Arquivo para a tag: dinheiro

Apple: vendas dos iPhones compensam a queda das vendas do iPad no segundo trimestre fiscal

by

650_1000_applemoney

A Apple apresentou os seus resultados financeiros correspondentes ao segundo trimestre fiscal. O que mais chama a atenção nos números é que eles venderam mais iPhones que o esperado para o período? 43.7 milhões de unidades, contra 39 milhões estimados. A marca é inferior aos 51 milhões obtidos durante o trimestre anterior, mas é melhor que o obtido no mesmo período em 2013 (37.4 milhões).

A Apple cita especificamente as vendas do smartphone na China Mobile, e apesar de não revelar dados concretos, supõe-se que, com tal manobra, o aumento nas vendas do iPhone foi de 17% em relação ao mesmo período do ano passado. Outro mercado que recebeu destaque de Tim Cook durante a apresentação dos números foi o Japão, que registrou um aumento nas vendas de 50%. Também foram destacados o aumento nas vendas na Turquia, Índia, Polônia e Brasil.

Depois de falar dos bons números do seu smartphone, todas as atenções se voltam para a próxima versão do produto que mais vende na empresa: o iPhone 6. Com os especulados atrasos ou sem eles, é certo dizer que ele deve ser anunciado até o final do ano. E a pergunta que fica é: será que as vendas serão ainda melhores com um iPhone maior?

Apple perde terreno com os seus tablets

O mesmo relatório financeiro da Apple revela que eles venderam 16.35 milhões de tablets no último trimestre. Esse é um número muito abaixo do esperado (cerca de 19 milhões). A marca também ficou bem abaixo em comparação das vendas no mesmo período do ano passado (19.5 milhões). Mas, de forma curiosa, a Apple afirma que são números melhores que o esperado.

A Apple não entra em detalhes sobre o desempenho de vendas dos dois modelos, mas revela que mais de dois terços das pessoas que adquiriram um iPad eram estreantes na plataforma, enquanto que mais da metade dos compradores de iPhones também eram usuários novos.

Foram feitos mais de 70 bilhões de downloads de aplicativos, e a iTunes gerou mais de US$ 5.2 bilhões em vendas, crescendo 24% em relação ao ano passado. São mais de 800 milhões de contas do iTunes, e a maioria delas conta com um cartão de crédito vinculado.

A Apple registrou US$ 45.6 bilhões em ingressos no último trimestre, acima do esperado. O lucro líquido foi de US$ 10.2 bilhões, e o desempenho financeiro da empresa foi o melhor em um trimestre encerrado no mês de março, com os maiores ingressos obtidos em um trimestre não-natalino.

Via Apple

Product RED obteve milhões de dólares, graças ao leilão de Jony Ive e Marc Newson

by

mac-pro-red

O vocalista da banda U2 e filantropo que deseja salvar o mundo nas horas vagas Bono conseguiu convencer a dois dos designers mais reconhecidos da atualidade. Estou falando de ninguém menos que Jony Ive (da Apple) e Marc Newson. Os dois lançaram uma pequena coleção de produtos que receberam a assinatura da Product (RED), cujas vendas são destinadas para financiar a luta contra o vírus da AIDS.

A casa de leilões Sotheby’s ficou encarregada pelo evento realizado no último sábado (23), e os arremates resultaram em impressionantes resultados. O Mac Pro vermelho que você vê na foto desse post foi anunciado em leilão há pelo menos um mês, e tinha um valor estimado de arrecadação variando entre US$ 40 mil e US$ 60 mil. Porém, a sua arrecadação foi de (espero que você esteja sentado para ler isso) US$ 977 mil!

Se isso não é um valor suficientemente elevado para você, tem mais: os EarPods de ouro foram leiloados por US$ 461 mil. E a câmera Leica desenvolvida por Ive e Newson foi vendida por impressionantes US$ 1.805 milhão.

O volume total arrecadado com os itens leiloados (que incluem um traje de astronauta, um piano, uma mesa de alumínio, entre outros) arrecadaram aproximadamente US$ 13 milhões. Dizer que o resultado desse leilão foi impressionante é pouco.

Via MacRumors, Sotheby’s

Bill Gates recupera (por pouco) o posto de homem mais rico do mundo

by

CEO's And Corporate Executives Gather For Annual Allan And Co Gathering In Sun Valley

Por causa de um aumento no preço das ações da Microsoft na bolsa eletrônica Nasdaq (a ponto de quebrar o recorde de alta dos últimos cinco anos), Bill Gates voltou ontem (16) ao posto de homem mais rico do mundo.

Segundo informa a Bloomberg, o multimilionário e filântropo conta agora com uma fortuna acumulada de US$ 72.7 bilhões, ultrapassando o então líder da lista, o mexicano Carlos Slim, que tem agora US$ 72.1 bilhões (é, amigos, a diferença é de aproximadamente US$ 500 milhões). Pode parecer uma diferença pequena, ainda mais se levarmos em consideração que ambos contam com dinheiro suficiente para fazer essa diferença desaparecer rapidamente.

Esse homem tem mais motivos para sorrir. Mesmo que Bill Gates não se dedique mais ao dia a dia da Microsoft, tudo aquilo que acontece na empresa ainda o afeta de forma relevante. Afinal de contas, não só por causa da parte sentimental que ele criou com a sua empresa, mas também porque ela ainda lhe rende muito dinheiro, de forma direta e indireta. Gates ainda conta muitas ações da empresa que ele criou, e por causa desse aumento de valor quase surpreendente, ele recupera o posto de bilionário #1 do planeta.

Via Bloomberg

RIM perdeu US$ 518 milhões no último trimestre, vai demitir 5 mil funcionários e o BB10 é adiado até 2013

by

Há semanas estamos nos preparando para ver os últimos resultados financeiros da RIM, e mesmo imaginando que eles não seriam tão positivos assim, ver os números concretos é algo que dói mais que o esperado.

Sem rodeios. O primeiro trimestre do ano fiscal de 2013 (sim, 2013, não é um erro) surpreendeu a RIM, com ganhos de US$ 2.8 bilhões, que representam uma queda de 33%, em comparação com o mesmo período do ano passado. Este número também representa uma perda de US$ 518 milhões em suas contas.

Por causa dos problemas financeiros, a RIM vai tomar medidas muito drásticas para tentar se salvar. Uma delas é a eliminação de 5 mil vagas na sua folha de pagamento. Para completar a fase ruim, é lamentável saber que as coisas não vão mudar a curto prazo, uma vez que a empresa informou que o BlackBerry 10 n!ao estará disponível até o começo de 2013.

O CEO da RIM, Thornsten Heins, tentou manter uma atitude positiva, dizendo que está “certo que os primeiros dispositivos com BlackBerry 10 vão oferecer uma experiência de usuário inovadora”, e que está motivado pela “tração que a plataforma está ganhando entre desenvolvedores de aplicativos e sócios de conteúdo”. Acrescenta que a resposta das operadoras ao BlackBerry 10 foi “muito positiva”, mas que eles demoraram mais que o esperado no desenvolvimento do sistema operacional móvel por causa “da grande quantidade de códigos” que compõem o novo SO.

Mudando de números, a RIM afirma que eles distribuíram (o que não quer dizer que venderam) 7.8 milhões de smartphones e 260 mil unidades do PlayBook. Além disso, a empresa comunicou que Steven Zipperstein foi nomeado chefe legal, e supomos que o seu trabalho não vai ser nada simples, considerando a complexa situação econômica e laboral da RIM.

Via MarketWatch

Comunicado oficial da RIM sobre os rumores de venda de sua divisão de dispositivos móveis (OFICIAL)

by

Recebemos da assessoria de imprensa da Research in Motion no Brasil um comunicado oficial sobre a matéria publicada pelo Sunday Times, que foi reproduzida nesse blog com o título “RIM estaria planejando a venda de sua divisão de dispositivos móveis”. Abaixo, segue o comunicado na sua íntegra.

Segundo porta-voz da RIM, “a RIM contratou consultores para ajudar a companhia a examinar maneiras de alavancar a plataforma BlackBerry através de parcerias, oportunidades de licenciamento e modelos de negócios alternativos e estratégicos. Como Thorsten afirmou na conferência de lucros do quarto trimestre, ‘Acreditamos que a melhor maneira de oferecer valor a nossos acionistas é executar nosso plano para que a companhia se reinvente.’ Isto continua verdade”.

Via assessoria de imprensa

RIM estaria planejando a venda de sua divisão de dispositivos móveis

by

Vai ser muito difícil acostumar a falar da Research in Motion como uma empresa que não mais se dedica à produção e venda de smartphones, mas o futuro pode apresentar este cenário. Segundo o Sunday Times (que não menciona fontes), a RIM está pensando em dividir a sua empresa em uma divisão de serviços de rede (fabricante dos dispositivos móveis), e outra, de serviços de mensagens corporativas (que incluiria o BBM, o BIS e o BES).

Isso permitiria a venda da primeira metade a “possíveis compradores”, como o Facebook ou a Amazon. Essa decisão já contaria com o apoio prévio do co-CEO e co-fundador da empresa, Jim Balsillie. E ainda que pareça inusitado a venda da divisão de dispositivos móveis, bem sabemos que a RIM está tendo problemas financeiros muito sérios, que podem ser confirmados na próxima quinta-feira (28/06), durante a apresentação do seu relatório financeiro do primeiro trimestre.

Além disso, o jornal canadense The Globe and Mail informa que a RIM pode anunciar a demissão de mais de 2 mil funcionários, o que representa uma baixa de 12% de todo o grupo de funcionários da empresa.

Seja como for, não resta dúvidas que a RIM terá que fazer mudanças drásticas para poder se manter no mercado, mas duvidamos que o evento dessa semana se resuma apenas a uma divisão da empresa. Temos que pensar em outras possibilidades, como por exemplo, algum tipo de parceria com uma gigante de tecnologia, como a Microsoft (ainda que esta opção nos lembre muito o que aconteceu com a Nokia). De qualquer forma, a única coisa que é certa é que a RIM vai ter que se transformar, se não quiser desaparecer.

Via The Sunday Times

Apple e Samsung dominam 55% do mercado de smartphones, e arrecada mais de 90% dos lucros gerados

by

Quando revelam a desproporcional diferença da quantidade de dispositivos iOS e Android disponíveis no mercado, isso não chega mais assustar ninguém, porque já supomos que entre Apple e a dupla Samsung/Google estavam conquistando todos os novos clientes de dispositivos móveis. O que surpreende é que um recente estudo confirma essa suposição.

Números divulgados pela ABI Research revelam que a Samsung e a Apple juntas contam com 55% do mercado mundial de smartphones, e que durante o primeiro trimestre de 2012, eles conseguiram mais de 90% dos lucros gerados. Pode parecer que não sobrou nada para as demais, mas os números até que são positivos para empresas como a HTC e a Sony, que conseguiram vender uma boa quantidade de dispositivos, e ainda que as marcas não dominam o mercado, terminaram o primeiro trimestre com um aumento em suas vendas.

Porém, a situação é bem diferente para fabricantes como Nokia e RIM, que continuam perdendo mercado, e sabem que está cada vez mais difícil manter ou recuperar clientes, uma vez que as duas empresas não apresentam produtos que chamam a atenção do público.

A ABI estima que o negócio da Nokia deve crescer aproximadamente 5.000% apenas para compensar os prejuízos gerados pela perda de clientes que abandonaram o Symbian para adotar outras plataformas, e para conseguir isso, o fabricante finlandês deve olhar mais para o mercado asiático, que nos últimos meses cresceu 80%. O problema é que o mercado dessa região do planeta é dominado por empresas como Huawei e ZTE.

Abaixo, temos o ranking trimestral, com as milhões de unidades distribuídas ao redor do planeta (em ordem alfabética):

  •     Apple: 35
  •     Huawei: 6,8
  •     Nokia: 11,9
  •     RIM: 11,1
  •     Samsung: 43
  •     Sony: 7
  •     ZTE: 4,9

Via ABI Research

PayPal Here: o dispositivo de leitor de cartões de crédito para pequenas empresas se torna oficial

by

A PayPal não ia deixar a Square se apoderar do mercado de pagamentos móveis com cartões de crédito, e agora, a divisão de maior sucesso do eBay torna oficial a sua opção para o mercado: o PayPal Here.

John Donahoe, CEO do eBay, apresentou em San Francisco este pequeno conector de desenho triangular (que por enquanto é exclusivamente compatível para o iPhone), que foi concebido para fazer cobranças de um cartão de crédito ou de débito, cheques (a partir do escaneamento com a câmera do dispositivo) ou conta do PayPal, e transferir imediatamente o dinheiro para a sua conta do PayPal ou aplicativo ad hoc. Sem demoras, nem complicações (é o que eles prometem). De forma adicional, o aplicativo PayPal vai permitir aos consumidores encontrar estabelecimentos comerciais compatíveis com o sistema.

Tanto o hardware como o aplicativo do PayPal Here serão gratuitos, mas a empresa vai cobrar uma comissão de 2,7% ao estabelecimento receptor, que vai receber um cartão de débito para acessar os seus fundos, e conseguir uma devolução de até 1% em determinadas compras.

O PayPal Here, por enquanto, só está disponível em algumas lojas dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Hong Kong. A partir do mês de abril, o produto será oferecido de forma geral (junto com um aplicativo Android) em mercado selecionados, e mais adiante, a empresa vai expandir os planos de distribuição para o restante do planeta.

Via PayPal

[campanha] Queremos apenas 1 minuto de sua atenção. Invista 1 minuto por dia para promover o blog e podcast nacional

by

Vamos dar uma pausa nas publicações do conteúdo que você é acostumado a ver para pedir um minuto de sua atenção. Muito provavelmente, a maioria de vocês que acessam este blog não faz a menor ideia do quanto que é trabalhoso manter um blog e um podcast de qualidade. Não que o nosso seja, pois sempre estamos aprendendo e melhorando a forma de como fazer o que nós gostamos. Porém, muita gente acaba consumindo este conteúdo, o que quer dizer que alguma coisa boa fazemos.

Uma coisa que acaba desestimulando bloggers e podcasters é que a maioria das pessoas recebem este conteúdo, sem ter que pagar por isso, mas não se lembram do esforço, dedicação e horas diante do computador para que este conteúdo chegue até vocês. São vários os obstáculos: pesquisa de pauta, pesquisa de conteúdo para posts, horas e horas diante do computador digitando, horas e horas editando áudio, gravando, custo de hospedagem do blog, problemas com hospedagem, divulgação do conteúdo em si, pessoas invejosas te xingando e criticando o seu trabalho… enfim, tudo isso acaba esgotando quem é produtor de conteúdo na web. Ou seja, é um tempo investido e dedicado à vocês.

E por que fazem isso? Porque gostam de se comunicar, porque querem se utilizar de uma ferramenta poderosa e democrática que é a internet, e quer contribuir para a formação de uma nova geração de internautas. Quem é blogger e podcaster é apaixonado por isso. E, mesmo que você não possa contribuir comprando nos links ou patrocinado nossos projetos, contribua com algo que é muito valioso para todos nós.

O SEU TEMPO.

Pensando nisso, o pessoal do Guerrilha Geek teve uma ideia sensacional e providencial. Eles lançaram a campanha “Invista 1 Minuto Por Dia”, que tem como objetivo incentivar aos leitores de blogs e ouvintes de podcasts a comentarem nos conteúdos que publicamos. Pessoal, isso gasta, em média, apenas 1 MINUTO, e com certeza, vai ajudar (e muito) a fazer com que nosso trabalho seja cada vez melhor. Afinal de contas, vivemos na era da web 2.0, e ser realmente “web 2.0” é ter a troca de informações e opiniões.

A campanha tem uma hastag no Twitter: #1minuto. Divulgue esta iniciativa, e principalmente, pratique esta iniciativa. Todos nós ganharemos e muito com isso.

Este blog parabeniza o Guerrilha Geek pela iniciativa, e apoia esta ideia.

Clique aqui para acessar o Guerrilha Geek

Post da Campanha

[notícias] Apple anuncia lucros de US$ 3.250 bilhões durante o terceiro trimestre de 2010

by

Dizem que o dinheiro não dá em árvores. Mas as pessoas que falam isso nunca viram o bosque que a Apple tem em Cupertino. A empresa de Steve Jobs anunciou lucros realmente impressionantes durante o seu terceiro trimestre do ano fiscal de 2010, que são simplesmente 78% melhores do que no mesmo período do ano passado.

A Apple recebeu US$ 15.7 bilhões de seus negócios, dos quais, US$ 3.250 bilhões são lucros líquidos. Do total, US$ 3.270 bilhões vieram de iPads e US$ 3.470 de computadores Mac (33% a mais do que no ano passado). A venda de iPhones, incluindo o iPhone 4, representou US$ 8.4 bilhões, enquanto que os iPods venderam 8% menos do que no ano passado, somando um total de US$ 941 bilhões. Se você quer saber qual a origem destas vendas, vale informar que 52% é proveniente dos mercados internacionais (fora dos EUA). E Jobs antecipou que outros números impressionantes estão por vir ainda este ano. É esperar pra ver.

Fonte