Arquivo para a tag: iphone 6s

iPhone 7 vs iPhone 6S: teste de queda

by

iphone-7-vs-iphone-6s-drop-test

O PhoneArena realizou um teste de resistência à quedas comparativo, envolvendo o iPhone 7 e o iPhone 6s. No teste, é possível comprovar qual dos dispositivos da Apple são capazes de suportar melhor a alguns castigos casuais.

O vídeo complementa o teste centrado nos arranhões, calor na tela e ponto de dobra. Dessa vez, foi utilizada uma máquina para obter o resultado mais preciso e justo possível, e todas as quedas foram feitas a partir de uma altura considerável.

 

Os resultados

Nas quedas afetando a parte traseira e lateral, vemos que nenhum dos dispositivos sofre danos muito sérios. Mas no teste de queda frontal, a coisa muda de figura, e os dois smartphones sofrem sérios danos, apesar de seguirem funcionando sem problemas.

Mas… qual deles foi capaz de aguentar mais quedas frontais antes de quebrar?

O iPhone 7 foi declarado vencedor nesse aspecto, suportando 8 quedas antes da tela se romper, contra 5 quedas do iPhone 6s.

Um resultado bem aceitável de um modo geral, já que o iPhone 7 não é um modelo reforçado e nem mesmo com especificações especiais de resistência.

Vídeo do teste a seguir.

 

 

Via PhoneArena

iPhone 7 e iPhone 7 Plus, um breve comparativo com os demais iPhones

by

iphone-7-iphone-6-family

Em 16 de setembro, os novos iPhone 7 e iPhone 7 Plus desembarcam em mercados selecionados. Os novos smartphones top de linha da Apple substituem os modelos iPhone 6s/6s Plus, e com eles o catálogo da empresa passa a contar com cinco modelos diferentes e comercializáveis.

Para colocar em perspectiva os novos iPhones com os demais e identificar de forma mais clara as principais diferenças entre os modelos disponíveis, compilamos nesse post esses dados em comparativo, destacando as vantagens dos diferentes modelos, o que deve facilitar a escolha daquele que melhor se ajusta às suas necessidades.

 

Três passos para escolher o iPhone para chamar de “seu”

 

iphone-teaser

 

Ainda que não seja possível estabelecer uma regra única pelo fato de nem todas as versões estarem disponíveis em todos os tamanhos de tela ou tamanhos de cores e especificações de memória, vale a pena dar alguns conselhos que podem descartar algumas opções.

Para começar, é preciso escolher o tamanho.

Temos três tamanhos de tela: 5.5 polegadas (iPhone 6s Plus e iPhone 7 Plus), 4.7 polegadas (iPhone 6s e iPhone 7) e 4 polegadas (iPhone SE).

Depois, é preciso escolher entre um modelo de última geração (série 7) ou da geração de 2016 (série 6 ou SE), esta segunda opção com preços menores.

Por fim, é preciso ver as diferentes configurações de memória e cores disponíveis, e esses aspectos serão detalhados mais adiante.

As diferenças entre o iPhone 7/7 Plus e os demais

 

iphone-7-plus-teaser

 

Ainda que a Apple nunca precisou competir em especificações com outros smartphones Android top de linha para obter um boa experiência de uso, esse item segue sendo referência na hora de se ter uma ideia de como evolui cada geração e as diferenças entre os modelos disponíveis a partir de agora.

O iPhone 7 Plus é o único a contar com a câmera traseira dupla, que permite fotos com mais zoom e de melhor qualidade.

Mas a nova geração do iPhone também traz outras novidades, como a resistência à água IP67, um botão home háptico melhorado, alto-falantes estéreo com o dobro de volume da geração anterior, a eliminação do conector para fones de ouvido, uma nova câmera traseira e aumento de megapixels na câmera frontal.

Nos demais modelos, o iPhone 6s Plus foi o primeiro a incluir estabilizador de imagem, e junto com o iPhone 6s estreou a tela com 3D Touch, além de renovar por completo a câmera de fotos, que pela primeira vez alcançava os 12 MP.

O mais barato (e simples) de todos é o iPhone SE, que tem a tela menor e só recebeu o leitor de digitais entre as últimas inovações inseridas pela Apple.

iPhone 7 vs iPhone 6s: sim, já existe um “comparativo em vídeo”

by

iphone-7-vs-iphone-6s

Se o vídeo do suposto iPhone 7 não foi o suficiente para você, temos aqui um segundo vídeo, onde é possível ver um iPhone 6s sendo comparado com um suposto modelo da próxima geração, ilustrando as sutis diferenças e grandes similaridades entre os dois modelos.

O vazamento apareceu na rede chinesa Weibo, e não mostra nada de novo. Indica que o iPhone 7 viria com modificações nas antenas, uma câmera maior e sem portas de 3.5 mm, além do botão de silenciar os toques presente.

É sempre bom repetir que é preciso tomar as imagens abaixo com muitas doses de precaução, já que pode se tratar de um protótipo em estágio inicial do próximo smartphone da Apple, ou um fake muito bem feito. Até a Apple não confirmar nada, o melhor é tomar tudo isso como mera curiosidade.

 

Via The VergeYouTube (Tim Hardwick)Nowhereelse

Conheça a empresa que proibiu o iPhone 6 e iPhone 6s na China

by

O 100C quer proibir as vendas do iPhone 6 na China

Recentemente, publicamos aqui no blog a notícia que proibiram as vendas do iPhone 6 e iPhone 6s na China, sob a alegação que os smartphones da Apple copiavam o design de um dispositivo já comercializado na China, podendo assim causar “danos irreparáveis” nos negócios dessa empresa, já que os consumidores não seriam capazes de distinguir os modelos.

A Apple reagiu a tempo, e entrou com um recurso dessa decisão, se esquivando temporariamente da proibição das vendas. A questão ainda fica no ar, e não está claro o que vai acontecer. Levando em conta as particularidades da China, podemos dizer que tudo é possível.

Mas é interessante conhecer mais detalhes sobre o fabricante de smartphones que gerou essa confusão.

 

Quem é a Shenzhen Baili (ou Digione)?

De acordo com as primeiras informações, a empresa que processou a Apple está registrada com o nome Shenzhen Baili, uma filian da Digione. O smartphone em questão é o 100C (foto de topo desse post), que possui uma presença praticamente ridícula no mercado, mesmo na China.

Não basta esses detalhes peculiares, foi descoberto que a Shenzhen Baili e suas filias não só não passam por um bom momento, como também saíram do mercado de smartphones a algum tempo. Logo, tudo leva a crer que a medida judicial nada mais é do que uma tentativa desesperada de mais um troll de patentes, com o único objetivo de arrancar dinheiro de uma grande empresa de tecnologia.

Apesar da realidade ser clara para todo mundo, a empresa chinesa garantiu que está pensando se vai seguir com sua batalha particular com a Apple, e que pode estender o processo ao iPhone 6s, modelo que compartilha o design com o iPhone 6.

iphone-6-teaser

Para resumir: esse é um processo que não tem o menor sentido, já que as diferenças estéticas entre os dois smartphones são mais que evidentes, e praticamente qualquer pessoa com visão mediana pode diferenciar sem maiores problemas os dois modelos. Mas isso parece não importar para a Shenzhen Baili, uma empresa que não tem nada a perder com esse processo, e o que ganhar de tudo isso já será um lucro considerável.

Via SlashGear

Coreia, Japão e China dividem quase 100% da fabricação do iPhone 6s

by

iphone-6s-teaser

Vivemos em um mundo globalizado. Logo, é normal saber que qualquer dispositivo eletrônico conte com peças do mundo todo. No caso do iPhone 6s da Apple em especial, desmontar esse smartphone quase completamente mostra que três países asiáticos são os principais responsáveis por fornecer os seus componentes: Coreia do Sul, Japão e China.
Dito isso, assim se divide o iPhone 6s:

iphone-6s-desmontado-em-paises

O design externo do iPhone é um dos seus sinais de identidade, desde o primeiro modelo, condicionando a aparência dos smartphones que chegaram depois dele. O design é desenvolvido na Califórnia, mas a construção do corpo do iPhone 6s e dos modelos anteriores acontece na China, casa das fábricas de praticamente todos os grandes fabricantes atuais.

Os processadores A9 são fabricados na Coreia do Sul e em Taiwan, pela Samsung e TSMC, e na China é fabricado componentes como o transmissor de rádio ou o modem LTE, pelas mãos da Qualcomm. A Samsung deve ser parte envolvida na fabricação do futuro Apple A10 que deve estar presente no iPhone 7, e também se responsabiliza pelos 2 GB de RAM LPDDR4 do iPhone 6s.

O receptor WiFi é fabricado pela Universal Scientific Industrial, e a bateria fica por conta da Huapu Technology, ambas chinesas. Vários materiais envolvidos na fabricação do iPhone 6s chegam desse país, mas alguns deles também são produzidos na Califórnia.

apple-a9

A tela é produzida no Japão, pelas mãos da Toshiba, que também fabrica a memória interna do smartphone. No país também é desenvolvida as câmeras, pela Sony, com seu ótimo sensor Exynos. A Apple gerencia o seu software na Califórnia.

Na desmontagem faltam alguns componentes de origem desconhecida, como alto-falantes e o sensor de digitais Touch ID. Mesmo assim, a análise mostra uma boa e detalhada visão de como se constrói um iPhone, em um processo que pode ser aplicado a praticamente todas as marcas, alterando algumas origens.

Ou seja, o iPhone 6s é desenvolvido na Califórnia, de onde vem o software. Mas suas peças são eminentemente asiáticas, que fazem um ótimo trabalho em fornecer os componentes para um dos melhores smartphones da atualidade.

Via BusinessInsider

Galaxy S7 e iPhone 6s congelados em Coca-Cola

by

Samsung Galaxy S7 Edge and iPhone 6S Plus Coca-Cola Freeze Test

Não julgue os testes. Julgue os métodos. Sabemos que temos especialistas em torturar caros dispositivos de tecnologia, mas percebemos que nos últimos tempos as pessoas estão mais criativas. Algumas delas criativas até demais.

De qualquer forma, sabemos que o Galaxy S7 e o iPhone 6s são resistentes à imersões na água. O primeiro conta com certificação IP68, e o segundo foi uma pequena surpresa não divulgada pela Apple, mas que está presente no smartphone. Porém, uma coisa é sobreviver à chuva. Outra, e resistir a um banho de Coca-Cola, que depois será congelada por nove horas.

Será que esses dois smartphones sobrevivem a esse tipo de teste?

A resposta é: SIM. O vídeo no final do post mostra que os dois smartphones superam o teste sem problemas, apesar de que o Galaxy S7 consegue se sair melhor, já que mantém o tempo todo a sua carga de bateria, e uma vez retirado do gelo o smartphone funciona perfeitamente. Já o iPhone 6s não conseguiu ligar depois de descongelado, mas isso só aconteceu porque a sua bateria se descarregou. Uma vez conectado no carregador, o smartphone da Apple funcionou sem problemas ou danos.

Não recomendamos que você faça isso em casa. Afinal de contas, são brinquedos muito caros para que brincadeiras como essa sejam feitas.

Vídeo a seguir.

iPhone SE é um iPhone 6s em um corpo de iPhone 5s? Não é bem assim…

by

iphone-se-topo

O iPhone Se foi apresentado. Uma nova aventura da Apple no mundo dos smartphones top de linha, indo na contra-mão da tendência atual do mercado, apostando em uma tela de 4 polegadas, tamanho hoje que muitos consideram pequeno, mas que deixa a Apple sozinha nesse segmento.

A gigante de Cupertino tem uma enorme base de usuários com smartphones de quatro polegadas, de modo que esse lançamento tem muito sentido, já que permite a esse grupo manter o formato sem renunciar aos recursos e novidades de hardware.

Porém, alguns detalhes técnicos do smartphone precisam ser enfatizados, para que se tenha uma ideia mais clara do que podemos realmente esperar desse produto.

 

Ele é “quase um iPhone 6s” no corpo de um iPhone 5s

iphone-se

Seu acabamento é baseado em alumínio, sendo uma cópia do iPhone 5s em design, mas no seu interior temos um iPhone 6s, exceto em alguns detalhes menores.

O processador A9 está confirmado, o mesmo utilizado pelo atual top de linha da Apple, com uma CPU de dois núcleos a 1.84 GHz e uma GPU PowerVR 7XT. Também está confirmado os 2 GB de RAM. Sua resolução de tela é de 1.136 x 640 pixels, inferior a do iPhone 6s, mas oferecendo mais que suficiente na densidade de pixels por polegada.

Em compensação, a câmera traseira de 12 MP parece ser a mesma do iPhone 6s em todos os sentidos, mas a câmera frontal é de apenas 1.2 MP, com uma menor absorção de luz que a do iPhone 5s, algo que a Apple teria resolvido com o uso da tela como uma espécie de flash, aumentando temporariamente o brilho na hora das selfies.

Em outros dispositivos, sabemos que essa solução não é algo tão efetivo e eficiente. Veremos em breve se a Apple conseguiu fazer um trabalho melhor nesse aspecto.

 

Outras coisas que você deve levar em consideração

iphone-se-oficial-04

O iPhone SE vem com o co-processador M9, mas o smartphone não possui barômetro e não tem a interface 3D Touch, presente no iPhone 6s. Os dois elementos não devem ser considerados uma diferença importante, mas devemos levar em conta que o novo smartphone de quatro polegadas da Apple possui o Touch ID de primeira geração, o mesmo do iPhone 6.

Como vemos, as diferenças são pequenas, e podemos dizer de um modo geral que a Apple fez um grande trabalho com o iPhone SE. O problema será o preço que ele valerá no Brasil.

Tim Cook tirou uma foto horrorosa com seu iPhone, e a galera não perdoou

by

borrora-foto-iphone-tim-cook

As redes sociais  não perdoam. Tim Cook, CEO da Apple, já deveria ter aprendido essa lição. E poderia ter pensado dez vezes antes de enviar a imagem acima para a sua conta no Twitter. Foto essa que foi registrada pelo seu iPhone pessoal (e nem poderia ser de outra forma).

A imagem borrada foi capturada por Cook depois da vitória do Denver Broncos no Super Bowl 50, e foi publicada em sua conta oficial do Twitter, sem pensar que não era a melhor forma de mostrar as qualidades do seu querido iPhone 6s. Rapidamente, um grande número de usuários começaram a criticar as qualidades fotográficas do smartphone, perguntando ao CEO se esta era a melhor foto que ele poderia fazer, ou sugerindo que, se ele estivesse com um smartphone da Samsung, ele poderia obter fotos melhores.

Até algumas montagens foram feitas com a foto, para aumentar o bullying.

As boas capacidades fotográficas do iPhone 6s (e do iPhone 6s Plus) nós já conhecemos. Porém, esse tipo de acontecimento só oferece munição para aqueles que querem criticar a Apple a todo custo.

Mas… convenhamos… é bom ver essas pequenas tretas da primeira fila! :)

Via PhonearenaTwitter (Tim Cook)

 

ASUS promove o seu ZenFone Max as custas da Apple

by

ZenFone-Max

A ASUS não perde a chance de meter o dedo no olho da Apple. Eles já fizeram isso durante o “bendgate” do iPhone 6 Plus, e voltaram a repetir a estratégia, aproveitando a apresentação do novo case com bateria externa da empresa de Tim Cook.

Toda comparação é detestável, mas funciona. Com isso, a ASUS promoveu o seu novo ZenFone Max, smartphone com uma barteria de 5.000 mAh, muito mais do que a presente no iPhone 6s, e até mesmo com a bateria adicional desenvolvida pela Apple.

O ZenFone Max possui uma autonomia estimada de bateria de até 37 horas de chamadas, 20 horas de navegação de internet e 22 horas de reprodução de vídeos, superando com sobras as 25, 18 e 20 horas (respectivamente) que consegue o iPhone 6s com a bateria adicional.

21

O movimento é inteligente por parte da ASUS para promover o seu smartphone as custas do rival, mas nas especificações gerais, o ZenFone Max não é um top de linha autêntico. É um modelo de linha média, com um processador Snapdragon 410, 2 GB de RAM, tela de 5.5 polegadas (720p), 16 GB de armazenamento (expansíveis) e câmeras de 13 MP e 5 MP.

Porém, no seu design, o ZenFone Max é um modelo muito bonito e bem cuidado, seguindo a linha dos modelos apresentados anteriormente pela AUS, deixando claro o bom trabalho dos asiáticos nesse aspecto.

Via WCCFTech

OnePlus vende cases para o iPhone, com convite para o OnePlus X

by

oneplus-funda-iphone

A OnePlus lançou um peculiar acessório pensado no smartphone da concorrência. O case Sandstore é pensado no iPhone 6 e 6s, que protege o smartphone contra quedas e arranhões. Porém, o mais curioso é que o case chega acompanhado de um convite para a compra do novo OnePlus X.

Essa é uma forma de chamar a atenção dos proprietários do iPhone, para que os mesmos ao menos deem uma olhada nas características do OnePlus X. Não é a estratégia mais rebuscada, é verdade. Mas não vamos questionar as habilidades em marketing da OnePlus, que já se demonstrou competente nesse aspecto.

 

Via Android CentralOnePlus

 

Advogado chinês processa a Apple, alegando que “nada mudou no iPhone 6S”

by

iPhone-6s

Há quem diga que “nada mudou no iPhone 6S”. E esse alguém é um advogado chinês, que não vê diferenças nos 2 GB de RAM, no novo processador A9, nas melhorias nas câmeras e outras tecnologias envolvidas, como uma nova estrutura em alumínio, o 3D Touch, e outras.

Tudo isso porque a estética do iPhone 6S não se diferencia muito do iPhone 6. O tal advogado chinês comprou o novo smartphone, e concluiu que “não tem nada de novo”, não concordando com a publicidade da Apple que diz que “a única coisa que mudou, é tudo”. Ou seja, ele processou por “propaganda enganosa”.

O mais bizarro é que o processo foi aceito, e vai para julgamento. Mas não deve ser um problema para a Apple, já que o advogado quer apenas US$ 3.138 de indenização.

E você? O que pensa disso?

Via La Sexta

Preços dos novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus no Brasil são confirmados

by

iphone-6s-iphone-6s-plus

Preparem os bolsos e os cartões de crédito. Os novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus começam a ser vendidos no Brasil no dia 13 de novembro (sexta-feira), e apesar da Apple não confirmar os preços dos dispositivos, e-commerces nacionais como Fnac e Fast Shop já publicaram os valores de todos os modelos.

De forma resumida, o brasileiro terá que desembolsar para comprar os novos iPhones valores entre R$ 3.999 e R$ 4.899. Todos os valores podem receber um desconto de 10% para pagamento à vista. Os valores são os mesmos divulgados pela MacMagazine, e são próximos aos valores pagos no exterior, levando em consideração a taxa de 8% de IOF do cartão de crédito e as variações cambiais.

A seguir, os preços para cada modelo, e entre parêntesis, os valores com desconto de 10% para pagamento à vista:

  • iPhone 6s de 16 GB: R$ 3.999 (R$ 3.599,10)
  • iPhone 6s de 64 GB: R$ 4.299 (R$ 3.869,10)
  • iPhone 6s de 128 GB: R$ 4.599 (R$ 4.139,10)
  • iPhone 6s Plus de 16 GB: R$ 4.299 (R$ 3.869,10)
  • iPhone 6s Plus de 64 GB: R$ 4.599 (R$ 4.139,10)
  • iPhone 6s Plus de 128 GB: R$ 4.899 (R$ 4.409,10)

Os modelos lançados no ano passado (iPhone 6 e iPhone 6 Plus), continuam a ser comercializados no Brasil, com preços a partir de R$ 3.199 e R$ 3.499, respectivamente. O iPhone mais barato ainda é o iPhone 5s de 16 GB, que custa R$ 2.299.

Via Tecnoblog

iPhone 6s e 6s Plus podem custar a partir de R$ 4 mil no Brasil

by

iphone-6s-6s-plus

De acordo com o MacMagazine (que costuma acertar nos preços), os novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus podem custar entre R$ 3.999 e R$ 4.899.

Os preços sugeridos pela fonte são:

– iPhone 6s de 16 GB, por R$ 3.999
– iPhone 6s de 64 GB, por R$ 4.299
– iPhone 6s de 128 GB, por R$ 4.599
– iPhone 6s Plus de 16 GB, por R$ 4.299
– iPhone 6s Plus de 64 GB, por R$ 4.599
– iPhone 6s Plus de 128 GB, por R$ 4.899

Levando em conta tudo o que aconteceu no Brasil nos últimos 12 meses, os preços dos novos iPhones são mais ou menos os mesmos que o que sairia para uma pessoa ir até os EUA e voltar para comprar o smartphone. É claro que você aproveita a viagem, mas quem sai do Brasil com o dólar a quase R$ 4 só por causa de um iPhone?

O MacMagazine também informa que a pré-venda dos novos iPhones acontecerá uma semana antes da sua chegada nas lojas, prevista para o dia 6 de novembro (sexta-feira). Lembrando: em 2014, o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus chegaram ao mercado brasileiro com valores a partir de R$ 3.199 e R$ 4.399.

A Apple não confirma preços, nem data de lançamento dos novos iPhones no Brasil. Os dois modelos já estão homologados pela Anatel.

Via Tecnoblog

iPhone 6s e sua “loteria” na autonomia de bateria

by

iphone6s-6splus-topo

No final do mês de setembro, o site Anandtech fez uma descoberta muito importante: o chip A9 presente nos novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus eram fabricados por duas empresas: Samsung e TMSC. Até aqui, “beleza”. Não é a primeira vez que vemos isso.

Os problemas aparecem quando os smartphones chegam nas mãos dos proprietários, e os mesmos começam a fazer testes de desempenho, e comprovam que a versão do chip A9 produzida pela TSMC consegue oferecer quase duas horas de autonomia de bateria a mais que o chip fabricado pela Samsung.

test-iphone

Os comparativos estão circulando na internet, nos fóruns da Reddit e do MacRumors, onde podemos encontrar telas como as da imagem acima. À esquerda, podemos ver o teste de desempenho de bateria em um smartphone com chip TSMC, alcançando as 7h50m20s, enquanto que a imagem da direita mostra a autonomia alcançada pelo iPhone com o chip da Samsung, com 6h05m20s.

De acordo com um aplicativo utilizado por um desenvolvedor para identificar o chip para cada iPhone, pelo menos 70% das unidades comercializadas do iPhone 6s contam com o processador da TSMC, e 30% com o chip da Samsung. No caso do iPhone 6s Plus, o quadro muda: quase 41% para a TSMC, e 59% para a Samsung.

iphone6s-pruebas

Os compradores dos novos iPhones podem verificar qual chip o seu dispositivo possui, com o download do app “Lirum Device Info Lite”, que é gratuito na App Store. Se na tela principal (foto acima) aparecer N66AP (6s Plus) ou N71AP (6s), significa que o produto conta com um chip da Samsung. Se aparecer os códigos N66mAP (6s Plus) ou N71mAP (6s), o fabricante do chip é a TSMC.

Boa sorte para você!

Via Engadget Public Access,Reddit, MacrumorsMacrumors

 

Por que a Apple não falou nada sobre a resistência à água do iPhone 6s?

by

ifixit-iphone6s

Sim, amigos. Os novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus são resistentes à água. Os dois dispositivos contam com uma certa combinação de técnicas que tornam os modelos muito mais resistentes aos líquidos que os seus antecessores.

Quem confirma isso é o iFixit, mostrando que a Apple reforçou as bordas dos smartphones com uma nova junta de proteção, além de revestir cada conector de cabos da placa-mãe com um material impermeável. Esse último detalhe é menos comum de ver nos smartphones resistentes à água, que de um modo geral centram sua proteção nas portas externas.

O que surpreende é que a Apple não abriu a boca sobre essa característica, quando Sony e Samsung enaltecem isso em seus produtos. Por que?

Apesar dessas modificações, os novos iPhones não podem ser considerados 100% resistentes à água, já que não contam com certificação IP, algo que a Apple quer que você continue a ter em mente antes de pensar em cair na piscina com seu iPhone.

Ou seja, é tudo uma questão psicológica e de prevenção: se a Apple fala que o iPhone agora oferece uma maior resistência à água, os usuários terão muito menos cuidado com ele, sem falar nos imbecis usuários que vão testar de forma excessiva o dispositivo para saber qual é o limite dessa resistência. Algo que já está acontecendo desde que a novidade foi revelada.

E você? Já olha para o iPhone 6s e 6s Plus com outros olhos? Ou nada mudou na sua vida?

 

Via WirediFixitYouTube (EverythingApplePro)

 

Este é o custo de cada componente do iPhone 6s

by

iphone-6s-ouro-rosa

Uma empresa de análise de produtos de tecnologia discriminou o custo de cada componente do iPhone 6s, mostrando detalhadamente não apenas o seu custo total de fabricação, mas também quais são os componentes mais baratos e caros.

O gráfico abaixo mostra que o conjunto de chips do sinal e de processamento são os componentes mais caros, com custo de US$ 58, seguido da tela e do sistema touch, que custam US$ 42.50, e das memórias RAM e NAND Flash, que custam US$ 23,50.

A montagem de componentes, embalagem e testes do dispositivo também tem custos consideráveis (US$ 18), enquanto que o item mais barato é, ao mesmo tempo, um dos mais importantes: a bateria (apenas US$ 3.50).

iphone6s_cost

Comparando com os custos dos componentes do iPhone 6, vemos que a única grande diferença está na memória, que no iPhone 6s é de 2 GB LPDDR4, no lugar do 1 GB LPDDR3 do iPhone 6.

6_versus_6S_BOM

De um modo geral, o custo de materiais dos dois modelos é muito semelhante, com o iPhone 6s sendo mais caro: US$ 245, contra US$ 228,50 do iPhone 6. Como sempre, devemos levar em consideração que esses custos não incluem o transporte, pesquisa e desenvolvimento e publicidade e marketing.

Via Teardown

A evolução das vendas do iPhone no seu primeiro final de semana de mercado

by

iphone-teaser-evolução

A Apple costuma anunciar quantos iPhones vendeu durante o seu primeiro final de semana de vendas. Desde a sua primeira geração até os últimos iPhone 6s e iPhone 6s Plus, se passaram oito anos. E se compararmos as vendas dos últimos iPhones com as gerações anteriores?

A Apple anunciou um novo recorde de vendas para um final de semana de lançamento de novos iPhones, onde o iPhone 6s e o iPhone 6s Plus venderam 13 milhões de unidades nos primeiros três dias de mercado. Apenas para comparar: o primeiro iPhone (2G/EDGE) de 2007 vendeu 700 mil unidades no mesmo período. É uma diferença considerável.

E como foi essa evolução ao longo dos anos?

Foram nove gerações de iPhones em oito anos. A tabela abaixo mostra o desempenho de vendas de cada modelo no período que a Apple define como “first weekend sales”, com o número de unidades vendidas e o período de lançamento. Os números são oficiais:

ModeloLançamentoPeríodo de vendasVentas (milhões de unidades)
2G/EDGE29 Jun. 0729-31 Jun. 070.7
3G11 Jul. 0811-13 Jul. 081
3GS19 Jun. 0919-21 Jun. 091
424 Jun. 1024-27 Jun. 101.7
4S14 Out. 1114-16 Out. 114
521 Set. 1221-23 Set. 125
5S + 5C20 Set. 1320-22 Set. 139
6 + 6 Plus19 Set. 1419-21 Set. 1410
6S + 6S Plus25 Set. 1525-28 Set. 1513

Ou seja, a curva de crescimento é positiva o tempo todo, e desde o primeiro modelo de 2007 até o último. A Apple sempre vende mais smartphones geração após geração, sem exceção. Os dados só melhoram a cada ano, com exceção do iPhone 3GS (2009), que manteve os números do iPhone 3G (2008).

Chama a atenção em especial a importante mudança ocorrida em 2013: desde os 5 milhões de unidades do iPhone 5 até os 9 milhões obtidos pelos modelos iPhone 5s e iPhone 5c (combinados), ano que a Apple colocou dois modelos no mercado. Desde então, em todos os anos (2013, 2014 e 2015), a empresa coloca dois modelos, cada um com um perfil diferente do outro.

apple-iphone-teaser

Está bem claro que, para a Apple, os iPhones são um negócio muito lucrativo, com grande importância nos seus lucros. E essa tendência positiva se renova a cada geração, alcançando novos recordes a cada novo período de vendas.

Por falar em recordes, o período de vendas mais forte para os iPhones é o último trimestre de cada ano, por conta principalmente dos novos modelos. Em 2014, 74.6 milhões de smartphones (Q4 de 2014) foram vendidos, e o primeiro final de semana de vendas dos novos iPhones só indicam que eles podem repetir ou até superar esses números.

Podem superar as 100 milhões de unidades vendidas dos novos iPhones? Em janeiro de 2016 teremos a resposta dessa e de outras perguntas.

Mais uma prova que o bendgate no iPhone 6s Plus não existe

by

test-bendgate-iphone-6s-plus

O bendgate no iPhone 6 e iPhone 6 Plus foi um duro golpe para a Apple, mas que já pode ser considerado um episódio superado nos novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus. Mais um teste mostra como os novos smartphones da Apple são mais resistentes que os modelos lançados no ano passado.

O pessoal do SquareTrade Labs realizaram testes físicos nos novos modelos, incluindo o polêmico teste da dobra. O resultado? A Apple melhorou a resistência dos seus smartphones em 50% a 60%. Ou seja, os telefones podem dobrar sim, mas é muito mais difícil de isso acontecer.

O iPhone 6s Plus é mais robusto, com uma resistência de 80 kg-força (ou 800 newtons), uma melhora de 50% em relação ao iPhone 6 Plus. Já o iPhone 6s alcança os 77 kg-força (756 newtons), com melhora de 60% em relação ao iPhone 6.

Nos dois casos, a evolução é mais que substancial, mostrando claramente que a Apple encontrou uma solução para o bendgate. O uso do alumínio 7000, mais resistente que o 6000 utilizado na geração anterior, combinado com o novo cristal (que é mais resistente, mas sem entrar em detalhes) que faz parte da a integração com o 3D Touch da tela ajudam nessa equação.

Para resumir: o bendgate é coisa do passado. Um erro da geração anterior, que não deve ser repetido tão facilmente nos novos modelos. De qualquer forma, não tente fazer nada com muita força com esse ou com qualquer outro smartphone. As chances dele quebrar por qualquer motivo são grandes.

 

Via CNET

iPhone 6s e 6s Plus vendem 13 milhões de unidades no primeiro final de semana

by

iphone-6s-iphone-6s-plus

A Apple revelou os números do primeiro final de semana de vendas dos novos smartphones iPhone 6s e iPhone 6s Plus. E… senhores… temos um novo recorde.

Os novos smartphones alcançaram a marca de 13 milhões de unidades vendidas em apenas três dias de vendas. O número é mais surpreendente se levarmos em consideração a janela de tempo utilizada para alcançar essa marca, e as 10 milhões de unidades do iPhone 6 no ano passado. O recorde foi superado por conta do lançamento dos novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus na China, Europa e Estados Unidos ao mesmo tempo.

A incorporação do 3D Touch e as demais melhorias de hardware motivaram os compradores. O iOS 9 parece ter se renovado com os novos recursos, e as próximas gerações do smartphone agora contam com uma referência de uso mais consolidada. Vale lembrar que os novos iPhones só chegaram em 12 países, e devem desembarcar em outros 40 no dia 9 de outubro.

Até o final de 2015, os novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus estarão disponíveis em 130 países. Não há previsão de lançamento para o Brasil, mas já é uma tradição a Apple deixar o nosso país na última janela de lançamentos. Ou seja, não é um absurdo dizer que veremos o iPhone no mercado brasileiro apenas em dezembro.