Arquivo para a tag: iphone 7

O botão de silencio é um dos segredos mais bem guardados da Apple no iPhone?

by

botao-de-silencio-iphone apple

Há muitas novidades nos novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus da Apple, mas também há uma constante. Um dos pequenos detalhes que ninguém presta atenção, mas está lá: o botão de silêncio.

O interruptor físicos está presente no iPhone desde o primeiro modelo de 2007. Curiosamente, é uma das características que os fabricantes do Android não levaram em consideração. Este é um dos melhores sinais de identidade do iPhone da Apple? E serve de verdade para alguma coisa?

 

O silêncio através de um botão

 

iphone-7-camera-teaser

 

Alguns rumores prévios indicavam a eliminação do interruptor físico no iPhone 7. Essa característica desapareceu no iPad Air 2 e as melhorias na Central de Controle do iOS apontavam para isso. Porém, o botão de silêncio continua vivo.

Quando estamos em um local com muito barulho, o normal é tirar o telefone do bolso com pressa para interromper a chamada, ou pressionar o botão de liga/desliga ou os de volume para silenciá-la.

No iPhone, tudo é mais simples, pois o interruptor silencia o smartphone de forma rápida e simples. Isso evita problemas em situações onde manter o silêncio é cada vez mais importante, evitando gafes históricas como em 2012, quando um concerto da Filarmônica de Nova York foi interrompida pelo célebre toque da Marimba durante uma peça.

 

Poucas alternativas no Android

 

oneplus-side

 

Poucos fabricantes de dispositivos Android seguiram esse exemplo. Talvez o caso mais emblemático seja o da OnePlus, que integrou o Alert Slider nos modelos OnePlus 2, OnePlus X e OnePlus 3.

Alguns fabricantes como a LeTV também incorporaram um botão ou interruptor em alguns dos seus dispositivos, e a recepção dessa característica foi muito positiva. Então, por que outros fabricantes Android não tentaram o mesmo?

É fato que no Android é possível controlar os ajustes de notificações e alertas com os controles de volume, mas isso implica em vários acionamentos dos botões, além de ter que olhar a tela do dispositivo para garantir que as preferências estejam ao seu gosto.

 

xiaomi-mi-botao-teaser

 

Há formas de integrar o botão para quem precisa. A Xiaomi tem o MiKey, pequeno botão físico que é inserido na entrada de fones de ouvido, permitindo uma pré-configuração com diversas opções.

Os acessórios podem servir para esse propósito… pelo menos enquanto os fabricantes manterem o conector de 3.5 mm nos dispositivos. Algo que a Apple já deu adeus, e a Samsung pensa em fazer o mesmo.

 

Este é um dos segredos do sucesso do iPhone nas empresas?

 

botao-de-silencio-iphone-02

 

Com o iPhone, evitamos isso: o botão silencia quase que completamente os sons do smartphone, de forma rápida e simples.

O acesso é provavelmente uma das características mais valorizadas para todos que em algum momento estão em uma reunião profissional e precisam silenciar o dispositivo de forma rápida.

É claro que a resposta da pergunta que dá título para este post é afirmativa. Os usuários do iPhone destacam itens como qualidade de construção, câmera ou fluidez do dispositivo, mas todos parecem fazer uso intenso de um botão de silêncio, que é uma das características indispensáveis do smartpone da Apple desde o seu início.

iPhone 7 é criticado por veículos independentes

by

iphone-7-teaser

Dizer que o iPhone 7 está sendo detonado por outros veículos é algo complicado. Dá pé para várias polêmicas entre fãs e detratores da Apple. Porém, alguns veículos de prestígio são mais contundentes na avaliação.

Design e bateria são os principais pontos negativos

A análise do The Guardian, por exemplo, deixa o iPhone 7 com apenas três estrelas de no máximo cinco de sua avaliação. Os motivos que justificam essa nota é que o novo smartphone da Apple é considerada “uma oportunidade perdida” por dois grandes motivos: o design “enfadonho” e a bateria, que tem uma má autonomia e longos tempos de recarga.

Obviamente a análise não enfatiza apenas os pontos negativos. O Guardian também destaca um bom desempenho do smartphone, a resistência à poeira e água e a boa qualidade das câmeras. Mas eles enfatizam que de nada serve tudo isso se a bateria é tão pobre chega a destoar dos demais componentes do iPhone 7.

Já o TechRadar é mais generoso, dando quatro em cinco estrelas, algo pouco compreensível já que nos pontos negativos o veículo conclui que o novo smartphone peca pela falta de inovação de design e nas configurações, além de destacarem o preço elevado demais para o que oferece.

Via Fudzilla

Este é o custo estimado de fabricação do iPhone 7

by

iphone-7-iphone-7-plus-teaser

Um relatório publicado pela IHS Markit revelou o custo total de fabricação do iPhone 7 da Apple.

O modelo mantém o design dos últimos dois anos, mas tem diferenciais importantes em alguns componentes, como o novo processador A10 Fusion e o botão iniciar tátil.

Dito isso, os dados da IHS Markit mostram que, para a Apple, custa US$ 219,80 fabricar um iPhone 7 de 32 GB. O valor sobe para US$ 224,80 se adicionarmos os custos do processo de montagem.

Falando dos componentes em separado, o mais caro é a tela (US$ 43), seguido do modem da Intel e outros componentes “baseband” (US$ 33,90), e o processador A10 Fusion (US$ 26,90)

Lembrando que o iPhone 7 de 32 GB custa US$ 649. Porém, nos custos de fabricação descritos no estudo não incluem itens importantes como I+D, publicidade e transporte.

Via IHS Markit

O que é o Taptic Engine da Apple, e por que ele é maior no iPhone 7 Plus

by

taptic-engine

Elementos como o motor de vibração háptico ou Taptic Engine dos novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus se destacam entre as novidades dos produtos de tecnologia lançados em 2016. O iFixit, que desmontou o modelo maior do novo smartphone da Apple, indicou que este novo motor pode ser um dos possíveis motivos para a eliminação do conector de 3.5 mm do dispositivo.

Mas… o que realmente faz o Taptic Engine, e por que fazê-lo maior?

 

O tamanho importa, também nos motores diminutos

 

O Force Touch foi apresentado pela primeira vez nos MacBooks do ano passado. Depois foi migrado para o Apple Watch, e nos novos iPhones representam uma melhora na interação do usuário. Ele regula as vibrações do dispositivo, respondendo de acordo com a resposta ao toque que recebe.

De fato, o Taptic Engine é uma mescla entre o haptic feedback e o haptic tap, uma vez que a tela reage de acordo com o nível de pressão aplicado.

A desmontagem dos novos iPhones revelou que certas peças básicas ocupam mais dessa vez. Mais que o iPhone 6s Plus, em parte porque agora temos um dispositivo com resistência à água e o adesivo que ocupa milímetros valiosos.

Os milímetros a mais também são ocupados por uma bateria 150 mAh maior (ainda menor que a bateria do modelo 6 Plus) e um motor háptico também maior que o modelo do ano passado.

Tudo isso em parte é fruto do espaço ganho com o sacrifício do conector de áudio, mas… por que se dedicar ao Taptic Engine?

Isso se deve ao fato que agora os iPhones contam com um botão Home sem clique, medindo a intensidade do pressionar da tecla e determinando uma ação. Desse modo, esse extra de trabalho em relação ao anterior foi motivado provavelmente a esse aumento de tamanho do motor.

 

APIs, APIs everywhere!

 

iphone-7-taptic-engine

 

Uma das disponibilidades das APIs para terceiros mais esperada era da Siri, que veio com o novo iOS. Mas o que também passaria a ser pública era a API desse motor. E isso aconteceu com os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus. E só trabalha com eles.

Com as anatomias dos iPhones, também se confirma que os dispositivos também se diferenciam na quantidade de RAM, além das câmeras e do seu tamanho (com telas e baterias diferentes), sendo 2 GB de RAM para o iPhone 7 e 3 GB de RAM para o iPhone 7 Plus.

O que será interessante é ver até onde vai a indústria com essas novas dimensões de interação que estamos vendo nesses novos produtos.

Conheça os novos acessórios do iPhone 7 e iPhone 7 Plus

by

iphone-7-acessorios

Os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus contam com uma importante mudança de design: a eliminação dos conectores para fones de ouvido. Com eles, vieram alguns adaptadores e novos fones com a porta Lightning. Mas as novidades desse ano também estão nos cases e em outros acessórios.

 

Fim do conector de fones de ouvido no iPhone 7

 

airpods

 

O acessório que mais recebeu destaque da Apple e sequer está no mercado (ainda) é o AirPods, novos fones de ouvido in-ear sem fio, cujo design chamou a atenção.

Não é o primeiro fone sem fio independentes que vemos no mercado, mas o fato de serem diferentes das propostas já apresentadas já rendem destaque. Tanto os fones como a sua caixa, que por sua vez é um pequeno dock de recarga.

O AirPods conta com controles touch para funções como Siri, mas sem o controle de reprodução como os EarPods.

 

adaptador-35-mm-lightining

 

Para quem não quer se esquecer do cabo, pode comprar separadamente o adaptador Lightning para o conector de 3.5 mm. É um conversor simples e barato.

 

adaptador-earpos

 

Lembrando que também temos o dock de recarga com o conector Lightning, presente no kit do smartphone, também com um conector de áudio de 3.5 mm.

 

earpods-lightning

 

Os novos EarPods estão presentes nos novos iPhones, já com o conector Lightning. Também podem ser adquiridos separadamente.

 

And the Beats go on

A Beats apresentou três novos modelos de fones sem fio…

 

BeatsX

 

beats-x

 

Powerbeats3 Wireless

 

powerbeats3-wireless

 

 

Beats Solo3 Wireless

 

beats-solo3-wireless

 

Desde o lançamento do iPhone 6 e iPhone 6 Plus, a Apple oferece diversos tipos de cases oficiais para os seus smartphones. O design se mantinha o mesmo com várias texturas diferentes moldando o silicone. Dessa vez, temos cores novas que expandem o leque de opções.

 

cases-coloridos cases-coloridos-02

 

E no caso do iPhone 7 Plus, temos também a Smart Battery Case, com bateria integrada. Além de outro quatro modelos de cases Evo Mash da Tech21.

 

smart-battery-case

iPhone 7 vs iPhone 6S: teste de queda

by

iphone-7-vs-iphone-6s-drop-test

O PhoneArena realizou um teste de resistência à quedas comparativo, envolvendo o iPhone 7 e o iPhone 6s. No teste, é possível comprovar qual dos dispositivos da Apple são capazes de suportar melhor a alguns castigos casuais.

O vídeo complementa o teste centrado nos arranhões, calor na tela e ponto de dobra. Dessa vez, foi utilizada uma máquina para obter o resultado mais preciso e justo possível, e todas as quedas foram feitas a partir de uma altura considerável.

 

Os resultados

Nas quedas afetando a parte traseira e lateral, vemos que nenhum dos dispositivos sofre danos muito sérios. Mas no teste de queda frontal, a coisa muda de figura, e os dois smartphones sofrem sérios danos, apesar de seguirem funcionando sem problemas.

Mas… qual deles foi capaz de aguentar mais quedas frontais antes de quebrar?

O iPhone 7 foi declarado vencedor nesse aspecto, suportando 8 quedas antes da tela se romper, contra 5 quedas do iPhone 6s.

Um resultado bem aceitável de um modo geral, já que o iPhone 7 não é um modelo reforçado e nem mesmo com especificações especiais de resistência.

Vídeo do teste a seguir.

 

 

Via PhoneArena

Motorola (Lenovo) pede para que você não compre smartphones com o número 7

by

moto z play 02 lenovo

A Motorola (Lenovo) começou uma campanha publicitária chamada #SkipTheSevens (Pule Os Setes), que te como alvo claro convencer o consumidor que não vale a pena comprar os novos smartphones top de linha dos dois maiores vendedores do mercado: Samsung e Apple.

Com isso, a empresa propõe a distância de dispositivos que recebam o número 7 no nome.

Exemplos? Pois não: Galaxy S7, Galaxy S7 Edge, Galaxy Note 7, iPhone 7 e iPhone 7 Plus.

O vídeo (supostamente gravado em 12 de setembro) mostra uma reunião de funcionários das duas empresas com usuários leais à Apple para conversar sobre os recém apresentados iPhone 7 e iPhone 7 Plus.

O grupo de consumidores não viu nada de realmente novo nos novos smartphones da Apple, salvo a câmera dupla do iPhone 7 Plus. Depois disso, a condutora da reunião mostrou um suposto protótipo de um novo iPhone com acessórios modulares que poderiam ser conectados ao dispositivo.

Esse detalhe impressionou os clientes presentes na reunião, que voltaram a ver a Apple como uma empresa inovadora, comentando sobre a utilidade dessa característica.

Apesar da Motorola (Lenovo) apresentar o dispositivo como um protótipo do iPhone, na realidade era o Moto Z com alguns Moto Mods, acessórios modulares que se conectam de forma magnética ao smartphone.

É uma tática original para chamar a atenção, além de ser um ataque comercial contra a Apple e a suposta falta de inovação no iPhone 7.

Vídeo a seguir.

 

 

Via PhoneArena

As pessoas conseguem distinguir o iPhone 7 do seu próprio iPhone?

by

iphone-7-final

 

Os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus trouxeram mudanças mínimas no seu design. A ponto de ser complicado distinguir o modelo novo dos anteriores, principalmente para os usuários menos experientes.

Com isso em mente, mais uma vez o apresentador Jimmy Kimmel fez a tradicional brincadeira de se aproximar de uma série de pessoas com a oferta de trocar o seu atual iPhone por um iPhone 7.

Enquanto a entrega do novo telefone é produzida, o cliente é distraído para que o assistente do apresentador faça algumas pequenas modificações no smartphone para que ele se transforme no novo smartphone da Apple.

O vídeo tem momentos desconcertantes, principalmente quando escutamos coisas como “ele é mais leve”, “tem uma tela superior” ou “funciona mais rápido”. Porém, o vídeo se torna mais efetivo quando os usuários estariam dispostos a aceitar a troca, ficando com o “iPhone 7”, pagando a razoável quantia de US$ 50.

Vídeo a seguir.

 

 

Via PhoneArena

iPhone 7 e iPhone 7 Plus, um breve comparativo com os demais iPhones

by

iphone-7-iphone-6-family

Em 16 de setembro, os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus desembarcam em mercados selecionados. Os novos smartphones top de linha da Apple substituem os modelos iPhone 6s/6s Plus, e com eles o catálogo da empresa passa a contar com cinco modelos diferentes e comercializáveis.

Para colocar em perspectiva os novos iPhones com os demais e identificar de forma mais clara as principais diferenças entre os modelos disponíveis, compilamos nesse post esses dados em comparativo, destacando as vantagens dos diferentes modelos, o que deve facilitar a escolha daquele que melhor se ajusta às suas necessidades.

 

Três passos para escolher o iPhone para chamar de “seu”

 

iphone-teaser

 

Ainda que não seja possível estabelecer uma regra única pelo fato de nem todas as versões estarem disponíveis em todos os tamanhos de tela ou tamanhos de cores e especificações de memória, vale a pena dar alguns conselhos que podem descartar algumas opções.

Para começar, é preciso escolher o tamanho.

Temos três tamanhos de tela: 5.5 polegadas (iPhone 6s Plus e iPhone 7 Plus), 4.7 polegadas (iPhone 6s e iPhone 7) e 4 polegadas (iPhone SE).

Depois, é preciso escolher entre um modelo de última geração (série 7) ou da geração de 2016 (série 6 ou SE), esta segunda opção com preços menores.

Por fim, é preciso ver as diferentes configurações de memória e cores disponíveis, e esses aspectos serão detalhados mais adiante.

As diferenças entre o iPhone 7/7 Plus e os demais

 

iphone-7-plus-teaser

 

Ainda que a Apple nunca precisou competir em especificações com outros smartphones Android top de linha para obter um boa experiência de uso, esse item segue sendo referência na hora de se ter uma ideia de como evolui cada geração e as diferenças entre os modelos disponíveis a partir de agora.

O iPhone 7 Plus é o único a contar com a câmera traseira dupla, que permite fotos com mais zoom e de melhor qualidade.

Mas a nova geração do iPhone também traz outras novidades, como a resistência à água IP67, um botão home háptico melhorado, alto-falantes estéreo com o dobro de volume da geração anterior, a eliminação do conector para fones de ouvido, uma nova câmera traseira e aumento de megapixels na câmera frontal.

Nos demais modelos, o iPhone 6s Plus foi o primeiro a incluir estabilizador de imagem, e junto com o iPhone 6s estreou a tela com 3D Touch, além de renovar por completo a câmera de fotos, que pela primeira vez alcançava os 12 MP.

O mais barato (e simples) de todos é o iPhone SE, que tem a tela menor e só recebeu o leitor de digitais entre as últimas inovações inseridas pela Apple.

O que é possível fazer com o novo botão Home do iPhone 7 e 7 Plus?

by

iphone-7-final

O iPhone 7 e 7 Plus traz várias novidades, apesar de muitos não entenderem assim. Uma nova cor, a resistência à água e poeira, a câmera dupla na versão Plus e o fim do conector para fones de ouvido. Mas uma das novidades mais interessantes é o novo botão de início.

A primeira diferença em relação ao botão Home dos iPhones superiores é que ele não é mecânico. O novo botão simula os trackpads dos últimos MacBooks, medindo a intensidade da pressão para realizar diferentes ações diretas, como por exemplo acessar mensagens ou notificações, sem abandonar as funções já conhecidas.

A primeira grande diferença perceptível no novo botão Home do iPhone 7 é que o Taptic Engine incorporado no novo smartphone é capaz de detectar qual é a pressão realizada para diferentes ações.

O botão segue funcionando como leitor de digitais ou para acesso direto à tela principal do smartphone (obviamente), mas tem mais.

As primeiras novas ações serão acessadas diretamente para o aplicativo Mensagens, para as notificações e aos toques de chamada. Além disso, também podemos estabelecer ações rápidas de acordo com a forma que pressionamos o botão, e desenvolvedores terceiros terão acesso à uma API para configurar usos personalizados nos seus aplicativos.

iPhone 7 e garantia: algo que você deve ter em mente

by

iphone-7-e-iphone-7-plus-teaser

Os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus recebem a certificação IP67, oferecendo assim uma resistência à água e poeira. Porém, a própria Apple coloca letras miúdas sobre esse tema, que implicam diretamente na garantia do produto.

Garantia do iPhone 7: sempre leia as letras pequenas

Segundo informa a Apple:

“O iPhone 7 e iPhone 7 Plus são resistentes à gotas de água, imersões, água e poeira. Foram testados em condições controladas de laboratório e alcançaram uma qualificação IP67, de acordo com a norma IEC 60529. Porém, esta resistência não é algo permanente, e pode diminuir como consequência do desgaste normal do uso. Não  tente recarregar um iPhone molhado; consulte o guia do usuário para obter instruções de limpeza e secagem. Os danos causados por líquidos não estão cobertos pela garantia.”

Ou seja a Apple não vai cobrir danos por líquidos na garantia, mesmo com os novos iPhones recebendo certificação IP67. Logo, é mais que recomendado você tratar o seu futuro smartphone com especial cuidado, e evitar que ele receba qualquer banho ou mergulho, apesar de que, em teoria, eles podem resistir sem problemas.

Por outro lado, no site oficial da Apple, também fica claro que o modelo em cor preto bulhante pode sofrer micro arranhões pelo uso normal, recomendando o uso de um case oficial.

Via SlashGear

Conheça o adaptador para fones de 3.5 mm do iPhone 7

by

iphone-7-dock-fones-de-ouvido

 

O iPhone 7 e iPhone 7 Plus marcam o desaparecimento dos conectores de 3.5 mm dos smartphones da Apple, mas… como podemos ouvir música enquanto recarregamos o dispositivo?

A resposta é: não é possível fazer as duas coisas ao mesmo tempo. A não ser que você tenha esse adaptador, que permite que você utilize os fones tradicionais.

Para a Apple, o ideal é que você use os AirPods, que te deixa livre dos cabos ao usar o Bluetooth para se conectar ao iPhone 7. Porém, para quem não quer gastar R$ 1.399 no acessório, temos o plano B: um dock com conector Lightning, que oferece essa porta e uma porta de 3.5 mm para fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

O dock pode ser adquirido na Apple Store por US$ 49.

 

iphone-7-docks

 

A solução da Apple não está sozinha. A Belkin anunciou um dock com duas portas Lightning, para recarregar o dispositivo e ouvir música pelos fones nesse padrão ou nos fones normais, sempre e quando recorremos ao adaptador incluso no kit de venda dos novos iPhones.

 

Via MacRumorsThe VergeApple Store

 

A Apple voltou a ser chata e previsível?

by

iphone-7-teaser

A apresentação dos novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus confirmaram vários dos rumores publicados nas últimas semanas. Também consolidou a filosofia da Apple de melhorias mínimas, construindo uma base sólida e sem promover mudanças radicais e inesperadas.

A Apple entrega o que esperamos (mas não necessariamente o que queremos), mesmo que demore um pouco. Mas isso a torna chata e previsível, ao mesmo tempo que a deixa praticamente invulnerável.

 

Que se pasa, Apple?

 

iphone-7-plus-camera-teaser

 

Outras empresas arriscam, são valentes, exploram e inovam com a esperança de iniciar novas tendências. A maioria fracassa. Pense na LG, que hoje sofre com a ousadia de um LG G5 modular. Mesmo assim, arriscam.

Já outras são conhecedoras do presente. A Apple é, provavelmente, quem melhor conhece o presente. Seus novos produtos recebem poucas mudanças em relação aos anteriores, e muitos se queixam hoje dessa pouca ambição.

Esperamos tudo da Apple porque a empresa entregou tudo no passado. Não nos basta as pequenas interações. Queremos mais. Queremos que a Apple mude.

A Apple devia ser capaz disso. Tem dinheiro de sobra para investir em I+D. Onde está o resultado desse investimento? Tudo só serviu para que o Mickey aparecesse no Apple Watch?

Tem que ter mais. Muito mais.

O problema é que a Apple é cautelosa com esses avanços, ou não dão conta na matéria de inovação. O que é estranho, pois é claro que a empresa tem vários talentos, mas que não são suficientes para dar o salto nos produtos que muitos esperam.

Revoluções silenciosas

 

apple-taptic-engine

 

A Apple optou por fazer revoluções pequenas e silenciosas. Passados os tempos do iPod ou do iPhone, chegou o momento de outros tipos de mudanças.

As mudanças aconteceram, mas não como muitos esperavam. O leitor de digitais é um ótimo exemplo.

O Touch ID foi a mesma coisa. Era algo interessante no iPhone 5s, mas com o tempo esta tecnologia passou quase desapercebida, se tornando uma das características mais cômodas, convenientes e transformadores da experiência do usuário.

Agora, temos a remoção do conector de 3;5 mm, que pode ser mais uma pequena revolução, que precisou de uma decisão corajosa por parte da empresa. Até porque as criticas fatalmente viriam.

A Apple demonstrou no passado que não cede diante das decisões tomadas, e eles querem o fim do conector de 3,5 mm o quanto antes possível. Os novos iPhones são o primeiro passo disso.

 

iPhone 7 parece ser mais do mesmo, mas não é

 

chip-apple-a10

 

O iPhone 7 traz mais surpresas do que o imaginado.

Não falo do seu design, é claro (apesar do desaparecimento do conecto de fones de ouvido e das novas câmeras), mas por outros aspectos.

No seu interior, vemos o quanto esse smartphone mudou. Um novo processador quad-core com dois clusters de dois núcleos cada, que aparentemente seguem a filosofia ARM big.LITTLE, que tão bem funcionou no Android. Eficiente na maior parte do tempo, potência apenas quando você precisa. O botão de início agora é háptico, eliminando partes mecânicas.

A Apple ainda oferece um adaptador para usar os antigos fones de 3.5 mm, mas quer oferecer o novo com os fones Lightning e sem fio, como são os AirPods.

Sem falar na resistência à água nos novos iPhones e nos já citados sensores fotográficos duplos. Neste último aspecto, o atraente zoom e o promissor bokeh podem justificar essa câmera dupla, mas é um fator que deve ser algo realmente convincente para que o preço dos modelos Plus seja algo mais razoável.

 

apple-iphone-7-teaser

 

Seja como for, os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus são mais surpreendentes do que o esperado, e isso é uma boa notícia.

A Apple pode ser chata e repetitiva, mas de tempos em tempos oferece agradáveis surpresas. Podemos estar testemunhando uma fase interessante: rumores sobre uma nova linha de Macs e os iPhones do ano que vem apontam para isso.

iPhone 7 e iPhone 7 Plus: bastam para recuperar as vendas da Apple?

by

iphone-7

2016 não é o ano dos sonhos da Apple. Quedas nas vendas de iPhones, multa de 13 bilhões de euros por parte da União Europeia, entre outros obstáculos. Sem falar na concorrência cada vez mais pesada.

Os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus contam com a difícil missão de seduzir novamente os usuários. E a Apple apostou alto nos novos componentes desses smartphones.

O design jet black chama a atenção, mas este é apenas um fator. Será que os novos modelos são suficientes para convencer os usuários a trocarem de iPhone nesse momento?

 

Vimos antes, mas temos melhoras

 

iphone-7-plus-camera

 

As principais mudanças ou novidades vieram por três vias: resistência, áudio ou câmera.

Nos dois primeiros casos não há inovações, mas chamam a atenção positivamente. Contar com uma proteção IP67 é sempre algo que pode somar, e na parte de áudio, a eliminação do conector de 3.5 mm em favor da porta Lightning pode implicar uma vantagem ou desvantagem.

Afinal, o incômodo de ter que usar um adaptador para conectar os fones tradicionais acaba compensado pela praticidade do iPhone ter alto-falantes estéreo, o que é uma melhoria direta no dispositivo.

Por fim, a melhoria mais importante (muito acima do novo processador A10 Fusion) está nas câmeras.

De cara, a estabilização ótica está disponível nas duas versões, além de um sensor frontal de 7 MP.

Já o iPhone 7 Plus recebe uma câmera dupla de 12 MP, onde a Apple oferece um zoom ótico de 2X na segunda lente, que pode chegar a 10X com o zoom digital.

Mais armazenamento e preços parecidos

 

iphone-7-final-07

 

O iPhone 7 e o iPhone 7 Plus tem acertos e erros.

Uma coisa que a Apple parece ter acertado é nas capacidades de armazenamento dos novos dispositivos.

Partir de 32 GB é uma quantidade suficiente, e esquecer dos 64 GB para contar com versões de 128 GB e 256 GB também parece ser um acerto. Quem reclamava dos 16 GB teve seu problema resolvido, enquanto que os mais exigentes podem ter no seu bolso um mini disco rígido.

Os preços (lá fora) são semelhantes, podendo variar de mercado para mercado, e com capacidade de armazenamento consideravelmente maior.

 

iPhone 7 e iPhone 7 Plus: suficientes para mudar?

Quem tem as versões antigas dos iPhones podem ter motivos para mudar para um dos novos modelos.

Não pelo design, mas por conta das novas câmeras ou das novas opções de armazenamento.

Os fiéis seguidores da Apple se verão tentados à troca. Por outro lado, quem estava longe da empresa pelo escasso armazenamento da versão básica poderão se aproximar.

As demais marcas estão trabalhando pesado nos seus produtos, e essa concorrência será dura para a Apple.

Mas é fato que o iPhone 7 será o modelo mais vendido nos seus primeiros dias de mercado, também pela lista maior de países que o produto vai chegar.

A inovação pode ter sido pouca em vários aspectos, mas o fator Apple deve prevalecer.

Plug transforma o seu iPhone 6/6s em iPhone 7

by

plug

O Plug é um acessório bem simples, que permite a “conversão” de um iPhone 6/6s em um iPhone 7 em poucos segundos.

Temos aqui um conector que se introduz na porta de 3.5 mm, deixando o mesmo totalmente tapado. Na sua extremidade visível, temos um acabamento metálico na mesma cor do iPhone, de forma que o mesmo fica totalmente integrado, deixando um acabamento perfeito.

Mas antes que você fale qualquer coisa, o Plug nada mais é do que uma brincadeira bem humorada para falar da remoção do conector de 3.5 mm dos novos iPhones.

 

plug-animacao

 

Logo, o Plug não existe. Mas a ideia está aí. Vendo os tipos de produtos que chegam ao mercado, não descartamos que algum fabricante lance no futuro um acessório com proposta similar.

Pode ser que o acessório alcance o sucesso um dia. Afinal de contas, podemos considerar o mesmo como um elemento estético, que fatalmente vai despertar o interesse de alguns.

Via Plug

iPhone 7 e iPhone 7 Plus são apresentados oficialmente

by

iphone-7-iphone-7-plus-topo

A Apple apresentou oficialmente os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus.

Os modelos foram alvo de vários rumores e vazamentos nas últimas semanas, e praticamente todas as novidades foram confirmadas.

iPhone 7 e iPhone 7 Plus: principais características

 

iphone-7-leak-final

 

O design foi confirmado, além da câmera traseira dupla (no iPhone 7 Plus) e na distribuição das faixas de antena na área superior. As novas cores em preto também foram confirmadas, e o botão de início foi redesenhado.

Também está confirmada a resistência à água e poeira, através da certificação IP67, suportando imersões de até 30 minutos em um metro de água.

As novas câmeras contam com um menor nível de redução de ruído e melhor funcionamento geral, oferecendo uma resposta extremamente rápida, além de ser (obviamente) compatível com o Live Photos.

O iPhone 7 possui uma câmera traseira de 12 MP, enquanto que o iPhone 7 Plus conta com dois sensores traseiros de 12 MP. A câmera frontal dos novos modelos é de 7 MP, e recebe melhorias como um auto estabilizador de imagem.

Também é possível aplicar efeitos de desfocagem de profundidade para obter resultados profissionais. São as melhores câmeras utilizadas em um iPhone, segundo a Apple.

A tela recebeu melhorias, tanto no brilho como na representação de cores, além do suporte ao 3D Touch. A resolução Retina HD está mantida.

Os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus contam com alto-falantes estéreo, e está confirmada a remoção do conector para fones de ouvido de 3,5 mm, a favor do conector Lightning, com fones de ouvido compatíveis inclusos no kit de venda, além de um adaptador para os fones de ouvido antigos.

O objetivo da Apple na remoção do conector de 3.5 mm é oferecer um nível de qualidade que não era possível.

 

airpods

 

Os AirPods também foram confirmados. Os fones de ouvido sem fio aproveitam todas as novas tecnologias presentes nos novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus, graças ao chip W1 presentes no acessório. Oferecem até 5 horas de autonomia de uso.

Os novos iPhones recebem os processadores A10 Fusion quad-core (dois núcleos de alto desempenho, e dois núcleos de alta eficiência), além de um controlador inteligente que alterna os núcleos em cada tarefa.

A GPU possui seis núcleos, com um desempenho muito superior (240% mais potente que a do iPhone de 2007).

A bateria também melhorou consideravelmente, e os novos iPhones oferecem aproximadamente duas horas a mais de autonomia que o iPhone 6s. Os números podem variar de acordo com o perfil do usuário.

 

Preços

 

iphone-7-plus-leak-final

 

O iPhone 7 terá um preço inicial sugerido de US$ 649, enquanto que o iPhone 7 Plus estará disponível a partir de US$ 749. Os novos smartphones receberão versões de 32 GB, 128 GB e 256 GB de armazenamento.

O iPhone 6 foi descontinuado, enquanto que o iPhone 6s terá versões apenas de 32 GB e 128 GB, aposentando a versão com 16 GB de armazenamento. O iPhone SE segue disponível nas versões com 16 GB e 64 GB.

Os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus começam a ser comercializados no dia 9 de setembro, com os primeiros envios acontecerem em 13 de setembro, em um número limitado de países. Uma semana depois, essa oferta se estende para outros 30 países. O Brasil não está dentro de nenhuma das duas levas.

Não há detalhes sobre a capacidade de RAM ou do tamanho de tela, mas podemos imaginar que será uma relação 2 GB/4.7 polegadas no iPhone 7, e 3 GB/5.5 polegadas no iPhone 7 Plus.

 

Apple confirma evento para o dia 7 de setembro: novo iPhone a caminho

by

apple event 7 setembro

A Apple acabou de enviar os convites para a imprensa especializada, alertando sobre o futuro keynote que vai acontecer no dia 7 de setembro (quarta-feira), na cidade de San Francisco, Califórnia (EUA).

A janela desse evento coincide com a do lançamento de um novo iPhone, e por conta do oportunismo da escolha da data, tudo leva a crer que o principal protagonista do keynote será mesmo o iPhone 7.

Mas… o que mais podemos ver nessa apresentação? Um novo Apple Watch? Novos MacBook Pro com uma nova tela touch OLED?

Daqui a alguns dias, as respostas da Apple

O evento acontecerá no Bill Graham Civic Auditorium de San Francisco, e provavelmente será o último da Apple em 2016, buscando assim encerrar o ano bem, depois de todos os problemas enfrentados com a queda de vendas de boa parte dos seus produtos, principalmente do iPhone.

Curiosamente, o convite não mostra o logo da Apple, algo estranho por se tratar de um forte elemento de sua identidade, que está presente em todas as imagens dirigidas à imprensa. Logo, podemos especular algumas coisas que podem estar por trás dessa decisão.

Por outro lado, não é surpresa para ninguém que conheceremos nesse evento a nova versão do iPhone, cujos rumores não param de pipocar na internet.

Resta saber se o nome iPhone 7 será confirmado, ou se teremos mudanças nesse aspecto.

EarPods com porta Lightning (para o iPhone 7) aparece em vídeo

by

earpods lightning iphone 7

Um vídeo publicado pelo pessoal do site MobileFun mostra o que seria uma versão dos fones EarPods com um cabo Lightning.

Esta seria mais uma evidência clara de que o futuro iPhone 7 não contaria mais com o conector para fones de ouvido de 3.5 mm, deixando a sua porta proprietária como uma opção única. É claro que não podemos confiar nesse vídeo em 100%, e podemos estar diante de uma produção fruto de uma mente muito criativa.

De qualquer forma, a gravação mostra um acessório muito fiel e bem feito, que poderia ser anunciado em aproximadamente um mês, quando todos esperamos que a Apple apresente a nova geração do iPhone.

Até lá, só podemos teorizar sobre as especificações de um dispositivo que pode chegar ao mercado menos revolucionário do que muitos esperavam.

E você? O que acha dessa possível despedida dos fones de 3.5 mm do iPhone?

 

Via 9to5macYouTube

iPhone 7 vs iPhone 6s: sim, já existe um “comparativo em vídeo”

by

iphone-7-vs-iphone-6s

Se o vídeo do suposto iPhone 7 não foi o suficiente para você, temos aqui um segundo vídeo, onde é possível ver um iPhone 6s sendo comparado com um suposto modelo da próxima geração, ilustrando as sutis diferenças e grandes similaridades entre os dois modelos.

O vazamento apareceu na rede chinesa Weibo, e não mostra nada de novo. Indica que o iPhone 7 viria com modificações nas antenas, uma câmera maior e sem portas de 3.5 mm, além do botão de silenciar os toques presente.

É sempre bom repetir que é preciso tomar as imagens abaixo com muitas doses de precaução, já que pode se tratar de um protótipo em estágio inicial do próximo smartphone da Apple, ou um fake muito bem feito. Até a Apple não confirmar nada, o melhor é tomar tudo isso como mera curiosidade.

 

Via The VergeYouTube (Tim Hardwick)Nowhereelse

Este pode ser o primeiro “vídeo” do iPhone 7

by

iphone7-video

Muita atenção, pois o vídeo no final do post pode ser o “primeiro” do iPhone 7. “Entre aspas”, pois o vídeo não dura mais do que seis segundos.

Mesmo assim, são suficientes para ver o smartphone, com uma estética muito de acordo com os vazamentos até agora gerenciados, com um design que se alinha com o que vimos nas fotos anteriores. Mais uma vez é possível ver mudanças (na parte superior e se estendendo aos cantos), uma câmera traseira mais destacada e a ausência da porta de 3.5 mm. Também é possível ver o botão de som/silêncio, algo que não casa com os últimos rumores, que indica que a Apple teria decidido eliminar tal botão.

Também é dito que a Apple poderia lançar uma versão do iPhone 7 com um sistema de câmera dupla, que o botão Home poderia ser redesenhado, que os 16 GB de armazenamento podem desaparecer do catálogo e que a bateria seria 14% maior que a do iPhone 6s.

Os rumores só poderão ser confirmados até o momento que Tim Cook subir no cenário de um evento especial e apresentar o produto.

Vídeo a seguir (não pisque… passa bem rápido…).

 

Via 9to5mac