Arquivo para a tag: israel

Em Tel Aviv, temos torneios de Tetris em uma tela gigante

by

tetris-tel-aviv

Em Tel Aviv (Israel), foi feita uma bela homenagem ao jogo Tetris, ao mesmo tempo de oferecer diversão para os seus moradores enquanto visitam os pontos turísticos da cidade. Uma tela localizada em um dos principais edifícios da cidade foi utilizada para instalar um Tetris gigante e completamente funcional.

 

Uma boa forma de investir os impostos

 

tetris-tel-aviv-02

 

O edifício principal da cidade de Tel Aviv passou por uma reforma, que consistiu na instalação de uma tela de 3 mil metros quadrados, formada por 480 LEDs coloridos, que é usada principalmente para exibir avisos e publicidade. E com a inauguração da Festival de Inovação DLD, eles decidiram dar um ovo uso para a tela.

 

tetris-tel-aviv-03

 

Os organizadores do festival, em parceria com o governo da cidade, instalaram dois joysticks gigantes no meio da praça em frente ao prédio, que ficam conectados de forma sem fio em uma placa Arduino, que por sua vez conta com alguns jogos instalados, como Tetris, Snake e Pong. Os jogos são projetados na tela do edifício.

A ideia desse projeto é habilitar os jogos ao longo de um final de semana para promover o festival. Mas por conta do sucesso da ação e da grande participação dos seus moradores, o governo decidiu que em todas as noites de sexa-feira a cidade terá torneios públicos de Tetris.

É uma forma criativa e divertida de usar a tecnologia.

 

 

tetris-tel-aviv-04 tetris-tel-aviv-05

Via Digital Trends

OnePlus 2 (vendido por terceiros) com malware de série

by

oneplus2

O site Geektime revela um problema no sistema de vendas do OnePlus 2 que requer a atenção dos compradores. Um dos maiores portais de vendas de produtos de tecnologia de Israel estaria distribuindo o produto com malwares pré-instalados, algo que não deveria acontecer, uma vez que o controle das unidades distribuídas é da própria OnePlus.

Um grupo de usuários aborrecidos por não poderem comprar o dispositivo, acessaram a KSP, um dos maiores portais de vendas de produtos de tecnologia de Israel, que estava oferecendo o produto. Eles receberam o OnePlus 2 oficial e funcionando perfeitamente, mas com um detalhe: quando acessado o navegador Chrome, eles eram redirecionados para o site ‘global.ymtracker’, antes de mostrar a URL buscada.

Desconfiados, alguns deles executaram o software anti-vírus AVG no dispositivo, encontrando quatro ameaças em potencial. Duas delas puderam ser eliminadas, mas os aplicativos ‘Browser’ e ‘Fun Weather’ persistiram no sistema. Os dois aplicativos só poderiam ser eliminados com uma formatação e reinstalação do sistema operacional, e os mesmos estavam conectados à outras campanhas de malware.

Os responsáveis pela OnePlus informam que nenhum desses aplicativos acompanham o OxygenOS dos smartphones comprados diretamente por eles ou por distribuidores oficiais. Sobre isso, eles esclarecem que a C-DATA é a única distribuidora oficial da empresa em Israel, e eles não recomendam a compra fora dos canais oficiais.

Nem preciso dizer que o usuário que adquire um produto em uma fonte não oficial, ainda que seja um grande e conhecido portal, deve saber dos riscos envolvidos. Mas o caso ilustra um problema sério: a distribuição do OnePlus 2 precisa melhorar e muito, até mesmo para evitar que esse precedente venha a se repetir.

Via Geektime

Google retira da Play Store jogo que simulava o bombardeio na Faixa de Gaza

by

bomb-gaza

O jogo de gosto duvidoso Bomb Gaza, claramente ambientado no conflito vivido nas últimas semanas entre Israel e Palestina, foi retirado da Google Play Store. O aplicativo convidava o usuário a se transformar em parte da milícia israelense, lançando bombas na Faixa de Gaza para matar civis.

Mais de mil downloads do jogo foram feitos desde a sua estreia. O título foi desenvolvido pela Playftw, e um porta-voz da Google confirmou o banimento, e sem entrar em maiores detalhes, declarou que “nós eliminamos aplicativos da Google Play que violam nossas políticas”.

Porém, Bomb Gaza continua disponível no Facebook, e mesmo na Play Store, esse não é o único título a abordar o conflito. Jogos como ‘Gaza Assault: Code Red’ para Android (recentemente retirado) e ‘Iron Dome’ também usam o tema como pano de fundo para os títulos.

bomb-gaza-02

Nem todos os jogos se focam nas barbáries realizadas na Faixa de Gaza. ‘Gaza Hero‘ (por exemplo) tem como objetivo converter soldados israelenses em água, comida e medicamentos para o povo palestino. E nesse jogo, o dinheiro arrecadado com suas doações é destinado às vítimas aos ataques em Gaza.

Via The Guardian

O trojan Flame pode ser a arma virtual mais sofisticada do momento

by

Depois de analisar o funcionamento do Stuxnet, se confirmou que o seus vírus e trojans não eram ferramentas de simples criminosos, mas também armas utilizadas por governos para espiar seus inimigos. Agora, segundo os laboratórios da Kaspersky, existe uma nova arma virtual, muito mais sofisticada que as anteriores, que foi batizada como Flame, e que pode não só instalar métodos de acesso aos computadores Windows (backdoor) e espiar o tráfego de uma rede (sniffer), mas também pode obter acesso a dados em telefones nas proximidades, por meio do Bluetooth, ser copiado em sistemas de armazenamento USB e até gravar conversas usando o microfone dos computadores infectados.

Dizem que o Flame possui registros datados do começo de 2010, sendo assim um software tão complicado, que poderíamos levar até uma década para descobrir o dano que ele poderia causar ou ter causado. É mais fácil nesse caso obter sucesso no lead lovers, onde as coisas são bem mais tranquilas e (teoricamente) seguras.

Esta ferramenta para a guerra eletrônica estaria destinada a espiar países como Irã e Síria, assim como as demais potências da região, mas já que pode ser instalado e funcionar sem ser detectado, as chances do software se expandir para o resto do mundo são enormes. Depois disso, esperamos que não voltem a dizer que é exagero recomendar cobrir a webcam do seu portátil com um pedaço de papel.

Aliás, até recomendamos que você repasse esse post adiante, para alertar os seus amigos sobre essa ameaça. Você pode utilizar a ferramenta de e-mail marketing preferida para isso.

Via Wired

Wheeme é um robô que vai aliviar a dor de suas costas, enquanto passeia por elas

by

Um grupo de engenheiros eletrônicos e ex-militares se uniram para criar um robô que, com toda sinceridade, era algo que não se esperava muito que desse certo. Se trata de um simpático massagista que foi batizado de Wheeme.

Segundo o que se pode ler na própria página web do produto, o Wheeme chega para atender a “crescente demanda de produtos inteligentes que ajudam a relaxar as pessoas”. O robô conta com quatro rodas emborrachadas, que faz as vezes de função motriz, ao mesmo tempo que massageia suas costas. O Wheeme conta com um sensor de inclinação, que evita que ele caia das costas do paciente ou perca tração quando encontrar um morro nas costas da pessoa. O produto começa a ser vendido no começo do ano que vem, por um preço de US$ 49, mas já pode ser reservado na página web do fabricante. Abaixo, vídeo demonstrando o produto.

Fonte

Israel volta atrás, e não está mais proibindo a entrada do iPad em seu território

by

Não faz um mês que nos deparamos com a notícia lamentável de que o estado de Israel havia proibido a entrada do recém estreado iPad da Apple em seu território. A razão da tal decisão era calcada na diferença do padrão WiFi dos Estados Unidos com o padrão israelense. Mas, felizmente, o Ministro das Comunicações levantou o veto que, até agora, detinham mais de 20 unidades ficaram apreendidas nos diferentes aeroportos do país. Segundo o governo, já não existe risco algum e os visitantes podem levar consigo seu iPad se assim desejarem. Mas, de forma incompreensível, a entrada de iPads em Israel está limitada a uma unidade por pessoa. Vai entender…

Fonte

Israel impede a entrada de iPads norte-americanos

by

Pra você ver… o Ministério das Comunicações de Israel proibiu a entrada de iPads no país, tudo porque o padrão de WiFi norte-americano é diferente do padrão que Israel exige. Dez turistas tiveram que entregar seus tablets à autoridades locais, e se isso parece pouco, tiveram que pagar por cada dia que os produtos ficaram nas mãos do governo. Ideias estranhas, autoridades esquisitas… e vida que segue.

Fonte

[pra descontrair] Um MacBook abatido a tiros por "razões de segurança" (cenas fortes para Apple Fan Boys)

by

Esta história é muito curiosa. Este MacBook pertence à Lily Sussman. Esta garota deixou seu valioso portátil neste estado lamentável que você vê por causa de algumas, digamos, medidas de segurança. Tudo porque Lily chegou a algumas semanas em um aeroporto de Israel, e sua mala teve o azar de cair no filtro do mau humor dos guardas de segurança do terminal aéreo. Depois de um interrogatório de duas horas (onde teve que deixar sua mochila em local indicado por eles) e um aviso “delicado” pelo megafone para não se alarmar em caso de disparos, os agentes decidiram tratar seu equipamento como suspeito, e encheram de bala o MacBook. Depois de se certificarem que fizeram uma besteira do tamanho de um trem, pediram desculpas pelo ocorrido. O mais inacreditável é que, depois dos tiros, Lily ainda conseguiu recuperar os dados de seu disco rígido e, pelo menos, receberá uma compensação financeira pelos danos ocorridos. E, de fato, este incidente é de cortar o coração de qualquer um.

Fonte