Arquivo para a tag: fcc

BlackBerry Hamburg passou pela FCC, e revela dados adicionais

by

BlackBerry Hamburg

O BlackBerry Hamburg passou pelo FCC dos EUA, confirmando alguns dados previamente especulados, e apresentando novas informações.

Está confirmado que a TCL, atual dona da Alcatel, é a responsável pela fabricação do BlackBerry Hamburg, algo muito especulado nos últimos meses. Tanto, que há quem afirma que este smartphone será uma versão levemente modificada que o Alcatel Idol 4.

 

 

Assim seria o BlackBerry Hamburg

BlackBerry Hamburg 02

O modelo terá uma tela de 5.2 polegadas IPS LCD (Full HD, 424 pixels por polegada), processador Snapdraon 615 octa-core a 1.5 GHz, a possibilidade de 3 GB de RAM (LPDDR4) e 16 GB de armazenamento – dados a confirmar -, supostamente expansível via microSD, além de câmeras de 13 MP e 8 MP. Será um smartphone com sistema Android 6.0.1 Marshmallow, mas não se destaca a presença do Android 7.0 Nougat, por conta da proximidade da janela de disponibilidade de venda.

Tudo indica que o BlackBerry Hamburg não terá um teclado físico. Do mais, espera-se que seja um dispositivo competitivo no seu preço e nas demais especificações, algo que conheceremos em breve, ou quem sabe na semana que vem, quando acontecerá o BlackBerry Security Summit.

Via PhoneArena

Xbox One Slim a caminho, de acordo com a FCC

by

XboxOneSlim

O Xbox One Slim seria o novo console que a Microsoft está trabalhando para competir com o PlayStation 4K e Nintendo NX. Um dos documentos revelados pelo pessoal do NeoGAF foi apresentado em março pela Microsoft na FCC, e faz referências ao produto.

A FCC é o órgão regulador norte-americano, que aprova previamente os módulos de comunicações de qualquer dispositivo eletrônico comercializado nos Estados Unidos. É uma equivalente à Anatel no Brasil e, por conta disso, é uma das fontes mais confiáveis para se conhecer de forma prévia o desenvolvimento de produtos.

Um dos documentos (1683) lá descobertos faz referência a um módulo WLAN que daria suporte para o padrão de comunicação sem fio WiFi ac. Nesse documento, podemos ver a inscrição ‘XB1 Slim’, que pode indicar a existência do Xbox One Slim.

Um segundo documento (1682) inclui uma lista maior de “provas documentais” sobre o novo console, e um “manual do usuário” para o sistema, que pode definir uma segunda versão ou uma atualização do modelo atual para Xbox One 1.5 com suporte para Blu-ray 4K, mudanças na capacidade de armazenamento e outros detalhes.

As revisões dos consoles de videogames são habituais, combinando processos de fabricação melhorados, formatos menores e preços mais baixos para manter as vendas. O Xbox One Slim pode ser uma dessas revisões. O prazo de confidencialidade desses documentos expiram em junho e julho, respectivamente, o que pode indicar uma apresentação do novo console da Microsoft para a E3 em junho.

Via Ars Technica

FCC que acabar com a coleta de dados sem consentimento

by

FCC

A Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) aprovou uma proposta para garantir a privacidade dos usuários de banda larga de internet, impedindo as prestadoras de serviço de coletar seus dados sem o seu consentimento.

A proposta foi apresentada pelo presidente da FCC, Tom Wheeler, que conseguiu a aprovação inicial por três votos a dois, obrigando as operadoras a obter o consentimento dos usuários para a coleta e divulgação de dados, protegendo a informação pessoal e relatando violações de dados, mas sem proibir a coleta de dados em si. Também não proibirá a utilização dos dados dos usuários para qualquer propósito. O objetivo é que o usuário possa decidir o que as operadoras podem ou não fazer com seus dados.

Hoje, as operadoras norte-americanas coletam os dados do usuário sem o seu consentimento, muitas vezes com o objetivo de envio de publicidade dirigida, algo que é alvo de críticas dos defensores da privacidade na rede. De fato, a proposta só afeta aos provedores e não aos ecossistemas de serviços, como Google, Twitter e Facebook, algo que foi criticado por muitos que não veem muito sentido a limitação apenas das prestadoras de serviço.

Desde que a neutralidade da rede foi a provada, a FCC tem autoridade para impor normas às operadoras, com o objetivo que as mesmas cumpram, ainda que essa decisão esteja pendente de uma apelação em um tribunal federal, algo que até agora não aconteceu.

Se aprovada em definitiva, as operadoras serão forçadas a perguntar aos usuários se eles permitem a coleta de dados. Não só isso: terão que pedir a permissão também para serem utilizados de acordo com determinados objetivos. Além disso, o alerta sobre a violação de dados não pode passar de 10 dias após o incidente em si.

Enquanto os defensores da privacidade e da liberdade de imprensa defendem essa medida, a mesma imprensa aleta sobre as possibilidades das empresas imporem taxas do tipo “pague pela sua privacidade”. Por outro lado, a agência de qualificação Moody’s deu crédito negativo para as empresas de telecomunicações.

Via VentureBeat

Um possível Samsung Z3 com LTE é visto na FCC

by

tizen-logo

Chegam mais informações sobre o próximo smartphone com o sistema Tizen. O Samsung Z3 será o sucessor do Samsung Z1, e agora temos a informação que o dispositivo passou pela FCC.

O Sammobile revelou há mais de um mês que o Samsung Z3 teria como nome de código SM-Z300H. O que levanta a suspeita por ser o Samsung Z3 é a sua numeração semelhante ao Z1 (SM-Z130H). Nesse caso, o modelo certificado pela FCC é o SM-Z300F.

A pequena mudança na nomenclatura revela uma grande diferença entre os dois dispositivos, já que o novo modelo inclui suporte para redes LTE, GSM, W-CDMA 850/1900, LTE banda 5, WiFi 802.11 b/g/n, além de Bluetooth de baixo consumo.

samsung-z3-leak-fcc

Dito isso, as características técnicas do Samsung Z3 reveladas pelas certificações são:

– Tela de 5 polegadas (720p)
– Processador quad-core de 1.3 GHz
– 1.5 GB de RAM
– Câmera frontal de 5 MP, câmera traseira de 8 MP
– Dual SIM
– Bateria de 2.600 mAh para o SM-Z300H, e de 1.500 mAh para o SM-Z300F

Era esperado um anuncio oficial da Samsung sobre um novo smartphone dessa linha na Tizen Summit 2015, mas isso não aconteceu. Nada foi mencionado, e as novidades anunciadas foram apenas de software, como o lançamento do Angry Birds para a plataforma. A empresa também pediu para que os desenvolvedores sigam criando produtos para a sua plataforma, pensando no futuro da mesma.

As certificações dão indícios que os novos modelos devem chegar nos próximos meses, com uma possível apresentação no mês de novembro.

Imagem: Intel Tizen, Tizen Indonesia
Via Sammobile

Blackberry Dallas já teria passado pela FCC

by

blackberry-passport

O Blackberry Dallas (nome provisório) teria passado recentemente na FCC norte-americana, depois de ser visto nos respectivos órgãos de certificação em Cingapura, Malásia e Indonésia.

Com o nome de código RHR191LW (SQW100-4), a FCC não publicou imagens nem características do dispositivo. O modelo ainda precisa passar por testes técnicos para obter a aprovação necessária para chegar ao mercado. A imagem acima seria uma das supostas imagens do dispositivo, que teria grande semelhança com o Blackberry Passport.

De fato, o Blackberry Dallas pode ser uma nova geração do Passport, com tela quadrada de 4.5 polegadas (1440 x 1440 pixels), trazendo o teclado físico tão caracterizado nos telefones da empresa canadense. O Passport ainda tem margem de melhora tanto no hardware como no software, e o Dallas pode ser a evolução natural dessa linha.

Não sabemos se o Blackberry Dallas será um dispositivo top de linha (500 a 600 euros), ou se o modelo terá características limitadas para que ele seja mais econômico. Vale lembrar que a empresa pensa em aumentar os seus resultados financeiros, e já pensa em uma mudança de sua estratégia.

A boa notícia é que, com o Dallas, fica claro que a Blackberry não pretende abandonar o mercado de smartphones em um curto prazo.

Via Crackberry

Novos dados indicam que o novo Google Glass está a caminho

by

google-glass

O Google encerrou a alguns meses o seu programa Explorer de desenvolvimento do Google Glass. Para alguns, isso parecia o fim do projeto. Os executivos do Google rapidamente desmentiram os rumores, alegando que a mudança foi par reformular o projeto.

Não sabemos qual será o resultado – se é que terá algum resultado 0, mas é fato que seguem aparecendo dados que reforçam a aparição de uma nova versão do Google Glass. Os rumores sobre a inclusão dos microprocessadores da Intel e as ofertas de emprego destinadas ao projeto se soma agora a aparição de um misterioso produto do Google, com código de modelo GG1.

O produto foi ‘visto’ pelo Droid Life em um registro da FCC que apareceu nos último dias, com código de produto completo A4R-GG1. Tudo o que rodeia esse produto é um mistério – os editores da fonte indicam que pode ser até o Chromecast 2 -, e algumas das especificações parecem apontar para um novo Google Glass.

O registro da FCC normalmente inidca rapidamente os produtos em grupos, como smartphones ou wearables. Mas nesse caso, ele tem apenas a etiqueta ‘Bluetooth & DTS/UNII a/b/g/n/ac’, com o nome GG1. O documento deixa mais ou menos claro que o produto conta com conectividade 802.11ac, Bluetooth 4.0 LE e é recarregável com baterias não removíveis.

Além disso, o dispositivo possui um conector USB para ‘recarga e transferência de dados’. O dado da bateria não removível é o que faz pensar que seja o Google Glass e não um Chromecast. Mas entendo que não vamos esperar muito para eliminar essas dúvidas.

Via Droid-Life

Base de recarga sem fio do Samsung Galaxy S6 aparece na FCC

by

650_1000_cargador-inalambrico-galaxy-s6-1

Os rumores sobre um Samsung Galaxy S6 com um sistema de recarga sem fio parecem quase confirmados. Na FCC dos EUA foi identificado um carregador sem fio da Samsung (modelo EP-PG920I), com entrada de 5V e saída de 2 amperes, fabricado no Vietnã.

650_1000_cargador-inalambrico-galaxy-s6-2

Esse carregador teria um formato circular, e os testes indicam que seu funcionamento foi testado no Samsung Galaxy Note 4. Será curioso ver como a Samsung evoluiu nesse aspecto, e quais as modificações foram realizadas no acessório.

O post publicado no blog oficial da Samsung referente aos atuais padrões de recarga sem fio parece ser um sinal inequívoco que esta opção estará disponível nos novos dispositivos top de linha da Samsung. Agora, resta esperar pela confirmação – e aceitação do público ao acessório.

Via PhoneArena

Para a FCC dos EUA, banda larga é a partir de 25 Mbps

by

fibra-optica

A FCC (Federal Communications Comission), entidade reguladora das telecomunicações nos Estados Unidos, fez uma importante mudança na definição de conexão de banda larga no país. Agora, o mínimo exigido para que uma conexão entrar nessa categoria é contar com as velocidades mínimas de 25 Mbps de download, e 3 Mbps de upload.

Antes, essa margem era de 4 Mbps para download, e 1 Mbps para upload. É uma mudança substancial, significativa e necessária, levando em conta o aumento da velocidade de conexões de internet ao redor do mundo. 80% dos norte-americanos contam com uma conexão de pelo menos 25/3 Mbps ou superior, requisito para muitos serviços do país, como por exemplo a retransmissão de conteúdos em UHD.

A Netflix recomenda diferentes velocidades de acordo com a qualidade de vídeo que será reproduzido:

Largura de banda exigidaUso na Netflix
0,5 MbpsMínimo para acessar o serviço
1,5 MbpsRecomendado para acessar o servicio
3 MbpsRecomendado para vídeos em SD
5 MbpsRecomendado para vídeos em HD
25 MbpsRecomendado para vídeos em UHD/4K

25 Mbps, para algumas pessoas, ainda é pouco

25 Mbps é pouco para alguns, que entendem que a FCC precisava estabelecer como o mínimo requerido para as conexões de banda larga a velocidade de 100 Mbps, marca muito acima da realidade da maioria dos usuários e dos serviços, que estão bem longe de precisar dessa velocidade toda.

Porém, o futuro está chegando. As conexões de internet são cada vez mais rápidas, e isso implica que tanto a web como suas funcionalidades aproveitarão essa maior velocidade para novos serviços, melhores imagens e qualidades maiores. Chegará o momento que a FCC vai determinar que a velocidade mínima para banda larga é a partir dos 100 Mbps, mas… quando? Só o tempo vai dizer.

Via Business Insider, The Verge

Primeiros indícios do que poderia ser o Motorola Moto E

by

650_1000_moto-e-fcc-1

A FCC dos EUA registrou a entrada de um dispositivo que, para muitos, pode ser o novo Motorola Moto E. O dispositivo é fabricado pela Motorola, mas nem o seu identificador (ID IHDT56QF1), nem o modelo enviado (4583) deixam claro de qual dispositivo pode ser.

Porém, há indícios que seria um modelo de entrada, já que entre outros detalhes, o dispositivo não possui suporte para redes LTE.

650_1000_moto-e-fcc

O dispositivo possui suporte para redes WiFi 802.11n, Bluetooth 4.0 e suporte para as redes GSM 850/1900 MHz. Seu tamanho é diferente de qualquer outro modelo da Motorola, com medidas de 66.96 de largura, por 129.9 de altura, com uma tela de 5.39 polegadas. Sua espessura não foi especificada.

Essa diagonal de tela reforça os rumores anteriores, que indicavam que o novo Moto E faria uso de uma tela de 4.5 polegadas, o que também pode indicar bordas laterais, superior e inferior mais grossas.

Mas vamos aguardar os próximos acontecimentos.

Via PhoneArena

Suposto Nexus 6 deu entrada na FCC dos EUA

by

650_1000_motoshamu

Ontem (06), um tablet da HTC (que, ao que tudo indica, será o Nexus 9) foi flagrado na FCC dos EUA. Hoje, o igualmente esperado Nexus 6 faz o mesmo.

Recapitulando: os últimos vazamentos indicam que a Motorola é a encarregada de fabricar o novo smartphone Nexus da Google, com tela de 6 polegadas e codinome ‘Shamu’, que deve ser anunciado junto com o Nexus 9 para marcar a estreia do Android L. Agora um modelo assinado pela Motorola com tela de 6 polegadas foi encontrado no órgão regulador norte-americano.

Infelizmente, os demais dados sobre o dispositivo estão sob absoluta confidencialidade. Também é importante lembrar que não faz muito tempo que apareceu na base de dados da Geekbench informações sobre o suposto dispositivo, que contaria com um processador quad-core Qualcomm de 2.65 GHs e sistema Android L.

Alguém ainda tem mais alguma dúvida que os dois dispositivos serão apresentados junto com o Android L, e muito em breve?

Via Android Central, FCC

Mais detalhes sobre o Nexus 9 da HTC vazam na web

by

htc-nexus-9-2014-10-06-02

Na ausência do @evleaks, vamos quebrar o galho com o @upleaks, conta do Twitter que publicou a foto acima, que supostamente corresponde ao Nexus 9 da Google fabricado pela HTC.

Essa não é a única notícia sobre o produto nesse começo de semana: um tablet assinado pela HTC que se ajusta aos últimos rumores nas especificações deu entrada recentemente na FCC dos EUA, aumentando ainda mais a fogueira dos rumores.

O dispositivo foi flagrado na versão WiFi (mas deve receber uma versão 4G), contando com um chip Tegra K1, algo que a própria NVIDIA confirmou no mês passado com documentos internos. Essa plataforma possui suporte para 64 bits, tal como acontece com o sistema Android L, o que torna bastante provável que a apresentação do dispositivo deve acontecer no mesmo momento de anúncio do novo sistema operacional da Google.

Vamos aguardar. Por enquanto, são rumores, e nada disso é oficial. Mas não quer dizer que não será verdade no futuro.

Via Android Central, 9to5Google, @upleaks

Documentos da FCC revelam mais detalhes do Lumia 730

by

nokialumia730-1

Vazaram documentos oficiais, que podem ter sido apresentados pela Microsoft para obter a certificação do Lumia 730 na FCC norte-americana. Esses documentos também revelam vários dados interessantes sobre o smartphone, até ent!ao desconhecidos, como por exemplo as medidas exatas do dispositivo e sua estrutura interna.

De acordo com esses documentos, o Lumia 730 medirá exatamente 134.7 x 68.5 mm, sendo claramente maior que o Lumia 720 (127.9 x 67.5 mm). O aumento de tamanho é razoável, levando em conta que, de acordo com os vazamentos, o Lumia 730 vai contar com uma tela de 4.7 polegadas, enquanto que o Lumia 720 possui uma tela de 4.3 polegadas.

650_1000_nokialumia730-2

Além disso, a imagem acima – que parece ter sido extraída da documentação em poder da FCC – mostra a presença de um slot nano SIM, apesar desses mesmos documentos mencionarem uma variante dual SIM desse dispositivo. Também é citado que o Lumia 730 contará com conectividades 3G e 4G LTE, além de rádio FM.

Para concluir, suas possíveis especificações. Se todos os vazamentos forem confirmados, o Lumia 730 contará com a já citada tela de 4.7 polegadas, SoC Snapdragon 400, 1 GB de RAM, 8 GB de armazenamento interno, câmera traseira de 8 megapixels e câmera frontal de 5 megapixels.

Ao que tudo indica, esses detalhes serão confirmados ou desmentidos em breve. É uma questão de esperar (e ter paciência para esperar) pelo anúncio oficial desse novo smartphone da Microsoft.

Via GSM Arena

Desbloquear smartphones será algo legalizado nos EUA

by

smartphones-em-pilha-foto

Uma nova lei foi aprovada na Câmara de Representantes dos Estados Unidos, dando o direito aos norte-americanos em desbloquear os seus smartphones para o uso com qualquer operadora de telefonia móvel. O presidente Barack Obama já confirmou que vai aprovar essa lei em breve, afirmando que esse é mais um passo para oferecer aos norte-americanos maior flexibilidade de escolha entre as opções disponíveis.

A lei detalha como os consumidores e terceiros poderão desbloquear dispositivos que foram adquiridos através de uma operadora. Mesmo assim, a nova legislação não será permanente, com uma revisão programada em 2015 e novas revisões a cada três anos. Porém, é pouco provável que a medida seja revertida, ainda mais com a demanda de smartphones no país.

O desbloqueio de smartphones se tornou uma questão legal quando foi aprovada a polêmica Digital Millenium Copyright Act (DMCA) em 1998. Depois, essa lei foi revisada, e o desbloqueio de smartphones nos EUA foi permitido entre 2006 e 2012, mas voltou a se tornar ilegal em 2013. A pressão popular fez com que a FCC (órgão equivalente à Anatel) forçasse as operadoras a permitir o desbloqueio, e estas acordaram em habilitar tal opção a partir de fevereiro de 2015.

Na prática, a lei garante que as operadoras cumpram com o combinado. Não só em 2015, mas pelo visto, por prazo indeterminado.

Via Ars Technica

O novo Adidas miCoach Fit Smart é visto antes do tempo

by

fit-smart-2014-06-26-01

A Adidas segue trabalhando em sua linha de relógios inteligentes, e por conta de uma publicação da FCC dos EUA, uma solicitação de patente e um distribuidor anônimo, hoje podemos conhecer o novo miCoach Fit Smart.

Estamos diante de mais uma pulseira que combina detalhes da Nike Fuelband com o miCoach Smart Run, que conhecemos mais cedo esse ano. O modelo possui uma tela com pequenos LEDs e uma estética mais próxima a de um relógio do que de uma pulseira quantificadora.

O produto conta também com um sensor de ritmo cardíaco baseado em infravermelho (similar ao do Gear 2) e conectividade Bluetooth 4.0 LE, de acordo com as especificações detalhadas na FCC. Vendo o seu perfil fitness, o seu nome e sabendo que a Adidas fará parte do grupo de empresas que apoiarão o Google Fit, é fácil pensar que esse modelo será compatível com a plataforma de saúde da Google, mas teremos que esperar o seu anúncio oficial para ver as capacidades tanto desse relógio como do serviço da Google.

adidas-micoach-fit-smart adidas-micoach-fit-smart-2

Via FCC, Keller Sports, LegalForce

FCC aprova o projeto de neutralidade da Internet dos EUA

by

Tom Wheeler

A Comissão Federal das Comunicações dos Estados Unidos (FCC) aprovou hoje (15) a sua impopular proposta para estabelecer novas regras da neutralidade da Internet do país, tal e como era conhecido até agora. Tom Wheeler, presidente da FCC (foto acima) conseguiu que fosse aprovado o texto que, na sua essência, permite a priorização do tráfego online em função do que cada empresa paga para oferecer seus produtos e serviços.

A partir de agora, começa um prazo onde o texto será submetido ao debate público antes de sua aprovação definitiva, algo que deve acontecer até o final do ano. É importante deixar bem claro que, pelo menos por enquanto, o texto segue sendo uma proposta, e a normativa ainda não está 100% aprovada. Porém, a votação de hoje permite que o texto siga adiante, e esta é uma má notícia, já que o plano está cada vez mais próximo de se tornar realidade.

O plano de neutralidade da rede da FCC foi alvo de duras críticas por parte de quase todos os setores da Internet. Por um lado, a proposta pretende estabelecer as bases de uma internet aberta e neutra. Por outro lado, há pontos muito ambíguos. O principal deles e a possibilidade de grandes empresas pagarem para priorizar o seu tráfego. Durante sua explanação de hoje, Wheeler esclareceu que as novas regras não autorizam tal prática. Ok. O problema é que o texto também não proíbe que isso aconteça.

O que acontecer com as novas regulações de Internet nos Estados Unidos é muito mais importante para todos do que aparentemente parece. As decisões nos Estados Unidos podem servir de precedentes para que outros países tentam regular o controle da neutralidade da rede, como estão a ponto de fazer os Estados Unidos. Teremos que esperar e observar o debate público dessa questão, mas do jeito que as coisas estão, a Internet libre e aberta como conhecemos está mais perto de desaparecer nos Estados Unidos.

Via SlashGear

ASUS voltará a oferecer um dock com teclado no seu próximo Padfone

by

asus-padfone-6-keyboard-dock

O último modelo da linha Padfone da ASUS “se esqueceu” de oferecer um dock com teclado integrado, acessório que era um considerável diferencial em relação aos seus concorrentes. E as queixas não demoraram para chegar, de modo que o fabricante já trabalha para corrigir seu erro, e planeja lançar um dock com teclado em conjunto com a próxima versão do dispositivo.

Documentos publicados nos escritórios da FCC dos EUA mostram uma imagem do suposto ASUS Mobile Dock Keyboard (PF-06), um acessório que utilizará o Bluetooth para a comunicação (no lugar da conexão física), que acompanharia o novo Padfone X, que a operadora AT&T deve lançar em breve. Infelizmente, o acessório chegaria com uma série de mudanças que não devem agradar muito aos usuários interessados, já que o novo dock deixaria de ter uma bateria extra, que carregaria o smartphone enquanto o dock estiver conectado. Em seu lugar, teremos uma pequena bateria de 450 mAh, que daria vida de forma exclusiva ao Bluetooth e ao trackpad multitouch.

O dock também contará com slot para cartões SD, mas a expansão de memória estaria limitada a dispositivos USB OTG. Seja como for, ao menos o catálogo da ASUS voltará a ter um dock com teclado, e era isso o que muita gente queria.

Via Mobile Geeks, FCC

O outro lado da moeda: a perigosa “neutralidade” da internet da FCC dos EUA

by

neutralidade-rede-01

Se nada acontecer, a Internet, tal e como conhecemos, pode mudar para sempre. Nos Estados Unidos, a FCC (Federal Communications Commission) se prepara para discutir e aprovar uma nova normativa, que pode carregar o princípio de neutralidade da rede, tal como aconteceu recentemente no Brasil. A ideia lá e estabelecer que provedores de conexão de Internet não possam oferecer tratamento preferencial para certos conteúdos. E tal como aconteceu aqui, muitos por lá entendem que o projeto de lei não traz boas notícias.

Veículos de imprensa como o Wall Street Journal tiveram acesso ao projeto da FCC, e existem sim motivos para preocupação, já que o texto (tal como acontece aqui) é uma “faca de dois gumes”. Se por um lado o principal objetivo do projeto é garantir uma Internet aberta e livre, onde nenhuma operadora ou provedora pode bloquear o acesso dos cidadãos a nenhum conteúdo online, por outro lado, a FCC planeja deixar aberta a possibilidade que os grandes provedores de Internet cobrem os criadores de conteúdos e serviços.

Nesse cenário, gigantes do entretenimento como Disney, Netflix, Amazon ou Google (apenas para citar alguns exemplos) teriam que pagar para as operadoras para que os seus conteúdos e serviços recebam um tratamento preferencial, como um carregamento mais rápido ou uma melhor estrutura para oferecer uma maior velocidade e qualidade para o usuário final. E é aí que está o perigo.

Mas, na prática, diante desse cenário, qual é a pior coisa que pode acontecer?

O fim da neutralidade da rede seria algo nefasto para empresas e consumidores nos Estados Unidos. As grandes multinacionais teriam vantagens sobre as pequenas start-ups da Internet, já que poderiam se dar ao luxo de fechar acordos milionários com os provedores, para que o seu conteúdo chegue ao usuário em melhores condições.

Para os consumidores, pode significar o adeus a um acesso igualitário na Intenret. Seriam criados diferentes níveis de acesso e custo, onde se o usuário quiser ver o mais recente lançamento da Disney ou uma série no Netflix com melhor qualidade e velocidade, ou até mesmo acessar os serviços da Google de forma mais rápida, terá que pagar por uma conexão mensal ainda mais cara do que já é.

“Mas… isso só vai afetar os EUA, certo?” ERRADO!

neutralidade-rede-02

O formato da “neutralidade” da rede norte-americana pode criar o precedente perfeito para operadoras de todo o planeta pressionarem os seus governos para fazerem exatamente o mesmo.

Uma corte federal norte-americana falhou em janeiro de 2014 contra esse princípio, por conta de um tecnismo sobre a definição do que é um “serviço de banda larga”. Ao considerar-se um “serviço de informação” e não de “telecomunicações”, a FCC não teria jurisdição sobre ele, inclusive não podendo estabelecer o que pode ou não fazer as operadoras de serviço. Nesse caso, seria necessário mudar todas a regulamentação, e não está muito claro se a FCC está disposta a fazer isso.

A FCC nega

Ontem (23), o presidente da FCC, Tom Wheeler, negouo em um comunicado que a normativa vai abrir as portas para o fim do princípio da neutralidade da rede.

As informações que a FCC vai acabar com o princípio da Internet aberta são completamente falsas. Amanha (no caso, hoje, 24), enviaremos para a Comissão uma nova proposta sobre a Internet aberta, que restaurará os conceitos de neutralidade da rede de forma consistente, em relação à falha judicial de janeiro.

Resta saber como será essa nova proposta da FCC. A comissão vai começar a discutir o assunto internamente a partir de hoje, e publicará o seu parecer no dia 15 de maio. A votação final sobre a regulamentação, com ou sem mudanças, não vai acontecer até o final de 2014.

Porém, há uma esperança que tudo fique como está, ou que se imponha o senso comum sobre o assunto.

A Casa Branca parece disposta a manter o princípio de neutralidade da rede, e uma forte oposição dos grupos defensores do mesmo deve emergir nos próximos meses. Uma coisa está bem clara: o que acontecer nos EUA vai afetar as regulamentações que veremos em outros países nos próximos anos. Ainda que não necessariamente de forma negativa. Talvez gere reações opostas, como aqui no Brasil, que acabou de aprovar o Marco Civil da Internet, que (na teoria) protege a privacidade online e a neutralidade da lei no seu objetivo mais amplo.

Por outro lado, a batalha pelo controle da Internet, em vários sentidos, apenas começou.

Via WSJ, Reuters

EUA planeja substituir números de telefone fixo por endereços de IP

by

france-telecom-phone-booth-alexandre-viallle-flickr

A FCC dos Estados Unidos (o equivalente da Anatel no Brasil) sugeriu às operadoras de telefonia fixa norte-americanas que comecem a explorar a possibilidade de trocar os números de telefone fixo por endereços de IP.

O principal problema que os usuários enfrentam em vários países (inclusive no Brasil) é a necessidade de contratar uma linha de telefonia fixa para para contar com um acesso à internet. E com o advento da telefonia VoIP, o telefone fixo está se tornando uma das coisas mais dispensáveis na vida das pessoas. E tal mudança está se tornando uma das dores de cabeça para as operadoras norte-americanas.

A FCC quer saber se o sistema suportaria um acesso massivo nas linhas VoIP, inclusive para chamadas de emergência, e principalmente, saber se as zonas rurais podem existir exclusivamente com esse tipo de linhas.

O experimento é totalmente voluntário, ou seja, as operadoras são livres para testar se quiserem, além de poder enviar as suas propostas para eventuais soluções dentro do mesmo tema antes do final do mês de fevereiro.

É apenas um teste, mas que pode dar uma ideia dos rumos que o assunto pode tomar no futuro.

Via Reuters

Motorola DVX aparece em fotos na FCC dos EUA

by

motorola-dvx

Estaria a Motorola preparando mais um lançamento de smartphone para o final de 2013? Bom, pelo menos um smartphone da empresa, que responde pelo nome Motorola DVX apareceu em fotos no site da FCC dos Estados Unidos.

A primeira vez que se ouviu falar desse dispositivo foi no mês passado, com os primeiros rumores de sua existência só sendo confirmados hoje, com esse vazamentos. Nas imagens, é possível ver a parte traseira do dispositivo, que sugere a presença de uma carcaça removível, com a possibilidade de diferentes opções de cores (talvez). O que faria sentido, uma vez que a Motorola está apostando na customização para conquistar usuários (vide o Moto X).

De fato, muitos acreditam que esse Motorola DVX será uma versão de baixo custo do Moto X que já conhecemos hoje, com especificações mais simples, mas com a mesma funcionalidade e desempenho do modelo principal. Especula-se que a Motorola pretende oferecer esse produto no mercado norte-americano pelo valor de US$ 200, livre de qualquer contrato com as operadoras, tornando assim o produto muito competitivo, e batendo de frente com o Nexus 4, da Google.

Por enquanto, esses são os detalhes disponíveis sobre o produto. Caso apareçam mais novidades, serão publicadas aqui no blog.

Via Phandroid

Tablet da Nokia é uma realidade: provas encontradas na FCC dos EUA

by

nokiatableteng1-1

Se já não bastasse as expectativas suficientes em relação ao evento que a Nokia vai realizar no dia 22 de outubro, a FCC dos Estados Unidos coloca mais lenha nessa fogueira, com as imagens que você vê nesse post. O que temos aqui é um equipamento registrado com o código “RX-114”, que confirmaria a existência (e lançamento próximo) do tão esperado tablet da Nokia.

Apesar da fabricante finlandesa não revelar os detalhes técnicos do produto, que ficam bem ocultos nas 167 páginas de documentação enviadas para o pessoal da agência regulamentadora norte-americana, ainda é possível identificar que o tablet possui suporte para as redes 4G/LTE (bandas 2, 4, 5, 13 e 17), assim como compatibilidade com os padrões HSPA+ e GSM/EDGE, de modo que, na teoria, ele pode trabalhar com a maioria das operadoras, garantindo uma maior distribuição dos produto por diferentes mercados.

Por enquanto, pouco há o que dizer sobre o produto no momento, por causa das já citadas escassas informações dos arquivos e imagens. Felizmente, o mês de outubro começa ainda nessa semana, e três semanas passam muito rápido. Todos os olhos se voltarão para Abu Dhabi para descobrir o que a Nokia quer nos mostrar. Isso é, se nenhum vazamento aparecer antes do tempo.

nokiatablet4eng-1380447606

 

Via FCC