Arquivo para a tag: economia

Com as últimas medidas econômicas, é possível economizar nas compras de tecnologia?

by

compras

O ano de 2015 começou, e já podemos dizer que será um dos anos mais difíceis da história do nosso país. Independente da escolha política que você tomou em outubro de 2014, a verdade é uma só: vamos entrar em um período onde todos vamos ter que ‘apertar os cintos’, refazer contas, estabelecer prioridades e ajustar nosso orçamento financeiro de acordo com o novo cenário estabelecido pela equipe econômica da presidente Dilma Rousseff.

Janeiro de 2015 não acabou, e já temos como fatos concretizados: aumento de IOF, aumento de imposto de importação de produtos adquiridos fora do país, aumento da taxa SELIC (taxa básica de juros da economia), aumento na conta de luz, aumento no combustível… e esses são apenas os impactos econômicos que eu me lembro no momento.

Sem falar nos outros fatores que invariavelmente vão complicar ainda mais a vida das empresas e do consumidor, como a crise hidroelétrica, que se tornou oficial nessa semana. Ou seja, é um cenário dos mais complicados, onde todos terão que ter uma grande habilidade para manter a sua economia doméstica em dia.

Mas sempre tem aquele grupo de consumidores que não querem perder o hábito de atualizar os seus produtos de tecnologia. Talvez não tanto pelo modismo ou luxo, mas sim pela necessidade. Não podemos por exemplo julgar os profissionais de áreas específicas (música, produção de conteúdo, desenvolvimento de sistemas, games, etc), que precisam de tempos em temos (ou quase todos os anos) atualizar os seus produtos para um melhor desempenho na hora de ganhar dinheiro.

E até mesmo o consumidor final, o usuário doméstico, o considerado ‘casual’ tem aquele desejo de adquirir novos itens para sua satisfação pessoal. Aliás, o desejo e o direito. Todo mundo deveria ter o sagrado direito de comprar um gadget novo de tempos em tempos.

Os geeks convictos certamente vão apoiar o que eu escrevi no parágrafo anterior. Os viciados em tecnologia são aqueles que mais procuram alternativas para comprar os seus dispositivos preferidos, e em tempos onde o cinto precisa ser apertado, esse é o grupo que mais sofre.

De qualquer forma, vale a pena compartilhar algumas dicas, quase em forma de conselhos. O primeiro, e o principal deles: pesquise. E muito. Nesse momento, é fundamental não ter preguiça em buscar o menor valor possível para aquele produto que você deseja. E, mesmo assim, essa condição vale para aqueles que estão com muita pressa em comprar um determinado produto. Pois se você puder esperar… espere pacientemente.

As promoções que ocasionalmente acontecem nos e-commerces nacionais se tornaram mais valiosas depois das novas medidas econômicas. É claro que existe um temor para a possibilidade delas se tornarem mais raras. Com uma indústria que não está muito contente com o falso ‘protecionismo da indústria nacional’ (com impostos absurdos para a produção de produtos no Brasil E para a importação de produtos), a queda ocasional de preços pode não ser tão farta ao longo de 2015.

Mas recomendo que, se você não está com essa pressa toda, espere mais um pouco. Algumas empresas não poderão ficar com estoque parado, e certamente vão querer ‘desovar’ estoques para não morrer com um prejuízo ainda maior nas mãos.

Também é importante lembrar que os cupons de desconto se tornaram cada vez mais populares no e-commerce brasileiro. Alguns sites conseguem fechar acordos com fabricantes e lojas online para oferecer descontos mais agressivos, e nesse caso a oportunidade de compra deve ser muito considerada. Pode ser uma das poucas chances de ver aquele produto que você deseja por um preço que você pode pagar.

Por último, mas não menos importante: fique de olho nas ‘falsas promoções’, no estilo ‘tudo pela metade do dobro’. Infelizmente, alguns e-commerces continuam a adotar a estratégia de ‘inflacionar’ o valor original de alguns produtos, para depois aplicar um ‘desconto generoso’, onde os mesmos voltam aos seus valores originais anunciados antes da ‘promoção’.

O TargetHD.net tenta ajudar você na hora de comprar produtos de tecnologia, e não é de hoje. O segmento Dicas de Compras apresenta uma série de recomendações de produtos que estão com um preço reduzido, ou um valor mais competitivo do que aquele sugerido pelo fabricante. De tempos em tempos, recomendamos a visita nessa seção do blog. Quem sabe você encontra algo que te interesse, por um preço que caiba no seu orçamento?

Enfim, o ano de 2015 será um ano complicado para a nossa economia. Assim como seremos obrigados a desenvolver habilidades matemáticas para manter nossas contas em dia, será fundamental usar essas mesmas habilidades na hora de comprar os nossos dispositivos de tecnologia.

Especial | A busca pelo menor preço na internet: do TargetHD até cupons de desconto

by

gatewaydepagamento

O tema desse post é “economia”. Afinal de contas, quem não gosta de economizar? Até mesmo os ricos, poderosos e bem sucedidos gostam de poupar dinheiro sempre quando possível (na maioria dos casos), pois entendem que é justamente o ato de economizar que os tornam ricos. Bom, eu ainda não fiquei rico, e procuro economizar sempre quando possível. E é sobre isso que quero falar hoje.

Eu fico o tempo todo conectado na internet, procurando notícias para alimentar esse blog, e eventualmente, buscando promoções e descontos para compartilhar com vocês. Eu confesso que sou um consumista em potencial, e procuro adquirir, dentro das minhas possibilidades financeiras, alguns dos produtos de tecnologia que são do meu desejo. Mas dentro desse processo de compra, eu considero fundamental a pesquisa de preço, buscando a melhor opção custo/benefício.

Comprar produtos de tecnologia no Brasil não é algo barato. Quem é geek convicto sofre em um país com uma elevada carga tributária, com preços supervalorizados, com e-commerces que nem sempre acertam no processo de pós-venda, entre outros obstáculos que aparecem no meio do caminho. Logo, buscar o melhor preço e alternativas para alcançar os menores preços é o mínimo que se pede do consumidor brasileiro, e não só o de tecnologia.

E alternativas não faltam. O próprio Dicas de Compras do TargetHD é uma dessas alternativas. Procuramos publicar no blog eventuais promoções e produtos com preços reduzidos, para que o leitor do blog possa aproveitar essas oportunidades que nem sempre são percebidas pelo volume de fluxo de informações na internet. Em troca, ganhamos comissão por isso, e esse blog consegue ficar no ar. Ou seja, todos ganham.

Outra alternativa que começa a ganhar mais e mais adeptos no Brasil são os cupons de desconto. Nos EUA, isso chega a ser uma febre nas lojas físicas, e aos poucos, as lojas virtuais começam a aderir ao sistema.

Basicamente, funciona da seguinte maneira: uma empresa de descontos fecha um acordo com um e-commerce ou loja de fabricante de algum produto, onde o desconto será oferecido por um tempo limitado. O comprador “recorta” virtualmente esse cupom de desconto (tal como sua mãe faria com os cupons de desconto publicados nas revistas de fofocas que ela lê), e anexa esses cupons (ou códigos de desconto) à loja virtual ou site que participa dessa promoção.

Os sites de cupons de desconto virtual começam a ganhar espaço entre os sites nacionais, tornando assim a prática popular. Entre as inúmeras opções disponíveis, indico a Cupom.com, que está 100% em português e com parcerias com alguns dos principais e-commerces nacionais. Além disso, as opções de desconto estão separadas por categorias de produtos e e-commerces, sem falar na opção de busca por produto (como, por exemplo, uma busca para ofertas de tablets com descontos), tornando assim a procura pelos menores preços ainda mais objetiva e eficiente.

Sites de comparativos de preços também são bem vindos. O Brasil conta hoje com ferramentas eficientes para localizar os menores preços pelos produtos. Sites como o Buscapé e o Zoom são os mais populares, e você pode economizar um bom dinheiro na compra daquele produto desejado. Porém, sempre vai aquele alerta: investigue a procedência do e-commerce que você vai comprar o produto. Não apenas as credenciais legais (CNPJ, endereço físico, etc), mas também a avaliação de outros compradores sobre a experiência de compra. O Reclame Aqui existe para isso. use-o.

Enfim, essas são algumas dicas. Talvez a mais valiosa dica para a busca pelo menor preço na internet é: pesquise. Não há muitas desculpas nos dias de hoje para esperar o menor preço cair do céu.

Use a ferramenta que está ao seu alcance: a própria internet. E boas compras!

Impacto do iPhone 5 na economia norte-americana é estiamdo em US$ 75 bilhões em 2012

by

O iPhone 5 vendeu cinco milhões de unidades nos seus primeiros três dias de mercado, e as vendas de todos os modelos do smartphone da Apple alcançaram a marca de 27 milhões de unidades no último trimestre. Muito dessas vendas foram impulsionadas com o lançamento do novo modelo, e não há dúvidas que o iPhone 5 não é apenas um grande negócio para os fãs da empresa, mas principalmente, para Tim Cook e seus investidores/parceiros.

Segundo um estudo publicado pela Mobile Future, o iPhone 5 resultou em um significativo impacto na economia norte-americana em 2012. No relatório “2012 Mobile Year in Review”, apesar da Samsung se manter na liderança das vendas no mercado, a Apple segue de perto, e apenas com pouco mais de três meses de vida, o iPhone 5 conseguiu movimentar na economia dos Estados Unidos (de forma direta e indireta) aproximadamente US$ 75 bilhões. E isso, só no último trimestre de 2012.

Agora, imagina o quanto que a Apple vai lucrar ao redor do planeta com esse smartphone, que no último final de semana, chegou em mais 50 países (incluindo o Brasil).

O estudo da Mobile Future também revela dados interessantes sobre o comportamento dos usuários em dispositivos móveis ao longo do ano. A saber:

  • O uso de dados em dispositivos móveis literalmente dobrou em 2012
  • As eleições presidenciais dos Estados Unidos se tornou oficialmente o evento com maior número de tweets da história, com mais de 31 milhões de mensagens publicadas. E 6 em 10 norte americanos querem o direito ao voto via internet.
  • 10 milhões de fotos foram compartilhadas durante o Dia de Ação de graças, ou apeoximadamente 226 fotos por segundo.
  • Mais de 50% de todo o volume de dados foi consumido com vídeos, e os usuários visualizaram 9.3 bilhões de vídeos em 2012, apenas nos Estados Unidos.
  • Mais da metade dos norte-americanos são proprietários de, pelo menos, um smartphone. Ao redor do planeta, são mais de 1 bilhão de smartphones ativos.
  • A Apple vendeu mais dispositivos móveis em 2012 do que unidades de computadores em toda a sua história.
  • As vendas do iPhone 5 (isoladamente) podem representar 0.5% de todos os US$ 15 trilhões que a economia norte-americana movimentou em 2012.

Via BGR.com

Ford cria laboratório de pesquisa de veículos híbridos e elétricos

by

A Ford anuncia a criação de um novo laboratório de pesquisa e desenvolvimento na cidade de Dearborn, Estados Unidos, dedicada exclusivamente para veículos elétricos. O prédio possui 26.500 metros quadrados, e abriga o que era antes conhecido como Centro de Engenharia Avançada, abrigando a maioria dos 1.000 engenheiros que hoje trabalham nesses programas.

O time quase triplicou de tamanho nos últimos anos, reunindo profissionais com experiência em vários setores, como por exemplo na indústria aerospacial. Para criar o novo laboratório, a Ford está investindo US$ 135 milhões no design, engenharia e fabricação de elementos dos veículos híbridos elétricos da próxima geração, que começam a ser produzidos ainda em 2012.

A capacidade de testes de baterias dessa unidade vai dobrar até 2013, com um total de 160 canais de testes individuais. Máquinas especializadas são capazes de testar e simular o comportamento térmico e durabilidade da bateria sob todas as condições de carga, temperatura e uso. Isso beneficia os consumidores de dois modos, trazendo a opção de veículos com menor consumo de combustível e preço mais acessível. A Ford está reduzindo o custo de seus veículos híbridos atuais em até 30% em comparação com a geração anterior. Este ano, vai completar o lançamento de cinco veículos elétricos, como parte da sua estratégia de triplicar a capacidade de produção nesse segmento até 2013. São eles:

  •     Focus Electric, o carro mais econômico da categoria na América, com consumo equivalente de 46,7 km/l e recarga em quatro horas;
  •     C-MAX Hybrid, com consumo de 20 km/l;
  •     C-MAX Energi híbrido “plug-in”, com consumo equivalente de 40,4 km/l e atuonomia de 885 km, a ser lançado este ano;
  •     Novo Fusion Hybrid, a ser lançado este ano, com consumo estimado de 20 km/l – 2,13 km/l mais econômico que o Toyota Camry Hybrid;
  •     Fusion Energi híbrido “plug-in”, que começa a ser produzido no final de 2012, como o mais econômico da categoria no mundo.

A Ford lançou o recentemente Escape Hybrid em 2004 e o Fusion Hybrid em 2010 – vendido também no Brasil –, modelos líderes em economia de combustível, dirigibilidade e durabilidade.

Via Assessoria de Imprensa

Hitachi fecha sua fábrica de LCDs e Plasmas domésticos e Mitsubishi encerra a produção de discos ópticos

by

Não há fabricante que não toma as medidas necessárias na hora de reduzir gastos. No caso da Hitachi, a solução não foi outa que não seja a de fechar a sua fábrica de produção de televisores Wooo TV, uma linha dedicada ao setor doméstico que produzia aproximadamente 100 mil unidades de telas LCD e Plasma por mês. Segundo a própria Hitachi, o motivo dessa decisão não foi outra a não ser a concorrência, com preços mais competitivos, que obrigou a empresa a programar o fechamento de sua fábrica de Gifu para setembro de 2012.

Por outro lado, a Mitsubishi também anunciou que vai deixar de fabricar discos em DVD e Blu-ray, por causa da queda de vendas. A empresa só vai abandonar o processo de produção, que passa agora para as mãos de empresas subcontratadas na Índia e em Taiwan.

Via TechCrunch

A HTC faz as contas, e descobre que está no azul

by

A HTC mostrou os resultados econômicos do primeiro trimestre e, como já era de se esperar, ter um exército de aparelhos classe A no mercado dá os seus resultados. Isso é o que conta os US$ 1.2 bi de dólares de lucro que a empresa teve, ou 19,3% melhor do que os números do ano passado, e 11% a mais do que eles mesmos estavam prevendo. E com aparelhos como HTC Hero, HTC Magic, HD2, Legend, Desire, entre outros, a tarefa fica consideravelmente mais fácil.

Mais

TargetHD Podcast | 066 | Por Que Os Produtos de Tecnologia São Tão Caros No Brasil?

by

banner-targethd-podcast

Nesta edição, vamos tentar aqui descobrir porque os brasileiros pagam tão caro pelos produtos de tecnologia. Ao contrário do que se imagina, a culpa não pode ser colocada apenas nas costas dos fabricantes, mas temos também que colocar na conta os altos impostos que o Brasil tem para seus produtos. E com o pequeno problema entre Brasil e Estados Unidos sobre os impostos de produtos importados, tudo leva a crer que o cenário não vai se modificar tão cedo. Vale a pena ouvir este cast para entender o que acontece, refletir sobre o assunto e buscar alternativas de como pagar menos nos seus produtos de tecnologia.

Links do episódio:

Post do Campo Minado, falando sobre os preços dos games no Brasil
Post do Baixaki, falando dos preços dos produtos Apple no Brasil

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes