Arquivo para a tag: macbook 2015

Esqueça essa história de consertar o seu novo MacBook por conta própria

by

mk2snwO4RDsfw4Nb

O iFixit de novo faz o trabalho sujo de desmontar dispositivos de tecnologia muitos cobiçados. Mostrou as entranhas do MacBook Pro com Force Touch e do MacBook Air 2015, mas ainda restava abrir e desmontar o novo MacBook (2015).

Bom, essa desmontagem é, na prática, algo bem relativo, pois o portátil ultrafino da Apple parece ter sido pensado para tornar essa tarefa algo impossível. A sua bateria central está colada, e a famosa porta USB-C se encontra enterrada em baixo de outros componentes. A RAM, o processador e a unidade de armazenamento estão soldados na pequena placa-mãe.

hXIAAcSVGgWA2jlX

A conclusão que se chega é que o melhor é que você nem se aventure a tentar consertar por conta própria o novo MacBook em caso de problemas. A nota do iFixit sobre o nível de dificuldade de reparo é um contundente 1 em 10 (quanto mais alta a pontuação, mais fácil o produto é de ser consertado).

E sempre convidamos você a conferir o processo completo de desmontagem do iFixit. No caso do novo MacBook, basta clicar nesse link.

O5qYbWSJKkqrV4Ub

Novo disco rígido da LaCie está pronto para o novo MacBook

by

lacie-porche-design-mobile-drive-usb-c

A LaCie apresentou o novo disco rígido Porsche Design Mobile Drive, que já está pronto para ser o parceiro perfeito do novo MacBook da Apple. O modelo oferece um conector USB Type-C, e no caso de você precisar utilizar com outros equipamentos, você pode usar um adaptador que acompanha o kit de venda do produto.

O novo LaCie Porsche Design Mobile Drive estará disponível no segundo trimestre de 2015, em três capacidades: 500 GB, 1 TB e 2 TB. Preços não foram revelados.

Porsche-Design-MBA Type_C_Cable

Via LaCie

Novo MacBook: tudo passa por uma única porta

by

650_1000_1-6

A Apple apresentou um novo MacBook, que vai além de ser uma renovação do modelo Air (que ainda existe). É um novo produto, com muitos detalhes que chamam a atenção. Talvez o mais polêmico está nas portas… ou na ausência delas.

O novo MacBook simplificou bastante as suas conexões físicas. Do lado esquerdo, temos uma única entrada, que está responsável por todas as entradas disponíveis em um portátil: carregar o dispositivo, oferecer a saída de vídeo auxiliar e transmitir dados. O lado positivo disso é que temos a implementação da porta USB Type-C, que é pequena e reversível, e que deve se tornar o padrão nos computadores portáteis nos próximos meses.

O lado negativo, você já pode imaginar: uma única porta que não é compatível diretamente com todos os acessórios, periféricos ou memórias USB que você acumulou ao longo dos últimos anos.

650_1000_environment_large_2x

Logo, você já pode imaginar que não vamos poder fazer várias coisas de uma única vez. Não vamos poder carregar o smartphone enquanto carregamos o MacBook, nem usar a saída de vídeo com o monitor enquanto acessa o disco rígido externo.

Agora, é uma coisa de cada vez.

Mas existe uma solução que pode ampliar as portas disponíveis no equipamento. A Apple tem alguns adaptadores oficiais, que custam 89 euros, com portas múltiplas (USB-C para AV digital, ou USB-C para VGA). Se o que você usa mais é a USB, um adaptador específico custa 19 euros.

650_1000_conector-hdmiCom o tempo, devem chegar mais adaptadores para casos mais específicos. Mas é bom lembrar que sempre temos as funcionalidades sem fio (AirPlay, Bluetooth, etc).

Do outro lado do MacBook, na mesma altura, temos um conector jack de 3.5 mm, para os fones de ouvido.

650_1000_3-4

Parece claro que as portas ocupam um lugar importante, ou ao menos coincidem com o design de uma lateral tão fina. Mas certamente muita gente não teria se importado em perder essa baixa espessura para ter um pouco mais de flexibilidade no uso do portátil.

Também está o componente de evolução, por ser um dos primeiros a matar uma tecnologia que convive conosco, e que tem data de caducidade. A Apple decidiu em 1998 que não havia mais espaço para disquetes ou portas antigas de comunicação no iMac G3. No meio do caminho, nos deparamos com a eliminação dos leitores de CD nos notebooks. Quem sabe agora testemunhamos o fim de múltiplas portas de conectividade física?

Apple apresenta o novo MacBook, com tela Retina de 12 polegadas

by

macbook-2015-02

A Aple apresentou o seu novo MacBook (sem Pro ou Air no nome), que segundo a empresa é ‘o mais eficiente que a Apple jamais criou’. O novo portátil tem tela Retina de 12 polegadas, peso de 900 gramas e espessura de 13.1 mm, sendo assim 24% mais fino que o MacBook Air.

O modelo recebeu uma série de modificações, melhorias e tecnologias para ser um computador portátil realmente fino, leve e potente. Tudo começa pelo teclado, onde a Apple chegou ao extremo de destacar as modificações do mecanismo de acionamento de teclas, que foi refeito do zero até alcançar o resultado de ‘mecanismo de mariposa’. O resultado é um teclado 40% mais fino.

teclado-novo-macbook

A já destacada tela Retina de 12 polegadas possui uma resolução de 2304 x 1440 pixels. Outra novidade do novo MacBook é o Force Touch, um trackpad que possui quatro sensores e um motor sensível ao toque. Os sensores substituem o botão direito do mouse por uma pulsação mais forte, que pode ser configurada para estabelecer ações para esse toque personalizado.

macbook-trackpad

Seu interior apresenta uma nova interação da arquitetura unibody, que se destaca por um design sem ventiladores. Sua placa-mãe ocupa 67% menos espaço, e o processador Intel Core M (Broadwell) a 1.3 GHz é o novo destaque positivo do produto, já que esse chip consome apenas 5 W de energia.

A escolha desse processador está diretamente ligada ao design, mas também temos que pensar no impacto desse componente da produtividade geral do produto. Será um computador eficiente para muitas tarefas, mas talvez ele deixe a desejar em funções com muito apelo para a Apple, como por exemplo a criação audiovisual.

650_1000_apple-evento-marzo-22

Todo o espaço ganho permitiu a integração de baterias assimétricas, aproveitando assim toda a superfície por conta das novas baterias, que prometem uma autonomia de 9 horas de navegação na web. O novo MacBook conta com conectividades WiFi 802.11ac e Bluetooth 4.0, além de 256 GB de armazenamento em SSD, chip gráfico Intel Graphics 5300 e 8 GB de RAM, na sua versão mais básica.

Outra novidade interessante é a chegada do conector USB-C (USB 3.1 Type C), que além de ser reversível, permite uma versatilidade muito maior, substituindo o conjunto de conectores tradicionais – incluindo o Thunderbolt, aposta da Apple que foi esquecida nesse novo MacBook. Conectores como VGA, DisplayPort e HDMI também foram eliminados, restando essa como única opção, assim como o leitor de cartões, que desapareceu do equipamento.

O novo MacBook estará disponível em duas versões a partir do dia 10 de abril, e em vários países (que a Apple não especifica). Os dois modelos custarão US$ 1.299 (256 GB de armazenamento e o processador base) e US$ 1.599 (processador Intel Core M de 1.2 GHz e 512 GB de SSD). As opções de cores do novo MacBook serão as mesmas do iPhone e iPad (prata, cinza espacial e dourado).

650_1000_apple-evento-marzo-27

A Apple não se esqueceu dos antigos MacBook Air e MacBook Pro. Os dois modelos foram atualizados com os processadores Intel de quinta geração (Broadwell), onde o MacBook Pro de 13 polegadas recebe também o trackpad Force Touch, além de unidades SSD duas vezes mais rápidas que suas antecessoras. O MacBook Air também recebe a o novo processador e a nova SSD.

A autonomia de bateria dos dois modelos também aumentou (no caso do MacBook Pro de 13 polegadas para até 10 horas de navegação).

Mais imagens do novo MacBook a seguir.

macbook-2015-03 macbook-2015-07 macbook-2015-06 macbook-2015-04 macbook-2015-03 macbook-2015