Arquivo para a tag: estudantes

O smartphone pode te ajudar a descobrir por que você vai mal nos estudos

by

650_1000_estudiantes-1

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Darmouth desenvolveram um aplicativo para smartphone chamado StudentLife. A ferramenta tem como objetivo detectar se os estudantes estavam sofrendo de elevados níveis de estresse, e como o seu ritmo de vida afetava o seu desempenho acadêmico.

O resultado foi surpreendente. Os estudantes que participaram do estudo foram eximidos dos exames finais do curso, e o nível de estresse do grupo era tamanho que todos tiveram que completar os trabalhos durante o verão. O resultado? Quando esse grupo voltou para a universidade, foi como se o estresse do semestre anterior jamais tivesse existido.

O aplicativo registra todas as atividades do estudante, como nível de atividade física, frequência e duração de conversas com outras pessoas. Tudo é quantificado com a ajuda do GPS, e um sistema que usa as câmeras do smartphone podem detectar quando os estudantes iam dormir a cada noite.

Todos os estudantes do grupo analisado permitiram a coleta dos seus dados, e toda essa informação serviu para detectar certos padrões de sucesso ou fracasso nos estudos. Por exemplo, o fato dos estudantes bem sucedidos socializarem mais e ter conversas mais duradouras, enquanto que os estudantes deprimidos interagiam menos e dormiam demais.

Os resultados do estudo servem para demonstra que os smartphones podem sim ser úteis para um monitoramento contínuo da saúde mental dos estudantes, e se transformarão em métodos muito mais valiosos que os ocasionais testes e questionários rápidos. Não só isso: a base do estudo serve não apenas para estudantes, mas para qualquer pessoa poder melhorar a sua vida, coma ajuda de alertas que podem detectar os níveis de estresse elevados.

Via NewScientist

Microsoft vai oferecer contas do Office 365 de forma gratuita para estudantes de todo o planeta

by

office365

Conquistar os seus clientes enquanto eles ainda são jovens é uma tática tão conhecida quanto exitosa na indústria da tecnologia da informação. A Google nunca perde a oportunidade de destacar o sucesso dos seus Chromebooks no mercado educacional, e todo mundo conhece as ofertas especiais da Microsoft para as escolas, institutos educacionais e universidades. Agora, a gigante de Redmond aposta em uma nova proposta, o programa Studend Advantages, que oferece acesso gratuito ao Office 365 aos estudantes de qualquer centro inscrito nessa iniciativa.

O programa, que foi lançado no mês de outubro nos Estados Unidos, agora foi expandido para o resto do mundo, alcançando “mais de 35 mil instituições” de todo o globo, para a alegria dos usuários que querem um bom pacote de escritório, mas não querem gastar um centavo sequer por isso. Obviamente, isso não quer dizer que a Microsoft vai liberar tudo de graça. Em troca pelas ofertas das contas do Office 365 gratuitas, a empresa vai exigir que o pessoal assalariado de tais centros utilizem o Office 365 ProPlus ou o Office Professional Plus, que são licenças pagas. Fica claro que, de alguma forma, a Microsoft teria que fechar essa conta.

Sobre a sua disponibilidade, a Microsoft ainda está processando as solicitações das instituições interessadas.

Via office.com

Lenovo apresenta o ThinkPad X131e Chromebook, com Chrome OS e voltado para o setor educacional

by

Até o momento, Acer e Samsung eram os únicos fabricantes que estavam investindo mais a sério no segmento dos Chromebooks, ou os notebooks com o Chrome OS. Mas isso muda agora, pois a Lenovo parece estar disposta a fazer frente às duas primeiras, buscando uma fatia desse mercado voltado para os notebooks educacionais. A empresa acaba de anunciar o lançamento do “novo” ThinkPad X131e Chromebook.

Colocamos o “novo” entre aspas, pois o modelo nada mais é do que uma reformulação do ThinkPad X131e que já conhecíamos. O que a Lenovo fez foi reformular o modelo antigo, dotando de um novo software, nesse caso, o sistema operacional do Google, com as suas respectivas adaptações. Na sua aparência externa, poucas mudanças são notadas, e no seu hardware interno, as mudanças foram ainda menores.

O modelo é um portátil com corpo reforçado, para aguentar os acidentes e imprevistos, além de uma tela de 11.6 polegadas, mas com recursos bem semelhantes ao modelo original, exceto pela eliminação das opções da AMD como principal diferencial. Apenas para recapitular parte de suas especificações, sua tela possui resolução de 1366 x 768 pixels e seu corpo abriga três portas USB.

O Lenovo ThinkPad X131e Chromebook é voltado para o segmento educacional, ou seja, as chances dele ser encontrado no mercado “convencional” são muito pequenas. A ideia do Google era que os notebooks educacionais com o sistema Chrome OS chegassem às escolas no valor sugerido de US$ 99, mas a Lenovo ainda não confirmou o seu preço oficial. Seu lançamento está previsto para o dia 26 de fevereiro.

Via ZDNet

Samsung Galaxy Tab 2 7.0 Student Edition será lançado em breve nos Estados Unidos

by

Todos os fabricantes começam a ir na esteira da proposta do Nexus 7, de oferecer um tablet de 7 polegadas com um preço de US$ 199, mas a Samsung pode está olhando um pouco mais adiante nessa proposta, buscando os estudantes que se preparam para voltar para a escola nos Estados Unidos (estamos no final das férias de verão por lá).

Uma foto publicada pelo site Engadget revela a versão Student Edition do Galaxy Tab 2 de 7 polegadas. Aparentemente, é exatamente o mesmo tablet que já conhecemos (e que será analisado em review aqui no blog em breve), com o diferencial de contar com um “bônus” de incluir um teclado com adaptador USB no pacote de compra. E esses dois elementos fazem com que o seu preço final seja de US$ 249.

Esta versão Studend Edition começará a ser vendida na Best Buy norte-americana a partir do dia 19 de agosto. Relembrando algumas especificações técnicas do tablet: processador dual-core de 1 GHz, 1 GB de RAM, tela com resolução de 1024 x 600, 8 GB de armazenamento, câmera traseira de 3 megapixels, câmera frontal VGA e slot para cartões microSD de até 64 GB.

O tablet roda o sistema operacional Android 4.0 Ice Cream Sandwich, e foi lançado a apenas alguns meses. Seria de bom tom que a Samsung também atualize o modelo para a versão Jelly Bean do Android, mas acho difícil isso acontecer. A grande novidade da versão acaba sendo mesmo o seu teclado, que deve ajudar na difícil missão de digitar em um tablet, e o adaptador USB pode permitir que os usuários conectem acessórios adicionais, como um mouse ou um pendrive.

Por US$ 249, pode vir a ser um bom negócio.

Via Engadget

Os Chromebooks chegam às escolas da Europa, e em certos distritos escolares dos Estados Unidos

by

Não importa muito sobre o que você pensa a respeito dos Chromebooks. Mesmo porque esses equipamentos não possuem como público-alvo eu ou você, e sim, uma categoria de usuário muito bem definida: os estudantes. Por isso, vale a pena saber que nos Estados Unidos e na Europa, em mais de 500 distritos escolares (basicamente as demarcações territoriais que regulam as escolas de uma determinada região) selecionaram os computadores do Google para seus alunos, e se eles considerarem o fato que a atualização de hardware está incluída no preço, é compreensível que mais de uma escola tenha escolhido por eles do que a concorrência.

Temos que levar em conta que o grande esquema nessas 500 zonas educacionais não representam um grande número de usuários e de dinheiro empregado (não foi revelado o investimento, o número exato de escolas e de alunos utilizando os Chromebooks), mas nem por isso devemos ignorar o potencial desses portáteis no mundo da educação, uma vez que o seu baixo preço e baixíssimo custo de manutenção deixam a proposta mais atraente para essa finalidade.

Além disso, se lembrarmos que o Google I/O começa em poucos dias, e que certamente eles vão anunciar novidades sobre os Chromebooks, a diversão está garantida para todos os estudantes que contam com um notebook do Google em suas mochilas.

Via TechCrunch

Estudantes desenvolvem um sistema solar econômico de iluminação e recarga de baterias

by

A meta de três estudantes da Universidade de Michigan era clara: fabricar um dispositivo solar barato, para iluminar as noites com a energia recolhida durante o dia. Com o aparelho que você vai ver no vídeo abaixo, eles não só conseguiram alcançar esse objetivo, mas também conseguiram recarregar seus telefones através de um cabo USB.

O Emerald, como é chamado o produto, pode iluminar com 100 nits o ambiente por cerca de 8 horas, e tudo isso por um preço de menos de US$ 20. Os estudantes agora buscam sócios que ajudem na fabricação e distribuição do seu produto em países em desenvolvimento. Vídeo abaixo que mostra como ele funciona.

via UMich.edu

Estudantes mostram suas propostas para o teclado Adaptive da Microsoft

by

Em busca de ideias inovadoras, a Microsoft organizou um concurso para os estudantes, que consistia em desenhar um teclado com tela touch, muito parecido ao conceito apresentado pelo Optimus Maximus. Os resultados já apareceram,e demonstra uma grande habilidade para adaptar o teclado Adaptive para diversas necessidades.

Entre os projetos mais interessantes, temos o uso de um software que nos mostra os ícones de sua área de trabalho nas teclas, para iniciar aplicativos mais facilmente (o mais lógico) outro que muda a localização das teclas antes de digitar uma senha, para evitar o uso de keyloggers, e um terceiro que determina o acesso aos seus álbuns de música através das teclas. São muitas ideias para ficar aqui falando no blog, então, para saber mais, é só clicar na fonte deste post.

Fonte

[periféricos] Microsoft busca ideias para um novo teclado conceitual ultraplano

by

O teclado que você vê na imagem acima é uma espécie de Optimus Maximus, mas com a marca Microsoft, porém, está sendo exibido apenas como protótipo e que, pelo menos por enquanto, não será vendido ao público. Recebeu o nome de Adaptive Keyboard, e é um periférico que será usado no concurso anual da UIST (Symposium on User Interface Software and Technology) para estudantes.

A ideia é que os participantes modifiquem o funcionamento do teclado, sem precisar abrir o periférico, e de modo que ele possa voltar ao seu estado original sem maiores problemas. O prêmio para o design mais inovador será de até US$ 2.000. Não sabemos se o concurso é aberto para estudantes de todo o mundo, ou se é exclusivo para estudantes dos Estados Unidos. Abaixo, vídeos sobre o periférico da foto acima.

Fonte