Arquivo para a tag: gvt

Vivo impõe limite de franquia de internet também na fibra ótica

by

vivo-logotipo-marca

A Vivo segue mostrando as suas “credenciais” logo depois do início da conclusão da sua fusão com a GVT, e anunciou ontem (10) que os planos de fibra ótica da empresa também contarão com limite de franquia de velocidade de internet.

A medida segue a decisão tomada pela operadora em fevereiro desse ano, onde anunciou que os planos de internet banda larga via DSL contariam com o limite de tráfego de dados. A operadora argumenta que essa é uma “tendência mundial” para o padrão de consumo de internet, mas na prática vemos que esta é a forma das operadoras retaliarem em relação aos serviços de consumo de conteúdo via streaming, principalmente nas plataformas de vídeo, uma vez que estes são concorrentes diretos dos serviços de TV por assinatura oferecido por essas prestadoras de serviço.

Com a nova limitação, os planos de fibra ótica da Vivo recebem as seguintes cotas de consumo de dados:

– Vivo Fibra 15 Mb/s: 120 GB
– Vivo Fibra 25 Mb/s: 130 GB
– Vivo Fibra 50 Mb/s: 170 GB
– Vivo Fibra 100 Mb/s: 220 GB
– Vivo Fibra 200 Mb/s: 270 GB
– Vivo Fibra 300 Mb/s: 300 GB

Com a limitação, também vieram novos planos, onde todos os antigos planos da GVT foram incorporados e renomeados, mesmo com a operadora utilizando uma tecnologia semelhante a do Live TIM, a Fiber to the Curb (FTTC), que leva a fibra ótica até um armário de distribuição próximo ao cliente, para depois um cabo ser instalado na residência do cliente.

Outra mudança importante é que nos planos com velocidades até 50 Mb/s, uma vez utilizado a franquia total disponível, há o bloqueio completo do serviço. Promocionalmente, é possível efetuar a redução de velocidade até o próximo mês. Para velocidades acima de 100 Mb/s, o bloqueio da conexão é incondicional, e é válido até o próximo ciclo de faturamento. Não há informações sobre franquias adicionais, e os clientes estão isentos da franquia até o dia 31 de dezembro de 2016.

É difícil de qualificar essa decisão, ainda mais com esses termos de contratos. A desculpa do “quem usar mais, vai pagar mais” não cola, definitivamente.

Quem ganha com tudo isso? Pelo menos de início, a concorrência. Ou as poucas opções que ainda mantém franquia ilimitada, em mercados localizados.

Via Tecnoblog, Vivo

GVT vira Vivo em definitivo a partir do dia 15 de abril

by

aviso-gvt-para-vivo

A partir do dia 15 de abril, a marca GVT vai desaparecer do mercado. A operadora foi comprada pela Telefônica há pouco mais de um ano, em uma transação que custou mais de 7 bilhões de euros. No seu lugar, a Vivo vai expandir a sua área de atuação no mercado brasileiro, indo além do estado de São Paulo nas operações de banda larga fixa, telefonia fixa e TV por assinatura.

Os clientes estão recebendo o comunicado que informa a decisão através de carta impressa ou via portal de atendimento eletrônico. As mudanças (por enquanto) atingem mais os canais de atendimento oficiais e as estruturas de alguns serviços.

Os sites da VIVO e da GVT serão unificados a partir do dia 2 de abril, e o atendimento telefônico que antes era feito pelo 103 25 deverá ser feito pelo 103 15 da Vivo. O código de longa distância será substituído pelo da Vivo (15) e os aplicativos da GVT serão renomeados para serem incorporados pelo portfólio de facilidades da vivo.

A Vivo garante que nada muda nos pacotes atualmente contratados pelos clientes da GVT, e que os contratos inicialmente firmados por esses clientes serão honrados (ou seja, em teoria, os clientes da GVT que, por exemplo, fizeram uma assinatura com planos de 50 Mbps de internet sem limites de download e upload não sofrerão qualquer tipo de alteração nesses aspectos após a mudança para a nova operadora).

Os benefícios já oferecidos para os clientes Vivo, como o Vivo Valoriza e descontos em planos Vivo Móvel serão oferecidos aos clientes vindos da GVT. É claro que é sempre bom ficar atento nesse caso, pois a operadora pode se aproveitar de uma nova oferta para tentar alterar o seu contrato já feito com a GVT, e eventualmente aplicar as limitações presentes hoje na Vivo nos serviços disponíveis.

gvt-vivo

O maior desafio dessa nova fase da Vivo é não matar de vez a imagem de boa qualidade que a GVT deixa depois de anos de serviços prestados. Eu, como cliente recente da operadora, posso dizer que estou muito satisfeito com a qualidade do serviço que me foi entregue, e também falo por experiência própria que os últimos tempos que precisei dos serviços da Vivo (principalmente na internet fixa) foram muito desagradáveis.

Fica a esperança que essa nova fase também traga uma melhoria de qualidade de atendimento e nos serviços prestados. Não queremos ver clientes insatisfeitos ou com aquela sensação que deram 10 passos para trás.

GVT oferece a melhor experiência ao cliente que assiste Netflix no Brasil

by

gvt-logo

A GVT é líder na última medição realizada pela Netflix pelo desempenho da banda larga, com a maior velocidade de streaming de vídeo do mercado latino americano. A avaliação, que mede o índice de velocidade das operadoras na América Latina referente ao mês de junho, foi divulgada esta semana. A velocidade da GVT é superior a das operadoras analisadas no México, Chile e Argentina.

De acordo com a Netflix, velocidades mais rápidas permitem uma melhor imagem, início da exibição do vídeo mais rápido e um menor número de interrupções durante o filme. O desempenho superior da GVT reflete investimentos em infraestrutura, inovação e constante atualização de tecnologias.

Com mais de 3 milhões de clientes de banda larga em 156 cidades brasileiras, a GVT tem a maior adesão à internet no mercado de telefonia fixa do país, de 95%. Esta é a quinta vez que a GVT lidera o ranking da Netflix.

Via assessoria de imprensa

GVT e os seus novos planos de internet banda larga (em julho de 2015)

by

gvt-logo

A GVT atualizou os seus planos de internet banda larga, que agora alcança a velocidade de até 300 Mb/s. Os planos a partir de 100 Mb/s serão entregues por fibra ótica, com alta taxa de upload.

Todos os planos contam com taxa de instalação, que varia entre R$ 49,90 e R$ 200,00, de acordo com a velocidade escolhida. Os planos são de 15, 25, 35, 50, 100, 200 e 300 Mega, e variam entre R$ 79,90/mês e R$ 309,90/mês, quando contratados em um combo com linha telefônica ou TV. Caso contratados fora do plano, os preços variam entre R$ 99,90/mês e R$ 329,90/mês.

GVT_precos

A seguir, os valores dos planos fora do combo:

– 15 Mega: R$ 99,90
– 25 Mega: R$ 109,90
– 35 Mega: R$ 119,90
– 50 Mega: R$ 129,90
– 100 Mega: R$ 149,90
– 200 Mega: R$ 229,90
– 300 Mega: R$ 329,90

Alguns detalhes são observados. A diferença de valores dos planos com e sem o combo reduziu consideravelmente (de R$ 200 para R$ 20). As nova velocidades contam com uma taxa de upload que é a metade da taxa de download, muito acima da média nacional. Além disso, os planos da GVT (que agora é uma empresa Telefônica) se distanciam daqueles adotados pela Vivo, o que mostra que, pelo menos por enquanto, as marcas manterão planos separados. Ou até o momento de uma eventual eliminação da marca GVT.

Via Tecnoblog

RIP GVT

by

gvt-logo

A marca GVT deixará de existir no Brasil, para dar lugar ao nome Vivo. A empresa brasileira foi comprada pela espanhola Telefónica por R$ 22 bilhões, onde vai prevalecer a marca de maior penetração no mercado nacional.

Quem informa sobre a decisão é Amos Genish, presidente da Telefônica Vivo, em uma entrevista para o Exame. Os planos para manter a marca GVT ativa no brasil foram descartados, onde algumas discussões internas avaliaram a possibilidade de manutenção da atual marca, mas o executivo optou por utilizar apenas a marca Vivo.

Genish não informa quando a marca GVT vai desaparecer, mas o plano inicial era manter o nome no mercado por três anos. Porém, a empresa entendeu que isso poderia gerar no consumidor a falsa ideia de existência de duas empresas, e isso teria acelerado o processo. A Telefônica Vivo também promete aumentar os investimentos, visando competir com a NET, modernizando a fibra ótica, melhorando o atendimento ao cliente e investindo aplicativos.

A fusão entre Vivo e GVT vai ocorrer nos próximos meses, e os primeiros produtos com celular, telefonia fixa, banda larga e TV por assinatura integrados serão lançados ainda em 2015, e em 2016 são unificadas as faturas e o atendimento por call center.

Via Tecnoblog

GVT lança aplicativo de atendimento ao cliente

by

minha-gvt

A GVT anuncia o lançamento do aplicativo Minha GVT, que permite que os usuários tenham mais comodidade e mobilidade para gerenciar suas contas.

Por meio do aplicativo disponível nas lojas virtuais para iOS, Android e Windows Phone, os clientes poderão consultar a 2ª via da sua fatura e enviá-la por e-mail, informar pagamento, alterar dados cadastrais, senha e endereço de cobrança, escolher o melhor dia para o vencimento da fatura, colocar a fatura em débito automático e ainda cadastrar a fatura digital. 

Além da facilidade no atendimento ao cliente, o app possibilita que a empresa e sociedade também tenham ganhos em outros aspectos, como a expectativa de reduzir impactos ambientais com o estímulo à adesão da fatura digital, dispensando o uso do papel. Neste caso o cliente recebe por e-mail a versão online da sua conta com as mesmas informações da versão impressa.

Via assessoria de imprensa

GVT Music inicia sua oferta de músicas por streaming, com mais de 4 milhões de faixas

by

gvt_music

A GVT estreou na última segunda-feira (26) o GVT Music, a nova opção de serviço de streaming de áudio para o mercado brasileiro.

A empresa explora essa funcionalidade desde 2010, com o Power Music Club (PMC), e o novo serviço tem como objetivo se aproximar dos serviços que hoje são a referência do mercado, como por exemplo o Spotify e o Deezer. Para isso, o GVT Music disponibiliza playlists variadas, gerenciadas por uma equipe que classifica as listas por gêneros e por época.

No momento, o acervo é de 4 milhões de faixas, o que é pouco em comparação com o Spotify (30 milhões de músicas), mas a GVT afirma que a sua opção foi cuidadosamente pensada no usuário brasileiro, com o foco nos artistas nacionais. O que não quer dizer que as faixas internacionais ficaram de fora.

Além disso, o GVT Music oferece videoclipes, e vídeos de dez shows completos por mês.

O acesso é feito via web, através do GVT HDTV ou pelos aplicativos para Android e iOS (que permitem o armazenamento das músicas no dispositivo para reprodução offline). A GVT planeja lançar um app do serviço para o Windows phone, mas não dá previsão de disponibilidade.

gvt_music_app

O GVT Music só pode ser assinado pelos clientes da GVT (por enquanto), com custo de R$ 9,90/mês. Os primeiros 15 dias do serviço são gratuitos. Os clientes do PMC que aderirem ao serviço até o dia 26 de março pagarão R$ 4,90/mês durante um ano, com período de testes gratuitos até o dia 19 de março.

A GVT planeja a oferta do serviço para clientes de outras operadoras para 2015, mas sem datas definidas. A empresa planeja oferecer o acesso ao serviço para outras plataformas, como consoles de videogames e smart TVs.

Via GVT Music, Tecnoblog

Telefônica anuncia compra da operadora GVT

by

650_1000_telefonica-brasil

Em comunicado oficial de imprensa, a operadora espanhola Telefônica informa que a compra da GVT (Global Village Telecom) foi aprovada. Toda a base de clientes da operadora, que antes era uma propriedade da empresa francesa Vivendi, passa a incorporar os números da Telefônica, que expande a sua participação no mercado brasileiro.

A GVT oferece serviços de banda larga fixa para mais de 10 milhões de lares em 21 estados brasileiros, com planos que podem ultrapassar os 100 Mbps de velocidade, por conta de sua rede FTTH. Esse fator técnico vai tornar a Telefônica ainda mais forte como uma operadora convergente, com uma maior participação no maior mercado sul-americano.

De acordo com o comunicado, as negociações entre as duas empresas começaram no dia 29 de agosto, e a operação inclui o pagamento efetivo por parte da Telefônica de 4.663 bilhões de euros, mais 12% do capital social da Telefônica Brasil depois da sua integração com a GVT. A Vivendi também aceitou a oferta de aquisição de 1.110 bilhão de euros em ações ordinárias da participação que a Telefônica tem na Telecom Itália, que representam hoje 8.3% do capital (com direito a voto) da empresa italiana, em troca de 4.5% do capital que receberá a Vivendi na sociedade resultante da integração entre Telefônica e GVT. A operação vai gerar uma sinergia de, pelo menos, 4.7 bilhões de euros (ou R$ 22 bilhões).

Hoje, a Telefônica conta com quase 80 milhões de linhas móveis ativas, e mais de 10 milhões de linhas fixas. Segue expandindo sua rede 4G, com 73 cidades cobertas, além de explorar a internet em fibra óptica, que no final de 2013, alcançava 1.4 milhão de lares.

Vale lembrar que a conclusão da operação está sujeita a aprovação das autoridades regulatórias brasileiras.

Via Telefônica

GVT anuncia aplicativo que oferece a linha fixa acessível pela internet em qualquer lugar do planeta

by

gvt-logo

A assessoria de imprensa da GVT informa sobre o lançamento do aplicativo GVT Freedom, que oferece a possibilidade do usuário realizar e receber chamadas do número fixo a partir de dispositivos conectados à internet, como smartphones e tablets.

O app, promocionalmente gratuito, atua como uma “extensão” da linha fixa. O primeiro lote de downloads do software não possui custo para os clientes de telefonia fixa e banda larga da GVT, e é compatível com os sistemas iOS e Android. Os apps já podem ser encontrados nas lojas Google Play Store e Apple App Store.

A iniciativa também tem como objetivo reduzir o êxodo dos usuários da modalidade de telefonia fixa. Segundo os dados da última Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (Pnad) do IBGE, 51.4% dos lares brasileiros já não contam com telefone fixo, e as receitas das operadoras nessa modalidade estão caindo em média 5 ao ano (de acordo com dados da consultoria Frost&Sullivan).

A GVT resalta que a qualidade das chamadas no Freedom vai depender da conexão à internet utilizada pelo dispositivo. Além disso, o número de licenças será controlado na fase inicial de lançamento, para que a empresa possa acompanhar de perto o comportamento da novidade e a reação dos primeiros usuários à proposta.

Download
* GVT Freedom para Android
* GVT Freedom para iOS

GVT lança pacote de banda larga de 150 Mbps

by

gtv-planos

“A melhor banda larga do Brasil”. É com essa credencial que a GVT anunciou o seu novo plano de internet banda larga, de 150 Mbps. Com esse novo plano, a operadora aproveita para reajustar os preços dos seus demais pacotes de acesso à internet em alta velocidade, visando ser mais competitiva.

O novo pacote de 150 Mbps aumenta em 50% a velocidade mais elevada ofertada pela GVT, além de prmover uma redução considerável de preço nessa modalidade de conexão. O pacote de maior velocidade era o de 100 Mbps, e custava R$ 499,90. Agora, pelos 150 Mbps, o cliente paga R$ 399,90 apenas pela internet. Se contratado com algum combo de TV + telefone, o valor da internet pode cair para até R$ 299,90.

Os planos menores também tiveram os seus preços reduzidos. O plano de 50 Mbps agora custa R$ 249,90, com a assinatura de um planod e telefonia fixa (antes, custava R$ 299,90). No combo com TV e telefone, o preço da internet cai para R$ 149,90. Tal como em outras operadoras, a GVT oferece benefícios para os assinantes a partir do plano de 10 Mbps, como modem Wi-Fi gratuito. A má notícia está na sua taxa de instalação: R$ 199,90.

A GVT é elogiada por boa parte dos seus usuários, principalmente pela qualidade do seu serviço de internet banda larga. O problema é que a sua área de atuação no Brasil é relativamente restrita. Isso encarece o valor final do produto para os atuais assinantes (apesar do valor do triple play do plano de 150 Mbps – internet, TV e telefone – ser bem atraente – R$ 300), e faz com que a maioria dos brasileiros conte com uma opção a menos para escolher um bom serviço de internet.

Para mais informações sobre os novos valores do serviço de internet banda larga da GVT, clique aqui.

Wi-Fi pública da GVT vai contar com modems nas residências dos usuários

by

A GVT é mais uma das operadoras que vão apostar na expansão de suas redes públicas de Wi-Fi, adotando a estratégia de home gateways, para que os próprios usuários sejam os “pontos” de acesso à internet pública de sua rede. O objetivo principal da operadora é complementar a sua rede de banda larga.

Através do home gateway, a operadora pretende criar redes de acesso à internet livre para os seus usuários, com modems que serão instalados nas residências dos assinantes de TV por assinatura da GVT. Esses modems permitem a criação de até três redes Wi-Fi paralelas, para que o acesso público seja viável, e sem interferir no acesso residencial do assinante.

Quando você assina um serviço de internet com direito ao modem para acesso Wi-Fi, o usuário tem a criação de apenas uma única rede, que é privativa, para que apenas os dispositivos da residência possam acessar a rede. A ideia da GVT é que esse modem para acesso público ative duas ou até três conexões, que serão ativados mediante autorização prévia do proprietário do equipamento. A ativação poderá ser feita de modo remoto pela operadora, e não vai consumir a banda de dados do usuário, uma vez que uma banda específica será liberada para a criação da rede compartilhada.

Desse modo, o usuário não possui (na teoria) nenhum tipo de prejuízo na taxa de velocidade do serviço, uma vez que a sua conexão privada permanecerá a mesma. E com esse método, a GVT reduz os custos de implantação de pontos públicos de internet, pois vai oferecer aos usuários da operadora o seu acesso à internet com uma mão de obra e custos de implantação do sistema muito menores.

O projeto ainda está em desenvolvimento. Valores e datas do início da implantação das novas redes não foram informados.

Via

GVT expande atuação em São Paulo com a implantação na região do ABC

by



A GVT, operadora de banda larga e telefonia fixa com atuação nacional, amplia sua atuação em São Paulo a partir de duas cidades do ABC paulista.  A empresa mantém obras em vários pontos de Santo André e São Bernardo do Campo que recebem, juntas, investimento de aproximadamente R$ 80 milhões. A previsão é que a cobertura inicial esteja concluída até março nas duas cidades com 70 mil acessos para telefonia fixa e banda larga. O projeto prevê que mais de 40% da área urbana do ABC seja atendida pela rede de telecomunicações 100% digital e voltada para a transmissão de dados em alta velocidade da GVT. A GVT comercializará nas cidades a linha completa de produtos e soluções para clientes residenciais, comerciais e empresariais incluindo a banda larga de 5Mbps até 100Mbps a partir de R$49,90.

 

“A região do ABC é estratégica para nossa atuação no estado de São Paulo que já conta com cidades do interior e da região metropolitana. No segundo semestre, vamos chegar à cidade de São Paulo para oferecer serviços inovadores de alta qualidade com atendimento superior ao cliente”, afirma o vice-presidente de Marketing e Vendas, Alcides Troller Pinto. A GVT opera no estado de São Paulo desde 2002, porém atendendo o mercado corporativo. Em 2010 começou o movimento para atender o consumidor residencial, profissionais liberais e pequenas e médias empresas da região. Em julho lançou operações em Sorocaba e Jundiaí e em outubro lançou Campinas e Piracicaba. No começo deste ano foram anunciadas as operações em Guarulhos e Osasco. Com as implantações no ABC, a área de atuação da operadora alcança 100 cidades em 17 estados.

via assessoria de imprensa

TargetHD Podcast | 092 | Mudanças do Mercado de Telecomunicações do Brasil

by

banner-targethd-podcast

Nesta edição, vamos comentar mudanças importantes que estão acontecendo no mercado de telecomunicações no Brasil, tais como a mudança de nome da Telefonica, a união da Embratel, NET e Claro, a chegada da GVT no estado de São Paulo, além de um esboço geral do cenário de vendas de telefones e smartphones no mercado mundial. Muita coisa que pode mexer diretamente com o seu bolso nos próximos meses.

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

GVT amplia operações em São Paulo com o lançamento em Campinas e Piracicaba

by

A GVT expande sua atuação no Estado de São Paulo e lança operações em Campinas e Piracicaba, com a linha completa de telefonia fixa e banda larga a velocidades de até 100 Mbps. Juntos, os municípios somam 1,3 milhão de habitantes. Nessa expansão foi investido mais de R$ 75 milhões na construção da rede, com capacidade de 50 mil acessos de banda larga e de voz, o correspondente a 30% de cobertura geográfica em Campinas e 40% em Piracicaba.
 
Já os municípios de Sorocaba e Jundiaí foram as duas primeiras cidades do interior de São Paulo a contar com os serviços da operadora. O lançamento comercial aconteceu em agosto deste ano e há previsão de novas cidades no Estado até o começo de 2011. Além disso, a empresa deu um passo importante neste mês para oferecer velocidades maiores aos clientes de banda larga. Ela anunciou que, a partir de novembro, todos os usuários com velocidade de 3Mbps serão migrados gratuitamente para 5Mbps, que passa a ser a menor velocidade comercializada pela GVT. O valor da mensalidade, de R$ 49,90 dentro dos pacotes de telefonia, será mantido. E já está valendo a redução da mensalidade para a contratação da velocidade de 15 Mbps dentro dos pacotes de telefonia, a R$ 79,90.
 
As atividades da GVT no Estado de São Paulo envolvem a geração de aproximadamente 1.600 empregos diretos e indiretos na construção da rede, ações de vendas, atividades administrativas e instalações. A GVT criou estrutura própria com sedes locais nas quatro cidades ligadas à diretoria Regional de São Paulo, localizada na capital. As novas operações em São Paulo fazem parte do processo de expansão nacional da GVT, que teve início em 2007 com a entrada em Belo Horizonte, seguida de Contagem, Betim (MG) e Salvador (BA), em 2008; Vitória, Vila Velha e Serra (ES), Recife e Jaboatão dos Guararapes (PE) em 2009 e Fortaleza (CE), Campo Grande e João Pessoa (PB), Olinda (PE), Jundiaí e Sorocaba (SP) e Niterói (RJ) neste ano. A capital São Paulo deve contar com todos os serviços da GVT até a metade de 2011, com investimento inicial previsto de R$ 408 milhões.
 
Durante o período de pré-lançamento em Campinas foram feitas vendas dirigidas nas áreas onde a rede já estava pronta. Do total de vendas na cidade, cerca de 90% são planos com banda larga e desses, 95% são de velocidades iguais ou acima de 10 Mbps.

via assessoria de imprensa

Vamos conhecer um pouco mais da Power Music Club, lançada pela GVT

by

A GVT anunciou mais um serviço para ofertar aos seus clientes. É o Power Music Club, que foi desenvolvido em parceria com a Universal Music, e tem como objetivo oferecer streaming ilimitado ao catálogo de músicas e videoclipes da gravadora, além de acesso à playlists dos artistas. O cliente poderá criar e compartilhar suas playlists, acompanhar notícias exclusivas e participar de promoções. O serviço é exclusivo para os clientes Power da operadora, que usam velocidades iguais ou maiores de 10 Mbps, que são hoje 60% dos mais de 1 milhão de usuários da GVT.

Essa parceria é a mais completa parceria firmada pela Universal com uma empresa brasileira, onde o internauta poderá escolher diversos gêneros e artistas de diferentes décadas em vários países. Os sistemas de busca podem ser filtrados para retornar resultados através de diversos gêneros, épocas, artistas, países entre outros, além de ser feita a busca por vídeos, álbuns e playlists.

No lançamento, a empresa coloca no ar quatro grandes promoções que convidam os clientes Power a concorrer a experiências únicas com seus ídolos. A melhor resposta à pergunta “O que você faria para ir ao show da Lady Gaga em Las Vegas?” ganhará dois ingressos para o show na cidade que nunca dorme, em março. A melhor resposta para “O que você diria ao Nando Reis pessoalmente?” ganhará dois ingressos para o show do Nando Reis, em dezembro, com direito a conhecê-lo pessoalmente nos bastidores. Tem ainda show do Zeca Pagodinho no Credicard Hall, no Rio de Janeiro, também em dezembro e show com a banda NXZero na casa ou no local de preferência do ganhador que enviar a melhor resposta à pergunta “O que você faria para o NX Zero tocar na sua casa?” Como parte da parceria com a Universal também está planejada a promoção de shows nacionais e internacionais, em 2011. 

Para mais informações, acesse: http://www.powermusicclub.com.br/

via assessoria de imprensa