Arquivo para a tag: ios 8

Apple mantém a fragmentação do iOS em níveis mínimos

by

apple-logo-teaser

Enquanto que a fragmentação é um grande problema para o Android, a Apple lida com o problema de forma muito mais eficiente. É claro que o ecossistema de modelos e fabricantes do sistema da Google é completamente diferente, muito mais complexo e com vários fatores que complicam a vida do usuário nas atualizações dos seus dispositivos. Mesmoa assim…

Hoje, 75% dos usuários de dispositivos iOS já contam com o iOS 9 instalados nos seus equipamentos. Apenas 19% mantém o iOS 8, e 7% seguem usando as versões mais antigas (iOS 7 ou anterior). Esses 19% que ainda estão no iOS 8 devem atualizar gradualmente para o iOS 9, de modo que ainda veremos mudanças nesses números nos próximos meses, uma vez que os dispositivos são totalmente compatíveis com a nova versão.

fragmentacao-apple

Por outro lado, para quem está com versões anteriores, é muito provável que eles também utilizam dispositivos mais antigos, como o iPhone 4 (por exemplo), e uma vez que tais modelos não são compatíveis com o iOS 9, as mudanças na porcentagem do iOS 8 podem não ser tão grandes.

Via GSMArena

Nas portas da atualização, o iOS 8 está presente em 91% dos dispositivos Apple

by

ios9-teaser

Uma recente análise da Mixpanel revela que, nesse momento, 91% dos dispositivos Apple contam com o iOS 8, contra 8% das versões anteriores, e menos de 1% de usuários das versões beta do iOS 9. Os dados provém de 36.2 milhões de registros coletados via SDK.

É evidente o poder da Apple para atrair os usuários para as versões atualizadas, talvez nem tanto por conta das novas funcionalidades incluídas nas novas versões, mas pela facilidade para o usuário receber essas atualizações. Elas estão disponíveis para todos os dispositivos compatíveis, no mesmo dia de lançamento, sem semanas ou meses de espera.

É claro que as grandes atualizações – como é o iOS 9 – não contam com adoção imediata. O iOS 8 foi lançado em 17 de setembro de 2014, mas só superou o iOS 7 em participação no dia 20 de outubro. Levou mais de um mês, o que é um tempo longo, mas compreensível diante dos usuários que esperaram o lançamento do iOS 8.1 para terem um sistema mais estável e confiável, algo que não é muito habitual nas primeiras versões.

Assim foi a adoção do iOS 8 nos primeiros dias de vida, de acordo com os dados da Mixpanel:

– 17 de setembro: 6,34%
– 18 de setembro: 16,74%
– 19 de setembro: 22,85%
– 20 de setembro: 26,83%
– 21 de setembro: 29,54%
– 22 de setembro: 31,74%
– 23 de setembro: 33,22%

ios8-adoção

São dados muito positivos, mas também devemos ter em conta que nas atualizações dos últimos anos do iOS tivemos alguns problemas nos servidores da Apple, que não suportaram a empolgação dos milhões de usuários ao redor do planeta.

Via Geeky-Gadgets, MacRumors

Coloque um botão ‘voltar’ no seu iPhone

by

halo-back-2

O Halo Back Screen é uma película protetora de tela para o iPhone 6 e iPhone 6 Plus que, além de manter a sua tela longe dos riscos e marcas de uso, oferece um canal capacitivo adicional, que adiciona um botão ‘voltar’ no canto inferior esquerdo do seu smartphone, aumentando ainda mais a usabilidade do dispositivo.

Os novos iPhones são (finalmente, graças a Deus) maiores. Se tornaram smartphones excelentes para ver vídeos e interagir com a interface de usuário, mas não são muito eficientes nos cantos de tela para muitos aplicativos, quando precisamos voltar para a tela anterior, através da seta ‘voltar’ no cando superior esquerdo. Isso faz com que a usabilidade dos modelos com apenas uma das mãos fique um tanto quando prejudicada.

Basicamente, todas as vezes que você pressionar o canto inferior esquerdo da tela do smartphone, o sinal é replicado para o canto superior direito, onde o botão ‘voltar’ está normalmente localizado. Desse modo, você pode navegar facilmente com o iOS 8.

Preço: US$ 17.

 

Via Kickstarter

Cota do iOS 8 segue crescendo: já está em 68% de todos os dispositivos iOS

by

650_1000_ios-8-logo

A adoção do iOS 8 é uma das mais lentas da história da Apple, mas sua cota de mercado nos dispositivos iOS segue crescendo, alcançando os 68% de participação (no mesmo período, a cota do iOS  já era de 78%).

O iOS 7 mantém respeitáveis 28% de cota, enquanto que as versões anteriores do sistema operacional ocupam 4% dos dispositivos ativos.

650_1000_chart-01-05-15

Os dados são fornecidos pela página de suporte da App Store, onde é possível concluir que o iOS 8 ganhou 4% de mercado desde o dia 22 de dezembro. Repare que os números somam 101% e não 100%, e isso acontece por um erro de arredondamento por parte da própria Apple.

Os dados são corroborados por empresas como a Mixpanel, que mostra que a adoção do iOS 8 nesse momento é de 69.93%, enquanto que o iOS 7 mantém uma cota de 27.86%, contra 2.21% das demais versões.

Os dados da Mixpanel são mais reticentes, o que explica a pequena diferença a favor do iOS 8.

Via App Store Distribution, Mixpanel

Apple é processada pelo espaço que as atualizações do iOS 8 ocupam nos seus dispositivos

by

apple-espaço-ios8-iphone

A Apple está sendo processada nos Estados Unidos, por conta por conta do reduzido espaço livre para o usuário em seus dispositivos, depois da instalação das últimas atualizações do iOS 8.

De acordo com os responsáveis pela demanda, um iPhone 5s de 16 GB tem o seu espaço disponível reduzido em 18.1%, e um iPod com a mesma capacidade pode perder até 23.1% de espaço livre para o usuário. Ao que parece, o problema é que, nessas circunstâncias, o espaço livre para o usuário é muito menor do que aquele que a Apple anuncia quando vende esses produtos.

Vale lembrar que esse tipo de problema não afeta só os iDevices. Smartphones de outras marcas sofrem do mesmo mal, assim como outros dispositivos (computadores, consoles de videogames, etc), onde os discos rígidos não oferecem toda a capacidade de armazenamento.

Mas o mais curioso é que os promotores do processo entendem que, por trás dessa prática, existe uma estratégia comercial que prejudica os usuários. A Apple divulga uma capacidade de armazenamento que é superior do que aquela que os usuários podem desfrutar, o que pode forçar os mesmos a a contratarem um espaço adicional de armazenamento online – no caso da Apple, o iCloud -, para armazenar o seu conteúdo pessoal de fotos, vídeos e músicas.

De novo, não é só a Apple. Os demais fabricantes de smartphones também são citados no processo, que alega que o espaço disponível real pode ser inferior ao anunciado no produto por conta do software pré-instalado, e outras razões de caráter técnico.

A Apple já foi processada em outras ocasiões pelo mesmo motivo, e até agora, conseguiu se defender com sucesso. Logo, essa demanda pode dar em nada. De qualquer forma, é uma situação curiosa, que merece ser observada mais de perto.

Via 9To5MacSilicon Beat

Cota do iOS 8 segue subindo: quase 2 de cada 3 dispositivos Apple

by

ios-8-logo

Segundo os dados da App Store da Apple, o iOS 8 já está próximo de ocupar dois terços dos dispositivos móveis da empresa. Os dados de 8 de dezembro, 82 dias após a primeira versão do novo iOS, que foi lançado em setembro, e apresentado na WWDC 2014 em junho.

Apesar de não ser adotado com a mesma velocidade do iOS 6 ou iOS 7, essa cota cresceu bem nas últimas semanas. A lentidão se deu por conta do grande espaço necessário para a instalação, e os problemas iniciais que o iOS 8 apresentou nas primeiras versões.

650_1000_adopcion-ios-dic2014-2

Os dados da Apple são baseados nos dispositivos que acessam a App Store em um período determinado. Os resultados apresentados coincidem com aqueles revelados por empresas independentes como a Mixpanel, que indicou que o iOS 8 está em 63,94% dos dispositivos da Apple (iPhones e iPads).

O estudo da Mixpanel revela que o iOS 7 conta com 33.42% de cota, enquanto que os 2.64% restantes contam com versões anteriores.

Já os dados da Fiksu são diferentes, ficando em 58.98% para o iOS 8. Em 2013, a essa altura do ano, a cota do iOS 7 já era de 71.1%. Os dados ainda revelam que há uma menor adoção do iOS 8 pelo fato que nesse momento existe um grande número de dispositivos Apple que não podem sequer ser atualizados para a nova versão do sistema operacional.

Via Ars Technica

iOS 8 alcança os 50% de presença em dispositivos Apple

by

ios8-960

A página de suporte para desenvolvedores da Apple publicou dados atualizados sobre a cota de mercado das diferentes versões dos seus dispositivos. O iOS 8 superou a barreira dos 50% de participação, ou seja, está presente em pelo menos um de cada dois dispositivos móveis da gigante de Cupertino.

De fato, o iOS 8 tem hoje uma cota de 52%, enquanto que o iOS 7 caiu para 43%. Os 5% estão distribuídos com as versões anteriores e em dispositivos que provavelmente não podem mais ser atualizados.

Não faz muito tempo (começo de outubro) que Tim Cook confirmou que a adoção do iOS 8 era de 48%, e o novo estudo reforça a impressão que a adoção da versão é mais lenta do que o esperado, muito por conta – entre outras coisas – do espaço livre necessário para a sua instalação.

A nova versão oferece diversas melhorias, uma aparência adaptada para os novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, o Apple Pay e opções de convergência com o OS X 10.10 Yosemite, entre outros.

Via The Next Web

Apple confirma baixa adoção do iOS 8

by

650_1000_ios8-1

A Apple confirma o que os números não-oficiais já indicavam: o iOS 8 está com baixo índice de aprovação. Com base nos números de uso da App Store, a página de desenvolvedores da empresa mostra que a cota atual do iOS 8 é de 47%, um índice decente, mas que é pior que aquele alcançado pelo iOS 7, por exemplo.

650_1000_apple-cuota-1

O estudo da Apple mostra datas diferentes: em 21 de setembro, essa cota era de 46% para o iOS 8 (e de 49%para o iOS 7), e depois de duas semanas, em 5 de outubro, a cota era a mesma para as duas versões (47%).

É preciso levar em conta que a instalação do iOS 8 exige dos usuários muito espaço de armazenamento em seus dispositivos, o que pode fazer com que muitos usuários adiem essa migração. Seja como for, esses números seguem contrastando com as excelentes vendas da Apple com os seus novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus.

Via Venturebeat, Apple

Pense duas vezes antes de instalar o iOS 8 no seu iPhone 4S…

by

iphone-4s-ios-8

O iOS 8 é sim compatível com o iPhone 4S. Porém, na prática, a atualização pode resultar em um desempenho empobrecido no dispositivo, o que pode levar muito usuários a repensarem se vale a pena fazer o update.

O site Ars Technica explica que o iOS 8 é pesado demais para o processador do iPhone 4S, que é um modelo que tem um quarto da potência de um iPhone 5s. Com a atualização – de acordo com os relatos do site -, os aplicativos demoram mais para abrir, com um aumento no tempo de carga de até 50% em relação ao iOS 7. Em tempo real, o atraso pode ser de aproximadamente um segundo. Pode não parecer muito, mas os mais exigentes certamente vão notar a diferença.

Nos primeiros testes, também foram observados fotogramas que se perdem, ou arrastos nas transições animadas da interface. Nada disso produz um atraso real no processo, mas as falhas pioram a experiência de uso.

Além disso, algumas funções do iOS 8 ocupam mais espaço na tela. Isso não acontece com os dispositivos com telas de 4 polegadas (iPhone 5 e 5s), mas na pequena tela de 3.5 polegadas do iPhone 4S, o espaço de exibição fica limitado, especialmente em funções como o sistema de texto preditivo do teclado do iOS 8, que rouba muita altura da tela.

Mesmo com muitas características do iOS 8 aproveitáveis no iPhone 4S, muitas outras ficam de fora no antigo dispositivo. O iPhone 4S não possui suporte para o AirDrop, TouchID (óbvio), Handoff ou OpenGL 3.0. Também não é compatível com a nova API Metal Graphics, nem com aplicativos otimizados para 64 bits, ou que fazem uso dos chips da série M.

Resumindo: você pode instalar o iOS 8 no iPhone 4S, mas ao fazê-lo, você vai renunciar a algumas coisas, e principalmente, perder um pouco de desempenho. Você não perde o seu smartphone, mas é importante pensar as suas prioridades antes de atualizar. É provável que a Apple resolva esses problemas no 4S nas próximas atualizações, e esperar um pouco não custa nada.

Via Ars Technica

Especial | Novidades do iOS 8 que já existiam no Android

by

ios-8-android

A Apple anunciou o iOS 8, que foi apresentada como “o maior lançamento desde a estreia da App Store”. A versão conta com importantes novidades para a plataforma, mas muitas dessas funções “novas” já existiam no Android, o que faz com que sejam recursos “novos” apenas para os usuários do iOS mesmo.

Esse post faz um resumo dos itens mais evidentes que a gigante de Cupertino “se inspirou” na turma de Mountain View para melhorar o seu sistema operacional móvel.

Widgets

Usuários do iPhone ou iPad podem agora usar widgets básicos no iOS 8. Porém, diferente do que acontece no Android, os widgets do sistema da Apple só podem ser colocados na Central de Notificações, e não nas telas de início ou de bloqueio.

Notificações interativas

Agora, é possível interagir com as mensagens recebidas na barra de notificações, sem precisar abrir o aplicativo. Basta abrir a central e responder diretamente uma mensagem de texto ou outros eventos. Vale lembrar que tal recurso já estava disponível a algum tempo, como por exemplo nas mensagens do Gmail e outros aplicativos de e-mail, mas isso não é exatamente o mesmo que foi implementado agora, uma vez que é possível responder sobre o aplicativo automaticamente. E sim… firmwares baseados no Android incluem funcionalidades similares ao do iOS 8.

“Hei, Siri”

O assistente virtual do iOS agora pode ser ativado quando o usuário diz “Hei, Siri”, quando o dispositivo está conectado ao carro. Bom, usuários do Android 4.4. KitKat podem ativar o Google Now com um simples “OK, Google” a partir da tela de início, em independente se está conectado a um carro ou não. Mais: o Moto X permite o seu acionamento até mesmo com a tela desligada. Além disso, o Siri agora pode reconhecer músicas que escutamos, com a integração com o Shazam. E o Google Now faz exatamente a mesma coisa.

QuickType e teclados de terceiros

O novo teclado QuickType da Apple pode prever a próxima letra ou frase a ser digitada, além de permitir a instalação de um teclado de outro desenvolvedor que não seja a Apple. Os usuários do Android contam com a previsão de texto e a instalação de outros teclados há muito tempo, e o teclado padrão do Android já oferece a previsão de texto, além da redação via Swype, entre outros recursos. O único diferencial da Apple é que o QuickType vai aprender a forma como o usuário escreve em cada aplicativo, mas só poderemos comprovar sua eficiência na prática.

iCloud Drive

O iCloud Drive é a alternativa da Apple ao Google Drive, Dropbox, OneDrive e similares, oferecendo a possibilidade de armazenar todo o tipo de documentos na nuvem. Porém, a solução da Apple só oferece 5 GB de armazenamento, contra 15 GB do Google Drive. Sem falar nas demais alternativas existentes no mercado.

iCloud Phone Library

Com o iCloud Drive, os usuários podem agora acessar suas fotos a partir de múltiplos dispositivos. Tal como acontece no Android, através do Google+ Photos, que sincroniza as fotos e vídeos em todos os dispositivos com um navegador de internet e conexão na rede. De novo, a diferença está na capacidade de armazenamento: 5 GB oferecidos pela Apple, 15 GB oferecidos pela Google.

App Previews

Uma das principais melhorias da App Store é a chegada do App Previews, que permite aos usuários a visualização de vídeos de demonstração do aplicativo antes do download. Os desenvolvedores do Android sempre tiveram essa opção, para que os usuários visualizassem o app em ação antes do download na Google Play.

TestFlight

O TestFlight permite aos usuários o teste de aplicativos em versão beta, antes dos mesmos serem lançados de forma oficial na App Store. Algo que a Google já oferece no Android a algum tempo.

Extensões de Aplicativos

Antes, os aplicativos do iPhone e iPad se encontravam fechados na suas bolhas para oferecer uma maior segurança, mas limitando a comunicação que poderiam ter com outros aplicativos. Com o iOS 8, os aplicativos poderão se comunicar entre si para marcações de fotos em uma página web, ou encurtar URLs de uma página a ser compartilhada.

Os usuários do Android podem fazer isso por conta do seu sistema operacional mais aberto. Basta selecionar a opção de compartilhar, que o usuário pode realizar múltiplas tarefas em vários aplicativos, a partir de uma única tela ou navegador.

iMessage (voz e vídeo)

Os usuários do iMessage poderão enviar mensagens de vídeo e voz a partir do seu iPhone ou iPad com iOS 8. Também podem compartilhar sua localização com outros usuários, se assim desejarem.

Nem preciso lembrar que o WhatsApp faz tudo isso, mas existem vários outros serviços que já oferecem exatamente as mesmas opções.

A diferença é que as mensagens de áudio e vídeo do iMessage se auto-destruirão depois de um tempo… função essa que os usuários do Android já contavam no Snapchat e outros aplicativos.

Uso de bateria por aplicativo

Os usuários do iOS 8 poderão ver a quantidade de bateria que cada aplicativo consome no seu dispositivo, mostrando a porcentagem individual desse consumo. Os usuários de dispositivos Android podem ver essas informações há várias gerações do sistema operacional.

Esses são apenas alguns exemplos. Com certeza essa lista deve aumentar, conforme as novidades do iOS 8 forem reveladas por desenvolvedores e usuários. E quem sabe o quanto ela pode se tornar maior nas futuras versões do iOS?