproporcional diferença da quantidade de dispositivos iOS e Android disponíveis no mercado, isso não chega mais assustar ninguém, porque já supomos que entre Apple e a dupla Samsung/Google estavam conquistando todos os novos clientes de dispositivos móveis. O que surpreende é que um recente estudo confirma essa suposição.

Números divulgados pela ABI Research revelam que a Samsung e a Apple juntas contam com 55% do mercado mundial de smartphones, e que durante o primeiro trimestre de 2012, eles conseguiram mais de 90% dos lucros gerados. Pode parecer que não sobrou nada para as demais, mas os números até que são positivos para empresas como a HTC e a Sony, que conseguiram vender uma boa quantidade de dispositivos, e ainda que as marcas não dominam o mercado, terminaram o primeiro trimestre com um aumento em suas vendas.

Porém, a situação é bem diferente para fabricantes como Nokia e RIM, que continuam perdendo mercado, e sabem que está cada vez mais difícil manter ou recuperar clientes, uma vez que as duas empresas não apresentam produtos que chamam a atenção do público.

A ABI estima que o negócio da Nokia deve crescer aproximadamente 5.000% apenas para compensar os prejuízos gerados pela perda de clientes que abandonaram o Symbian para adotar outras plataformas, e para conseguir isso, o fabricante finlandês deve olhar mais para o mercado asiático, que nos últimos meses cresceu 80%. O problema é que o mercado dessa região do planeta é dominado por empresas como Huawei e ZTE.

Abaixo, temos o ranking trimestral, com as milhões de unidades distribuídas ao redor do planeta (em ordem alfabética):

  •     Apple: 35
  •     Huawei: 6,8
  •     Nokia: 11,9
  •     RIM: 11,1
  •     Samsung: 43
  •     Sony: 7
  •     ZTE: 4,9

Via ABI Research

[notícias] A penetração de mercado do Internet Explorer caiu para menos de 60%, segundo a NetApplications

by

Algo muito interessante aparece nas últimas estatísticas de uso dos navegadores publicados pela NetApplications: o Internet Explorer registrou uma queda histórica na sua penetração de mercado. O navegador da Microsoft (em todas as suas versões) caiu para 59,95% de penetração de mercado. Quem ganhou mercado com esta queda foram o Google Chrome, com 6,73% e o Safari, com 4,72% do mercado, enquanto que o Firefox continua sendo o segundo navegador mais usado, com 24,59%. Apesar da queda, o IE continua sendo o navegador mais popular da internet, segundo o NetApplications. Vale lembrar que outras empresas de estatísticas, como a StatCounter, colocam o IE com apenas 51,42% de mercado. E acreditem, este resultado, apesar de sendo muito menor, segue sendo muito alto a favor do software da Microsoft.

Fonte