Arquivo para a tag: dr dre

Dr. Dre, violência e sexo em uma série original da Apple?

by

dr-dre

A Apple pode ser a próxima a apostar em conteúdos originais, seguindo os passos de Netflix, Hulu, Yahoo e YouTube. O Hollywood Reporter afirma que a empresa de Tim Cook está produzindo uma série de seis episódios, cada um deles com 30 minutos de duração, protagonizada por Dr. Dre.

A nova série se chamaria Vital Signs, e incluiria cenas bem obscuras, com violência e sexo, entre elas uma orgia. Isso contraria a política da Apple contra os conteúdos para adultos em sua loja. Não está muito claro como seria a distribuição, mas uma vez que seria uma espécie de biografia do Dr. Dre, tudo indica que ela poderia ser ofertada pela Apple Music via streaming, tal como faz a Netflix.

Se a série vai sair algum dia da loja da Apple, indo para outras plataformas ou canais de TV, não sabemos. Não são informados maiores detalhes sobre o projeto, e as fontes do Hollywood Reporter garantem que se trata de um projeto da Apple que se mantém em segredo. Muitos afirmam que a série está em fase de filmagem nesse momento.

Se confirmada a notícia, esta seria a primeira série de conteúdo original da Apple. Pode ser um simples experimento para encher a Apple Music de conteúdos audiovisuais, ou simplesmente uma proposta feita por Dr. Dre, co-fundador da Beats, e que eles decidiram aceitar.

Ou o contrário. A notícia pode significar o início da Apple no mundo da produção de conteúdos próprios. Durantes meses vinha se especulando sobre um possível serviço de assinatura que ofereceria alguns dos canais mais populares via streaming na sua Apple TV. Porém, meses depois dos rumores sobre um possível lançamento no outono, nada mais foi dito.

Seria este o início do serviço de assinatura de canais ou Video On Demand para competir com a Netflix?

Leslie Moonves, CEO da CBS, reconheceu recentemente que negociou com a Apple, mas afirmou que as negociações foram interrompidas. O presidente da ESPN declarou em janeiro que é um grande fã dos planos da Apple, e se mostrava disposto a colaborar, mas sem entrar em maiores detalhes.

 

Via Hollywood Reporter

Monster processa a Beats e seus fundadores

by

650_1000_beats-lee

A Monster e seu CEO, Noel Lee, processaram a Beats e seus fundadores, Dr. Dre e Jimmy Iovine. Lee afirma que foi o responsável pela tecnologia utilizada pelos fones ‘Beats by Dr. Dre’, e acusa a empresa e a dupla de fraude por piratear essa tecnologia.

O processo foi registrado em uma Corte Judicial de San Mateo, Califórnia (EUA), e explica que os co-fundadores da Beats ocultaram o relevante papel que a Monster e Lee tiveram na hora de desenvolvere e implementar a tecnologia de sua família de fones de ouvido.

A Beats rompeu sua parceira com a Monster de forma fraudulenta no mesmo período em que a Beats deu por finalizada a sua relação comercial com a HTC. Um ano depois que Dr. Dre e Iovine recompraram essas participações, a Apple comprou a Beats por US$ 3 bilhões, e segundo Lee, a participação de 5% que eles tinham na empresa agora vale US$ 100 milhões.

Segundo o CEO da Monster, essas transações foram uma farsa que eles utilizaram para ‘exercer sua troca dos direitos de controle’, e os responsáveis da Beats forçaram essa ruptura. De acordo com o processo, a Beats não apenas conspirou para se livrar da Monster, como também prejudicou a reputação dessa empresa na hora de desenvolver produtos eletrônicos.

Via USA Today

Apple processa um empreendedor que afirmou ser co-fundador da Beats

by

yfqu1tbic0jt35g853sn

A Beats – agora uma empresa da Apple – está processando Steve Lamar, CEO de uma fabricante de fones de ouvido chamada Roam. O motivo? Ele afirmou ter co-fundado a Beats ao lado do rapper Dr. Dre e do produtor musical Jimmy Iovine.

Há dez anos, Lamar processou a Beats, alegando que a ideia original de criar uma marca de fones de ouvido associada aos astros da música foi sua. Também garante que ele e o próprio Iovine trabalharam no primeiro design dos fones de ouvido antes de Lamar fundar a sua antiga empresa de fones, a Jibe Audio. A questão se resolveu com um acordo onde Dre e Iovine pagaram para Lamar 4% dos royalties correspondentes a alguns modelos de acessórios já lançados.

Hoje, Lamar é dono de uma nova e pequena empresa, a Roam, mas se apresenta como ‘co-fundador da Beats’. Inclusive na página web da Roam é possível ler que ele (Lamar) é o responsável pelo conceito e design dos fones da Beats. Esse uso da marca fez com que a Apple entrasse com um processo contra Lamar, através da Beats.

De acordo com os advogados da Beats, Lamar nunca teve participação na empresa, nem é responsável de modo algum pelo conceito ou design dos populares fones de ouvido.

Via The Hollywood Reporter

Apple conclui a compra da Beats

by

Captura+de+pantalla+2014-08-01+a+la(s)+17.40.07

Depois da aprovação da União Europeia, era uma questão de dias para que o governo dos Estados Unidos também aprovasse a compra da Beats pela Apple. E dois meses depois do seu anúncio, a negociação é oficialmente concluída.

Um anúncio na página oficial da Apple dá as boas vindas à Beats, sua linha de fones de ouvido e o seu serviço de músicas via streaming. O valor da compra é de US$ 3 bilhões, e Jimmy Iovine, Ian Rogers e Dr. Dre (fundadores da Beats) passam a ser os novos funcionários da Apple, sendo recebidos por Tim Cook através de uma publicação no Twitter.

E é sempre bom lembrar que os fones da Beats passam a ser encontrados também na Apple Store.

Via Apple@tim_cook

Apple compra a Beats por US$ 3 bilhões

by

650_1000_apple-beats-music

Demorou, mas se confirmou. A Beats agora é uma empresa da Apple, em uma operação com um valor total de US$ 3 bilhões. A venda foi confirmada pela própria Beats, em sua conta oficial no Twitter, além de um comunicado oficial da gigante de Cupertino, em sua página oficial na web.

A compra inclui tanto o serviço Beats Music como toda a Beats Electronics, algo que pelo o que comenta Tim Cook, tem como objetivo principal ampliar as perspectivas com tudo o que está relacionado com a música na Apple. Movimento esse que, convenhamos, é algo bem lógico.

A Beats Music agrega à loja iTunes um serviço já consolidado, mesmo ficando longe de ser um dos líderes do seu segmento de streaming, mas que será combinado com o iTunes Radio. A distância que os demais competidores está abrindo em relação à Apple nesse segmento é grande demais para que a empresa não comece a tomar medidas para tentar refrear esse crescimento.

Por outro lado, a Beats Electronics abre a porta para uma linha de acessórios e produtos de hardware musicais no catálogo da Apple. Não podemos nos esquecer que, muito além da qualidade sonora, a Beats é uma marca consolidada nas vendas, e é líder nos Estados Unidos, totalmente alinhada a um segmento jovem e premium, algo que é muito interessante para a Apple (já que se alinha muito bem à sua filosofia de trabalho).

Os co-fundadores da Beats, o produtor musical Jimmy Iovine e o rapper Dr. Dre passam a fazer parte do grupo de funcionários da Apple – isso faz parte do acordo -, que inclui a manutenção da marca Beats.

Via Apple, @BeatsByDre

Os laços entre a Apple e Beats Audio existem desde a era do iPod

by

jobs-u2

A notícia da possível compra da Beats por parte da Apple surpreendeu a muitos ao redor do planeta. A compra ainda está por ser confirmada oficialmente, mas tudo indica que é só uma questão de tempo. A decisão pode parecer estranha, mas não é. Os laços entre os diretores da Apple e os fundadores da Beats vem da época que Steve Jobs ainda era CEO da empresa, do iPod, e do lançamento do iTunes.

A imagem acima foi registrada em 26 de outubro de 2004, dia do lançamento do iPod de 4ª geração. Jobs aproveitou para apresentar o iPod (RED), onde parte das vendas eram destinadas à luta contra a AIDS, a tuberculose e a malária. O lançamento aconteceu em parceria com a banda U2 (na imagem, Bono e The Edge), que estão acompanhados na foto com o produtor Jimmy Iovine, que hoje é presidente da gravadora Geffen A&M Records. Quatro anos depois, Iovine fundaria a Beats, ao lado do rapper Dr. Dre.

A Bloomberg publicou um artigo explicando como Apple e Beats podem acabar juntas. Steve Jobs e Jimmy Iovine se conheciam pelo menos desde 2000. Essa relação foi forjada por diversas conversas que Apple e Jobs teve com as gravadoras e produtoras para levantar o seu império musical em torno do iTunes e do iPod.

Iovine foi (e ainda é) um dos gurus da indústria musical. Ajudou a criar (por exemplo) alguns dos principais trabalhos de Bruce Springsteen e 50 Cent, além de co-produzir o filme 8 Mile. É, de longe, um dos grandes entusiastas do iTunes desde o seu princípio.

Como observa a Bloomberg, Jobs chegou a fazer para Iovine uma demonstração pessoal de como funcionava a iTunes Store antes do seu lançamento oficial em 2003. O produtor ajudou Jobs e a Apple a convencer as demais gravadoras que o iTunes era o caminho a seguir, para evitar a pirataria e rentabilizar o mundo da música digital

dre-iovine

Mais de uma década depois dessa amizade entre Jobs e Iovine resultar no sucesso do iTunes e do iPod, a Apple e a Beats podem fechar um acordo multimilionário, onde Iovine provavelmente deve assumir um cargo chave na diretoria da Apple. O objetivo exato da operação ainda está por vir, mas tudo aponta para uma combinação de hardware e software.

Mas algo está bem claro: a compra não é fruto da mera casualidade.

Via Bloomberg

Estaria o fundador da Beats Audio comemorando a venda da empresa para a Apple? (em vídeo)

by

dr-dre-beats

O negócio ainda não foi anunciado oficialmente, mas um vídeo publicado no Facebook (já retirado) pelo ator Tyresse Gibson (o da esquerda) junto com o fundador da Beats Audio, Dr. Dre (o da direita), poderia confirmar a venda da empresa para a Apple.

No texto publicado no Facebook, Tyrese disse: “como acabei no estúdio com Dr. Dre na noite que foi anunciado o acordo com a Apple de US$ 3.2 bilhões. Os fones Beats acabam de mudar o Hip Hop!!”.

De novo: temos que esperar o anúncio oficial, mas ao que tudo indica, Dr. Dre já está comemorando. Vídeo a seguir.

 

Via YouTube

Headphones Beats Executive, os fones de ouvido do Dr. Dre são lançados oficialmente

by

A Beats também pensou nos usuários corporativos, anunciado o lançamento dos fones de ouvido sem fio Executive, um modelo de acabamento em metal, que se caracteriza por um design mais sério e elegante. Além da inclusão de uma função de desligamento automático para preservar a sua bateria, não existem muitos detalhes revelados. Eles se limitaram a indicar a presença da função de cancelamento de ruído, som de alta qualidade e baixos profundos, requisitos que já estão presentes nos outros modelos da empresa. Seu preço também não foi confirmado, mas alguns rumores indicam que ele pode custar aproximadamente US$ 400.

via SlashGear

Fones de ouvido Monster Beats Wireless é apresentado oficialmente, por US$ 329,99

by

Os fones sem fio da Monster Beats que apareceram na FCC no passado já estão disponíveis de forma oficial, e tal como podemos ver na sua página web, os novos modelos já podem ser adquiridos por fãs da marca, esportistas e amantes da música.

Os novos fones se conectam ao seu dispositivo ou player multimídia via Bluetooth, dispensando o uso dos cabos, e incluindo ainda um microfone e controles de reprodução integrados no próprio fone. Estarão disponíveis de forma exclusiva na Apple Store, por um preço de US$ 329,99, mas só estará disponível nas lojas no final do ano.

via Beats By Dre

Dr Dre e David Guetta lançam em conjunto os novos fones de ouvido Beats mixr

by

Nada melhor que chamar um dos DJs do momento para apresentar os novos fones Beats by Dr. Dre. David Guetta foi o encarregado de apresentar os novos fones Beats mixr na IFA 2011.

Os fones são pensados para os amantes da música e para DJs profissionais, e além de oferecer uma qualidade de som que caracteriza os produtos Beats by Dr. Dre, o mixr conta com um sistema de rotação de 180 graus, que permite a conexão dos fones em uma única orelha, para deixar a outra livre para escutar o som exterior (que é o que os DJs fazem normalmente).

Os novos fones estarão no mercado a partir do mês de outubro, com preço de aproximadamente 285 euros.

via Engadget

Colorware dá um toque cromado aos fones Beats by Dr Dre, por “apenas” US$ 1.000

by

Os famosos fones Beats by Dr Dre receberam um belo toque de cores da Colorware, que dessa vez não fez a clássica personalização em cores diversas. Os fones receberam um belo e limitado tom cromado, que apenas 50 pessoas em todo o mundo poderão desfrutar, já que a Colorware decidiu limitar a série, para dar um ar ainda mais exclusivo. E, para todo produto que tem a palavra “exclusivo” em sua descrição, sabe que o seu preço será bem elevado. nesse caso, são exorbitantes US$ 1.000. Abaixo, vídeo demonstrativo da personalização.

via Colorware PC

Beats by Dr. Dre lança no mercado novos produtos de áudio (inclusive um dock para iPod)

by

As propostas da Beats sempre acabam empolgando, pelas suas linhas e pelos conceitos apresentados. Logo, sempre nos dá prazer em mostrar estas novidades que eles trazem ao mercado norte-americano (importadoras, fiquem de olho). Dessa vez eles trazem cinco novos produtos de áudio, que chegam com a tutela de ninguém mais, ninguém menos, Dr. Dre, com a chancela da Monster.

Desta combinação explosiva nascem, entre outros, os Powerbeats, fones de ouvido pensados para a prática de esportes, em virtude do seu agarre especial para as orelhas, além de sua alta resistência, doble driver e subwoofer integrado, para uma melhor reprodução dos graves. Entre os colaboradores desses novos designs, temos o astro da NBA, Lebron James, e estão disponíveis nas cores vermelho, preto ou branco, com preço de US$ 179. Além disso, encontramos o Beats Pro, com um preço bem mais elevado, de US$ 450.

Além disso, temos os iBeats, que são fones pensados para dispositivos móveis (iPad, iPhone e iPod), com cancelamento de ruído, ControlTalk (microfone e comando de receber/recusar chamadas), e um preço de US$ 120. Por fim, na parte dos fones, temos um JustBeats (foto acima), que é uma edição especial para os jovens, desenvolvida pelo astro teen Justin Beieber, e disponível na única cor que você vê na foto. Também custa US$ 120.

Ainda teve tempo para se apresentar um acessório que não vai para a sua cabeça, o Beatbox, que é um dock para iPod, que conta com dois alto-falantes integrados e um subwoofer de 5,25″. Seu preço é de US$ 400. Todos os produtos citados no post já estão disponíveis no mercado norte-americano.

Fonte