Arquivo para a tag: featured

MWC 2014 | Veja a quantas andam a evolução do Tizen (em vídeo)

by

tizen0001-1

Quando a Samsung e seus parceiros apresentaram o Tizen OS 2.0 na Mobile World Congress 2013, a impressão deixada não foi das melhores. O sistema era lento, instável e esteticamente incoerente. Porém, o sistema mostrado na MWC 2014 nessa semana pouco tem a ver com o rascunho do passado, melhorando consideravelmente.

Os desenvolvedores do Tizen trabalharam com dedicação nos últimos 12 meses para criar uma plataforma muito mais roubsta e sofisticada, capaz de dar vida plena e satisfatória à smartphones de linha média e até relógios inteligentes, como os novos Gear. Além da Samsung, a fabricante chinesa ZTE também estava apresentando um protótipo baseado no Tizen OS “base”, sem nenhum tipo de personalização, mas foi o modelo sul-coreano que mais chamou a atenção.

tizen0002-1

O Tizen OS do modelo da Samsung contava com uma interface gráfica totalmente redesenhada, e um grande número de widgets, que se assemelham ao seu entorno gráfico, inclusive com algumas funções presentes nos dispositivos da família Galaxy. Se realmente há possibilidades de prosperar no mercado é algo que (agora sim) tenho curiosidade em ver.

A Samsung confirmou durante a MWC que tem a intensão de comercializar os seus primeiros smartphones com Tizen OS antes do final de 2014. O que os seus representantes não confirmam é em qual trimestre, mas ao menos é possível constatar um bom avanço em relação ao que foi apresentado no ano passado.

A seguir, um vídeo com a última versão do software em ação.

 tizen0003-1 tizen0000-1 tizen0004-1 tizen0005-1 tizen0006-1 tizen0007-1 tizen0008-1

MWC 2014 | Wiko apresenta o primeiro smartphone com Tegra 4i, o Wiko Wax

by

wiko-wax-mwc-00003-1

O Wiko, um pequeno fabricante francês, apresentou na Mobile World Congress 2014 o Wiko Wax, o primeiro smartphone com a SoC Tegra 4i, a variante compatível com modems LTE.

O Wiko Wak conta com uma tela IPS de 4.7 polegadas (720p), 1 GB de RAM, 8 GB de armazenamento interno (expansíveis via slot para cartões microSD, câmera traseira de 8 megapixels e sistema operacional Android 4.3 Jelly Bean (com atualização prometida para o Android KitKat), sem muitas customizações.

Outro atrativo do smartphone é o seu preço: 200 euros na Europa.

wiko-wax-mwc-00001-1 wiko-wax-mwc-00002-1 wiko-wax-mwc-00009-1 wiko-wax-mwc-00010-1

MWC 2014 | Tablet Lenovo Yoga 10 HD+ é anunciado oficialmente

by

650_1000_yoga-tablet-10-hd

A Lenovo começou a apresentar as suas novidades para a Mobile World Congress 2014. Na verdade, a primeira novidade é a atualização do seu Yoga Tablet, que passa a se chamar Yoga Tablet 10 HD+.

O Lenovo Yoga Tablet 10 HD+ é praticamente um produto novo, levando em consideração as novidades técnicas que inclui. A tela de 10 polegadas IPS passa a contar com uma resolução Full HD (1920 x 1200 pixels), assim como o processador (agora é um Snapdragon 400 de 1.6 GHz), 2 GB de RAM (antes era 1 GB), e a câmera, que é de 8 megapixels (antes eram 5 MP).

lenovo_yoga_10_hd+

O que a Lenovo não mudou, e esse é considerado um acerto – e a verdadeira razão desse tablet existir – é a sua bateria de 9.000 mAh, que oferece uma autonomia de uso te até 18 horas. Sua capacidade de armazenamento é de 32 GB (expansíveis via slot para cartões microSD), e o novo modelo oferece melhorias no seu teclado sem fio (opcional), sem falar que o teclado pode servir de tampa protetora para o tablet durante o seu transporte.

O novo Lenovo Yoga Tablet 10 HD+ conta com o sistema operacional Android 4.3 Jelly Bean, com algumas personalizações e adições de recursos, como o SYNCit. Seu lançamento nos Estados Unidos está previsto para o mês de abril, com o preço sugerido de US$ 349.

Via Lenovo

HTC Butterfly S é anunciado oficialmente

by

htc-butterfly-S

A HTC anuncia oficialmente o lançamento do modelo Butterfly S, que já havia sido mencionado antes em um evento para a imprensa. O modelo aparece como um smartphone de linha alta, com uma bateria de longa duração e especificações que prometem agradar os mais exigentes.

Tal como os rumores já apontavam, o HTC Butterfly S conta com uma tela de 5 polegadas (1080p), alto-falantes estéreo BoomSound e interface de usuário Sense 5. Sobre suas especificações de hardware, ele conta com um potente processador Snapdragon 600 de 1.9 GHz (mais potente do que o processador presente no HTC One), bateria de 3.200 mAh, compatibilidade com redes quadriband HSPA/WCDMA, 2 GB de RAM e 16 GB e armazenamento (expansíveis através de slot para cartões microSD).

O lançamento da HTC conta com sua câmera traseira com um sensor UltraPixel e todas as vantagens do software Zoe, enquanto que a câmera frontal possui um sensor de 2.1 megapixels.

O HTC Butterfly S chega ao mercado no mês de julho em Taiwan, com um preço sugerido de 574 euros (já convertidos), mas não sabemos quando o modelo vai chegar em outros mercados.

Via

Lenovo K900, o primeiro smartphone com Intel Cover Trail+, é anunciado #CES2013

by

Se você estava sentindo falta de lançamentos de mobilidade na CES 2013, podemos dizer que esse da Lenovo é um dos mais destacados. A fabricante anunciou oficialmente a chega ao mundo do Lenovo K900, o primeiro smartphone do mundo a contar com a nova geração de processadores da Intel para dispositivos móveis, a Clover Trail+.

A Lenovo já tinha sido a pioneira ao apresentar ao mundo o primeiro smartphone com a tecnologia Medfield da Intel, o K800, e repete o pioneirismo nesse lançamento. Estamos diante de um smartphone Android bem poderoso: tela IPS 1080p de 5.5 polegadas com película Gorilla Glass 2 e 400 PPI, câmera traseira de 13 megapixels com sensor Exmor da Sony (F1.8) com duplo flash LED, câmera frontal com 88 graus de visão, até 64 GB de armazenamento, dependendo da versão (expansíveis via slot para cartões microSD) e 2 GB de RAM. Ah, é sempre bom lembrar que o seu processador Intel é um Atom dual-core de 2 GHz.

Além de contar com uma bela tela em alta resolução e um processador Intel, o K900 ainda consegue ser bem fino, com apenas 6.9 mm de espessura. Feito em um material que combina estanho e policarbonato, o smarphone se apresenta em um corpo unibody que possui uma aparência final que passa resistência, mas é visualmente atraente ao mesmo tempo.

O modelo apresentado na CES 2013 ainda estava em desenvolvimento (ou era um protótipo preparado para uma exposição, e não para uma demonstração), o que dificultou o registro de imagens do produto em funcionamento. Mesmo assim, foi possível conferir a qualidade de imagem final de sua tela, e a mesma é descrita como “impressionante”. Um dos pontos fortes do Lenovo K900 é a sua estrutura de metal, que pode ser apresentada em vários acabamentos, que podem se alinhar ao gosto do usuário. E, mesmo com todos os seus recursos e com o seu tamanho avantajado, o smartphone possui apenas 162 gramas de peso.

Detalhes como a versão do Android instalado no smarphone, seu peso ou a sua disponibilidade internacional não foram revelados pela Lenovo. Porém, já é possível afirmar que a Lenovo optou por utilizar a interface Le Phone no novo dispositivo, e que sua distribuição na China começa no mês de abril.

Via IntoMobile

Motorola RAZR HD é anunciado oficialmente como o primeiro smartphone com 4G no Brasil

by

Tão rápido quanto humanamente possível. É assim que podemos nos referir ao anúncio do lançamento do Motorola RAZR HD no Brasil. O novo lançamento da Motorola Mobility no país está sendo anunciado nesse momento, em um evento em São Paulo, e a sua chegada é confirmada oficialmente menos de uma semana depois do seu anúncio nos Estados Unidos.

O novo modelo se destaca por ser o primeiro a ser compatível com as redes 4G LTE no Brasil. Ele já contava com a certificação positiva da Anatel,e será montado nas fábricas nacionais da Motorola. por enquanto, nada foi dito sobre o lançamento do RAZR MAXX HD, mas ficamos na torcida.

Vale a pena revisar as suas especificações técnicas: sistema operacional Android 4.0.4 (Ice Cream Sandwich), que será atualizada para o Jelly Bean no futuro (conforme informado pela Motorola EUA, durante o evento da semana passada), uma tela com resolução HD (720p) Super AMOLED de 4.7 polegadas, revestida pela já tradicional película Gorilla Glass, um processador Snapdragon S4 dual-core de 1.5 GHz, tecnologia NFC, câmera traseira de 8 megapixels e bateria de 2.500 mAh, que promete até 10 horas de autonomia de bateria com vídeos, 6 horas de navegação na web, ou 16 horas de conversação.

Suas características físicas são praticamente as mesmas do RAZR que já conhecemos, como a tampa traseira com revestimento em Kevlar e baixa espessura, de 8.4 mm. Nos Estados Unidos, ele tem previsão de lançamento para até o final do ano, e no Brasil, a janela de lançamento (segundo a Motorola Mobility Brasil) é a mesma. Ou seja, até o final do ano, ele será lançado por todas as operadoras brasileiras.

A primeira a trazer o modelo para o Brasil vai ser a Claro, que largou na frente nos testes públicos das redes 4G no país, e deve utilizar o modelo como um dos seus carros-chefe para divulgar a nova rede entre os seus usuários. Os preços do Motorola RAZR HD na Claro são de R$ 1.999,00 no modo desbloqueado, e R$ 999,00, no plano ilimitado 400 da operadora.

Smartphone Motorola Droid RAZR HD, com Android ICS e tela de 4.7 polegadas 720p é anunciado oficialmente

by

O segundo lançamento da Motorola na tarde de hoje (05) em Nova York foi o Droid RAZR HD (ou simplesmente RAZR HD), um smartphone que já é praticamente da família, depois de ter vazado em diversas ocasiões anteriores, em vários sites da internet. De qualquer forma, vamos revisar o que a Motorola/Google apresentou do novo smartphone.

As especificações técnicas que já conhecíamos do smartphone foram confirmados, com uma versão levemente personalizada do Android 4.0.4 (Ice Cream Sandwich), que será atualizada para o Jelly Bean no futuro, uma tela com resolução HD (720p) Super AMOLED de 4.7 polegadas, revestida pela já tradicional película Gorilla Glass) um processador Snapdragon S4 dual-core de 1.5 GHz, tecnologia NFC, câmera traseira de 8 megapixels e uma generosa bateria de 2.500 mAh. Segundo a Motorola, o smartphone vai oferecer até 10 horas de autonomia de bateria com vídeos, 6 horas de navegação na web, ou 16 horas de conversação.

O novo RAZR HD possui uma tampa traseira com revestimento em Kevlar, seguindo assim a tendência dos modelos da linha anteriormente apresentados, e uma carcaça bem fina (levando em consideração a sua poderosa bateria), com apenas 8.4 mm de espessura, 131.9 mm de altura, e 67.9 mm de largura. Seu peso é de 146 gramas.

Até o momento, nem a Motorola, nem o Google revelam preços ou datas de lançamento para o Droid RAZR HD, mas a previsão é que nos Estados Unidos ele chegue ao mercado até o final do ano, pelas mãos da operadora Verizon. Imaginamos que teremos mais detalhes sobre o lançamento nas próximas semanas.

Abaixo, o vídeo oficial de apresentação do smartphone.

Via Engadget

Smartphone Acer Liquid Gallant é visto na #IFA 2012

by

Depois dele ser visto em diversas ocasiões na web, era de se esperar que o Liquid Gallant da Acer seja visto em algum momento na IFA 2012. O smartphone Android de linha média que vazou acidentalmente em imagens no meio do mês de agosto na própria página web da empresa, foi visto na feira de Berlim, revelando muitas de suas especificações: tela de 4.3 polegadas HD, processador single-core de 1 GHz, 1 GB de RAM, câmera de 5 megapixels e sistema operacional Android 4.0.

O smartphone surpreende positivamente em termos de design, com um bom acabamento e belas linhas arredondadas. O seu botão de liga/desliga é bem peculiar, já que se posiciona nas costas do telefone, ao lado da câmera de fotos.

O Liquid Gallant se mostra ágil (para suas especificações técnicas), e parece ser uma boa opção para quem quer se estabelecer no universo Android, com boas configurações, mas sem serem exageradas (principalmente no seu bolso). O smartphone conta ainda com uma versão com dois slots para chips sim, de forma que se você precisa de um smartphone Android para gerenciar duas linhas, essa pode ser uma alternativa a se considerar.

O Acer Liquid Gallant não tem preço, nem data de lançamento anunciada.

Via Engadget

Toshiba Satellite U920t, um novo ultrabook com tela deslizável #IFA 2012

by

A Toshiba apresentou vários produtos interessantes na IFA 2012, e um daqueles que merecem destaque especial é, sem sombra de dúvidas, o novo Satellite U920t. Este ultrabook chega em Berlim contando com uma tela touch (com retroiluminação  LED) de 12.5 polegadas, capaz de deslizar sobre o teclado do portátil, para assim se transformar em uma espécie de tablet – um pouco mais espesso que o convencional, é verdade (19.9 mm).

Seu movimento sobre as laterais do equipamento para sua transformação do modo ultrabook para o modo tablet é muito cômodo e ágil, e mesmo assim, estamos diante de um sistema robusto e de boa construção. Sobre suas configurações técnicas, falamos de um computador com processadores Intel de terceira geração, gráficos Intel HD Graphics 4000, até 8 GB de RAM, até 256 GB de SSD, interface USB 3.0 (duas portas), porta HDMI, leitor de cartões SD e módulo GPS integrado, além de giroscópio e sensor de luz ambiente.

O ultrabook ainda conta com conectividade WiFi b/g/n, e oferece um teclado retroiluminado, além de duas câmeras (frontal, de 1 MP, e traseira, de 3 MP). Seu pseso é de 1.45 kg, e suas medidas são de 326.5 x 213 x 19.9 mm. O Toshiba Satellite U920t (que é uma variante europeia do U925t) estará disponível no último trimestre de 2012, sem uma data concreta ou preço previamente anunciado.

Via Engadget

Apple vs Samsung: o veredito dos jurados, explicado em detalhes

by

Durante as últimas semanas, seguimos com atenção o julgamento entre Apple e Samsung nos Estados Unidos, que pegou todo mundo de surpresa (ou não) com uma decisão muito mais rápida que o esperado, e amplamente favorável para a empresa de Cupertino. Como você já deve saber a esta altura do campeonato, o júri determinou que a Samsung deverá pagar mais de US$ 1 bilhão para a Apple, por infringir várias patentes. Mas é muito importante ver muito além do dinheiro que uma empresa tem que pagar para a outra.

A juíza Lucy Koh ofereceu ao júri mais de 100 páginas de instruções, e o veredito entregado na sexta-feira vem de um formulário de 20 páginas. Com isso, só quero esclarecer que não vou simplesmente republicar o veredito, mas sim oferecer para você uma explicação resumida da decisão dos jurados.

Durante o julgamento, foi analisado se a Samsung violou a seção 271 do Título 35 da Lei de Patentes dos Estados Unidos, que indica que uma empresa viola os direitos do proprietário de uma patente ao fazer, usar ou vender uma invenção sem a sua respectiva autorização do seu criador, que se outorga por meio de uma licença. O júri determinou que a Samsung EUA é responsável por violar os direitos de várias patentes da Apple, e que a Samsung Coreia é culpada por “induzir a empresa à infração”.

Para chegar a essa conclusão, o júri teve que determinar se as patentes da Apple eram válidas, se os dispositivos da Samsung violaram os direitos das patentes, se a Samsung Coreia que é sua subsidiária violou esses direitos, e se fez isso de forma deliberada. Dependendo das respostas a estas perguntas, a juíza Koh poderia até triplicar o valor dos danos no momento da sentença, mas por enquanto só temos a opinião do júri.

No seu processo, a Apple indicou que 21 dispositivos da Samsung violaram os direitos outorgados das seguintes patentes:

– 7.469.381 (rebote que ocorre quando se vai além da borda da tela)
– 7.844.915 (scrolling, ou deslizar de um dedo e zoom com os dedos em forma de pinça)
– 7.864.163 (tap to zoom, ou o simples toque na tela para o zoom)
– D618.677 (vidro de extremo a extremo, orifícios para fones de ouvido e bordas de tela)
– D593:087 (cantos arredondados e botão de início)
– D604.305 (organização de ícones em malha – em linhas e colunas)
– D504.889 (vidro de extremo a extremo, cantos arredondados e bordas finas do iPad)

Dessas, a patente mais importante pode ser considerada a primeira, porque foi decidido que 21 dispositivos da Samsung EUA abusam dos direitos pertencentes à Apple, e que a Samsung Coreia “obrigou” a sua filial norte-americana a vender os dispositivos infratores. O júri indicou que a maioria dos dispositivos da Samsung violam a segunda e a terceira patentes, que estão relacionadas ao zoom e ao sistema de navegação. Além disso, a Samsung Coreia é culpada de fazer com que a subsidiária vendesse dispositivos que violem tais patentes.

Todos os dispositivos, com exceção do Galaxy Ace, violam a quarta patente. Os modelos Galaxy S, Galaxy S 4G e Vibrant violam a quinta patente, e todos os dispositivos da Samsung violam a sexta patente. No caso da sétima e última patente, pensada nos tablets, os modelos Galaxy Tab 10.1 WiFi e 4G LTE não violam tais direitos da Apple.

Com exceção da patente D593.087, todas essas infrações foram deliberadas, e todas as patentes da Apple são válidas. Além do resultado relacionado às patentes, também se decidiu que a Samsung também se aproveitou ilicitamente da imagem comercial da Apple, buscando similaridades estéticas. O júri disse que vários dispositivos da Samsung se aproveitam da imagem comercial do iPhone 3G, mas não do iPad. Resumindo: Galaxy Tab e iPad são produtos BEM DIFERENTES, que a maioria não consegue confundir.

Da parte da Samsung, durante o julgamento, a empresa coreana acusou a Apple de violar os direitos de cinco de suas patentes, mas o júri indicou em seu veredito que ainda que as patentes sejam válidas, a Apple não infringiu a propriedade intelectual da Samsung.

A soma total desse veredito determina que a Samsung terá que pagar para a Apple a quantia de US$ 1.049.393.540, mas vai ser a juíza Lucy Koh que vai estabelecer o valor final da pena, depois de analisar cuidadosamente a decisão do júri. Portanto, temos que levar em conta que o resultado é apenas preliminar, e a Samsung já confirmou que vai recorrer da sentença. A audiência de apelação está marcada para o dia 20 de outubro. Até lá, vamos ter que esperar a sentença definitiva para saber as verdadeiras consequências do caso.

Via WebLogSinc

Microsoft Surface Windows RT e Windows 8 Pro: no que eles se diferenciam?

by

Surpreso com os lançamentos que a Microsoft anunciou ontem (19/06) em Los Angeles? Pois é, você não está sozinho. A redução e conversão do Surface para o formato de tablet pegou muita gente de surpresa, mas mais ainda o fato da Microsoft indicar o produto tanto para o consumidor doméstico quanto para os profissionais que exigem potência de processamento e total compatibilidade com suas ferramentas de produtividade habituais.

O Surface for Windows RT e o Surface for Windows 8 Pro são, portanto, produtos sensivelmente diferentes, apesar do que possa parecer no seu exterior, de modo que convido você a ver melhor suas diferenças abaixo.

Surface for Windows RT

– Processador: ARM, fabricado pela NVIDIA
– Peso: 676 gramas
– Espessura: 9,3 mm
– Tela: 10,6 polegadas, capacitiva, HD ClearType
– Bateria: 31,5 Wh
– I/O: microSD, USB 2.0, Micro HD Video, antenas MIMO 2×2
– Software: Windows RT + Office Home & Student 2013 RT
– Acessórios: Touch Cover, Type Cover, VaporMg Case & Stand
– Capacidade: 32/64 GB
– Disponibilidade: na mesma época do lançamento do Windows 8 (terceiro trimestre de 2012)
– Preço: a ser anunciado

Surface for Windows 8 Pro

– Processador: Intel Core i5 (Ivy Bridge)
– Peso: 903 gramas
– Espessura: 13,5 mm
– Tela: 10,6 polegadas, capacitiva, Full HD (1080p) ClearType
– Bateria: 42 Wh
– I/O: microSDXC, USB 3.0, Micro HD Video, antenas MIMO 2×3
– Software: Windows 8 Pro
– Acessórios: Touch Cover, Type Cover, VaporMg Case & Stand, Pen com Palm Block
– Capacidade 64/128 GB
– Disponibilidade: três meses depois do lançamento do Windows 8
– Preço: a ser anunciado

Como você pode ver, a Microsoft organizou de forma muito clara a estrutura de hardware (e preços, mesmo sem revelar quais) do Surface. De um lato, temos o modelo ARM, de baixo consumo e mais acessível, e por outro, a versão Intel, cujo apelido “Pro” basicamente serve de cartão de visitas para um hardware mais potente e completo, mas também um pouco mais pesado, mais espesso e (obviamente) sensivelmente mais caro. O primeiro confirma a tendência dos tablets ARM já disponíveis no mercado, enquanto que o segundo fica acima de todos eles, quase chegando na categoria dos ultrabooks.

Um ponto que pode inicialmente deixar a todos um pouco confusos é a informação que o Surface vai usar uma porta USB 2.0. Isso está correto, mas somente na versão ARM, e o mesmo acontece com o leitor de cartões microSDXC. É de se supor (porque a esta altura do campeonato não podemos fazer muito além disso) que a plataforma ainda não é suficiente madura para suportar o processador Ivy Bridge, ainda mais se beneficiando com telas de 1080p. Desconhecemos a resolução do modelo com Windows RT, mas se a Microsoft só disse “HD” na sua apresentação, imaginamos que sua resolução será de 1366 x 768.

Curiosamente, a versão mais simples do produto vai oferecer o Microsoft Office de série, como parte do Windows RT, enquanto que o Surface for Windows 8 Pro não vai receber o pacote de escritório, mesmo tendo a sua orientação profissional e preço superior. Mas isso é algo que não vale a pena tanta preocupação para as grandes empresas que compram as suas licenças de produtos a preços elevados, mas talvez conseguirá afugentar os hard users, que esperavam um produto completo na parte de programas.

Como você pode ver, há muito mais diferenças entre os dois modelos do que poderíamos encontrar à primeira vista, ainda que no fundo os dois busquem o mesmo: colocar um freio no domínio atual do Android e iOS, e cravar o nome da Microsoft no mercado de tablets.

E a pergunta é: será que está certa essa história de “se quer algo bem feito, faça você mesmo”?

Via Engadget

Toshiba Serie R900, conhecendo mais a fundo a família de notebooks profissionais

by

Na semana passada, mostramos em detalhes o Ultrabook Toshiba Portégé Z930. Hoje, vamos revisar uma nova linha de portáteis para todos os gostos e bolsos, que se apresenta pela denominação R900.

Os novos modelos contam com os processadores Intel Core de terceira geração (Ivy Bridge), assim como uma grande aspiração para a segurança dos dados armazenados, seja pelo controle de acesso pelas digitais, uso de smartcards ou codificação de dados.

O primeiro modelo que merece destaque é o modelo R930, com tela de 13,3 polegadas, que possui todas as características de um notebook convencional, mas com apenas 1.4 Kg de peso, de modo que ele é um modelo bem prático para o seu transporte, mas muio cômodo de ser usado. Apesar do seu tamanho, o modelo possui um processador vPro da Intel, que pode ser encontrado em versões Core i5 ou i7.

O modelo dispensa o uso de ventiladores, pois conta com o sistema Air Flow Cooling da Toshiba. O conjunto se completa com um sistema de armazenamento em pratos de até 500 GB (256 GB na versão em SSD), até 8 GB de RAM e uma carcaça de magnésio.

O próximo notebook é o Tegra R940, com tela de 14 polegadas, 1.9 kg de peso e a particularidade que pode ser oferecido em um amplo leque de configurações, em função das necessidades de cada usuário ou empresa. O modelo é seguido de perto pela versão Tecra R950, que possui uma tela de 15,6 polegadas e 2.4 kg de peso. Os dois possuem processadores Intel Core i3 e i5, assim como uma tela anti-reflexos, discos rígidos de 500 GB, 8 GB de RAM e uma bateria prismática, para melhorar a sua autonomia, além de evitar um desgaste tão grande, de acordo com os ciclos de recarga.

Obviamente, não faltam os módulos para chips SIM, que já foram mencionados no modelo Z930, uma porta Gigabit Ethernet, Bluetooth 4.0, e as diversas portas de conexão – incluindo a USB 3.0, que também serve para conectar um dock station.

Na Europa, o preço inicial dos notebooks da Serie R900 da Toshiba é de 399 euros, e pode chegar até quase 1000 euros, se o modelo contar com as configurações mais avançadas, e com processador Core i7.

Via Engadget

Toshiba Portégé Z930: conhecendo um pouco melhor o novo Ultrabook profissional

by

A esta altura do campeonato, ninguém tem dúvida que o Ultrabook é o produto da moda do momento, de modo que temos que ficar de olho nos lançamentos que chegam no mercado lá de fora (nunca se sabe quando eles vão chegar por aqui). Um exemplo do que estou falando é o Toshiba Portégé Z930.

O modelo se caracteriza por contar com processadores Intel Core vPro de terceira geração, que deve atender muito bem aos anseios dos usuários mais exigentes, tornando o equipamento apto para o consumo de conteúdos multimídia quanto para o uso profissional (com opções para processadores Core i5 e i7, armazenamento em SSD e diversos recursos de segurança).

Como todo Ultrabook que se preze, a unidade conta com um design muito fino, e peso de apenas 1.12 kg, medindo apenas 8 mm na sua zona mais estreita. Tal como ocorre com o modelo Z830, o Z930 possui uma aparência metalizada muito bem cuidada, com um excelente acabamento e agradável toque.

Na sua ficha técnica, encontramos uma tela de 13.3 poelgadas (1366 x 768), entre 6 e 8 GB de RAM DDR3, armazenamento SSD de 128 e 256 GB, áudio SRS Premium Sound 3D, teclado “mosaico” retroiluminado e resistente à liquidos, tecnologia WiDi e Bluetooth 4.0. Além disso, conta com porta Gigabit Ethernet, slot para cartões SIM e dock (para conectar portas DVI e HDMI).

Seu preço na Europa varia entre 999 e 1.999 euros.

Via Engadget

HP EliteBook 2170p, um notebook para os pequenos empreendedores domésticos

by

O novo EliteBook 2170p apresentado pela HP se destaca por ser o menor modelo da linha empresarial de notebooks da empresa. Mas suas dimensões reduzidas não o impedem de oferecer todo o arsenal de conexões e opções que esse tipo de produto pode oferecer, se transformando em uma opção excelente para aqueles que precisam viajar a negócios.

O modelo conta com tela de 11,6 polegadas e 1,31 kg de peso, e conta com slot para cartões smartcard, leitor de digitais, portas USB, entrada VGA e porta para dock, sendo este último compatível com os atuais modelos da empresa (com as linhas w, p e b).

O EliteBook 2170p possui também o quase padronizado teclado retro-iluminado, e como processador, ele vem com a versão de baixo consumo do Ivy Bridge, em um Core i7-3667U. Seu preço é de 899 euros, com chegada às lojas prevista para o final de junho.

Via Engadget

Samsung Galaxy S III, e sua tela Super AMOLED HD em um microscópio

by

O Samsung Galaxy S III já é uma realidade, e os diversos sites de tecnologia já começam a destrinchar os seus detalhes. Por exemplo, o site Engadget já está de olho na sua tela Super AMOLED HD de 4,8 polegadas, que conta com a configuração PenTile RBFB. E é isso que vamos abordar nesse post.

Veja com os seus próprios olhos. Eles colocaram a tela do novo Galaxy da Samsung com sos seus concorrentes debaixo de um microscópio USB para uma comparação, e para entender como essas telas funcionam. A 230 aumentos, e em comparação com a tela SLCD 720p do HTC One X, o Galaxy S III exibe uma menor densidade de subpíxels, mas supera o seu rival taiwanês quando falamos de contraste, e principalmente, nos tons negros (lembra que a imagem acima foi registrada com um microscópio USB, logo, não vá fazer juízos de valor baseados em imagens registradas em condições que são longe das ideais).

As comparações com o Galaxy Nexus são um pouco mais próximas. O smartphone do Google utiliza uma tela Super AMOLED HD de 4,65 polegadas, contra as 4,8 polegadas do Galaxy S III, o que implica uma menor densidade que o seu irmão maior, mas na prática, isso não quer dizer muita coisa. Vendo a imagem do microscópio, temos a impressão que a Samsung reduziu levemente o tamanho dos subpíxels vermelhos para o seu novo telefone.

Por fim, a comparação com o Galaxy original, o Galaxy S (4″, 800 x 480 Super AMOLED) e com o Galaxy S II (4,3″, 800 x 480 Super AMOLED Plus) e Galaxy S II LTE (4,5″ 800 x 480 Super AMOLED Plus), que ilustra claramente as diferenças entre as gerações.

Via Engadget

Samsung Galaxy S III é anunciado oficialmente: tela de 4,8″ Super AMOLED HD, Exynos 4 Quad e mais

by

A Samsung realizou hoje (03/05) o Samsung Mobile Unpacked, 2012, evento que apresentou o seu novo produto da linha Galaxy. Para iniciar o evento, tudo começou em som de orquestra, com ênfase na experiência de uso, “desenvolvida para humanos”. E o anúncio do dia não poderia ser outro: o Samsung Galaxy S III.

Para fazer o anúncio oficial do novo modelo, foi chamado ao palco JK Shin, CEO da Samsung Electronics. E logo de cara, ele confirma que o lançamento do novo modelo. Falou sobre os rumores das últimas semanas, e diz que algumas coisas estavam certas, e outras, erradas sobre o novo modelo.  Shin afirma que o modelo possui a melhor tela entre os smartphones do mercado, além de uma câmera de 8 megapixels, que promete uma melhor foto, e um compartilhamento de fotos mais simples.

Sua bateria é de 2.100 mAh, o que segundo as próprias palavras do executivo, fará com que você “não se preocupe com o seu consumo”. Mesmo com uma tela de 4,8 polegadas. Uma tela que é grande o suficiente para exibir os gráficos com a maior qualidade possível, garantindo um alto nível de interação com o usuário.

Seu peso é de 133 gramas, e sua espessura é de 8,6 mm em sua parte mais fina, e o modelo se destaca por ser o primeiro produto a utilizar o novo processador Samsung Exynos 4 Quad, chip esse que a Samsung promete que vai oferecer uma performance excelente, mas com um consumo de recursos muito menor. O modelo integra uma nova GPU que é 65% superior à unidade Mali 400 do Galaxy S II, assim com 1 GB de RAM (esse pode ser um ponto de grande reclamação dos usuários) e 16, 32 ou 64 GB de armazenamento (com expansão via slot microSD).

A tela escolhida pela Samsung é do tipo Super AMOLED HD (PenTile), e possui uma resolução de 1280 x 720 píxels, e possui proteção Corning Gorilla Glass 2. Além disso, o modelo possui uma câmera frontal de 1,9 megapixels, com opção de gravação em 720p, e uma interface personalizada com reconhecimento de gestos foi inserida, para uma interação mais simples por parte do usuário.

Em termos de conectividade, ele possui conexão HSPA+ ou LTE (provavelmente em momento posterior), Bluetooth 4.0, além de recepção GPS e GLONASS. Mais informações sobre o novo Samsung Galaxy S III nos próximos posts, durante o dia de hoje.

Via Engadget

MSI GT60 e GT70, novos portáteis para games são apresentados na #CeBIT2012

by

A CeBIT 2012 foi o cenário de muitas apresentações de portáteis interessantes, como os modelos GT60 e GT70, da MSI. Esses modelos contam com tamanhos de 15,6 e 17,3 polegadas, respectivamente, e contam como especificações comuns os processadores Ivy Bridge (Core i7), gráficos NVIDIA (sem especificar qual versão), suporte para discos SSD em RAID 0, além de HD para armazenamento, até 32 GB de RAM, webcam, três portas USB 3.0, duas portas USB 2.0 (uma, no caso do GT60), conectores de microfone e fone de ouvido, slot para cartões SDHC, leitor ótico e sistema de som Dynaudio.

Obviamente, os modelos não são exatamente leves. São notebooks com aparência robusta, e design pensado para os gamers de plantão, com acabamento em preto metalizado e teclado SteelSeries retroiluminado. Os novos notebooks MSI GT60 e GT70 devem chegar ao mercado nos próximos meses, com preços sugeridos de 1.999 euros e 2.299 euros, respectivamente.



Via Engadget

Fujitsu SYTLISTIC M532, o tablet empresarial com Android 4.0 #CeBIT2012

by

Nem só de ultrabooks se fez a Fujitsu na CeBIT 2012. Eles também apresentaram um tablet, o STYLISTIC M532, pensado no mercado empresarial. O modelo conta com sistema operacional Android 4.0, e tem um corpo que pesa 560 gramas, em uma tela de 10,1 poelgadas (1280 x 800), o que torna cômodo o suficiente para o trabalho e atividades multimídia.

Sua resposta ao toque é muito boa, assim como sua fluidez na hora de manejar diferentes menus/abas, muito em parte por causa da inclusão da plataforma Tegra 3, com processador quad core ARM Cortex A9 a 1.4 GHz. Sobre o seu perfil empresarial, isso se revela pela instalação e suporte aos aplicativos VDI, próprios para o entorno profissional, como o WMware ou o Citrix. O tablet também não se esquece de oferecer uma câmera frontal, com 2 MP de resolução, e uma traseira, com 8 MP, foco automático e flash LED.

O M532 conta ainda com porta microUSB 2.0, conector para dock, slot para cartões SIM e leitor de cartões. Também possui GPS, WiFi, dois alto-falantes integrados, e promete uma autonomia de 9 horas e meia de uso contínuo de vídeos. Seu preço não foi confirmado pela Fujitsu, mas sua janela de lançamento está marcada para o meio do ano de 2012.

Via Engadget

Gigabyte U2442, mais um ultrabook apresentado na #CeBIT2012

by

A CeBIT é um cenário muito interessante para a apresentação de novos ultrabooks, e os fabricantes assimilaram bem essa ideia. A Gigabyte, por exemplo, anunciou o seu U2442, que conta com um tamanho de 14 polegadas, espessura de 18,5 mm em sua parte mais fina e 20,5 mm na região mais espessa. O produto conta com um peso que oscila entre 1,5 kg e 1,6 kg, que contam com armazenamento em SSD ou HD, respectivamente.

No seu interior, encontramos processadores Intel Core i5/i7 de terceira geração, placa gráfica NVIDIA GeForce GT 640M, com 2 GB de RAM dedicados, além de Bluetooth 4.0, portas USB 3.0, conector HDMI, VGA, porta de 3,5 mm, conector para microfone, WiFi e conector Thunderbolt (opcional).

O laptop conta com uma tela com retro iluminação LED, com resolução de 1600 x 900 e sistema de áudio THX. Seu design não é tão refinado como se espera, com uma carcaça em cinza metálico bem discreta, e com uma aparência interna de cor similar, onde é possível distinguir claramente o seu trackpad e seu teclado retro iluminado (suas teclas poderiam ser mais resistentes à digitação).

O Gigabyte U2442 (disponível em duas versões – U2442V e U2442N) deve começar a chegar ao mercado no meio do ano, com um preço inicial de US$ 1.000.

Via Engadget

Nova geração do iPad: saiba tudo o que aconteceu no evento da Apple

by

Segue abaixo um resumo de tudo o que aconteceu no evento de apresentação da nova geração do iPad, realizado hoje (07/03) pela Apple no Yerba Buena Center for the Arts, em San Francisco, California.

Tim Cook subiu ao palco exatamente às 15h (Brasília), e já começa desejando “boas vindas à revolução pós PC, liderada pela Apple”. Seguindo a receita criada por Steve Jobs, Cook está totalmente de preto. Afinal, o destaque é o produto a ser apresentado. Cook começa dizendo que o computador deixou de estar no centro do universo tecnológico, para se tornar apenas mais um dispositivo. O mundo tende a se tornar muito mais portátil, e nesse sentido, o iPad estabeleceu uma nova categoria de produto.

Cook destaca o sucesso do iPad pelo mundo: só o iPad foi responsável pelo crescimento de 76% dos lucros da Apple, e nas lojas da empresa, as filas foram intermináveis, com consumidores em busca do produto a todo custo. Então, o CEO da Apple muda o tom, falando do iOS. Foram 315 milhões de dispositivos com o sistema operacional móvel vendidos em 2011. Informa também sobre algumas melhorias no assistente pessoal Siri, que agora tem suporte para o idioma japonês.

A Apple Store conta hoje com 585 mil aplicativos, e recentemente, alcançou a marca de 25 bilhões de downloads realizados. Além disso, os usuários de recursos em nuvem da Apple já passa dos 100 milhões. Então, temos as primeiras novidades do dia: uma nova versão do Apple TV e o iOS 5.1.

O novo Apple TV vai receber suporte para imagens em Full HD (1080p). Filmes e séries de TV nesse formato de imagem também serão oferecidos pela iTunes Store. Em uma demonstração do produto, Eddy Cue mostra uma interface de produto simples, tal como manda o iOS, com os filmes em catálogo em capas, com todos os detalhes possíveis sobre as produções disponíveis para compra ou aluguel. Recursos como YouTube, Vimeo, MLB.com, NBA e NHL ainda estão presentes. Através do Apple TV, é possível também ouvir as músicas do iTunes e utilizar o Photo Stream.

Um destaque enfatizado pela Apple é a velocidade para reprodução de vídeos. Na demonstração, um filme levou apenas 10 segundos para ficar pronto para a reprodução (é claro que isso pode variar, dependendo da velocidade de sua conexão).

O novo Apple TV estará disponível para compra no dia 16 de março, mas já está em pré-venda nos EUA a partir de hoje.

Agora, hora de falar do iPad, e das suas 15,4 milhões de unidades vendidas apenas no último trimestre de 2011.

Cook volta ao palco e recomeça, dizendo que quando eles criaram o iPad, eles estavam criando toda uma nova categoria de dispositivos. Com o tempo, ele se tornou o dispositivo preferido dos usuários Apple, superando desktops, notebooks e smartphones. Com ele, os usuários podem acessar emails, navegar pela web, ler livros, ver filmes e vídeos e rodar jogos de modo muito mais prazeroso e funcional. São mais de 200 mil aplicativos específicos para o iPad, que tornam o produto ainda mais completo e útil para diversas finalidades. Cook aproveita para cutucar a Samsung, dizendo que “apesar dos fabricantes terem adicionado mais de 100 tablets diferentes em 2011, o iPad não deixa o aplicativo do Twitter com aparência de app para smartphone, mas esticado”.

E então, Phil Schiller sobe ao palco para apresentar o novo iPad.

As novidades começam com a presença da Retina Display e uma nova resolução de tela. O novo iPad traz uma tela com os mesmos 9.7 polegadas das versões anteriores, mas com uma resolução de 2048 x 1536. É a maior resolução de tela de qualquer dispositivo móvel no mercado, com 3.1 milhões de pixels. Com isso, as imagens ficam muito mais definidas, e a exibição de textos e fotos se torna simplesmente perfeita, sem nenhum tipo de percepção da granulação dos píxels.

A saturação da tela também foi aumentada em 44%, com 264 pixels por polegada de tela. Para gerenciar todas essas melhorias de imagem, um novo chip gráfico, o A5X quad-core foi adicionado.

A Apple afirma que, comparado ao processador NVIDIA Tegra 3, o seu processador é até duas vezes mais rápido, com um rendimento até quatro vezes maior. Depois, Schiller falou sobre a nova câmera do novo iPad. A nova câmera possui sensor de 5 MP, iluminação backside, lentes de cinco elementos, filtro infravermelho híbrido, e sistema ISP, desenvolvido pela própria Apple. Seu sensor também possui modo de exposição automática, foco automático e gravação de vídeos a 1080p. A câmera também possui recursos de detecção de faces, balanço de branco estabilização de vídeos, redução de ruído temporal, e o resultado das imagens são ajustados para uma exibição perfeita em telas com Retina Display

Um novo botão de microfone é adicionado ao teclado virtual do iOS, para “complementar” o recurso. Na verdade, é para adicionar o Siri ao novo tablet. Em termos de conectividade, o novo iPad é compatível com as redes 4G/LTE, mas também estará disponível na versão 3G/HSPA. A capacidade máxima de download nos dois modos é de 73 Mbps e 21 Mbps, respectivamente. Entre os parcerios da Apple nessa investida, são citados Verizon, AT&T, Rogers, Telus… mas nada de citar a Motorola. Enfim, o novo iPad também pode atuar como hotspot (se sua operadora móvel permitir).

A autonomia de bateria do iPad 4G é de 9 horas de uso, o que pode ser considerado uma vitória, se levarmos em conta a espessura do produto (9,4 mm) e a rede com que o produto vai trabalhar.

Preços: em versões de 16, 32 e 64 GB de armazenamento, o novo iPad será vendido nos Estados Unidos por US$ 499, US$ 599 e US$ 699, respectivamente, nas versões WiFi. Os modelos WiFi+3G custam US$ 629 (16GB), US$ 729 (32 GB) e US$ 829 (64 GB), ou seja, os preços são equivalentes aos modelos da versão anterior. Seu lançamento nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Suíça, Japão, Hong Kong, Cingapura e Austrália acontece no dia 16 de março.

Uma semana depois (23/03), uma segunda janela de países (que, pra variar, não inclui o Brasil) recebe o produto. Entre eles, Dinamarca, Finlândia, Itália, Portugal, Porto Rico e Espanha.

A Apple lembra que, assim como foi feito no lançamento do iPhone 4, todos os aplicativos serão ajustados para a nova tela do novo iPad. Os desenvolvedores poderão trabalhar com os novos recursos para ajustar (e até melhorar) os aplicativos para a nova resolução de tela do tablet. Diversos aplicativos e jogos são demonstrados, como Autodesk, Infinity Blade Dungerons, e o recurso iWork, que é uma espécie de suite de aplicativos Office para o novo iPad. Disponível a partir de hoje na App Store, por US$ 9,99 cada aplicativo. O novo iMovie também é apresentado, e também está disponível a partir de hoje, por US$ 4,99.

Outra novidade entre os softwares para o iPad é o iPhoto, que conta com recursos como edição multitoque, navegador inteligente, efeitos com qualidade profissional, entre outros. Mas um dos recursos mais comemorados é a possibilidade de enviar fotos de um dispositivo para outro. O aplicativo é capaz de trabalhar com fotos de até 19 MP, além de poder ajustar a imagem em vários tipos de resolução. O modo de edição de imagens também está mais intuitivo, com comandos bem simples.

A Apple também anunciou que o iPad 2 teve seu preço reduzido em US$ 100. A versão de 16 GB com WiFi passa a custar nos Estados Unidos US$ 399. E, no final das contas, o novo iPad recebe o nome de “iPad”. Simples assim. Cook volta ao palco para dizer que 2012 ml começou, e que a empresa vai apresentar mais novidades ao longo do ano. “É apenas o começo”, finaliza Cook.

Mais detalhes do novo iPad e das novidades apresentadas hoje em breve, no TargetHD

Com fotos do site Engadget