Arquivo para a tag: imei

Agora, basta o número da linha para bloquear o celular roubado

by

smartphones-em-uso

A Anatel anunciou hoje (8) novas medidas para facilitar a vida do consumidor na hora de bloquear os seus celulares e smartphones roubados. A partir de agora, é possível bloquear o dispositivo apenas fornecendo o número da linha.

As polícias civis da Bahia, Ceará e Espírito Santo já contam com o Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (CEMI), o que permite o bloqueio de celulares perdidos, extraviados ou roubados com um mecanismo simplificado. Em breve, os estados de Goiás, Mato Grosso, Rio de Janeiro e São Paulo poderão utilizar o sistema administrado pela Anatel e pelas operadoras de telefonia móvel.

Antes, o usuário era obrigado a guardar o IMEI do celular para realizar o bloqueio em caso de roubo ou furto. O IMEI é uma longa sequência numérica, difícil de ser decorada, ou que necessita ser anotada em um outro local. Com o novo sistema, o aparelho pode ser bloqueado de duas formas: ligando para a operadora e simplesmente informando o número de linha, ou diretamente na delegacia de polícia, ao registrar o boletim de ocorrência. Mais de 6.5 milhões de celulares extraviados, roubados ou furtados contam com registro no CEMI, o que impede a sua utilização por qualquer via.

A medida visa desestimular o roubo de smartphones, já que o dispositivo bloqueado perde valor de mercado. Vale lembrar que a base de dados da CEMI é administrada pela GSMA, ou seja, esse é um cadastro que vale para o mundo todo.

A Anatel também quer inibir o roubo de celulares que não foram comercializados, e lojistas e transportadoras poderão bloquear os dispositivos subtraídos em crimes de roubo de carga. Nesse caso, as empresas devem fornecer os IMEIs desses celulares, já que os mesmos não foram ativados.

A Anatel orienta que, antes do consumidor adquirir um celular de segunda mão, que o mesmo verifique se o IMEI do aparelho não está bloqueado por furto ou roubo. A pesquisa pode ser feita no consultaaparelhoimpedido.com.br.

Via Tecnoblog

Se você solicita o bloqueio do smartphone por IMEI, poderão utilizá-lo em outros países?

by

650_1000_imei

Existem muitas lendas urbanas sobre o bloqueio por IMEI. Sua utilidade real, do que ele nos protege, o processo de criação… muitas são as dúvidas sobre um bloqueio que só as operadoras móveis podem realizar a pedido do dono legítimo do smartphone em casos de perda ou roubo.

O bloqueio por IMEI só evita que o smartphone possa se contactar nas redes móveis, permitindo qualquer outro uso que não necessite de tal conexão. Mas… esse bloqueio é realmente efetivo? Na verdade, ele é parcial, já que apenas 44 países compartilham a base de dados de IMEIs bloqueados.

A GSMA, a associação mundial de operadoras móveis, conta com uma ferramenta chamada Device Check, onde as operadoras de dispositivos países enviam os números de IMEIs de dispositivos roubados. Dessa forma, quando um dispositivo quer se conectar à uma rede móvel de uma das operadoras cadastradas, ele é rechaçado se o IMEI estiver no Device Check.

Apenas as operadoras podem enviar um IMEI roubado para o Device Check, mas além deles, organizações governamentais e comércios relacionados podem acessar a ferramenta. Os usuários finais não tem acesso, já que de acordo com as fontes da GSMA, os ladrões de dispositivos poderiam comprovar se um IEMI aparece como roubado antes de tentar vendê-lo.

O Device Check é uma excelente iniciativa, mas tem um problema: apenas 44 países colaboram com ela. Ou seja, se um dos IMEIs roubados estiver fora da lista, ele pode ser utilizado sem nenhuma restrição.

São mais de 100 países que não colaboram com o Device Check, apesar da grande maioria dos países europeus e das Américas colaborarem com ela. O problema aqui é bem simples: por mais que você solicite o bloqueio do IMEI do seu smartphone, este poderá ser vendido sem maiores problemas na Rússia, Marrocos, China, e em vários outros países.

Com menos de 1/3 dos países do planeta colaborando com o Device Check, além da possibilidade de mudar o IMEI de um terminal no bloqueio de IMEIs, é muito difícil evitar o roubo de smartphones. Se você quer mesmo reduzir as chances de ter os seus dados violados caso o seu dispositivo seja roubado ou perdido, a forma mais simples é através do kill switch.

Inabilitando remotamente o dispositivo, o roubo acaba sendo totalmente inútil, já que não só impedimos a conexão para as redes móveis, mas também evita que o ladrão o utilize de qualquer forma. Os gatunos podem ter nas mãos um peso de papel, e isso faz com que o ímpeto do roubo diminua consideravelmente.

Até que se obtenha uma implementação mais ampla do kill switch, é preciso saber quais as medidas preventivas para reduzir as chances de você ser roubado. Como você pode ver, o efeito do bloqueio do IMEI é limitado. Logo, é melhor prevenir de outra forma.