Arquivo para a tag: facebook home

Faz sentido ter a Facebook Home em outros sistemas operacionais?

by

facebook-home-01

A Facebook Home não caiu no gosto dos usuários Android, diferente do que era esperado. O principal problema da interface é que a mesma acaba ocultando funções consideradas vitais para os usuários, como ícones de câmera e telefone. Sem falar que você pode se deparar com imagens inapropriadas na tela inicial do dispositivo. Porém, deixando de lado tais problemas, muito se fala agora sobre o futuro da Facebook Home em outros sistemas operacionais.

A Bloomberg informa que o Facebook estaria negociando com a Microsoft e a Apple para portar a sua launcher para esses sistemas, algo que depois foi desmentido por uma fonte interna da empresa de Mark Zuckerberg. Porém, vem a questão: faz algum sentido ter a Facebook Home em outros sistemas operacionais?

A Facebook Home não apaixona os seus usuários, com uma baixa pontuação na Google Play (2.3 estrelas de 5). mais da metade dos usuários deram apenas uma estrela para o aplicativo. A maioria das criticas afirmam que a versão ainda precisa se desenvolver muito para ser algo funcional nos dispositivos, e que só está disponível em poucos dispositivos (apesar das versões que já vazaram, disponíveis para outros smartphones Android, de forma não oficial).

Mesmo assim, vamos nos centrar nas possibilidades da Facebook Home estar presente em outros sistemas operacionais.

facebook-home-14

Todo mundo sabe o quanto o iOS é limitado no quesito personalização, nem mesmo com widgets. Os usuários clamam por mudanças no sistema, e mesmo que o iOS 7 surpreendesse com um novo design, é muito difícil acreditar que a Apple permitiria a instalação de algo como a Facebook Home. Para a Apple, o que interessa é o iPhone deles, não o iPhone do Facebook. Na remota hipótese disso acontecer, a experiência do Facebook iria se sobrepor à da Apple, e Tim Cook não quer ver isso de jeito nenhum. Até porque a empresa de Cupertino quer seguir controlando todos os aspectos de seu smartphone (design, interface, hardware, etc). Ou seja, esqueça a Facebook Home no iPhone. Pelo menos com a proposta atual, pode esquecer.

No Windows Phone, a situação é semelhante, apesar da presença das Live Tiles personalizáveis. E esse seria o limite do Facebook. Na prática, o que Mark Zuckerberg quer é que usemos os seus serviços a todo instante, e isso não é interessante para os fabricantes e desenvolvedores de software. Aí eu te pergunto: será que nesse exato momento o Google começa a se arrepender amargamente pelo Android ser um sistema operacional livre?

Os smartphones Android estão ficando cada vez mais caros, com os principais fabricantes lançando modelos com o sistema do Google com preços astronômicos. Ao mesmo tempo, esses mesmos fabricantes começam a deixar de lado o Android, para apostar em suas propostas de sistema operacional móvel. Um exemplo clássico disso é a Samsung, que não citou o Android uma vez sequer durante a apresentação do Galaxy S4, e está preparando um grande lançamento com o sistema Tizen para o segundo semestre de 2013.

Com tudo isso, podemos dizer que a missão do Facebook em colocar a Facebook Home em várias plataformas está bem complicada. Não vai me surpreender se ela prevalecer apenas no Android. Isso é, se ela sobreviver ao início complicado.

 

Facebook Home não caiu no gosto dos usuários Android: apenas 500 mil downloads até agora

by

facebook-home-topo

Baixa disponibilidade de dispositivos compatíveis, uma interface que “capa” os recursos mais vitais dos usuários de smartphones (como por exemplo o acionamento rápido da câmera ou até mesmo o aplicativo para telefone) e uma interface que levanta desconfianças sobre as grandes chances de você ter conteúdos inadequados apresentados na tela inicial do seu smartphone. Esses são apenas alguns dos motivos que podem explicar o fracasso inicial da Facebook Home. A nova interface do Facebook para smartphones Android não só temum baixo volume de downloads, como é mal avaliado pelos usuários na Google Play.

O aplicativo disponível de forma internacional na Google Play desde o dia 16 de abril (nos Estados Unidos desde o dia 12) alcançou a marca de mais de 500 mil downloads. O valor pode parecer elevado, se considerarmos o pouco tempo de disponibilidade do serviço no mercado mundial (apenas cinco dias), mas não é algo que podemos chamar de megahit. Apenas para provar esse ponto, o Instargam, quando chegou ao Android, teve 1 milhão de downloads em apenas 24 horas de disponibilidade, e antes de fechar a sua primeira semana, já contava com mais de 5 milhões de downloads.

Mas espere: podemos acentuar mais o quão esses números são pequenos. Se partirmos do ponto que o Facebook conta hoje com mais de 1 bilhão de usuários ativos (segundo o próprio Facebook), esse número mostra, de forma bem fria, que apenas 0.05% de usuários da rede social baixou o aplicativo. Mas, de novo, temos que levar em conta as limitações que citamos no primeiro parágrafo, principalmente pelo fato de estar disponível apenas para um número muito limitado de smartphones Android.

Do mesmo modo, temos também que levar em conta que no final do ano passado, o Facebook contava com 192.8 milhões de usuários de dispositivos Android. Ficando apenas com esse dado em mente, essa porcentagem de usuários que aderiram à Facebook Home sobre para 0.25%. Ou seja, segue sendo uma porcentagem muito baixa.

Mas o pior fator não é o baixo número de downloads, mas sim, as críticas negativas que a Facebook Home recebe. No momento em que escrevo esse post, 11.187 usuários votaram na página do aplicativo, e desses, 5.769 deram apenas uma estrela para o aplicativo. O número de votos positivos é muito baixo, deixando o app com uma média de valor de 2.2 em 5 possíveis.

Poucos downloads quer dizer poucos usuários que podem usar o serviço. Mas muitas notas baixas representa uma insatisfação dos usuários com o aplicativo. Resumindo: a Facebook Home não chama a atenção, e é muito criticada pelos poucos que usam. Resta agora ao Facebook descobrir onde eles estão errando, e resolver o problema o mais depressa possível.

Via The Next Web

Facebook Home está disponível para download fora dos Estados Unidos (Brasil inclusive)

by

facebook-home-android

Pouco tempo depois do lançamento nos Estados Unidos, a Facebook Home, interface social para smartphones Android, está disponível para download internacional. E isso inclui o Brasil, é claro. A má notícia é que a launcher é compatível de forma oficial com alguns poucos dispositivos com o sistema do Google (no Brasil, apenas dois, por enquanto), apesar de alguns métodos alternativos que já rodam pela internet que permitem a instalação em outros smartphones.

O anúncio da Facebook Home “internacional” veio acompanhado de uma atualização do aplicativo do Facebook para iOS, que inclui agora, entre outras coisas, uma renovada interface, além da função Chat Heads, que é um dos pontos mais positivos da Facebook Home. Agora, com funções mais sociais, os usuários que gostaram da proposta de ter as atividades dos seus amigos na tela inicial do smartphone poderão conhecer mais de perto a proposta de Mark Zuckerberg.

A Facebook Home não está obtendo a resposta esperada por Zuckerberg, pelo menos no seu início. Nas suas avaliações na Google Play, a maioria das notas dadas pelos usuários são de uma única estrela, e as principais reclamações relatadas nas avaliações é a indisponibilidade de acesso prático aos recursos simples do smartphone, como por exemplo a função de telefone ou o aplicativo de câmera.

De fato, a Facebook Home deixa em segundo plano a grande maioria dos aplicativos principais do smartphone, deixando na tela inicial apenas as últimas atualizações dos nossos contatos e amigos. Se a experiência se basear exclusivamente nisso, penso que, de fato, a maioria não vai querer chegar muito perto do software.

Outro detalhe: o lançamento internacional da Facebook Home não quer dizer que teremos um aumento de dispositivos que vão suportar o novo aplicativo. No Brasil, por exemplo, apenas os modelos Samsung Galaxy S III e Galaxy Note II contam com suporte oficial para a nova laucher. Porém, se você der uma boa pesquisada no Google, você vai encontrar formas não oficiais e até simples de instalar o aplicativo em seu smartphone. Agora, se vai funcionar bem, é uma outra história. Não prometemos nada. Faça por sua conta e risco.

Download: 

– Facebook Home for Android

Primeiros reviews em vídeo do HTC First começam a ser publicados

by

htc-first-com-facebook-phone-topo

O “Facebook Phone” existe. Mesmo que nem o Facebook, nem a HTC queiram chamar o smartphone com esse nome. O HTC First é totalmente ajustado para receber os benefícios da Facebook Home, a nova interface de usuário para a rede social de Mark Zuckerberg, e como a sua chegada oficial ao mercado está próxima, os primeiros reviews em vídeo sobre o produto começam a pintar na internet.

Como vai ser muito difícil chegar perto de uma unidade do HTC First, uma vez que a HTC decidiu desistir do Brasil, o expediente que temos de momento é esse: buscar os rincões da internet atrás de conteúdos relacionados ao dispositivo. No caso desse post, você pode conferir os reviews feitos pelos sites Engadget e The Verge, que analisaram o smartphone, indicando se o lançamento pode ser o seu próximo objeto de desejo, ou se é apenas para os fãs do Facebook mesmo.

Lembrando as principais especificações técnicas do HTC First: tela de 4.3 polegadas (1280 x 720, 342 ppp), processador Qualcomm Snapdragon dual-core de 1.4 GHz, 1 GB de RAM, 16 GB de armazenamento interno (sem slot para cartões microSD), câmera traseira de 5 megapixels, câmera frontal de 1.6 MP, conectividade LTE, bateria de 2.000 mAh e sistema operacional Android 4.1.2 Jelly Bean, com a nova interface Facebook Home, é claro.

O HTC First chega ao mercado na próxima sexta-feira (12), e será vendido pela operadora norte-americana AT&T por US$ 99,99, com um contrato de permanência de 2 anos. Os reviews em vídeo você confere abaixo.

[Vídeo] Propaganda do Facebook Home pode encher um avião de conteúdos. Literalmente!

by

facebook-home-ad

Mark Zuckerberg sabe muito bem que um dos provérbios mais clássicos para se obter popularidade em qualquer coisa que você fizer nessa vida é “falem bem ou falem mal, mas falem de mim”. E o Facebook entra bem nessa regra. E tudo indica que o Facebook Home, nova interface para smartphones Android, também vai seguir esse caminho. Mais um elemento para ampliar a discussão entre os internautas é o vídeo que você pode conferir no final desse post.

A divertida campanha mostra como o Facebook Home se propõe a ser uma ferramenta que vai aproximar você dos seus amigos e familiares, trazendo os seus eventos e acontecimentos cada vez mais próximos. A ponto das fotos interagirem com você de forma direta, tornando o seu dia a dia mais animado. Um passageiro entra em um avião, e enquanto ele espera a decolagem, ele resolve dar uma olhada naquilo que os seus contatos estão fazendo na rede social.

Até aí, tudo bem. Porém, ao visualizar as fotos, todos os eventos que ele exibe na tela do seu smartphone passam a interagir diretamente com ele, como uma extensão ou resultado da imagem visualizada. Para você ter uma ideia melhor do que estou falando, é só ver o vídeo abaixo.

Via Facebook

Você pode testar o Facebook Home agora, graças ao vazamento de três APKs

by

facebook-home-05

Se você é um daqueles que não aguentam esperar mais nenhum minuto para testar o Facebook Home, saiba que você pode acabar com essa espera de forma imediata. O pessoal do site MoDaCo conseguiram disponibilizar uma versão alternativa da nova interface de usuário da rede de Mark Zuckerberg, com a ajuda de três pacotes procedentes de uma das ROMs de testes do HTC First, e disponibilizaram o software para todos.

Apesar dessa interface alternativa parecer não ser totalmente funcional (algumas opções não podem ser utilizadas, como o globo flutuante nos chats), estas APKs ajudam a oferecer ao usuário as primeiras impressões de como pode ser o Facebook Home na prática em seu smartphone, sempre e quando este contar com uma tela com uma resolução máxima de 1280 x 768 pixels, e conte com o aplicativo nativo do Facebook desinstalado no dispositivo.

Mais uma vez, segue aquela velha recomendação: esses aplicativos alternativos sempre contam com os seus perigos e inconsistências, de modo que se você é um usuário iniciante ou pouco experiente na instalação de softwares não oficiais, é melhor esperar pelo lançamento oficial do Facebook Home. Agora, se realmente deseja realizar a instalação do software, saiba que você está fazendo por sua conta e risco, e que as eventuais consequências insatisfatórias ficam exclusivamente por sua responsabilidade.

Para ler mais detalhes sobre como você deve instalar essa versão alternativa do Facebook Home, clique aqui.

HTC First com Facebook Home: os primeiros reviews em vídeo

by

htc-first-com-facebook-phone-topo

Como bem sabemos, a HTC não existe oficialmente no Brasil (ou o Brasil não existe para a HTC). Logo, as chances do recém lançado HTC First chegar ao território nacional são minúsculas (eu diria nulas). Para nossa sorte, temos o YouTube, que pode nos mostrar como esses lançamentos funcionam, diminuindo as fronteiras. Esse post concentra alguns dos primeiros reviews em vídeo do “Facebook Phone”, feitos por grandes blogs internacionais.

Sites como Engadget, SlashGear e CNET estavam presentes no evento do Facebook para conhecer de perto a proposta do Facebook Home, a launcher que promete transformar o seu smartphone Android em um dispositivo mais “social”. Como a HTC decidiu anunciar também o primeiro smartphone a contar com essa nova interface de forma nativa e totalmente otimizado para que a experiência seja a mais fluída possível (palavras da HTC), os veículos de tecnologia decidiram registrar as primeiras demonstrações do dispositivo.

Vale a pena observar que a maioria dos vídeos apresentam apenas um dos desenvolvedores da Facebook Home manuseando o dispositivo. Ficamos na dúvida se algum jornalista teve a chance de testar o HTC First com as próprias mãos, ou se a medida foi tomada porque o modelo (ou a interface) não estava completa, com os modelos disponíveis do evento apenas para demonstração da launcher.

Vídeos abaixo.

TargetHD Podcast | 176 | O Facebook Quer Morar No Seu Smartphone Android

by

banner-targethd-podcast

Nesta edição:

Facebook Home é anunciada oficialmente
HTC First é anunciado oficialmente
– O primeiro de abril no mundo da tecnologia
iPhone 4/4S mais barato na Apple Store Brasil
Motorola RAZR D3 começa a ser vendido (veja o review do Motorola RAZR D1)
Novo Nexus 7 lá fora em junho. Já no Brasil…
Redução de impostos de smartphones prestes a virar decreto presidencial
Netflix aumenta a sua mensalidade em R$ 2

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

Facebook Home é anunciado oficialmente: uma nova tela inicial para o seu smartphone Android

by

facebook-home-01

Não é um smartphone. Não é um sistema operacional. Acabou a poucos minutos o evento realizado pelo Facebook para mostrar a sua última novidade para conquistar o mercado mobile: uma homescreen (ou launcher, como preferir). A Facebook Home é a nova proposta para navegação na rede social mais popular do mundo, além de oferecer uma tela inicial mais limpa e intuitiva para o seu smartphone Android. E com acesso aos principais recursos do Facebook, obviamente.

facebook-home-logo

Mais uma vez, Mark Zuckerberg apareceu de forma despojada diante de jornalistas para apresentar mais uma iniciativa do Facebook para explorar um dos terrenos de maior valor para o mundo da tecnologia no momento: o mercado mobile. Com a Facebook Home, não só ele pode oferecer uma experiência de navegação mais intuitiva e agradável para os usuários (algo que, sinceramente, não pode ser tão difícil, diante do fato do aplicativo mobile do Facebook ser algo desastroso), mas também agregar um valor ainda maior para a rede social.

facebook-home-top

Zuckerberg pode ser tudo, menos burro. Ele sabe que a maioria dos usuários cadastrados no Facebook hoje acessam a rede por dispositivos móveis (mais de 60%). Muito provavelmente a maioria deles realiza esse acesso através de smartphones com o sistema operacional Android, uma vez que o sistema do Google é o mais popular do planeta. Logo, por que não combinar todos esses fatores e tentar matar vários coelhos com uma só cajadada?

facebook-home-concept

Afinal de contas, com a Facebook Home ele pode melhorar a experiência de navegação do Facebook, fazer com que os internautas fiquem mais tempo conectados na sua rede (e não na dos outros), agregar outras funcionalidades do Facebook em uma única interface (como o uso do Instagram, por exemplo), e porque não, dificultar a vida da concorrência, que por sua vez, está dificultando a vida do Facebook (nesse caso, o Google+). São muitas soluções em um único lançamento. Na teoria, é claro.

facebook-home-02

A Facebook Home se destaca pelo minimalismo dos seus elementos de tela. A prioridade aqui está nas imagens, que sempre serão exibidas em tela cheia, e nos recursos de comunicação com os usuários cadastrados em sua rede. Pequenas caixas de conversação (no estilo WhatsApp, ou até lembrando o BlackBerry Messenger) deixarão o visual bem mais limpo, evitando que o usuário se perca em mutias informações de texto na tela, ou com uma desorganização na atualização do feed de notícias.

facebook-home-04

O recurso de chat estará em segundo plano o tempo todo. Por exemplo, se você está publicando uma foto no Instagram, e alguém tentar interagir com você através de uma conversa, um pequeno avatar do contato com a indicação de uma nova mensagem vai aparecer no canto superior da tela. Você pode terminar aquela atividade, para depois responder a mensagem da pessoa.

facebook-home-08

Esse recurso pode funcionar com qualquer tipo de tela que estiver aberta em seu smartphone. Você pode também optar por não ser interrompido enquanto estiver lendo uma notícia.

facebook-home-06

A proposta da Facebook Home é também tornar mais agradável a exibição de mensagens e descrições feitas pelos usuários. Como a prioridade é a foto, a mensagem será exibida na parte superior da tela, dentro da foto.

facebook-home-11

Outra vantagem da Facebook Home é a concentração dos itens para compartilhamento em uma única tela. Se você deseja compartilhar uma foto, no lugar de ter uma lista de opções para compartilhamento, você tem os ícones concentrados, onde você pode escolher qual é o destino desse compartilhamento, para posteriormente redigir a mensagem para todos, ou para um usuário específico (dentro daquela opção escolhida).

facebook-home-05

Tal como o botão central do iPhone, na Facebook Home você tem disponível na maior parte do tempo o seu avatar, para que você acesse as suas informações, configurações e opções de interação.

facebook-home-12

Tal como acontece em outras launchers disponíveis para o Android, você não é obrigado a utilizar a Facebook Home o tempo todo. Você pode utilizar nos momentos que melhor lhe convir, e depois voltar para a sua launcher tradicional do Android. E se você gostou de todas as mudanças, poderá utilizar apenas a home do Facebook em definitivo, escolhendo a opção “Always”. E, mesmo assim, o Android pode restaurar a launcher nativa do seu smartphone. Basta você acessar a área de configuração do seu dispositivo.

facebook-home-14

Nesse estágio inicial, a Facebook Home não estará disponível para todos os dispositivos Android. A ideia é que ele seja liberado para os diferentes dispositivos com o passar do tempo. No ato do seu lançamento, o aplicativo estará disponível para os modelos mais badalados, ou com hardware top de linha, como o Samsung Galaxy S III, o Samsung Galaxy Note, o HTC One X e, futuramente, para o HTC One e o Samsung Galaxy S IV.

A HTC anunciou no evento o lançamento do HTC First, primeiro smartphone a contar com a Facebook Home como launcher nativo e padrão para o telefone, mas falaremos mais sobre ele em um outro post.

facebook-home-15

A Facebook Home será lançada na Google Play Store no dia 12 de abril. Para smartphones selecionados (já citados acima). A versão para tablets da interface será lançada em um momento posterior. Vale a pena lembrar que a launcher será compatível apenas com smartphones com o sistema Android 4.0 (Ice Cream Sandwich) e Android 4.1 (Jelly Bean). Ou seja, usuários do iOS, Windows Phone e adjacentes ficam de fora por enquanto. E, se você usa ainda algum smartphone Android 2.3 (Gingerbread) e gostou muito do que viu hoje, comece a considerar a troca do seu smartphone desde já.

 

Suposta interface do Facebook Home vaza na internet

by

facebook-home-leaked

Os rumores envolvendo o evento que o Facebook vai realizar amanhã (04) não param. Já mostramos hoje aquele que pode ser o primeiro Facebook Phone, e agora, mostramos mais um vazamento de autoria do @evleaks. O Facebook Phone só vai ter sentido com a chegada do Facebook Home, a nova interface de usuário pensada na rede social de Mark Zuckerberg. E o nosso amigo bem informado decidiu publicar em sua conta de Twitter as supostas primeiras imagens dessa interface.

As imagens mostram uma interface extremamente limpa, sem muitos adornos visuais, botões ou links para poluir a tela. Segundo o @evleaks, a ideia do Facebook Home é oferecer uma interface que priorize a visualização de fotos em tela cheia, além de oferecer um acesso mais prático para as principais funcionalidades da rede social, como atualização de status, envio de fotos e check-ins.

top

A proposta se alinha à última reformulação do feed de notícias para desktops apresentada pelo Facebook recentemente. Na ocasião, Mark Zuckerberg afirmou que a principal atividade realizada pelos usuários de sua rede é justamente o envio de fotos, e a nova interface (e o Facebook Home, por tabela) beneficia justamente esse aspecto. Vendo de longe, ela parece oferecer uma experiência de uso mais agradável para o usuário, com uma aparência visual mais prazerosa.

Para mais informações sobre essa e outras novidades do Facebook, temos que ficar ligados na apresentação a ser realizada amanhã, nos Estados Unidos.

 

Via 9to5Google

Detalhes sobre o Facebook Home e o HTC Myst vazam na internet

by

facebook-home-htc-myst

No dia 04 de abril, o Facebook vai apresentar o seu “novo lar no Android”, o que depois foi descoberto que eles estavam falando do Facebook Home, uma Launcher ou, talvez, uma variante completa do sistema operacional do Google, que funcionará de acordo com o desejo da rede social de Mark Zuckerberg. Seria algo parecido com aquilo que a Amazon fez com os seus tablets Kindle. E faltando poucos dias para o evento, detalhes sobre o Facebook Home e ligados ao HTC Myst, primeiro smartphone que contaria com esse novo sistema, vazam na internet.

O pessoal do site Android Police conseguiu acessar a versão para desenvolvedores desse sistema, onde estavam disponíveis os novos detalhes. A versão estava limitada para alguns funcionários do Facebook, e eles não conseguiram acessar detalhes mais profundos sobre o conteúdo do software. Porém, eles conseguiram detectar várias informações, incluindo as supostas especificações técnicas do HTC Myst. A saber:

  • Tela de 4.3 polegadas em HD (720p)
  • Processador Qualcomm Snapdragon MSM8960 dual-core
  • 1 GB de RAM
  • Câmera traseira de 5 megapixels
  • Câmera frontal de 1.6 MP
  • Sem slot para cartões microSD
  • Bluetooth 4.0
  • Wi-Fi a/b/g/n
  • Sistema operacional Android 4.1.2 Jelly Bean, com interface HTC Sense 4.5

As especificações revelam um smartphone de linha média, quase sem nenhum atrativo em termos de hardware em relação aos seus concorrentes. Porém, ele deve contar com um preço mais acessível, o que acaba chamando a atenção do grande público. É esperado que ele seja oferecido nos Estados Unidos pela operadora AT&T, que pode até oferecer o smartphone de graça, dependendo do plano de dados escolhido pelo usuário (seu preço desbloqueado é especulado em US$ 150).

Também vale a pena destacar a presença do Android 4.1.2, além d existência do HTC Sense. Nesse caso em especial, a nova launcher (Facebook Home) serviria especificamente para oferecer o acesso ao Facebook, e uma conta na rede seria imprescindível para acessar todas as suas funções. Tal como hoje é necessário uma conta no Google para usufruir dos benefícios da Google Play, ou uma conta da Amazon, para utilizar os tablets Kindle.

Através do Facebook Home, o usuário terá acesso ao Facebook Messenger integrado na nova interface. O Messenger funcionaria o tempo todo em segundo plano. Além disso, o sistema de notificações seria completamente remodelado. Alguns rumores mais audaciosos afirmam que esse é apenas o primeiro passo para que o Facebook lance a sua própria loja de aplicativos para dispositivos móveis. Porém, só vamos saber a verdade mesmo apenas em 04 de abril.

Fato é que: nos últimos vezes, todos nós vimos o quanto Mark Zuckerberg está investindo no mercado mobile. E tudo indica que na próxima quinta-feira ele vai mostrar os primeiros resultados desses esforços.

 

Via Android Police