Arquivo para a tag: financeiro

Vendas do PS4 mascaram o desastre da Sony no mercado mobile

by

whiteps4-2-2014-10-31-01

O último trimestre fiscal da Sony mostra que a tendência de queda no segmento móvel continua, e que o prejuízo da empresa só não é maior por conta do PlayStation 4. Com aproximadamente US$ 2.8 bilhões levantados por esse segmento, o PS4 teve um aumento de vendas de 83% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já a divisão mobile, por outro lado, é a partir de agora – e de forma oficial a principal fonte de prejuízos da Sony. Apesar de um leve aumento nas vendas, o resultado final registra um prejuízo de US$ 1.5 bilhão, algo que acabou se convertendo em uma perda operacional de US$ 770 milhões.

Com esse cenário, a Sony decidiu demitir o CEO da divisão mobile, Kunimasa Suzuki, que foi substituído pelo vice-presidente, Hiroki Totoki.

Via Sony

Lucros da Samsung caem 60% em um ano. Crise?

by

650_1000_samsung

A Samsung fez uma prévia dos seus resultados financeiros no terceiro trimestre de 2014, e as notícias são péssimas. Se no mesmo período em 2013 eles comemoraram um recorde de lucros (quase US$ 10 bilhões), a prévia de 2014 no período é de US$ 3.8 bilhões. Isso mesmo: menos da metade do lucro obtido.

As vendas totais da Samsung no terceiro trimestre de 2014 foram de US$ 40 bilhões, 20% a menos em relação ao mesmo período do ano passado. Curiosamente, a parte da empresa que é responsável pela maioria dos lucros (60%) é a divisão móvel, que não registrou quedas nas suas vendas. Apesar da Samsung não dar detalhes concretos, os analistas indicam que neste trimestre, as vendas do Galaxy S5 não foram tão abundantes quanto o esperado.

A Samsung aponta como culpado pela redução dos lucros o maior investimento em marketing e o prelo mais baixo dos dispositivos. Porém, não podemos deixar de associar a chegada dos novos iPhones, que reduziram consideravelmente as vendas dos coreanos nos modelos top de linha, e no mercado chinês, onde a Samsung sofre uma perda de cota por conta do crescimento de marcas locais.

Parte da solução proposta pela Samsung está no Galaxy Alpha: um smartphone top de linha com maior qualidade de construção, para elevar ao mesmo tempo o seu valor de venda e o lucros, além de ampliar a sua presença no mercado de entrada, onde a Samsung já não tem a mesma representatividade do passado.

Via Samsung, Bloomberg, WSJ

Os números mostram o quanto custa para a Microsoft carregar a Nokia nas costas

by

microsoft-satya-nadella

A Microsoft apresentou os seus resultados financeiros para o seu quarto trimestre fiscal (segundo trimestre de 2014). A boa notícia é que a empresa, como um todo, vai melhor do que o esperado, com US$ 23.380 bilhões de ingressos. A má notícia é que a Nokia (ou o que a Microsoft comprou da empresa) continua impedindo que a empresa continue a crescer.

O lucro por ação da empresa ficou em US$ 0.55, seis centavos abaixo do esperado. O segmento do Windows foi o que mais cresceu (3%). A morte do Windows XP e a mudanças dos equipamentos que ainda contavam com esse sistema podem ser os motivos dessa melhora.

O Surface rendeu para a Microsoft US$ 409 milhões no último trimestre (não foram revelados os números de unidades vendidas). Já o Xbox One só vendeu 1.1 milhão de unidades no período, e suas vendas ainda estão abaixo do seu principal rival, o PS4. Os segmentos do Microsoft Cloud e serviços corporativos se comportaram bem.

Então… por que a culpa é da Nokia?

Simples. Nesse trimestre, foram vendidos 5.8 milhões de unidades de dispositivos Lumia, e 30.3 milhões de outros sistemas operacionais da empresa (Asha, Nokia X, etc). Não são números muito elevados, e analistas apontam para o excessivo peso da estrutura dos finlandeses como a raiz do problema. Provavelmente por isso que Satya Nadella, CEO da Microsoft, promoveu a recente leva de 18 mil demissões na gigante de Redmond. A grande maioria dessas demissões estão na antiga Nokia.

Vale lembrar que essa contagem de vendas do Lumia está incompleta. No mesmo período em 2013, a Nokia vendeu 7.4 milhões de unidades dessa linha. Essa queda de 22% não é real porque os dados da Microsoft deixam de fora 24 dias de dados de vendas, já que eles consideram como vendas da nova empresa desde o dia 25 de abril (data que se encerrou a compra da Nokia).

Deixar de lado 24 dias de um período de 90 dias não é pouca coisa, ainda mais no segmento mobile. Em contas estimadas, é possível dizer que, na média, a Microsoft poderia ter vendido aproximadamente 7.9 milhões de unidades. De qualquer forma, a Nokia deu nesse trimestre um prejuízo para a Microsoft de aproximadamente US$ 700 milhões.

Via Microsoft

Lucros da Rovio caem em 52% em 2013, e Angry Birds perde o fôlego

by

angrybirds_big.jpg

Em 2013, a Rovio teve que olhar muito de perto o que empresas menores estavam fazendo para entender o conceito do “freemium”, um modelo de negócio que estava funcionando muito bem para a concorrência. Porém, os números mostram que eles fizeram isso tarde demais. Empresas como King (ciadora do Candy Crush) e Supercell (de Clash of Clans) conseguem obter melhores resultados financeiros que os criadores do Angry Birds.

A empresa finlandesa publicou hoje (28) seus resultados financeiros, que se destacam negativamente pela queda dos lucros. Dos 55.5 milhões de euros acumulados em 2012, eles passaram para 26.9 milhões de euros em 2013. Ou seja, uma redução de 52% nos lucros.

Nos ingressos brutos, os números se mantiveram estáveis, com 150 milhões de euros. Mas isso parece pouco comparado com os números obtidos pela Supercell (que possui apenas 100 funcionários), que anunciou ingressos de 643.5 milhões de euros durante o mesmo período.

A Rovio explica que em 2013 eles investiram em novas áreas, tanto para fortalecer a sua marca (parques temáticos, filmes de animação 3D e sua correspondente distribuição) e novos jogos que ainda serão lançados.

Via Rovio

Google vai apoiar economicamente a Samsung na sua batalha legal contra a Apple

by

justiça-tribunal

A eterna batalha legal entre Apple e Samsung continua, com novidades. E-mails revelados pelos advogados da Apple indicam que a Google ofereceu para a Samsung a cobertura de parte dos danos econômicos que o mais recente julgamento pode causar (em caso de nova derrota dos coreanos). Além disso, a Google também cobriria parte dos custos judiciais, principalmente ao que se refere a duas das cinco patentes que a Apple afirma que a Samsung violou.

James Maccoun, um dos advogados da Google, confirmou que a empresa ajudaria a Samsung como parte do chamado Mobile Application Distribution Agreement, que permite aos coreanos a pré-instalação de aplicativos da Google em seus dispositivos Android. James não revelou detalhes sobre os valores exatos ou porcentagens que a gigante de Cupertino estaria disposta a pagar.

A Apple exige o pagamento de US$ 2.2 bilhões como danos e prejuízos pela violação de cinco patentes, enquanto que a Samsung estaria disposta a pagar US$ 7 milhões ao admitir que teria violado duas dessas cinco patentes.

Via Re/code

LG duplica seus lucros com as vendas de TVs, mas segue tendo prejuízo com os smartphones

by

lg-4k

A LG tornou público os seus resultados financeiros do último trimestre de 2013 (compreendido entre os meses de outubro e dezembro), anunciando lucros operacionais que alcançam os US$ 220 milhões. Porém, esse faturamento veio da divisão de televisores, que dobrou os lucros da empresa nesse período.

Já a divisão mobile segue com um gasto excessivo no seu marketing, que se converteu em um prejuízo de US$ 40 milhões no mesmo período. Esta divisão compreende as vendas de smartphones e tablets.

A pior parte dessa notícia para a LG é que, ao que tudo indica, essa tendência não vai mudar, pelo menos por enquanto. A LG vai para a Mobile World Congress 2014 com artilharia pesada, sem falar nos lançamentos que devem ocorrer ao longo do ano nesse segmento.

A LG também anuncio que espera que as telas OLED se tornem as protagonistas de vendas ao longo do ano, substituindo de forma paulatina as telas em LED.

Via Reuters, LG (em PDF)

Vendas do Surface melhoraram, afirma Microsoft

by

surface-microsoft

A Microsoft apresentou os resultados fiscais do último trimestre de 2013, com alguns pontos positivos e negativos. Os ingressos foram de US$ 24.5 bilhões, 11% a mais que no mesmo trimestre de 2012, com lucros de US$ 6.560 bilhões. Mas, deixando o dinheiro para trás, a gigante de Redmond pode comprovar que a sua aposta no hardware foi a mais acertada.

Na divisão do Xbox, eles venderam 7.4 milhões de consoles no último trimestre de 2013, sendo que 3.9 milhões são do Xbox One. Além disso, Surface começa a dar sinais de recuperação, apesar do fato dos números não serem ainda expressivos (faltou pouco para as vendas dos tablets registrarem prejuízo). De qualquer forma, as vendas do Surface dispararam durante o período de vendas do Natal, saindo de US$ 400 milhões para quase US$ 900 milhões.

Os únicos dados negativos do relatório financeiro da Microsoft está na divisão de licenças OEM do Windows, que sofreu queda de 3% nos lucros (dentro do mercado doméstico: no campo profissional, o crescimento foi de 12%).

Curiosamente, o buscador Bing deu para a empresa grandes resultados, com uma cota de mercado nos EUA que já alcança a marca de 18.2%, com ingressos na publicidade crescendo para 34%.

Via Microsoft

Yahoo teve redução de lucros no último trimestre, mas o seu tráfego na web aumentou

by

yahoo-logo-double

O Yahoo anunciou os seus resultados financeiros relativos ao terceiro trimestre de 2013, e os números são, no mínimo, bem interessantes.

Por exemplo, os ingressos tiveram queda de 91%, em relação ao mesmo período de 2012, o que é uma queda surpreendente, motivada pela venda no trimestre passado de parte do grupo chinês Alibaba. Por outro lado, os lucros da empresa chegaram a US$ 1.080 bilhão, o que é apenas 1% menor do que a do terceiro trimestre do ano passado. Além disso, as vendas de publicidade no período caíram apenas 7%.

Além disso, a empresa informa várias novidades, como a mudança de logo (que já vimos aqui mesmo no blog), a aquisição de empresas menores, como Bignoggins, Qwiki, Xobni, Admovate, Ztelic, Rockmelt e IQ Engines (entre outras), resultando em um total acumulado de 800 milhões de usuários em seus serviços, que representam um aumento de 20% nos últimos 15 meses (ou desde que Marissa Mayer assumiu o posto de CEO da empresa).

Trocando em miúdos, as coisas para o Yahoo não vão tão mal assim, e ainda que os seus executivos desejassem uma saúde financeira mais saudável, nós bem sabemos que toda e qualquer recuperação financeira leva um bocado de tempo para que as mudanças acabem surtindo o efeito desejado. Com isso em mente, podemos dizer que Marissa Mayer está no caminho certo.

E, com um pouco mais de sorte, ela pode anunciar em breve a compra da BlackBerry. Mas essa última observação é apenas um exercício de futurologia da minha parte, sem nenhuma base editorial ou científica para comprovar tal afirmação.

Via Yahoo!

BlackBerry: demissões em massa, e prejuízo de US$ 1 bilhão no último trimestre

by

blackberry-logo

Esse é o dia que, no futuro, poderemos chamar de “o começo do fim”. Apesar dos grandes esforços dos últimos meses, e até mesmo o recente lançamento do BlackBerry Z30 nessa semana, as coisas não melhoram para o lado da BlackBerry, e provavelmente a empresa já ruma para os seus momentos finais.

Os rumores de possíveis demissões em massa foram confirmados a pouco, com um comunicado oficial da própria BlackBerry, onde mais de 4.500 funcionários perderão seus empregos, como parte de um processo implementado para reduzir seus gastos pela metade em 2014.

A situação é muito séria. Os canadenses informam que no segundo trimestre do ano fiscal de 2014, as perdas são avaliadas entre US$ 955 e US$ 995 milhões, muito em parte por causa das baixas vendas dos smartphones com o sistema operacional BB10. A carga tributária da empresa será entre US$ 930 milhões e  US$ 960 milhões, atribuídos principalmente aos custos de produção e distribuição do BlackBerry Z10. As vendas da empresa para o mesmo trimestre serão de aproximadamente US$ 1.6 bilhão, o que é quase a metade do trimestre anterior (US$ 3.1 bilhão).

Foram apenas 3.7 milhões de unidades de seus smartphones vendidas no último trimestre, mas a grande maioria são dos dispositivos antigos, e não dos novos modelos com BB10.

Entre as mudanças de estratégia estão a permanência do Z10 no mercado, mas com um preço reduzido para expandir o seu alcance junto ao público, enquanto que o modelo Z30 será o top de linha da empresa. A BlackBerry vai seguir apostando no mercado corporativo, e vai oferecer quatro smartphones voltados para esse segmento, no lugar dos seis atuais, sendo dois tops de linha, e dois modelos de linha baixa.

A empresa esclarece que não vai deixar de lado os consumidores em geral (usuários casuais, ou grande público), e que novos smartphones serão fabricados, pensando nos usuários empresarias e profissionais ao mesmo tempo.

Via MarketWatch

Kodak abandona a produção de impressoras de jato de tinta para consumidores

by

A Kodak segue no seu plano de abandonar o mercado de vez, se tornando simplesmente em um armazém legal dedicado a licenciar patentes (ou processar quem usar as suas patentes sem autorização), enquanto mantém as poucas divisões potencialmente rentáveis da empresa.

Depois de anunciar o abandono da produção de filmes fotográficos e de suas câmeras digitais, a empresa norte-americana se junta à Lexmark, e anuncia que em 2013 não vai mais vender impressoras de jato de tinta para o consumidor final, se centrando apenas no mercado profissional. Por outro lado, os seus cartuchos para impressoras domésticas seguirão em produção.

A Kodak, que no começo do ano declarou falência e se encontra amparada pela proteção contra credores, espera que essa decisão se traduza em um impacto negativo de US$ 90 milhões em suas contas. Não é exatamente uma boa notícia para a empresa, que necessita desesperadamente encontrar novas fontes de lucros.

Tanto, que não faz muito tempo, a mesma Kodak estava tentando vender suas numerosas patentes no melhor valor possível, mas agora, pensa em abandonar essa operação depois que Google e Apple (entre outras empresas) apresentaram ofertas decepcionantes pelas patentes, com valores abaixo dos US$ 500 milhões. Em breve, veremos se a Kodak consegue cumprir os seus planos de se reerguer em 2013, se tornando uma empresa sólida e sem dívidas.

Via Kodak

Samsung apresenta o seu relatório financeiro do quarto trimestre: US$ 42 bilhões em vendas

by

Não é de hoje que devemos considerar a Samsung uma das empresas de maior sucesso da história, e os impressionantes resultados financeiros do último trimestre provam isso. A empresa coreana informou que obteve um volume de vendas de 47,3 bilhões de wones em vendas (ou US$ 42 bilhões) durante o quarto trimestre do seu ano fiscal de 2011. Grande parte dessas vendas se justifica pelos mais de 300 milhões de telefones vendidos nos últimos 12 meses. O lucro da Samsung também é impressionante: 5,3 bilhões de wones, ou US$ 4.7 bilhões.

Vendo os números em detalhes, observamos que 40% das vendas da Samsung estão centrados no segmento de celulares e smartphones (os modelos Galaxy S II e Galaxy Nexus estão vendendo muito bem ao redor do planeta), e quase no mesmo nível está a venda de chips e processadores. As TVs LED também contam com vendas muito expressivas, gerando 8,55 bilhões de wones (ou US$ 7,6 bilhões) para a empresa.

Via Samsung

Research In Motion informa aumento de 43% nas vendas de smartphones BlackBerry em 2010

by

A RIM terminou o quarto trimestre do ano fiscal de 2011 com desempenho financeiro e vendas de smartphones em nível recorde. No ano fiscal de 2011, as vendas de smartphones BlackBerry cresceram 43%, a receita aumentou 33% e os ganhos por ação subiram 47% comparado ao ano anterior. A adoção de smartphones BlackBerry no mercado internacional mantém sua trajetória ascendente, e BlackBerry foi a marca de smartphones mais vendida em 2010 em vários mercados, como Reino Unido, Canadá, América Latina e Estados Unidos. 

BlackBerry PlayBook

No início da semana, a RIM anunciou o começo das vendas do BlackBerry PlayBook para o dia 19 de abril nos Estados Unidos e no Canadá, e comentários iniciais de clientes revelam que o BlackBerry PlayBook deve ser bem recebido. O BlackBerry PlayBook será disponibilizado por mais de 20.000 varejistas nos Estados Unidos e Canadá em três versões, com 16GB, 32GB ou 64GB de memória e preços sugeridos de US$499, US$599 e US$699, respectivamente. 

Expansão do ecossistema de aplicativos para o BlackBerry PlayBook

A RIM também anunciou várias novidades para a plataforma BlackBerry PlayBook, ampliando o ecossistema do dispositivo. A RIM anunciou planos para o BlackBerry PlayBook suportar aplicativos Java e Android, além de aplicativos nativos C/C++, HTML5, Flash e Adobe AIR.

A RIM também confirmou parcerias com os principais desenvolvedores de jogos e aplicativos, como Ideaworks Labs e Unity Technologies, para implementar seus sistemas nativos e plataformas de desenvolvimento de aplicativos.O BlackBerry PlayBook deve ter suporte para aplicativos Java e Android através da BlackBerry App World a partir do verão do hemisfério norte.

Receita

A receita no T4FY11 (quarto trimestre do ano fiscal de 2011) foi de US$ 5,6 bilhões, 36% acima dos US$ 4,1 bilhões do mesmo período do ano anterior. As receitas da RIM em 2010 cresceram 33% para US$ 19,9 bilhões, comparado com US$ 15 bilhões em 2009.

Unidades Embarcadas

No quarto trimestre de seu ano fiscal, a RIM vendeu aproximadamente 14,9 milhões de smartphones BlackBerry, alcançando um total de 52,3 milhões de smartphones no exercício de 2011.

Orientações para o primeiro trimestre do ano fiscal de 2012 (T1 FY12)

A receita no primeiro trimestre do ano fiscal de 2012, que termina no dia 28 de maio de 2011, deve ser na faixa de US$ 5,2 e 5,6 bilhões, e embarques devem atingir 13,5 – 14,5 milhões de unidades. As vendas do BlackBerry PlayBook serão discriminadas nas demonstrações do próximo trimestre. O lucro por ação no primeiro trimestre deve atingir a faixa de US$ 1,47 a 1,55, diluído por ação. Durante sua teleconferência, a RIM informou que espera crescimento de lucros diluídos por ação no exercício fiscal de 2012 para mais de US$ 7,50. 

 


via assessoria de imprensa