Arquivo para a tag: lenovo

Lenovo IdeaCentre Y710 Cube, um desktop em forma de cubo pensado na realidade virtual

by

Lenovo IdeaCentre Y710 Cube

A Lenovo apresenta o Lenovo IdeaCentre Y710 Cube, que tem forma similar a um cubo alargado, tamanho bem compacto para uma relativa mobilidade (pesa sete quilos) e pensado no consumo de conteúdo com realidade virtual.

O formato não impediu que o desktop recebesse componentes de última geração, como um processador Intel Core i7 de sexta geração, 32 GB de RAM, 2 TB de HD + 256 GB de SSD e gráficos NVIDIA GeForce GTX 1080, com 8 GB de RAM.

Chama a atenção os periféricos de jogo e sua filosofia gaming, com um mouse com teclado USB sem fio, em um sistema que permite a conexão de oito elementos.

Aliás, o Lenovo IdeaCentre Y710 Cube é bem completo na parte de conectividade: Killer LAN/WiFi 10/100/1000M, HDMI, VGA, USB 2.0 e uma USB 3.0 na lateral. Há duas portas USB 3.0 na parte superior, que funcionam inclusive com o equipamento desligado.

 

Lenovo IdeaCentre Y710 Cube: tudo isso, por 1.700 euros

Lenovo IdeaCentre Y710 Cube 07

 

O Lenovo IdeaCentre Y710 Cube poderá ser melhor conhecido na Gamescon 2016, ao lado dos óculos de realidade virtual da Oculus e da HTC. É também um equipamento perfeito para os games tradicionais, um autêntico concorrente dos consoles, para os gamers muito exigentes que podem pagar a mais por isso.

O produto chega aos principais mercados internacionais em outubro, com um preço inicial sugerido de 900 euros. Para quem pensa em comprar a versão “VR-Ready”, o preço inicial é de 1.700 euros e, mesmo assim, essa versão só conta com uma placa NVIDIA GTX 1070.

Não há informações de preços com a GTX 1080, mas é de se imaginar que será bem caro.

Como a Lenovo está acabando com a essência da Motorola

by

moto g4 camera teaser

O caminho da Motorola no mundo da tecnologia móvel não foi um mar de rosas. A empresa teve nas mãos a patente do celular, viveu uma era de ouro com os feature phones, caiu no esquecimento por não saber se adaptar aos smartphones, e foi absorvida pela Lenovo depois de passar pelas mãos da Google.

Apesar de tudo isso, a Motorola virou referência quando lançou o primeiro Moto G, um smartphone que redefiniu a linha média depois de um modelo igualmente promissor, o Moto X, que deixava claro qual era o caminho que a Google queria percorrer, mas que agora, parece já quase perdido, com esse suposto Moto M aparecendo no horizonte.

Mais um Moto, e vão…

moto x style

Se havia algo que a Google tinha bem claro quando estava com a Motorola nas mãos era ter na empresa uma segunda marca para o seu conceito Nexus. Logo, as séries Moto X, Moto G e Moto E recebiam rápidas atualizações, uma customização quase nula e um desempenho acima da média.

A linha Moto não contava com um hardware top de linha, mas entregava uma performance excelente com equipamentos teoricamente obsoletos, algo que mudou esse ano. Não apenas na aposta por melhores características na linha Moto Z, mas porque seus modelos parecem se multiplicar.

O Moto Z, que muitos acreditavam que seria o Moto X, chegou em par com o Moto Z Force. A variante Force do Moto X existiu com a Google, mas os rumores falavam em um Moto Z Play e um Moto Z Style no caminho, com o primeiro até com especificações vazadas.

Então… quantas variantes do Moto Z teremos?

O Moto G também se diversificou nesse exercício. A Lenovo lançou o Moto G4, o Moto G4 Plus e o Moto G4 Play. E quando parecia que este último substituiria a linha E, chegou o Moto E3 para seguir aumentando a lista de dispositivos.

Com isso, a linha Moto pode ter nove modelos em 2016. Ou mais. Já que o novo Moto M aparece no horizonte.

Se a Sony muda tanto, por que não a Lenovo/Motorola?

lenovo moto teaser

Isso é o que parece ter acontecido com esse Moto M que ate agora conhecíamos como Moto X. Na época da apresentação do Moto Z, a Lenovo deixou claro que a linha X seguiria viva. Porém, o que se fala nos bastidores é de uma mudança de nome, repetindo o movimento que a Sony fez, quando trocou a série Xperia Z pela Xperia X.

A Lenovo ocuparia a letra M, também abandonada pela Sony, e com isso levaria ao catálogo Moto a nova linha ao mesmo tempo que trabalha com os smartphones de sua marca própria.

Temos hoje smartphones Lenovo com diferentes numerações e nomes, difíceis de serem lembrados, e agora querem povoar o mercado com modelos das linahs Vibe e Moto.

É uma pena que a Motorola acabe sendo usada apenas para saturar o mercado de smartphones, perdendo a sua essência. A Lenovo deu a enteder que comprou a empresa norte-americana para poder entrar no mercado dos Estados Unidos. Agora, vendo os últimos movimentos, parece que a linha Moto passou a ser mais uma apenas, com um portfólio quase descontrolado.

De novo, uma pena. A linha Moto não é mais a mesma que conhecíamos quando estava nas mãos da extinta Motorola.

Via Pocketnow

Moto G4 Play é lançado no Brasil

by

moto-g4-play

A Lenovo iniciou hoje (4) as vendas do Moto G4 Play no Brasil. O modelo é o mais simples da quarta geração do Moto G, e é uma espécie de atualização do modelo de terceira geração.

 

Maior bateria, design novo, hardware um pouco mais potente

O Moto G4 Play possui uma tela LCD de 5 polegadas (1280 x 720 pixels) processador Qualcomm Snapdragon 410 quad-core de 1.2 GHz, 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 128 GB). O novo design se aproxima da família Moto G4, e o modelo é resistente a respingos. O modelo conta com câmeras de 8 MP e 5 MP, com recursos de software como Melhor Foto.

Sua bateria é de 2.800 mAh, uma considerável melhoria em comparação com os 2.470 mAh do Moto G3, e o modelo conta com recurso de recarga rápida. A versão brasileira possui suporte dual SIM, rádio FM e TV digital.

O Moto G4 Play chega ao mercado na cor preta, mas pode ser customizado com capas coloridas. Vem com o sistema operacional Android 6.0 Marshmallow, mas com atualização garantida para o Android Nougat. A interface segue a mesma, muito próxima ao do Android puro.

O Moto G4 Play tem preço sugerido de R$ 899.

Moto Z Play tem quase todas as suas características reveladas pelo TENAA

by

moto z play

Muito se falou se o Moto Z substituiria o Moto X, algo que a Lenovo negou. Agora, sabemos que os novos Moto Z Play e Moto Z Style estão a caminho, e o primeiro modelo já teve boa parte de suas características reveladas pela entidade certificadora chinesa TENAA.

 

Assim será o Moto Z Play, segundo o TENAA

Moto Z Play TENAA 01

O lógico é imaginar que o Moto Z Play (XT1635-03) será um dispositivo de linha média, mas mesmo assim recebe um processador Snapdragon 625 octa-core de 2 GHz, 64 GB de armazenamento (expansíveis via microSD), 3 GB de RAM, tela de 5.5 polegadas AMOLED (Full HD, 400 pixels por polegada), e provavelmente deve incorporara um leitor de digitais e a compatibilidade com os Moto Mods.

De acordo com os dados do TENAA, o modelo ainda recebe uma câmera traseira de 16 MP, além de um sensor frontal de 5 MP. Sua bateria deve rondar entre 3.300 mAh e 3.510 mAh.

Moto Z Play TENAA 02

Por já aparecer no TENAA, não deve demorar muito para o Moto Z Play ser apresentado. O modelo deve estrear na IFA 2016 de Berlim, no começo de setembro.

Via GSMArena

Lenovo Air 13 Pro, mais um MacBook com Windows 10

by

Lenovo Air 13 Pro

A Lenovo apresentou oficialmente o Lenovo Air 13 Pro, um notebook ultrafino que segue a mesma estratégia da Xiaomi com o Mi Notebook Air: oferecer um concorrente direto do MacBook Air da Apple, com Windows 10 e preço mais competitivo.

Como já estamos acostumados com a ideia que “todo mundo copia todo mundo no mundo da tecnologia”, não chega a chocar ver essa quantidade de produtos recentes seguindo a proposta de design da Apple. Por outro lado, a gigante de Cupertino agora tem provas claras que, mesmo com um produto referência nas mãos, é preciso uma renovação com certa urgência, já que qualquer fabricante agora pode entregar o mesmo ou algo até melhor.

 

Como é o MacBook da Lenovo?

Lenovo Air 13 Pro 02

O Lenovo Air 13 Pro possui uma tela IPS de 13 polegadas (Full HD), recebe um processador Intel Core-i5-6200 (Skylake), 4 GB de RAM, 256 GB de SSD, gráficos NVIDIA GeForce 940MX, WiFi 802.11ac, Bluetooth 4.1, porta USB 3.0, USB 2.0 e USB Type-C, além de conector para fones de ouvido e alto-falante estéreo de 1W. Sua bateria é de 48Wh, sua espessura é de 14.8 mm e seu peso é de 1.29 kg.

Em linha gerais, estamos diante de um produto que é muito parecido (para não dizer igual) ao Mi Notebook Air nas suas eprincipais especificações de hardware, com a diferença que o portátil da Lenovo tem muito mais chances de chegar ao mercado internacional, enquanto que o produto da Xiaomi está mais focado para o mercado asiático (pelo menos nesse primeiro momento).

O Lenovo Air 13 Pro possui o Windows 10 pré-instalado, e o seu preço sugerido é de US$ 750. É um modelo muito parecido com o Ideapad 700/710, o que pode fazer com que o seu nome mude para o mercado internacional. Com certeza veremos o produto na IFA 2016.

Lenovo/Motorola não vai lançar atualizações mensais de segurança nos seus smartphones Android

by

Motorola Lenovo Moto G4

Uma péssima notícia para os proprietários de vários dispositivos da Lenovo/Motorola (e um sinal de alerta para aqueles que pretendem adquirir um modelo deles nos próximos meses). A empresa informou que não vai adotar o sistema de atualizações mensais de segurança para os seus dispositivos Andorid.

 

“É difícil atualizar todo mês porque temos que testar muito…”

Alguns fabricantes decidiram adotar uma política de atualizações mensais de segurança para os seus smartphones Android, com o objetivo de reforçar e melhorar a proteção dos usuários. A Samsung é uma das maiores expoentes dessa iniciativa, liberando periodicamente os updates, sem esperar por novas versões oficiais do sistema operacional.

Outras gigantes do setor seguiram o mesmo caminho, como BlackBerry e LG. Já alguns fabricantes como a HTC entendem que a ideia não é vial, e agora a Lenovo/Motorola se posiciona oficialmente como parte do segundo grupo.

O comunicado oficial da empresa afirma que:

“A Motorola entende que manter os smartphones atualizados com as correções de segurança para o Android é algo importante para nossos clientes. Nos esforçamos para enviar as correções de segurança no menor tempo possível.

Porém, por conta da quantidade de testes e aprovações que são necessárias para liberar os updates, é difícil fazer isso mensalmente em todos os nossos dispositivos. O mais eficiente para nós é agrupar as atualizações de segurança em uma atualização de manutenção programada, ou na atualização do sistema operacional como um todo.

Conforme afirmamos anteriormente, o Moto Z vai receber os boletins de segurança do Android, assim como os modelos da série Moto G4.”

 

Mais um tiro no pé

É, sem dúvida, uma má notícia. É fundamental que as atualizações de segurança cheguem a tempo, e não quando a vulnerabilidade fica vigente por muito tempo, que é o que normalmente acontece com os modelos que não contam com um programa de atualização mensal.

Esperamos que a Lenovo/Motoroala reconsidere sua decisão, mudando sua postura a curto prazo.

Via NextPowerUP!

Lenovo Miix 510, um concorrente do Surface Pro 4 com Intel Kaby Lake

by

Lenovo Miix 510

A Lenovo antecipou uma de suas novidades para a IFA 2016 de Berlim, anunciando o Lenovo Miix 510, um notebook conversível no formato 2 em 1 que é um concorrente direto para Microsoft Surface Pro 4.

A principal novidade desse modelo está no uso da próxima plataforma de processamento da Intel, a Kaby Lake. A disponibilidade desse chip está prevista para o final de 2016, mas com certeza veremos esse hardware em novos produtos de diversos fabricantes. Não só a Lenovo apostará nessa plataforma, mas é esperado que a Apple faça o mesmo nos novos modelos do MacBook Pro.

 

Lenovo Miix 510: características técnicas

O Lenovo Miix 510 é um portátil 2 em 1 com tela multitouch de 12 polegadas (Full HD), com várias versões do Intel Kaby Lake a escolher, além das diferentes configurações de hardware, a partir de 4 GB de RAM. Também estão disponíveis diferentes capacidades de armazenamento.

A base com teclado está inclusa no kit de venda, e ela se conecta à tela para uma utilização do equipamento como um ultrabook. Um suporte na parte traseira do tablet facilita a sua disposição para várias inclinações.

Lenovo Miix 510 02

O modelo recebe basicamente as mesmas opções de conectividade padrão do Surface, com WiFi 802.11 ac, Bluetooth 4.0, portas USB, saída micro HDMI, conector para fones de ouvido, câmeras de 5 MP e 2 MP e leitor de cartões microSD. Também incluirá suporte para lápis óticos e um modem 4G/LTE opcional em algumas configurações. Sua autonomia de bateria será de até 8 horas de uso.

O Lenovo Miix 510 conta com o Windows 10 pré-instalado, e será apresentado na IFA 2016 em setembro. Com certeza não será o único 2 em 1 que veremos na feira alemã, já que esse é o formato com melhor desempenho de vendas nesse momento de crise no mercado de PCs.

Lenovo Vibe C2 é lançado no Brasil

by

Lenovo Vibe C2

A Lenovo anuncia a chegada ao mercado brasileiro do novo smartphone Vibe C2.

O modelo é mais um lançamento da Lenovo pensado no mercado de entrada de smartphones, setor que ainda registra boas vendas, com dispositivos que oferecem uma melhor relação custo-benefício para quem quer pagar pouco no seu dispositivo Android. Com recursos minimamente ajustados para oferecer uma experiência de uso mais ajustada, são modelos que contam com elevado apelo popular, o que pode naturalmente se converter em vendas elevadas.

 

Lenovo Vibe C2: especificações técnicas

Lenovo Vibe C2 02

O dispositivo entra no segmento de entrada de smartphones, e promete oferecer ao consumidor uma experiência completa por um preço acessível. O Lenovo Vibe C2 possui uma tela de 5 polegadas IPS (HD), sistema de áudio Waves MaxxAudio, câmeras de 8 MP e 5 MP com tecnologia V-Selfie na câmera frontal, bateria de 2.750 mAh com modo de recarga rápida, processador quad-core de 1 GHz, 1 GB de RAM, 16 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 32 GB) e sistema operacional Android 6.0 Marshmallow.

O dispositivo ainda conta com conectividade 4G no primeiro slot SIM, e chega ao mercado brasileiro com preço sugerido de R$699.

 

Moto Z Force (Droid) tem a segunda melhor câmera do mercado

by

Moto Z Force

De acordo com um comparativo realizado pelo DxOMark, o Moto Z Force (Droid) conta com a segunda melhor câmera fotográfica e de vídeos do mercado na atualidade.

Melhor do que o Moto Z Force, apenas os modelos HTC 10 e o Samsung Galaxy S7. O iPhone 6s da Apple fica em posições abaixo dos três citados.

Vendo as conclusões finais da análise, podemos verificar que, entre as principais avaliações positivas citadas no registro de fotos, se encontram o bom nível de detalhes em condições de baixa luminosidade, a boa redução de ruído, o bom balanço de brancos e a boa qualidade na renderização de cores.

Na parte de gravação de vídeos, o Moto Z Force recebeu destaque positivo na boa exposição, o balanço de brancos, o estabilizador de imagem, o foco automático, a boa qualidade final da imagem e a redução de ruído.

Até o momento, o Moto Z Force não tem previsão de chegada para o mercado brasileiro. Já o Moto Z foi apresentado, e começa a ser vendido no Brasil em setembro.

Via DxOMark

Moto Z é apresentado no Brasil

by

Moto-Z-2016-01

Em evento realizado nos seus escritórios em São Paulo, a Lenovo apresentou oficialmente o smartphone Moto Z para o Brasil, assim como os módulos Moto Snaps.

O Moto Z só chegará ao mercado brasileiro e setembro e seu preço não foi revelado, mas a Lenovo ofereceu um preview do smartphone, que se propõe a ser ultrafino e disposto a atender diversos nichos de mercado com vários módulos.

O Moto Z brasileiro terá suporte dual SIM (com segundo slot também atuando como microSD), com 64 GB de armazenamento, processador Snapdragon 820 de 1.8 GHz e corpo de alumínio com 5,2 mm de espessura. Nas câmeras, o Moto Z recebe um sensor traseiro de 13 MP com estabilizador ótico e foco a laser. O sensor frontal possui 5 MP de resolução, com lente grande angular e flash LED. A Lenovo garante que a bateria desse smartphone aguenta um dia completo de uso sem recarga, que pode ser feita pelo modo TurboPower, obtendo assim sete horas de autonomia com apenas 15 minutos de recarga.

O modelo recebe o sistema operacional Android 6.0.1 Marshmallow, praticamente sem customizações, além do suporte aos módulos Moto Snaps, que agregarão um valor maior ao smartphone.

Repetindo: o modelo chega ao mercado brasileiro apenas em setembro, e seu preço não foi anunciado.

Por que a tela do Moto Z Force não quebra?

by

droid

A Motorola fez um excelente trabalho nos seus últimos smartphones, tanto nas especificações como no acabamento e resistência. O Moto Z Force, por exemplo, possui uma tela inquebrável.

Isso é possível pelo uso da capa de proteção ShatterShield de segunda geração, que está em nível superior aos protetores de tela convencionais. Na imagem que ilustra o post vemos isso claramente pela dissecção de todas as capas que podemos encontrar na tela de um DROID Turbo 2. Essas capas são muito parecidas com as que encontramos no Moto Z Force.

É sem dúvida uma excelente ideia, não apenas pela proteção oferecida, mas também porque a mesma pode ser substituída a qualquer momento com um custo mínimo de US$ 30.

É preciso levar em consideração que isso não quer dizer que o Moto Z Force é “indestrutível”, mas desde já o seu grau de resistência a quedas é muito elevado, e com um cuidado mínimo você não deve ter problemas com ele ao longo de sua vida útil.

 

Via SlashGear

Por fim, o Moto X 2016 pode mesmo existir, e suposto benchmark o mostra como promissor

by

Moto X 2015

Um vazamento de benchmark revelou a existência de um smartphone da Lenovo, com nome de código Motorola XT1650, que pode muito bem ser o Moto X 2016.

O modelo chegaria depois da Lenovo apresentar os novos Moto Z e Moto Z Force, e rapidamente desmentir que esses modelos “matariam” a série Moto X.

 

Assim seria o futuro Moto X 2016

moto x 2016 benchmark

As especificações flagradas pelo Geekbench não podem ser comparadas com os poucos rumores sobre o Moto X 2016, o que deixa difícil garantir o que é real ou ficcional nos dados. Porém, são características promissoras.

O suposto Moto X 2016 by Lenovo contaria com uma tela de 5.5 polegadas (QHD, 2560 x 1440 pixels), processador Qualcomm Snapdrtagon 820 quad-core (Kyro), 4 GB de RAM, 32 GB de armazenamento (não sabemos se será em versão única) expansíveis via microSD, câmeras traseira de 21 MP e 12 MP, câmera frontal de 5 MP e, na sua fase de testes, com sistema operacional Android 6.0.1 Marshmallow. Não sabemos se chegará ao mercado com o Android 7.0 Nougat.

A proximidade da IFA 2016 de Berlim nos faz pensar que o futuro Moto X 2016 by Lenovo pode ser apresentado nesse evento. Porém, a empresa tende a realizar eventos exclusivos para apresentar os seus produtos.

Esperamos que nas próximas semanas novos dados sobre esse smartphone sejam divulgados, como se teremos dois modelos, datas de apresentação e de chegada ao mercado. Não seria descabido ver o Moto X 2016 em agosto, já que a Samsung antecipou o lançamento do Note 7.

Via HDBlog

Lenovo SoftBank 503LV, o primeiro smartphone da empresa com Windows 10 Mobile

by

Lenovo SoftBank 503LV

A Lenovo anunciou no Japão o Lenovo SoftBank 503LV, smartphone com Windows 10 Mobile e compatível com o modo Continuum. O dispositivo é exclusivo do mercado japonês, concebido em parceria entre Lenovo, Microsoft Japão e o provedor de internet SoftBank.

 

Assim é o Lenovo SoftBank 503LV

Lenovo SoftBank 503LV 02

O Lenovo SoftBank 503LV é um dispositivo de linha média, com uma tela de 5 polegadas (HD), câmeras de 8 MP e 5 MP. Porém, oferece o suficiente para um ótimo desempenho, e o mínimo para ser compatível com o Microsoft Continuum.

Recebem um processador Qualcomm Snapdragon 617 octa-core Cortex A53, GPU Adreno 405, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento (expansíveis via microSD). O modelo é compatível com as redes 4G, inclui WiFi dual-band, Bluetooth e porta microSD. Tudo é alimentado por uma bateria de 2.250 mAh.

O Lenovo SoftBank 503LV vem com vários apps pré-instalados (Skype, Office Mobile, etc), e pode ser conectado com um  monitor, teclado e mouse, oferecendo uma experiência de desktop.

O Lenovo SoftBank 503LV não deve desembarcar em outros países (pelo menos não com esse nome), mas não descartamos a possibilidade da Lenovo usar o meso hardware para outro modelo. Preço e data de lançamento não foram confirmadas, mas tudo indica que será no final de outubro.

Via SoftBank

Moto E3 (2016) é apresentado oficialmente no Reino Unido

by

Moto E3

A Lenovo apresentou oficialmente o Moto E3, terceira geração do Moto E da Motorola. O modelo mantém o espírito dos seus predecessores, apostando em um perfil técnico completo por um preço mais acessível.

 

A democratização das cinco polegadas

Tal e como fizeram com a linha Moto G, o Moto E3 aumentou de tamanho, passando para as 5 polegadas (HD, 294 pixels por polegada), mais que suficientes para uma boa nitidez e experiência de uso.

Seu design se alinha com o que vimos no Moto G4, com uma carcaça em plástico mate e bordas com efeito metalizado, com formas arredondadas muito fluídas. Obviamente, não temos um sensor de digitais nesse caso na parte frontal. Em compensação, há uma lâmina de cristal resistente cobrindo a tela, garantindo uma maior proteção em caso de chuvas.

 

Moto E3: especificações técnicas

Moto E3 03

O Moto E3 conta com um processador quad-core, conectividade 4G, câmeras de 8 MP e 5 MP e bateria de 2.800 mAh, garantindo uma ótima autonomia de uso. Além disso, já chega ao mercado com o Android 6.0.1 Marshmallow de série, com atualização garantida para o Android 7.0 Nougat.

O modelo foi anunciado quase de surpresa, mas a Lenovo não revela o seu preço para o mercado internacional. No Reino Unido, o Moto E3 vai custar 99 libras, ou 118 euros, o que o deixa posicionado como um potencial campeão de vendas, com tudo para seguir os passos dos primeiros modelos, conquistando quem busca uma experiência Android completa mas sem gastar muito por isso.

Moto E3 04 Moto E3 02

Lenovo Vibe C2, o suposto gêmeo do futuro Moto E 2016

by

Lenovo Vibe C2

O Lenovo Vibe C2 é anunciado oficialmente, confirmando muitos dos detalhes previamente vazados. Temos aqui um modelo de entrada do primeir escalão do catálogo dos chineses, oferecendo uma boa lista de especificações. Vale a pena prestar atenção nesse modelo, pois pode ser o clone do futuro Moto E 2016.

 

Assim é o lenovo Vibe C2

Lenovo Vibe C2 02

O Lenovo Vibe C2 conta com uma tela de 5 polegadas (720p, 293 pixels por polegada), câmeras de 8 MP e 5 MP, processador MediaTek MT6735P quad-core de 1 GHz, 1 GB de RAM, 8 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 32 GB), sistema operacional Android 6.0.1 Marshmallow, suporte dual SIM para redes LTE/4G e bateria de 2.750 mAh.

O Lenovo Vibe C2 foi anunciado no site da Lenovo da Rússia, e seu preço e data de lançamento não foram revelados. Especula-se que ele pode chegar ao mercado nas próximas semanas, mas não chegaria em outros mercados globais, ou pelo menos não com esse nome.

Por tudo o que foi apresentado, é possível que o Lenovo Vibe C2 seja uma versão do futuro Moto E 2016. Para comprovar essa teoria, temos que esperar um pouco mais.

Via Lenovo Rusia