Arquivo para a tag: iFixit

Apple Watch Series 2 é desmontado pelo iFixit

by

apple-watch-series-2-ifixit

O pessoal do iFixit publicou um artigo completo mostrando o processo de desmontagem do Apple Watch Series 2, novo smartwatch da Apple.

O design interno do produto resulta em um processo mais simples de reparação, graças principalmente à toda a distribuição ordenada dos seus componentes e marcadamente modular.

 

Fácil de reparar e muito bem protegido contra a água

A imagem que ilustra esse post mostra isso de forma mais clara. É possível ver cada um dos componentes que dão vida ao Apple Watch Series 2, perfeitamente desmontados e separados.

Porém, o excesso de cola para manter a bateria presa é um ponto negativo, tanto que chegam a dizer que era cola suficiente para fixar a tela de um iPad.

Porém, o uso dessa grande quantidade de cola se explica por ser um relógio inteligente, ou seja, um dispositivo que ficará em movimento constante. Logo, todos os seus componentes devem estar perfeitamente fixados.

Vale uma menção especial para o sistema de proteção contra à água, que vai além de uma simples selagem e conta com detalhes como um alto-falantes que é capaz de abrigar em seu interior um pouco de água, e posteriormente expulsar essa água através de vibrações.

O Apple Watch Series 2 é uma evolução do modelo original, mas fica a pergunta: as melhorias aplicadas no produto serão suficientes para deslanchar de vez o segmento de smartwatches?

Via iFixit

iPhone 7 Plus é desmontado pelo iFixit

by

iphone-7-plus-ifixit

Hoje (16), tanto o iPhone 7 como o iPhone 7 Plus chegam em mercados selecionados. E o pessoal do iFixit publicou o seu tradicional processo de desmontagem do smartphone com tela de 5.5 polegadas da Apple.

Uma das grandes perguntas que não calam entre os mais curiosos é: o que a Apple fez com o espaço que foi liberado pela remoção do conector de 3.5 mm para fones de ouvido?

A análise do interior do dispositivo resultou em uma explicação técnica. A desmontagem do iPhone 7 Plus pelo iFixit confirmou que a saída do conector permitiu, entre outras coisas, a inclusão do novo botão de início, além da inserção de uma bateria sensivelmente maior que a dos seus predecessores.

 

Muitas mudanças internas

 

iphone-7-plus-ifixit-02

 

A desmontagem também mostra como os novos smartphones da Apple mudaram muito por dentro. Há muito mais adesivos para fixar o chassi, algo que foi feito para garantir a proteção à água.

Também foi comprovado como a ausência do conector para fones de ouvido foi muito bem aproveitada: a bateria passa a ser de 2.900 mAh (contra 2.750 mAh do iPhone 6), além do espaço interno receber o Taptic Engine, base do funcionamento do novo botão de início.

A nova bateria tem 5% a mais de capacidade, com 3.82V e 11.1 Wh de capacidade energética, o que entrega (no mínimo) uma hora a mais de autonomia.

 

iphone-7-plus-ifixit-05

 

O iFixit também comprovou como as câmeras também foram projetadas pensando no reforço da resistência à água. O sistema de câmeras é dual em quase tudo: dois sensores separados, dois conectores e duas objetivas, mas apenas um estabilizador ótico de imagem, na câmera de 28 mm, que foi radiografada para demonstrar a presença das pequenas peças metálicas que atuam como imãs, confirmando esse sistema

Para ver o processo de desmontagem completo do iPhone 7 Plus pelo iFixit, clique aqui.

iphone-7-plus-ifixit-04 iphone-7-plus-ifixit-03

Via CNET

Samsung Galaxy Note 7 é desmontado pelo iFixit

by

Samsung Galaxy Note 7 iFixit

O pessoal do site iFixit desmontou o Samsung Galaxy Note 7, e o seu design belíssimo, tela curvada, bordas de alumínio e resistência à água tem um preço: ele é bem difícil de ser reparado.

 

Reparar o Galaxy Note 7 não é uma tarefa fácil

Samsung Galaxy Note 7 iFixit 02

Os compradores normalmente não se preocupam nesse aspecto de desmontagem e facilidade de reparação de um smartphone, já que a tendência é que a maioria jamais vai fazer isso.

Porém, este é sempre um aspecto interessante no efeito de custos de assistência técnica. Quanto mais complicado de consertar, mais caro isso pode te custar.

Além de não permitir a remoção da tampa traseira, o Samsung Galaxy Note 7 tem o seu interior selado por conta da sua resistência à água. Seu painel traseiro vem bem colado, e separá-lo sem utilizar uma pistola de calor é uma missão impossível.

Outro detalhe a ser considerado é a sua tela, revestida por uma lâmina de cristal que é curvado nas laterais. Mas se o dispositivo cair e esse cristal quebrar, substituí-lo sem trocar a tela é algo muito complicado, encarecendo a reparação de forma considerável.

Por fim, o iFixit pontou a capacidade de reparação do Galaxy Note 7 em 4 de 10, uma nota bem baixa, mas que segue a linha de lançamentos recentes da Samsung com design similares.

Via iFixit

Xbox One S é desmontado pelo iFixit

by

Xbox One S

O tradicional site especializado em desmontagem de gadgets iFixit realizou a sua análise sobre o Xbox One S, novo console da Microsoft.

Com isso, conhecemos as entranhas do videogame, e como foi feita a distribuição dos seus componentes, além de identificar possíveis novidades em relação ao modelo anterior.

 

As principais novidades do Xbox One S:

– Processador de 16 nanômetros com GPU com overclock a 914 MHz
– eSRAM a 219 GB/s
– Disco rígido com interface SATA III
– Fonte de alimentação interna
– Unidade de DVD com suporte para Blu-ray UHD (4K)

No quesito facilidade de reparação, a Microsoft fez um bom trabalho com o Xbox One S, que recebeu do iFixit uma pontuação 8 em 10 (quanto maior a nota, mais fácil é de ser reparado o produto.

 

Um resumo dos pontos positivos e negativos:

A favor:

– Pode ser aberto facilmente
– Design modular no seu interior, simplificando qualquer reparação ou substituição
– Distribuição simples, agilizando as reparações

Contra: 

– Trocar o disco rígido automaticamente anula a garantia, e exige uma configuração complexa para funcionar.

Para ver a análise completa de desmontagem do Xbox One S pelo iFixit, clique aqui.

Huawei P9 é desmontado pelo iFixit

by

huawei-p9-reparacion

O iFixit mais uma vez pegou as suas ferramentas e desmontou um dos lançamentos desejados do mundo dos smartphones. Desta vez, o escolhido foi o Huawei P9.

A evolução dos smartphones top de linha obrigou os fabricantes a definir designs muitos sofisticados, que acabam se refletindo no nível de integração do dispositivo. O reflexo dessa necessidade acaba refletindo diretamente no usuário, que com o passar do tempo ficou incapaz de substituir a bateria ou alguns outros componentes. Isso acaba dificultando um processo de reparação, que deveria ser simples, mas que pode se resultar inclusive em danos permanentes ao dispositivo.

Mas no caso do Huawei P9, temos uma grata surpresa, justamente por ser uma exceção. O iFixit concluiu que o dispositivo é muito fácil de reparar, sempre e quando contamos com a ferramenta adequada. Nesse caso, uma chave de fenda pentalobular.

huawei-p9-reparacion-bateria

Este é um detalhe bem interessante, já que é a primeira vez que um fabricante (exceto a Apple, que foi pioneira) que usa esse tipo de parafuso em um dispositivo. O trabalho do iFixit também serve para mostrar que muitos elementos, como por exemplo o conector para fones de ouvido ou a porta USB Type-C são perfeitamente substituíveis, além da cola que prega a bateria não é especialmente difícil de retirar. Mesmo assim, é preciso ter um cuidado para não danificar os cabos de dados que passam por baixo da bateria.

Por fim, o iFixit deu para o Huawei P9 uma pontuação de 7 em 10 (quanto maior a nota, mais fácil o dispositivo é de ser reparado), o que pode ser considerada uma nota muito boa, levando em conta todas as suas características.

Para ver todo o processo de desmontagem do Huawei P9 pelo iFixit, clique aqui.

iFixit desmontou o novo MacBook 2016, e recebe nota 1 em 10

by

MacBook-iFixit

Já destacamos que o iFixit desmontou o MacBook 2016, e que uma das particularidades do processo é que a Apple colocou uma resina nos seus parafusos, que deixa indícios de uso, o que por sua vez invalida a garantia do produto. Dessa vez, vamos mostrar mais detalhes do processo de desmontagem, que recebeu a nota mais baixa possível para o seu fator de reparação.

Por ter um design tão fino e uma distribuição de componentes tão ajustada, era de se deduzir que o dispositivo não receberia mudanças em relação ao modelo anterior, e em essência isso aconteceu, salvo um detalhe positivo: o desaparecimento dos parafusos proprietários, com a adoção de um formato padrão, o que torna a vida daqueles que se aventurarem a desmontar o equipamento algo mais fácil.

Por outro lado, os aspectos negativos são vários:

– Componentes considerados essenciais como processador, RAM e memória flash estão soldados na placa, o que significa que, em caso de defeito de um deles, a reparação ficará muito mais cara, já que será preciso trocar a placa inteira.
– A bateria se encontra totalmente colada na parte de baixo da carcaça.
– Tela e cristal protetor estão unidos, o que encarece a substituição em caso de quebras.

Com todos esses detalhes, não é surpresa que o MacBook 2016 tenha recebido a nota do iFixit seja um contundente 1 em 10 (quanto mais baixa a nota, mais difícil o dispositivo é de ser reparado). O site destaca que, apesar de não contar com grandes melhoras em relação ao modelo anterior, ao menos há algo positivo: a maioria das peças e dos procedimentos de reparação se mantiveram inalterados.

Via iFixit

Apple pode saber se você manipulou o MacBook

by

macbook-resina

Nunca tente enganar a Apple. Ela pode descobrir com certa facilidade.

O MacBook de 12 polegadas é um modelo bem difícil de ser reparado, mas não impossível. Porém, a Apple está disposta a tudo para que você perca qualquer vontade em sequer tentar. É isso o que demonstra o iFixit, no processo de desmontagem do novo modelo com processadores Intel de sexta geração (que estreia a cor rosa), uma vez que o modelo esconde uma série de parafusos que podem deixar rastros de sua intervenção.

De acordo com o principal site de desmontagem de gadgets da internet, os parafusos Torx colocados no interior do notebook levam uma substância que se desintegra quando introduzimos a chave de fenda na hora do giro. Isso obviamente deixa um sinal da cabeça do parafuso, o que permite que a Apple saiba perfeitamente se o equipamento foi manipulado ou não.

A Apple não deu detalhes se a resina está ali para esta finalidade, mas está claro que, a partir de agora, podemos nos deparar com alguns casos de garantia anulada por esse motivo.

O restante da desmontagem não revela grandes surpresas, já que o novo MacBook segue alcançando uma pontuação muito baixa na hora de repará-lo, por conta basicamente à cola e fixação das baterias, a tela fundida ao cristal, e o processador, a RAM e memória flash seguirem soldados à placa.

Via iFixit

LG G5 é desmontado pelo iFixit

by

lg-g5-ifixit

O iFixit desmontou mais um smartphone top de linha, e um dos modelos mais esperados e cobiçados do mercado. O LG G5 teve suas entranhas reveladas, e alcançou um resultado excelente na avaliação de reparação.

O principal motivo para que a pontuação final do LG G5 fosse elevada foi o seu design interno modular. Uma das apostas da LG com esse modelo é oferecer um módulo que pode expandir as capacidades técnicas do smartphone, e pelo o que pode ser analisado pelo iFixit, a principal consequência dessa modulação é que o modelo se tornou muito mais fácil de ser desmontado e reparado, o que é sempre uma boa notícia para os usuários.

lg-g5-ifixit-02

Como resultado, o iFixit conclui que o LG G5 é muito fácil de ser consertado, com uma pontuação de 8 em 10 (quanto mais alta a nota, mais fácil ele pode ser consertado). Essa é uma das melhores notas da história do site.

A seguir, um resumo dos pontos positivos e negativos da avaliação feita pelo iFixit:

 

Aspectos positivos:

– A bateria pode ser substituída com grande facilidade
– Não há colas, apenas poucos parafusos, o que deixa o smartphone fácil de ser aberto
– Parafusos do tipo padrão, dispensando o uso de parafusos especiais
– Muitos componentes modulares e de fácil substituição

Aspectos negativos:

– Pequena presença de cola na cobertura modular, o que complica um pouco as coisas
– Tela e cristal estão unidos, o que encarece as reparações já que em caso de quebra é preciso trocar os dois

Não podemos negar que a LG fez um grande trabalho com o LG G5, conseguindo um smartphone bem acabado, potente e único e, de quebra, facilita a vida do usuário diante de possíveis reparações.

lg-g5-ifixit-03 lg-g5-ifixit-04

Via iFixit

iPad Pro de 9.7 polegadas é desmontado pelo iFixit

by

ipadpro-2016-ifixit

Recentemente o iPhone SE foi desmontado pelo pessoal do iFixit, e hoje temos o iPad Pro de 9.7 polegadas.

O tablet da Apple passou pelo mesmo processo de desmontagem mais popular da internet, exibindo assim todos os detalhes de suas entranhas, e mostrando como a gigante de Cupertino engenhou o seu fino e atraente design. As imagens mostram que a bateria de 7.306 mAh é mais larga que a do iPad Air 2, ocupando toda a zona central do dispositivo, enquanto que os demais componentes são distribuídos descaradamente para as laterais do dispositivo.

O iFixit informa que tais peças são bem rebeldes na hora de serem manipuladas, e até a mencionada bateria, que não está soldada, apresenta uma resistência por estar firmemente colada. O cristal frontal e o LCD estão fundidos e o Smart Connector é praticamente impossível de ser substituído, para citar apenas dois exemplos.

ipadpro-2016-ifixit-02

A dificuldade para desmontar e reparar o iPad Pro foi tamanha que o iFixit deu uma nota 2 em 10 na pontuação global de reparação (quanto mais alta a nota, mais fácil é um dispositivo de ser consertado). Ou seja, estejam vocês avisados desses detalhes antes mesmo de pensarem em investir o seu dinheiro nesse produto.

 

Pontos positivos

– A bateria não está soldada
– O Smart Connector não tem partes móveis, e não deve ser danificado
– A tela LCD e o cristal estão unidos em uma peça, o que simplifica a sua desmontagem

Pontos negativos

– A bateria está colada com força
– O Smart Connector é quase impossível de ser trocado em caso de quebra
– Ao unir o LCD e a tela de cristal, as reparações são mais caras, e o risco de quebra ao abrir o dispositivo aumenta
– Grandes quantidades de adesivo em todas as partes internas do dispositivo complicam qualquer tipo de reparação

 

Via iFixit

iPhone SE é desmontado pelo iFixit

by

iphonese-ifixit

Era de se imaginar que, mais cedo ou mais tarde, o iPhone SE seria desmontado pelo iFixit, especialmente se levarmos em conta que o modelo já chegou ao mercado de países selecionados. Dito e feito. O smartphone passou pelo bisturi do site, sendo desmontado em todas as peças possíveis. Para o seu deleite.

De acordo com o iFixit, alguns aspectos precisam ser destacados sobre a experiência de desmontar o iPhone SE em pequenas partes. O primeiro detalhe é que tanto a tela como a bateria são de fácil acesso, permitindo de forma simples o seu acesso, ainda que no caso do segundo item não seja tecnicamente uma peça “substituível”. Falando da bateria, se trada de um módulo com uma capacidade de 1.624 mAh, uma diferença pequena (porém, noável na autonomia) em relação aos 1.560 mAh do iPhone 5s.

iphonese-ifixit-02

Sobre os pontos negativos, a Apple segue utilizando os parafusos Pentalobe na parte externa do smartphone, tornando o processo de desmontagem algo mais complicado do que o normal, e o cabo do Touch ID tem o perigo de ser arrancado com muita facilidade se o usuário não tiver o devido cuidado na hora da desmontagem.

iphonese-ifixit-03

O iFixit também destaca as grandes similaridades do smartphone com o iPhone 5s na hora de ser aberto, sendo muitas de suas peças intercambiáveis, ainda que nem tudo é tão igual, como você já pode imaginar. Uma das maiores surpresas foi com a porta Lightning, um conector que não é exatamente idêntico ao seu irmão “menor” (especula-se que para permitir o USB 3.0).

https://www.ifixit.com/Teardown/iPhone+SE+Teardown/60902

O processo completo de desmontagem do iPhone SE pelo iFixit você encontra nesse link.

Oculus Rift foi desmontado, e é fácil de ser consertado

by

oculus-rift-teardown-ifixit

Um produto chegando ao mercado é sinônimo de desmontagem nos laboratórios do iFixit, e com o Oculus Rift isso não seria diferente.

Ainda que não seja tão acessível como a sua versão para desenvolvedores, o modelo final vai permitir acessar o mais profundo de suas entranhas com relativa facilidade. É destacado na análise do iFixit como á fácil remover os auriculares, uma peça sensível que pode se quebrar no futuro em casos de pancadas ou quedas.

Outra novidade é que é que eles deixaram de usar uma única tela para utilizar duas. Desta forma, cada tela está situada diante de cada lente, permitindo um movimento horizontal das duas para ajustar a distância interpupilar de cada pessoa. As lentes também são diferentes daquelas presentes no modelo para desenvolvedores, já que agora são assimétricas e apresentam anéis concêntricos que melhoram o ângulo de visão sem afetar o foco em curta distância.

Esse processo de desmontagem do iFixIt também servem como uma excelente aula prática, para que todos aprendam como é o efetivo funcionamento desses óculos de realidade virtual. Logo, vale a pena ver o slideshow a seguir para comprovar como a Oculus Rift fez um excelente trabalho com o seu dispositivo.

 

Via iFixit

iFixit desmontou a Apple Pencil, que foi sumariamente reprovada

by

apple-pencil-ifixit

O pessoal do site iFixit desmontou a Apple Pencil, acessório desenvolvido especialmente para o iPad Pro da Apple. É claro que ele não foi concebido com a ideia de poder ser aberto e reparado, de modo que é absolutamente normal ver que todo o processo foi muito complicado, resultando em uma nova 1 em 10 no seu nível de reparação.

A favor da Apple Pencil, apenas a ponta e a tampa que podem ser substituídas. Contra, o fato dele não ser desenvolvido para ser aberto, já que ele não pode ser acessado no seu interior, se romper a sua carcaça externa. Ou seja, nenhum componente pode ser substituído sem danificar a Apple Pencil. Nem mesmo a sua bateria.

Vale lembrar que o iPad Pro passou pelas mãos do iFixit, obtendo uma nota 3 em 10, sendo igualmente difícil de ser reparado, e em caso de algum problema que não pode ser coberto pela garantia, o melhor mesmo é recorrer a profissionais.

Via iFixit.

Fairphone 2 é desmontado pelo iFixit, e leva um 10 em 10

by

fairphone-2

O Fairphone 2 é um smartphone que pode ser considerado como “totalmente limpo”, ou seja, não foi fabricado com materiais vindos de zonas de conflito nem por mão de obra explorada, e mesmo assim manteve um excelente design interno. O pessoal do iFixit teve a chance de desmontar o dispositivo, e o resultado final foi fantástico.

Seu design modular o transforma em um dispositivo muito fácil de ser reparado, a ponto de receber uma pontuação 10 em 10. O artigo do iFixit é bem curto e simples, justamente por conta da simplicidade oferecida pelo Fairphone 2 durante todo o processo, e que deixa claro o bom trabalho feito no produto.

niEM3WRfVLlpkrcl

São vários os pontos positivos do Fairphone 2 apontados pelo iFixit. Por exemplo, a tela de LCD está unida ao cristal, encarecendo a manutenção, mas facilitando o processo de troca. Os componentes que quebram com maior frequência podem ser separados sem ferramentas, e os componentes que se agrupam em módulos são presos com conectores e parafusos simples.

Além disso, os módulos podem ser abertos, dando a opção de substituição de componentes individuais, e os botões e cabos são de fácil acesso, com atualizações simples com a ajuda de conectores Spring. Por fim, o Fairphone 2 vem com documentação clara que indica que o próprio usuário pode reparar o smartphone.

MRwGtUXxRIMUjGaK

Para ver a análise completa de desmontagem do Fairphone 2, veja o post do iFixit.

iPad Pro é desmontado pelo iFixit

by

iPad-Pro-ifixit

A Apple apresentou o iPad Pro como uma alternativa para aqueles que necessitam de um tablet profissional, mas que não possuem as mesmas exigências funcionais de um equipamento baseado no OS X. No hardware, o trabalho foi muito bem feito, com um desempenho excelente, e combinado com a otimização do iOS, oferece uma experiência de uso impecável.

Porém, o iPad Pro caiu nas mãos do iFixit, e o mesmo foi desmontado e reprovado no seu índice de reparação, com uma nota de 3 sobre 10 (quanto menor a nota, mas difícil o produto é de ser reparado).

A favor do iPad Pro, a bateria não vem soldada à placa, e pode ser substituída. E só. Contra o produto, são vários itens: o Smart Connector é quase impossível de ser trocado, apesar de não ter partes móveis, o LCD e o cristal frontal estão unidos, o que simplifica a abertura mas encarece a reparação, aumentando o risco de danificar o LCD no processo, além do uso excessivo de cola para manter tudo no lugar, o que complica as reparações.

Para conferir em detalhes a desmontagem do iPad Pro, acesse o post do iFixit.

Surface Book é desmontado pelo iFixit, e é impossível de ser reparado

by

surface-book-ifitxit

O site iFixit desmontou o novo Surface Book, notebook da Microsoft com design atraente e propriedades de dispositivo 2 em 1. Não há o que discutir sobre o potencial do produto, que é muito capaz, principalmente na sua versão com GPU dedicada. Porém… ele é fácil de ser consertado?

A resposta é um contundente NÃO, com uma pontuação de 1 em 10 (quanto menor a nota, mais difícil ele é de ser reparado). A favor do Surface Book é que, uma vez aberto, o SSD pode ser facilmente substituída. Os demais itens depõem todos contra o dispositivo.

Abrir o Surface Book é realmente algo muito difícil, sem falar que sua bateria está muito bem colada, e é difícil de ser retirada. A tela LCD e o cristal estão unidos em uma peça, e é difícil de ser removida, a CPU e a RAM estão soldadas na placa-mãe, e a Microsoft usou cola demais nos componentes. Por fim, alguns componentes na face posterior da placa obriga a retirar a mesma completamente.

Em resumo: se algum dia você tentar fazer algum tipo de reparo no Surface Book, reserve muito tempo e muita paciência. Até mesmo para trocar o SSD do dispositivo, já que para isso você precisa abrir o notebook, uma tarefa que já não é das mais fáceis.

Via iFixit

Nexus 6P é desmontado pelo iFixit

by

nexus-6p-ifixit

O Nexus 6P foi desmontado pelo iFixit, e as conclusões são contundentes: não tente consertar sozinho o novo smartphone top de linha da Google/Huawel, pois ele é bem complicado de ser reparado.

O dispositivo recebeu uma pontuação 2 de 10, onde 1 é o ponto mais complicado de reparação. Como ponto a favor, temos a sua construção externa sólida, o que garante uma alta durabilidade. Nos pontos negativos, ele é mais difícil de abrir, complicado o acesso à bateria, com um design unibody, o que torna quase impossível a abertura dispositivo sem danificar o cristal que reveste a câmera.

Além disso, trocar a tela do Nexus 6P obriga a desmontar quase todo o smartphone no processo, sem falar no intenso uso de cola.

Parece que a linha Nexus seguiu a tendência de outros fabricantes, que lançaram smartphones top de linha. com essas características. De qualquer forma, temos alternativas no mercado com melhor relação custo-benefício que o Nexus 6P.

Via iFixit

Nem tente consertar o Surface Pro 4

by

surface-pro-4-ifixit

A Microsoft fez um trabalho incrível com o novo Surface Pro 4, mas parece que debaixo daquela carcaça se esconde uma montagem que o usuário nunca poderá manejar com suas próprias mãos. O iFixit desmontou o dispositivo, e o resultado do processo é preocupante.

Para começar, chegar nas entranhas do novo Surface Pro 4 exige a remoção da tela, e isso exige descolar o adesivo que une a tela ao chassi. É um trabalho complexo, mas parece que dessa vez a cola não oferece tanta resistência como nos modelos anteriores.

Além disso, se utilizam conectores não habituais, e isso complica a retirada dos parafusos e fixadores. A bateria não é soldada, mas a cola que a prende é muito forte, e exige uma certa força para ser retirada (além de aplicar um pouco de calor). A única peça que pode ser trocada sem problemas (isso é, se você conseguir acessar o seu interior) será a SSD, que pode ser facilmente substituída.

Em resumo: estamos diante de um produto que perde facilidades de reparação a favor de um design mais compacto e moderno. Outra coisa: não deixe o Surface Pro 4 cair, já que o cristal está soldado na tela, e se ela quebrar terá que trocar os dois componentes.

Para ver o processo de desmontagem do Surface Pro 4 na íntegra, acesse o post do iFixit.

Nexus 5X é desmontado pelo iFixit

by

lgnexus5xgoogle

O iFixit desmontou um Nexus 5X, avaliando sua capacidade de reparação e revelando alguns dos seus segredos.

O modelo conta com uma boa parte de peças substituíveis, incluindo o sensor de digital Imprint, a câmera e a bateria. A porta USB Type-C não entra dentro do pacote de elementos que podem ser trocados, por estar soldada na placa-mãe, e a tela é o modo “tudo ou nada”: se o LCD ou o cristal se quebrarem, terá que trocar a unidade inteira.

Mas de um modo geral, estamos com um dispositivo que é de fácil reparação, ao ponto do iFixit dar uma nota final 7 em 10 nesse item (quanto mais alta a nota, mais fácil ele é de ser reparado). A seguir, um vídeo que resume a experiência de desmontagem.

 

Via Android CommunityiFixit

 

iFixit desmontou o novo iMac, que é quase impossível de ser consertado por conta

by

imac-teardown

O pessoal do iFixit já desmontou o novo iMac de 21.5 polegadas com resolução 4K. E depois do processo, eles concluíram que a tela é fabricada pela LG com chips da Texas Instruments, e que os alto-falantes, ventilador e HD são similares às gerações anteriores.

Ok. Agora, as más notícias.

A desmontagem também conclui que o equipamento não permite a possibilidade de adicionar posteriormente o armazenamento flash, e que a RAM também não pode ser trocada. Ou seja, quando comprar o iMac, vai ter que se conformar com o que ele tem. Sem falar que o mesmo é praticamente impossível de ser reparado sozinho, o que explica a nota final de 1 em 10 (quanto mais alta, mais fácil de ser reparado).

A seguir, um vídeo que mostra o processo de desmontagem.

 

Via iFixit