Arquivo para a tag: kodak

CES 2015 | Kodak IM5 (ou Instamatic 5), o primeiro smartphone da Kodak

by

kodak-im5

A Kodak, lendária empresa do segmento fotográfico, volta a ser destaque em uma edição da CES, mas não com uma câmera, e sim com um smartphone: o Kodak IM5 (ou Instamatic 5).

Esse dispositivo nasce em parceria com a empresa chinesa Bullit Group, e oferece funções fotográficos interessantes aos usuários (não esperava menos de um smartphone da Kodak). O modelo se destaca inicialmente pela capa de personalização inserida sobre o Android, com grandes ícones e interface exageradamente simples (e até antiquada).

Não deve fazer com que os usuários acostumados ao Android mais avançado se interessem pelo aparelho, mas pode fazer com que os usuários mais casuais olhem para o produto com alguns bons olhos.

Mas o que realmente importa são as configurações das câmeras. O sensor traseiro é de 13 megapixels, e o sensor frontal é de 5 megapixels. A Kodak oferece um aplicativo próprio para a câmera que simplifica todo o processo, desde a captura até a edição e compartilhamento das fotos nas redes sociais.

O dispositivo da Kodak possui um processador MediaTek octa-core de 1.7 GHz, 1 GB de RAM e 8 GB de armazenamento. Sua tela é de 5 polegadas (720p) e seu peso é de apenas 120 gramas. Se trata de um smartphone dual SIM gerenciado pelo sistema operacional Android 4.4.2 KitKat. Não está confirmado se os sensores das suas câmeras são da Kodak ou de terceiros.

O Kodak IM5 tem preço sugerido de 299 euros, e deve chegar ao mercado europeu no final do primeiro trimestre de 2015.

Kodak vai batizar tablets e smartphones Android em 2015

by

650_1000_kodak

A Kodak, aquela mesma que fabricava câmeras fotográficas, fechou uma parceria com o fabricante britânico Bullitt, para lançar em 2015 diferentes dispositivos móveis (smartphones, tablets e câmeras conectadas) no mercado. A aposta da parceria, além de oferecer um software dedicado a facilitar a captura e impressão de fotos, é a de simplificar o uso desses produtos, com uma capa de personalização sobre o Android.

Durante a próxima CES 2015 – que acontece em janeiro, em Las Vegas (EUA) -, veremos o primeiro smartphone da Kodak em parceria com a Bullitt. O modelo contará com Android 5.0 Lollipop de série, e a interface promete ser simples. Além disso, soluções de software para fotografia, que facilitam a captura, edição e impressão de fotos estarão presentes. Tudo isso para oferecer uma experiência de alta qualidade.

O smartphone que será apresentado em breve não será o único dispositivo da Kodak. Para a segunda metade de 2015, a marca vai apresentar mais dispositivos, como um smartphone 4G (muito provavelmente o primeiro modelo não receberá essa conectividade), um tablet e uma câmera conectada.

Vamos aguardar pelo começo da CES 2015 para ver o que a Kodak pode realmente oferecer de novo para o mundo da telefonia móvel.

Via Telecoms

Kodak PixPro SP1, uma excelente alternativa à GoPro

by

Kodak PixPro SP1

Existem muitas alternativas à GoPro no mercado, mas poucas se aproximam da versatilidade necessária para essas câmeras de ação. Talvez o ponto mais negativo da GoPro seja o seu preço, que não é dos menores. Por isso, os consumidores e fabricantes pensam o tempo todo nas alternativas mais versáteis e econômicas. Como parece ser o caso da Kodak PixPro SP1.

Além disso, a GoPro não evoluiu muito nos aspectos técnicos, e mesmo oferecendo resoluções e modos de gravação avançados que a maioria dos mortais jamais vai utilizar. Tais recursos são usados mesmo para os profissionais (de marketing, inclusive). Para o usuário médio, a PixPro SP1 é suficiente, com uma boa resolução, funções avançadas e um excelente preço.

A Kodak PixPro SP1 possui um sensor de 14 megapixels, com gravação em Full HD (1920 x 1080 pixels, a 30 FPS), conectividade WiFi, modo de foto a 10 FPS, lente angular com abertura F/2.8, ajustes para diversos ângulos, estabilização de imagem, tela LCD de 1.5 polegadas, ISO 100-800, slot para cartões micro SD e SDHC de até 32 GB e bateria de 1.250 mAh.

 

As vantagens que a PixPro SP1 possui sobre uma GoPro

A Kodak PixPro SP1 suporta mergulhos de até 10 metros de profundidade, é resistente à golpes ou quedas de até 2 metros de altura, é resistente à poeira e temperaturas extremas. Sem falar no pequeno display de LCD de 1.5 polegadas já citado nas especificações técnicas. É o mínimo que se pede de uma câmera de ação ou esportes extremos.

 

Preço e disponibilidade

A Kodak PixPro SP1 tem preço sugerido de US$ 199 com os acessórios básicos. Será oferecida também em diferentes pacotes, como o Explorer (US$ 229), com itens para instalação na bicicleta ou capacete, o Aqua Pack (sem preço anunciado), para instalação em pranchas de surfe, e o pacote Extreme (US$ 249).

Via Gizmologia

Dicas de Compras | Câmera Semi-Profissional Kodak PixPro AZ 522

by

Kodak PixPro AZ 522-01

A câmera semi-profissional Kodak PixPro AZ 522 está disponível para compra no mercado brasileiro, com o preço sugerido de R$ 1.499, com opção de pagamento no boleto bancário, cartão de crédito, com parcelamento em até 12 vezes sem juros.

Sobre a Kodak Pro PIXPRO AZ522
– Zoom óptico de 52x;
– Lente grande angular de 24mm;
– 16MP CMOS;
– Disparo Contínuo de 9fps;
– Visor Eletrônico (EVF);
– OIS (estabilizador óptico de imagem);
– 3″ LCD;

Kodak PixPro AZ 522-02

Mais especificações
– Estabilização ótica de imagem;
– Compressão de imagem (ótima, boa, normal);
– Suporta formato DCF, DPOF, recursos de detecção (rosto, sorriso, piscar, gato, cachorro;
– HDR (3 exposições para criar uma foto);
– Compensação de exposição (+/- 3 EV em 1/3), balanço de branco (Auto AW);
– Luz do dia, nublado, fluorescente, fluorescente CWF, incandescente, manual;
– Color setting;
– Temperatura (1.900 K a 10.000K);
– Foto Panorâmica, suavizar pele, aumentar brilho dos olhos, aumentar olhos;
– Eye-Fi compatível com PictBridge, impressão Exif.

Para comprar esse produto no TargetHD, clique no banner no final do post (ou nas imagens que ilustram essa publicação).

Kodak PixPro AZ 522-03

04-botao-clique037-180.jpg

Kodak abandona a produção de impressoras de jato de tinta para consumidores

by

A Kodak segue no seu plano de abandonar o mercado de vez, se tornando simplesmente em um armazém legal dedicado a licenciar patentes (ou processar quem usar as suas patentes sem autorização), enquanto mantém as poucas divisões potencialmente rentáveis da empresa.

Depois de anunciar o abandono da produção de filmes fotográficos e de suas câmeras digitais, a empresa norte-americana se junta à Lexmark, e anuncia que em 2013 não vai mais vender impressoras de jato de tinta para o consumidor final, se centrando apenas no mercado profissional. Por outro lado, os seus cartuchos para impressoras domésticas seguirão em produção.

A Kodak, que no começo do ano declarou falência e se encontra amparada pela proteção contra credores, espera que essa decisão se traduza em um impacto negativo de US$ 90 milhões em suas contas. Não é exatamente uma boa notícia para a empresa, que necessita desesperadamente encontrar novas fontes de lucros.

Tanto, que não faz muito tempo, a mesma Kodak estava tentando vender suas numerosas patentes no melhor valor possível, mas agora, pensa em abandonar essa operação depois que Google e Apple (entre outras empresas) apresentaram ofertas decepcionantes pelas patentes, com valores abaixo dos US$ 500 milhões. Em breve, veremos se a Kodak consegue cumprir os seus planos de se reerguer em 2013, se tornando uma empresa sólida e sem dívidas.

Via Kodak

Kodak ScanMate i940, uma proposta compacta para escanear os seus documentos

by

A Kodak deixa momentaneamente de lado os seus problemas financeiros e nos tribunais para apresentar ao mundo um novo scanner portátil. Falamos do Scanmate i940, um modelo de tamanho compacto, que não se esquece de oferecer a conexão na nuvem, para uma maior comodidade de uso.

Com uma velocidade de até 20 páginas por minuto, este equipamento conta com uma resolução de até 600 ppp, e permite ser usada tanto com documentos convencionais (A40 como com cartões de visita (contando inclusive com a possibilidade de escanear cartões rígidos).

Como é habitual nesse tipo de proposta, o Scanmate i940 conta com vários programas para facilitar o trabalho dos usuários, encarregados de melhorar as imagens capturadas, exportá-las em diferentes formatos ou gerenciar documentos para enviar diretamente na nuvem (através de serviços como Evernote, Google Docs ou Microsoft Sharepoint, entre outros).

O Kodak Scanmate i940 pode ser encontrado na Europa pelo preço de 420 euros.

Via Kodak

Kodak finalmente recebe sinal verde para vender as suas patentes

by

A Kodak finalmente recebeu autorização para de uma corte norte-americana especializada em casos de bancarrota para vender pela melhor oferta o seu catálogo de patentes de captura digital, assim como o sistema de imagem e serviços (KISS, em sua sigla em inglês), apesar da oposição inicial da Apple e Flashpoint. O leilão deve acontecer no começo do mês de agosto, e ainda que provavelmente não resolva todos os buracos financeiros da empresa, com um pouco de sorte, deve manter a Kodak mais algum tempo no mercado.

Via Phys.org

Kodak processa a Apple por (supostamente) intrometer-se na venda de suas patentes

by

Depois de sua declaração de bancarrota e o fim da produção da linha de câmeras fotográficas, as principais atividades da Kodak são a venda de patentes e a interposição de demandas: dois espinhosos passatempos que em ocasiões terminam em situações como a de hoje.

Não satisfeita com as pelejas anteriores, o antigo fabricante de câmeras e filmes fotográficos decidiu levar a Apple nos tribunais, basicamente por “meter-se onde não foi chamada”. Para ser mais claro, a Kodak está se desfazendo de sua biblioteca de patentes sobre tecnologia de imagem, vendendo em forma de pacotes de patentes. Porém, a fabricante alega que a Apple está disposta a bloquear a venda de dez patentes originárias do começo da década de 1990, quando as duas empresas estavam unidas por uma amistosa relação, que no seu auge, resultou no lançamento das câmeras QuickTake.

A Apple, que declara que as patentes em questão são suas, não está sozinha, dado que uma empresa chamada FlashPoint Technology também estaria dificultando qualquer operação de venda, baseando-se em um antigo acordo com a empresa de Cupertino, que lhe conferia a propriedade compartilhada das patentes.

Em outras palavras, que todos afirmam ser donos de uma forma ou de outra destas citadas patentes, entre as quais se encontram uma que descreve uma tecnologia que facilita aos proprietários de uma câmera digital exibir suas fotos na tela LCD do dispositivo. E, nesse caso, não é de se estranhar que nenhuma das empresas queira dar o braço a torcer.

Via Reuters

Apple processa a Kodak. De novo. Para complicar ainda mais…

by

Não dá pra dizer que as coisas para o lado da Kodak estão boas. Bem longe disso. Depois de anunciarem falência e encerrar a produção das câmeras digitais, como se não bastasse mais nada de ruim para acontecer, chega a Apple com mais um processo contra a empresa, por uso indevido de suas patentes. As patentes estão relacionadas à produção de câmeras digitais, porta-retratos digitais e impressoras, sendo que este último é o único produto que a Kodak decidiu enfrentar o processo.

A Apple ainda espera a resposta do tribunal que cuida do caso financeiro da Kodak, para depois enviar a ação para a Comissão de Comércio Internacional, solicitando a retirada dos produtos do mercado. Isso pode significar a retirada de mercado dos únicos produtos da Kodak que poderiam oferecer um esboço de recuperação financeira para a empresa. Já a Apple alega que, legalmente, eles não estão obrigados a pedir permissão ao tribunal que cuida da falência da fabricante de câmeras para seguir com o processo, o que dá a entender que eles estão tendo uma certa dose de “piedade” com a empresa que está quase morta.

Via The Next Web

Kodak anuncia que vai encerrar a sua produção de câmeras digitais (e outros produtos) no meio do ano

by

A Kodak continua apertando o cinto, em sua tentativa de se salvar financeiramente. Depois de se declarar em falência no mês de janeiro, a empresa anunciou que vai abandonar a sua produção de câmeras digitais, filmadoras de bolso e porta-retratos digitais, com o objetivo de reduzir custos. O fim da produção desses produtos deve acontecer ainda nessa primeira metade de 2012, mas a empresa deixa claro que eles vão se manter no negócio de impressoras, laboratórios fotográficos, serviços para empresas e licenciamento para outras marcas. Além disso, as garantias dos produtos já existentes continuam valendo. É, sem dúvida, o fim de uma era.

Via Reuters

Momentos Kodak: empresa anuncia bancarrota, enquanto processa Samsung por infringir patentes

by

As previsões mais negativas se concretizaram, e a Kodak recorreu ao que se chama nos Estados Unidos de “Capítulo 11”, ou uma bancarrota voluntária, que obrigará a fabricante de câmeras fotográficas e filmadoras a enfrentar uma série de mudanças profundas e sensíveis, provocando uma séria restruturação.

Segundo afirma Antonio Pérez, CEO da Kodak, mesmo com todas as mudanças, a empresa vai continuar a oferecer produtos de primeira qualidade no mundo da imagem digital. Por enquanto, a Kodak coneseguiu US$ 950 milhões em financiamentos, o que deve proporcionar liquidez suficiente para continuar com suas operações durante esse período de restruturação.

Enquanto isso, a chuva de processos por infração de patentes que mantém contra vários fabricantes começa a revelar os seus alvos mais famosos. Mais uma vez, a Samsung está envolvida em uma ação de violação de patentes. Segundo o processo apresentado no Distrito Oeste de Nova York, a Samsung infringiu cinco patentes ligadas à tecnologia de captura e transmissão de imagens da Kodak, incluindo os métodos para seu envio por e-mail e redes sociais, via smartphones.

Não está muito claro quais são os dispositivos que são apontados como infratores pelos advogados da Kodak. A Samsung é apenas mais uma que está na lista de empresas processadas. HTC, Apple e Fujifilm também estão na mira da Kodak, que deve contar com vitórias na Justiça e acordos financeiros para sobreviver.

Via Forbes

O aplicativo Document Print da Kodak permite a impressão a partir de smartphones Android

by

Faz tempo que perdemos o costume de imprimir nossas fotos, e com a digitalização de nossas comunicações, alguns até preferem nem ter que instalar a impressora, e ajustar os parâmetros de qualidade. Mesmo assim, a Kodak quer facilitar a nossa vida, permitindo a impressão de qualquer documento a partir de um telefone com sistema Android, por meio de seu aplicativo Document Print.

Os requisitos mínimos falam do uso de uma impressora Kodak AiO registrada na rede, e a partir daí, basta você selecionar o documento, que pode estar em serviços como o Evernote, Dropbox, Google Docs ou até mesmo no navegador. Ou seja, é possível imprimir de qualquer lugar do planeta, graças à nuvem, por meio do Google Cloud Print.

via Android Police

Kodak apresenta filmadora Playfull Aquática no Brasil

by

A Kodak lança no Brasil a atualização da câmera Playfull, a Playfull Aquática, que é mais compacta e mais leve que o modelo tradicional. Além disso, ela é capaz de resistir à quedas de 1.5 metro, imersões aquáticas de até 3 metros e quedas de 1.5 metro.

A câmera possui um modo especial de balanço de branco, para uma melhor captura de imagens debaixo d’água. Sua tela de LCD é de 2 polegadas, e a filmadora conta ainda com botão Share, saída HDMI, interface USB 2.0 e slot para cartões microSD de até 32 GB. A qualidade de gravação de vídeos é de 720p (HD), a 30 FPS.

Seu preço sugerido no mercado brasileiro é de R$ 349,00, e estará disponível no Brasil ainda nesse mês de novembro.

via assessoria de imprensa

Kodak Playfull Waterproof, gravando seus vídoes debaixo d’água a 720p

by

A Kodak lança uma nova versão da câmera Playfull, com um desenho mais compacto e leve (85 gramas de peso) e com a capacidade de resistir à quedas de 1,5 metros, poeira e imersões aquáticas de até 3 metros, incluindo um modo especial de balanço de brancos, o que ajuda na hora de obter imagens mais reais debaixo d’água.

Além dessas especificações, vale mencionar que a Playfull Waterproof conta com tela LCD de 2 polegadas, botão Kodak Share, saída HDMI, interface USB 2.0 e slot para cartões SD (de até 32 GB), além de apontar que sua qualidade de gravação caiu, em virtude de tanto reforço, passando dos 1080p do Playfull original para 720p, disponíveis nessa nova versão.

Se as configurações dessa nova filmadora Kodak são suficientes para suas aventuras, saiba que o modelo chega ao mercado na segunda quinzena do mês de outubro nos Estados Unidos, com preço estimado de US$ 100 para o modelo na cor branca, e US$ 120 para o gadget na cor preta.

via Electronista

Kodak anuncia suas impressoras Hero, que são compatíveis com o Google Cloud Print

by

A Kodak anuncia uma nova linha de impressoras compatíveis com o Cloud Print do Google. As impressoras Hero chegam ao mercado em 5 diferentes modelos (3.1, 5.1, 6.1, 7.1 e 9.1), sendo que a 3.1 é o modelo mais básico, com tela de 2.4 polegadas e funções de impressão, scanner e copiadora, com o preço acessível de US$ 99.

Já a 9.1, que é o modelo mais top, conta com uma tela de 4,3 polegadas, alimentador automático de folhas e impressão dupla face, custando US$ 249. No meio do caminho, a 6.1, que custa US$ 199, é mais orientada para o mundo dos negócios, por causa de suas possibilidades de conexão à rede.

Todos os modelos chegam ao mercado internacional ainda nesse mês de setembro.

via Engadget