Arquivo para a tag: fusão

Marcas Toshiba e Fujistu cada vez mais próximas do fim nos computadores pessoais

by

toshiba-vaio-fujistsu

Inimigas no passado, amigas por conveniência no presente. As empresas japonesas querem se unir para serem mais competitivas no complexo mercado de computadores pessoais. VAIO, Fujistu e Toshiba, empresas com uma história muito importante no setor, podem virar uma só.

A VAIO se separou da Sony há dois anos, e nos últimos meses vimos esta empresa criar novos computadores e smartphones. Porém resta saber se eles estão em condições de sobreviver no mercado. A história pode ser a mesma que aconteceu com a Japan Display, uma empresa montada por várias desenvolvedoras de telas (Sony, Hitachi, Toshiba), que queriam ser mais fortes na produção e tecnologia diante das empresas coreanas, que dominou todos os níveis do mercado de telas.

Com os computadores, pode acontecer algo parecido. A VAIO anunciou seus planos de unir os seus negócios com os de seus rivais Toshiba e Fujitsu, e ao que tudo indica o processo está basicamente definido, pois a fusão poderia acontecer no final de março. Com isso, a VAIO seria a empresa com maior participação nessa união.

O mercado dos computadores está em queda, e é preciso trabalhar em soluções muito capazes e flexíveis, no estilo do Surface. Para isso, é preciso que as empresas japonesas montem um supergrupo que combine todos os seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento, além de compartilhar recursos.

Não há mais informações sobre o que vai acontecer com a identidade dessas empresas e produtos, mas será interessante ver se teremos uma marca conjunta, ou se seguirão no modo “cada um por si”.

Via EngadgetBloomberg

Google pretende fundir Chrome OS e Android em 2017

by

chromeos-android

Segundo o The Wall Street Journal, a Google estaria trabalhando nos últimos dois anos para unificar Chrome OS e Android. Os resultados desse sistema operacional unificado devem aparecer de forma oficial em 2017, mas é possível que a primeira versão apareça já no ano que vem.

O WSJ informa que que esta nova versão do Android também vai rodar nos PCs, mas não está claro que a Google se refere ao Windows e Mac ou se é uma versão rebatizada do Chromebook. A primeira opção não é tão descabida, já que o navegador Chrome já contem a maioria das funcionalidades do Chrome OS.

Levando em conta que a Google quer levar a sua loja Google Play para o máximo de dispositivos possível, faria bastante sentido ver uma versão que funciona com uma grande quantidade de computadores com Windows e Mac. Os Chromebooks, por sua vez, teriam outro nome, até agora não revelado.

Desde que Sundar Pichai assumiu as rédeas do Android e Chrome OS em março de 2013, especulou-se muito sobre a fusão dos dois sistemas operacionais. Ainda que Pichai tenha dito inicialmente que eles se manteriam separados, o certo é que Hiroshi Lockheimer foi designado para administrar os dois sistemas operacionais no final de 2014, mas ao que parece, eles não estão mais tão separados como parecia.

Ainda falta muito para ver esse novo sistema operacional combinado, mas provavelmente na próxima Google I/O ele será conhecido pela primeira vez.

Via The Wall Street Journal

Asus e Acer podem se tornar uma única empresa?

by

asus-acer

Será? Vejamos. O fundador da Acer, Stan Shih informou recentemente que o modelo de negócios Windows + Intel não funciona mais para os seus negócios. A fabricante taiwanesa estaria inclinada a experimentar outras plataformas (algo que eles já estão fazendo), ou tentar outras alternativas de sobreviver em um segmento de mercado que segue reduzindo em vendas a cada trimestre. Uma dessas alternativas e a fusão com a concorrente, a Asus.

Segundo Stan, tanto ele quanto o CEO da Asus estariam abertos a essa possibilidade, e informou que qualquer negócio nesse sentido precisa ser analisado de uma maneira que garanta o máximo de vantagens para investidores, executivos, funcionários e até para a sociedade como um todo.

Por outro lado, a Asus é conhecida pelo seu crescimento orgânico no mercado de tecnologia, que pode ser comprovado por todos nos últimos anos. Porém, com o mercado de desktops em plena mudança, tudo pode acontecer. A prova disso é que a própria Asus está fabricando produtos com Windows e Android, assim como a Acer.

Fato é que: ainda estamos nos rumores iniciais sobre essa suposta fusão, mas não é de se duvidar que ela possa acontecer. Não apenas Acer e Asus precisam pensar nos competidores diretos nos Estados Unidos (como Apple, HP, Dell, etc), como também no mercado asiático, onde a Lenovo ainda obtém um maior crescimento. Vamos ficar de olho nas próximas notícias sobre o assunto.

Via UnwiredView

Google+ e Orkut começam o seu processo de unificação de perfis

by

Que ninguém diga que o Google não está disposto a apostar tudo o que tem na sua mais nova rede social, e sua última iniciativa é prova disso. Por mais que a receita do Orkut só tenha dado certo em países como o Brasil e a Índia, o pessoal de Mountain View não perderam a esperança de seguir arrebanhando alguns usuários para o Google+, e agora, a empresa propõe uma espécie de perfil unificado.

A empresa anunciou no blog oficial do Orkut que, a partir de agora, os seus usuários poderão combinar o seu perfil com o Google+, podendo assim compartilhar os seus posts públicos nas duas plataformas simultaneamente. E com a vantagem das preferências na hora de compartilhar conteúdos e suas opções de privacidade permanecerem as mesmas nas duas plataformas.

A pergunta é: será que o Google está preparando o fim do Orkut? Só o tempo dirá.

Via The Next Web

Google conclui oficialmente a compra da Motorola Mobility

by

Depois de meses de rumores e especulações, finalmente chegamos ao grande dia. A Motorola Mobility é agora, de forma oficial, parte da grande família de produtos do Google.

Depois da recente aprovação das autoridades europeias, norte-americanas e chinesas, a gigante de Mountain View finalmente pode finalizar o negócio com a divisão móvel da Motorola em definitivo, e as empresas começam a revelar os primeiros detalhes desse acordo.

Apesar de todos os obstáculos, o Google adquiriu a Motorola pelo valor de US$ 40 por ação, ou US$ 12,5 bilhões. Ainda assim, o comunicado de imprensa emitido pelas duas empresas deixa claro que a Motorola Mobility segue trabalhando como uma empresa à parte, e seguira desfrutando das licenças do sistema Android como qualquer outro fabricante, ainda que (evidentemente) a manobra faz a Motorola subir alguns degraus em relação aos concorrentes. Afinal, a partir de agora, o Google tem um fabricante de smartphones e tablets “pra chamar de seu”.

Ainda não se sabe o que vai acontecer com os funcionários da Motorola após essa transação. Nas últimas semanas, rumores sobre um anúncio de demissões em massa se tornaram frequentes, o que poderia deixar claro que o pessoal do Google está mais interessado nas patentes da fabricante norte-americana do que em ser uma parceira de lançamentos de produtos com a assinatura da marca. Mas nenhuma das duas empresas se pronuncia de forma oficial.

Outra mudança importante: Sanjay Jha deixou o seu posto de CEO da Motorola, e Dennis Woodside, antigo presidente do Google nos Estados Unidos, assume o posto. Seu objetivo é fazer com que o período de transição seja o mais fluído possível.

E a pergunta que fica é: o que essa compra realmente representa para a parte que mais interessa: o consumidor?

Via Blog Oficial do Google e PRNewsWire

Google obtém aprovação (da Europa e dos EUA) para seguir adiante na compra da Motorola Mobility

by

Boas notícias para o Google na sua missão de dominar o mundo (ou, pelo menos, a Motorola). A empresa de Mountain View recebeu a bênção da União Europeia no processo de compra da Motorola Mobility.

Joaquín Almunia, vice-presidente e comissário europeu declarou na nota oficial de imprensa emitida para a ocasião que a organização aprovou a aquisição, depois de uma rigorosa investigação, e por considerar que “não vai representar problemas, ou algo que possa desequilibrar a concorrência no setor”, mas ainda assim observa que vai acompanhar o processo de perto, especialmente pelo fato do uso estratégico das patentes envolvidas.

Outra que deu a sua bênção para a conclusão da compra foi o Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Curiosamente, as palavras do Departamento foi muito parecida com aquelas proferidas pela Comissão Europeia. Assim como seus responsáveis acreditam que a competição não está em risco, o gabinete equivalente ao Ministério da Justiça dos Estados Unidos informam que vão vigiar de perto para evitar ações monopolistas, e que “não terão dúvidas em tomar ações apropriadas para frear qualquer uso anticompetitivo” de suas patentes.

Agora, só falta que China, Taiwan e Israel aprovem a compra, para que Google e Motorola concluam seus negócios.

Via Reuters

Via Reuters

Games for Windows Marketplace e Xbox.com agora são uma só

by

Aconteceu a lógica. A Microsoft anunciou que a plataforma Games for Windows Marketplace será absorvida pela Xbox.com. A fusão já era epserada, uma vez que a associação com a Xbox Live era mais coerente com as propostas futuras da Microsoft nos seus segmentos conectados. A mudança será concretizada no dia 11 de julho, e nos fóruns do Xbox.com, a discussão é acalorada sobre os prós e contras dessa decisão.

via Joystiq

Google compra o serviço Plink e o coloca à disposição de seus usuários

by

Os Google Gogglers vão receber uma ajuda de última hora, uma vez que o Google anunciou a compra do serviço de buscas visuais Plink. É possível que você se lembre vagamente do nome Plink, uma vez que a empresa é responsável pelo produto PlinkArt para Android, que te permite pegar a foto de uma pintura e receber todas as informações relativas à obra, que é algo parecido com aquilo que o Gogglers faz, de modo que a compra será dedicada a melhorar a funcionalidade do programa dos californianos.

Fonte