Arquivo para a tag: desenvolvimento

Kit de desenvolvedores do HoloLens tem preço e data de lançamento

by

xray2

O Microsoft HoloLens, dispositivo de realidade aumentada, deu o ar de sua graça no evento realizado hoje (06) em Nova York (EUA), com uma interessante demonstração de um jogo desenvolvido especificamente para o dispositivo.

O game Project X-Ray gerou grandes expectativas pelos presentes, por conta do seu bom planejamento e visualização precisa e cheia de detalhes. Fica bem claro que a aposta da Microsoft com o HoloLens é muito ambiciosa, e queremos ver os que os grandes desenvolvedores podem fazer com o produto. Sem falar no grande potencial para o setor profissional, tanto nos setores formativos como os de pesquisa.

4

A versão para desenvolvedores do HoloLens estará disponível a partir do primeiro trimestre de 2016, e seu preço sugerido é de US$ 3 mil. Vale lembrar que esse é um dispositivo totalmente independente e na sua fase inicial de desenvolvimento, o que explica o elevado preço. É de se imaginar que a versão para o consumidor final terá um preço mais comedido.

5 6

Mercedes e LG unem forças para o desenvolvimento de carros autônomos

by

650_1000_dinamismo_mercedes_amg_gt

A LG vai construir para a Mercedes-Benz componentes importantes para o funcionamento de um carro autônomo, como por exemplo as câmeras estereoscópicas. Esse é um complemento necessário aos radares e sensores que determinam o que temos ao nosso redor na estrada, e se esses elementos estão ou não em movimento.

Aqui temos aberto um caminho muito produtivo para as empresas especializadas em imagem. Os carros contam com mais e mais tecnologia, e os investimentos aumentam constantemente. O anúncio feito em conjunto pela LG e Mercedes não revelam maiores informações, nem se o desenvolvimento será conjunto, ou se veremos as soluções da LG em veículos de terceiros (ou não).

As duas empresas apresentam o acordo como algo de longa duração, e que vai além da citada câmera, alcançando outros componentes importantes dentro dos veículos do grupo Mercedes.

Via Yonhap

Samsung começa a produção de módulos de 4 GB de RAM para dispositivos móveis

by

650_1000_samsung_4gb

Seja para o futuro Galaxy S6 ou para um futuro dispositivo da concorrência, a Samsung vai apresentar em breve o seu módulo de 4 GB de RAM para dispositivos móveis. Sua produção já começou nas fábricas dos coreanos, e tal manobra representa um salto importante desde os 3 GB de RAM que estamos acostumados a ver nos dispositivos top de linha.

São módulos DRAM do tipo LPDDR4 com tecnologia de 20 nanômetros, permitindo assim que eles sejam até 40% menores do que os módulos LPDDR3, com velocidades de leitura e gravação de 3200 Mbps.

Os sistemas operacionais e os demais dispositivos de hardware já se preparam para esses novos módulos, que devem gerenciar a maior carga multitarefa que os equipamentos estão se submetendo, além das funcionalidades específicas, como por exemplo o tratamento de vídeos em UHD.

A Samsung informa que é possível que versões com 2 e 3 GB de RAM com tamanhos compactos podem aparecer no futuro. Os novos módulos com 4 GB devem sair das fábricas no começo de 2015, e esses chips podem estrear inicialmente nos tablets, para depois desembarcarem de uma vez por todas nos smartphones.

Via Samsung

Europa e Coreia do Sul trabalham juntas no desenvolvimento das redes 5G

by

650_1000_redes-5g

A União Europeia parecia disposta a ser uma pioneira no desenvolvimento da próxima geração das redes móveis, enquanto que diversas empresas da Coreia do Sul já estavam trabalhando a algum tempo nesse futuro padrão de mobilidade. Agora, as duas partes decidiram unir forças, colaborando mutuamente no desenvolvimento das redes 5G.

A UE emitiu um comunicado assinado pela comissária Neelie Kroes e pelo Ministro da Ciência da Coreia do Sul, Mun-Kee Choi, onde eles anunciam um acordo de “colaboração nas pesquisas e definição global do 5G”. As duas partes também se mostram de acordo com a necessidade de implantar um espectro de rádio que garanta “a interoperabilidade global e a preparação dos padrões globais do 5G”.

Membros da 5G Infraestructure Association da UE (Alcatel-Lucent, Atos, Deustche Telekom, Ericsson, Nokia, Orange, Telecom Italia, Telenor e Telefonica) assinaram um memorando com o 5G Forum sul-coreano, algo que impulsionará o desenvolvimento desse futuro padrão.

A União Europeia já anunciou sua intensão de investir 700 milhões de euros nesse desenvolvimento, enquanto que a indústria europeia vai quintuplicar esses investimentos, alcançando um valor superior a 3 bilhões de euros. Várias empresas da Coreia do Sul também realizaram investimentos nesse sentido, mas valores não são revelados no comunicado oficial.

Via Engadget, Europa.eu

Samsung abre inscrições para Developer Day em São Paulo

by

image003

A assessoria de imprensa da Samsung informa que a etapa brasileira do Samsung Developer Day 2014 acontece entre os dias 30 e 31 de maio, na Bienal de São Paulo. As inscrições para o evento já estão abertas, e as vagas são gratuitas e limitadas.

O evento é voltado para parceiros e desenvolvedores, e vai apresentar as últimas tecnologias das plataformas e serviços da Samsung, além de oferecer oportunidades para interessantes negócios. Essa é a primeira edição da Samsung Developer Day no Brasil.

No primeiro dia do evento, apresentações técnicas serão realizadas com palestrantes dos Centros de Pesquisa & Desenvolvimento da Samsung, além de representantes dos parceiros comerciais da empresa. No segundo dia, acontece o Hackaton, competição de desenvolvimento de aplicativos para os dispositivos da Samsung com o sistema Android.

Os vencedores do Hackaton serão convidados para o Curso de Longa duração no OCEAN Brasil, que oferece capacitação gratuita para a criação de soluções móveis, pensado nos universitários e desenvolvedores. O OCEAN está localizado em São Paulo (SP), e é a primeira unidade do programa fora da Coreia do Sul.

Para obter mais informações sobre o Samsung Developer Day 2014, acesse: samsung.com.br/developerdaysp.

Facebook anuncia a Hack, a sua própria linguagem de programação

by

facebookhacklead

Quando empresas de tecnologia crescem até um certo tamanho, podem se dar ao luxo de criar novas tecnologias para satisfazer suas necessidades de forma mais completa. O Facebook fez exatamente isso, com a criação de seus servidores, de centros de dados, e agora, uma linguagem de programação própria: o Hack.

Esta nova linguagem desenvolvida pela rede social de Mark Zuckerberg é de código aberto, sob a licença Creative Commons Attribution 3.0. O Facebook oferece tutoriais e toda a documentação necessária para que você possa utilizá-lo sem maiores problemas. O Hack é totalmente compatível com o PHP, mas é mais que um complemento, e sim um substituto dessa linguagem. Além disso, foi desenvolvido para funcionar com a máquina virtual da HipHop (HHVM), que oferece algumas melhorias em relação ao motor regular do PHP.

O Facebook explica que  o Hack não é uma linguagem dinâmica ou estática tradicional, mas um “meio termo” entre os dois. Permite o desenvolvimento com rapidez, e oferece métodos para garantir que o código funcione corretamente. E mesmo que sua existência só seja conhecida agora, o Hack não é algo novo: o próprio Facebook já o utilizava a mais de um ano para criar aplicativos próprios e migrar os códigos PHP existentes.

Para saber mais detalhes sobre o Hack, clique aqui.

Via Facebook

Samsung promete “investir pesado” para resolver os problemas da TouchWiz e de outros dos seus softwares

by

Samsung-Galaxy-Tab-3-10.1-inch

Por favor, favoritem esse post para que a Samsung possa ser cobrada em um futuro a médio prazo. Até porque entendo que a Samsung precisa um dia ser cobrada por suas declarações. Mesmo porque entendo que não sou o único que é um eterno insatisfeito com a interface TouchWiz, que por mais que afirmem que é “um dos motivos de sucesso” dos smartphones dos sul-coreanos, é talvez aquele que mais incomoda aos usuários que não querem um smartphone cheio de softwares inúteis, em uma interface que só funciona bem com um hardware muito parrudo.

De qualquer forma, a Samsung promete deixar de lado a busca em ampliar a capacidade fotográfica de suas câmeras, e pensar um pouco na eficiência do software presente nos seus dispositivos. Segundo o site Daily Mobile, um dos executivos da empresa, Lee Sang-hoon, admitiu que enquanto a empresa se preocupava em lançar telefones mais velozes, com telas maiores e baterias com longa duração, eles negligenciaram o desenvolvimento dos softwares presentes nesses mesmos dispositivos.

Por conta disso, Sang-hoon afirmou que a Samsung está contratando mais profissionais especialistas em software, além de oferecer novos recursos para facilitar o processo de resolução de problemas em seus apps e na TouchWiz, presentes em regiões específicas do planeta. Além disso, a Sasung também pensa em adquirir mais empresas especializadas no setor, para inserir os profissionais dessas empresas em seus grupos de desenvolvimento.

Outro executivo (não indicado na matéria) adicionou que metade das equipes de pesquisa e desenvolvimento da Samsung estão focados agora no software.

É inegável que a Samsung se destacou da concorrência pelas soluções apresentadas em seus dispositivos, porém, essas adições de software estão 100% focadas no hardware. Por exemplo, os sensores de proximidade, o software de rastreamento dos olhos, além da funcionalidade que mantém a tela ativa enquanto estamos olhando para ela.

Ou seja, parece que dessa vez (finalmente) eles estão trabalhando nas melhorias da interface TouchWiz, algo que era desejado por muitos dos usuários que reclamavam das inconsistências, do consumo de recursos e da sua inoperância em dispositivos com especificações mais modestas.

Via Daily Mobile

BlackBerry Dev Alpha C, um novo dispositivo para desenvolvedores com teclado físico

by

Vindo direto do BlackBerry Jam, que acontece nessa semana em Amsterdã (Holanda), vemos um novo smartphone especialmente criado para os desenvolvedores. Falamos do Dev Alpha C, um telefone que chega acompanhado do novo programa para desenvolvimento de ferramentas e aplicativos, a BlackBerry WebWorks SDK.

O conjunto tem como principal objetivo oferecer facilidades aos desenvolvedores interessados em implementar soluções para uma experiência de uso pensada com os teclados físicos, focados no novo BlackBerry Q10. Desta forma, o sistema oferecerá um suporte completo ao teclado físico, para poder assim criar acessos diretos, tal como estava sendo feito até agora, e conseguir “os mesmos resultados obtidos no teclado virtual do BlackBerry Z10”.

Vale lembrar que essa é uma tarefa bem difícil. Afinal de contas, na demonstração do lançamento do sistema operacional, vimos as sugestões de palavras sendo simplesmente “deslizadas” na linha de edição de textos através do teclado virtual. Seria possível algo que chegue próximo a isso no teclado físico? Vamos aguardar…

Via BlackBerry

Evento para desenvolvedores de S40 e Windows Phone promovido pela Nokia e INdT acontece em 15 de dezembro, em Manaus

by

Você, designer e programador interessado em descobrir novas técnicas e habilidades nos sistemas S40 e Windows Phone, apareceu uma última chance de você aumentar as suas habilidades. A Nokia e o INdT (Instituto Nokia de Tecnologia) vão realizar nos dias 15 e 16 de dezembro o INdT Mobile Labs, que tem como objetivo principal estimular o conhecimento e as técnicas de programação nas duas plataformas.

No INdT Mobile Labs, os participantes vão participar de painéis que abordam oportunidades e inovações dentro do segmento de desenvolvimento para as plataformas móveis S40 e Windows Phone. Além das palestras, uma hackathon (maratona de desenvolvimento e programação de soluções) de 24 horas vai acontecer entre os dias 15 e 16 de dezembro, onde os criadores dos três melhores aplicativos vão receber prêmios exclusivos, como os smartphones Nokia Lumia 920 e Nokia Asha 308.

O evento acontece entre os dias 15 e 16 de dezembro, no Hotel Caesar Business, em Manaus (AM). Além do ambiente de desenvolvimento técnico, o evento também visa fomentar o crescimento do ecossistema de desenvolvimento através de discussões consideradas relevantes para desenvolvedores, designers, estudantes das plataformas, startups, pequenas empresas e universidades.

É de interesse do INdT buscar novos talentos na programação em universidades brasileiras e de toda a América Latina, aumentando assim as possibilidades de novas soluções para essas plataformas surgirem. O primeiro dia do evento vai contar com palestras ministradas pelos evangelizadores do INdT, além da participação de Daniel Rosa, gerente de ecossistemas da Nokia Brasil, e de Rodrigo Marques, representante da Microsoft Most Vaulable Professional.

Para se inscrever no INdT Mobile Labs, clique aqui.

Serviço:

INdT Mobile Labs
Onde: Hotel Caesar Business Manaus

Quando: 15 de dezembro, das 09h às 18h + 24 horas de Hackathon

Via Assessoria de Imprensa – INdT

Mercado brasileiro de games é promissor

by

A tecnologia e o avanço dos estudos científicos possibilitaram a criação de novas profissões no mercado. A Organização das Nações Unidas (ONU) aponta que existem seis novas áreas de atuação – administração de comunidades virtuais, biotecnologia, design de games, gerontologia, informática biomédica e nanotecnologia. “A criação e a programação de jogos para videogames, computadores, celulares, tablets e redes sociais exige profissionais altamente qualificados e oferece bons salários”, destaca Andre Kischinevsky, diretor da Pix Studios.

Para se ter ideia do tamanho do mercado de jogos no Brasil, o número de usuários de games digitais ultrapassam os 35 milhões, mais de 70% dos internautas. O país é o quarto mercado do mundo no segmento – Estados Unidos, Rússia e Alemanha lideram o ranking mundial. Os dados são da pesquisa sobre a indústria de games realizada pela empresa internacional Newzoo e encomendada por grandes empresas da área.

Até chegar às mãos de crianças, jovens e adultos, os games passam por um longo processo, realizado em diferentes etapas e por distintos profissionais. Os criadores, projetistas e roteiristas criam o conceito e as regras do jogo, determinando a forma como o usuário irá interagir com o programa. Os programadores são responsáveis pelo desenvolvimento do software, enquanto a parte visual é elaborada pelos designers e os músicos cuidam da trilha sonora.

Andre explica que o Designer de Games desenha os jogos, criando cenários, objetos e os personagens. Este profissional deve dominar as técnicas digitais de Design Gráfico para ilustrar, colorir e vetorizar os desenhos. Ele ainda pode planejar o jogo, definir o público-alvo e as tecnologias que serão usadas. “Já o Game Developer programa o game e deve saber dar orientação a objetos, fazer programação em JavaScript e criar ambientes virtuais interativos em 3D”, observa.

O Motion Designer, que atua com videografismo e efeitos 3D, também pode ajudar no desenvolvimento de jogos e vídeos digitais. São cada vez mais profissionais que surgem para atender a um mercado sedento por novidades. De acordo com a Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos (Abragames), o mercado brasileiro está se expandindo no número de usuários e de empresas que desenvolvem jogos. Os games brasileiros estão conquistando o seu espaço e fazem parte da lista dos mais vendidos nas plataformas online, como o Smelly Cat, o jogo musical o Drums Challenge, o Crazy Soap e o World League Zombies Run.

As carreiras no ramo de games são promissoras e as companhias precisam de pessoas criativas e preparadas tecnicamente. No país, são mais de 50 empresas desenvolvedoras de jogos e as criações brasileiras têm ganhado destaque no cenário internacional. “Muitas companhias e profissionais do país prestam serviço para empresas estrangeiras. Hoje, o mercado de games é maior do que o de Hollywood. A criação de um jogo chega a custar vários milhões de dólares, sem incluir o investimento em marketing, distribuição e licenciamento”, enfatiza.

O sucesso de consoles como o PlayStation 3, o Xbox 360 e o Nintendo Wii,  e o aumento do número de pessoas que jogam games em redes sociais contribuem ainda mais para o crescimento do mercado. E não são apenas os homens que gostam de games. O número de mulheres que joga aumenta a cada dia e elas mostram que tem mais habilidade do que muitos marmanjos por aí. “Isto reforça a importância de ter uma boa formação profissional para atender a todos os públicos. A Pix Studios localizada no Rio de Janeiro (RJ) forma profissionais nas áreas de Game Designer, Game Developer e Videografismo e Efeitos 3D”, exemplifica.

Na Pix Studios, o aluno desenvolve o seu próprio jogo e pode aprender técnicas de desenho, programação de jogos e produção de vídeos digitais profissionais de acordo com o curso escolhido. “A formação é de 20 meses. É possível fazer uma, duas ou três formações ao mesmo tempo. São duas aulas por semana para cada curso, com duração de 90 minutos cada. O material é completo em português e exclusivo para os alunos da Pix, as salas de aula têm tecnologia de primeira e o diploma tem grande valor no mercado”, aponta.

Via Assessoria de Imprensa

Microsoft já trabalha no sucessor do Surface

by

A primeira versão do Microsoft Surface não será lançada antes do dia 26 de outubro, mas isso não impediu que a gigante de Redmond começasse a pensar na segunda versão do tablet. Segundo o site TechRadar, a Microsoft está recrutando especialistas e profissionais para fazer parte da equipe do desenvolvimento do Surface, com o objetivo de já trabalhar na próxima versão do produto.

A fonte informa que a Microsoft não está apenas buscando novos engenheiros de software, mas também para funcionários de cargos importantes, indo de “engenheiros mecânicos até especialistas de componentes e materiais, passando por desenvolvedores de drives e engenheiros de áudio, além de especialistas em design”. Essas pessoas integrariam a já numerosa equipe de designers e engenheiros industriais que compõem o grupo de desenvolvimento do Surface.

Ou seja, a Microsoft está mesma disposta a tornar o Surface o principal rival do iPad no mercado, e não está medindo esforços para isso. A pergunta que fica é: será que eles conseguem?

Via TechRadar

BiTorrent Torque permite o download de torrents sem um aplicativo de desktop

by

Desde quando o mundo é mundo, fazer o download de um torrent implicava em instalar um aplicativo local (seja no computador, smartphone, media player e derivados), com as complicações e inconvenientes que tal processo envolve. Mas, como tudo o que acontece no mundo da tecnologia, o sistema de downloads P2P evoluiu muito, dando um passo muito importante para o futuro. Que começa hoje.

Não é mais necessário instalar um único cliente de torrent específico. A partir de agora, se você tiver um simples navegador de internet instalado no computador basta. O BiTorrent Torque pode ser aberto pelo seu navegador de internet, e interpretado via JavaScript, e permite a configuração dos torrents para que eles sejam simples links de download, que se conecta na rede peer-to-peer de forma transparente.

Por enquanto, o aplicativo está em estado alfa, razão pela qual os usuários podem encontrar problemas ao usar a ferramenta online. Por isso, recomendamos que só as pessoas que conseguem manter a calma diante das falhas de determinados programas e aplicativos (confesso que não tenho essa paciência toda…) façam o teste do serviço.

De qualquer forma, essa é uma iniciativa muito interessante para essa tecnologia, que aparece com outras novidades vindas dos laboratórios BiTorrent, como por exemplo a possibilidade de compartilhar arquivos via “drag-and-drop”, e até a opção no futuro de realizar um streaming de vídeo de forma compartilhada, liberando recursos em seus servidores.

Se você não tem medo de sofrwares em estado alfa, não perca mais tempo: clique aqui para ver mais detalhes sobre o BiTorrent Torque.

Via BiTorrent Blog

[Rumor] Nokia Lumia 910 citado em um programa para desenvolvedores?

by

Depois do falido prognóstico de Murtazain em maio, muitos eram aqueles que já estavam dando como perdido o especulado smartphone Nokia Lumia 910. Porém, parece que o dispositivo se nega a desaparecer por completo, e mais uma vez ele é citado, dessa vez através de uma ferramenta para desenvolvedores.

Um leitor do site NokiaPowerUser foi quem alertou sobre tal citação, capturando a tela que você vê acima, procedente da ferramenta Nokia RDA. Infelizmente, não há maiores informações no momento sobre o suposto sucessor do Lumia 900 com câmera de 12 megapixels, ainda que sua fortuita aparição nos faz pensar que talvez voltemos a vê-lo em algum momento no futuro. Vale a pena ficarmos atentos sobre novas informações que aparecerem na internet sobre o produto.

Via NokiaPowerUser

Kinect for Windows começa a ser vendido no Brasil

by

O Kinect for Windows está oficialmente disponível para compra no Brasil. O periférico está a venda no site da Brasoftware, com o preço sugerido de R$ 999,00, e é destinado aos desenvolvedores que desejam criar aplicativos Windows baseados nos recursos de gestos e voz.

O Kinect for Windows oferece ferramentas que tem como principal objetivo transformar a forma como as pessoas interagem com os computadores e dispositivos com os sistemas da Microsoft. Setores como educação, saúde, varejo, transporte, entre outros, podem ser diretamente beneficiados com a nova plataforma. Para criar as soluções para o Kinect for Windows, o desenvolvedor precisa utilizar o SDK do sistema, na versão 1.5.

Entre os recursos e funcionalidades oferecidas por esse SDK, merecem destaque:

– Kinect Studio, uma nova ferramenta que tem a capacidade de gravar e reproduzir dados do Kinect, para testar e avaliar o desempenho de um aplicativo.

– Um conjunto de Human Interface Guidelines (HIG) para orientar os desenvolvedores sobre as melhores práticas para a criação de interfaces naturais do usuário usando o Kinect.

– O monitoramento facial SDK, que prevê uma malha 3D em tempo real de características faciais, acompanhando a posição da cabeça, local de sobrancelhas e forma da boca.

– Oferece a capacidade de monitorar os movimentos da cabeça, pescoço e braços de qualquer usuário sentado ou em pé.

– Novos samples, tanto C ++ e C #, além da série de samples “Basics” cobertura linguística em C ++, C # e Visual Basic.

Vale lembrar que esse Kinect não foi projetado para ser utilizado com os jogos e/ou com o console Xbox 360. Seu uso é destinado para desenvolvedores, dentro do ambiente Windows, e seu uso tem fins comerciais.

Via Microsoft Insiders Brasil

AirBurr, um micro veículo aéreo um tanto quanto exótico

by

Os pesquisadores da Escola Politécnica Federal de Lausanne estão trabalhando desde 2009 em uma UAV, uma nave com deslocamento vertical, apta para ser utilizada em zonas com superfície extremamente complicadas para outros veículos, como edifícios ou fábricas afetadas por desastres industriais, e finalmente eles conseguiram fazer com que o seu AirBurr comece a dar os seus primeiros passos. Quase que literalmente.

Este pequeno helicóptero conta com um escudo externo, feito de fibra de carbono, que lhe permite rodar de forma segura no caso de se chocar e cair no solo, para que continue a subir utilizando pequenas patinhas mecânicas que permitem a sequência da jornada. Uma ideia bastante interessante, que podemos imaginar em poucos anos nas mãos de bombeiros e policiais.

Abaixo, alguns vídeos do projeto.

Via Spectrum

Tizen OS é visto em um smartphone para desenvolvedores

by

Você pode não se lembrar do Tizen OS, mas é sempre bom conhecer novas alternativas na nossa vida. Logo… fique sabendo que o novo sistema operacional foi visto em um evento para desenvolvedores ocorrido em San Francisco, permitindo que os presentes tivessem uma ideia de como está esse novo sistema está, através de um protótipo de smartphone desenvolvido pela Samsung.

O Tizen 1.0 rodou em um smartphone com uma tela de 4.3 polegadas, processador (ARM) dual core de 1.2 GHz e apenas um botão de controle, deixando ver que sua interface é bem familiar (TouchWiz?), com a incorporação de uma barra de notificações na parte superior, o acesso para um menu para controlar os aplicativos em funcionamento, ou a integração de aplicativos próprios para o Facebook, Twitter, Gmail, YouTube, Picasa, entre outros.

Para ver o sistema em ação, clique aqui e aqui.

LG desmente que não vai mais fabricar telefones com Windows Phone

by

A notícia divulgada pelo site Korea Herald, que dizia que a LG não mais fabricaria telefones com Windows Phone parece não ser tão correta, segundo informou um porta-voz da empresa ao site Pocket-Lint. As palavras do representante da LG foram fortes e diretas, comunicando que “nada disso é verdade. O Korea Herald está mostrando novamente o seu perfil amadorista. Seguimos trabalhando com o Windows Phone, mas por enquanto estamos focados no Android, por causa de uma demanda maior”.

A declaração pode esclarecer os fatos, mas também indica que a matéria não é totalmente falsa, porque a LG admite que agora mesmo o desenvolvimento do hardware para Windows Phone é algo secundário. De qualquer forma, a decisão do fabricante é temporária, com a possibilidade de ser uma pausa proposital, esperando que a Microsoft comece a distribuir o Windows Phone 8 para os fabricantes.

Também é preciso levar em conta que o custo de desenvolvimento e fabricação de smartphones com Windows Phone 8 será muito inferior, porque o novo sistema operacional poderá aproveitar grande parte do hardware já utilizado na produção de telefones Android. Por causa disso, não nos espantaria se a LG decidiu esperar alguns meses antes de lançar novos telefones com o sistema da Microsoft, evitando dessa forma investir em telefones que vão ficar obsoletos rapidamente.

Via Pocket-Lint

Especial | O @TargetHD visitou a fábrica da Multilaser em Extrema (MG). Confira essa visita em detalhes

by

A Multilaser está comemorando 25 anos de atividades em 2012, e como parte das ações promocionais, convidou jornalistas e blogueiros de tecnologia para conhecerem a sua fábrica em Extrema (MG). Aceitei o convite feito pela assessoria de imprensa da empresa, e durante toda uma tarde (no dia 25/04), pude conhecer um pouco mais sobre a empresa que oferece mais de 1.200 itens diferentes no mercado de tecnologia nacional.

A visita foi coordenada por Renato Feder, sócio-diretor da Multilaser, que apresentou em todo o processo de produção dos seus produtos, na sequência como eles são concebidos. Como o foco principal da empresa está na produção de componentes de informática e aparelhos eletrônicos, todo o tour se focou na produção de pendrives, celulares e tablets, mas o processo não difere muito para os demais produtos desenvolvidos por eles. A linha de produção começa na impressão e recorte das placas a serem utilizadas nos dispositivos.

Essas placas e outros componentes são importados (80% das peças chegam da China), e no caso dessas placas, elas chegam virgens ao Brasil, ou seja, sem nenhum tipo de chip com memória ou processador, que são inseridos na placa em um estágio posterior. Cada placa possui o seu circuito impresso através de um molde específico para cada produto, permitindo a impressão de várias placas por vez, em uma tiragem que pode chegar a milhares de unidades por dia (no caso dos pendrives). Depois dos circuitos impressos, os chips são inseridos na placa manualmente (se imaginava que esse seria um processo automatizado), pelo fato de ser um processo de alta precisão. Caso aconteça algum erro na inserção dessa placa, ou o chip inserido na placa apresenta algum defeito, essa placa pode ser reaproveitada.

A área de produção e montagem de produtos é ampla, e a empresa trabalha em dois turnos, com equipes diferentes. Segundo foi informado durante o tour, não há a necessidade de colocar a fábrica em funcionamento 24 horas por dia, e na ocasião da visita, a empresa já tinha cumprido a sua meta de produção do mês. A Multilaser só aumenta a sua produção no período do ano de maior volume de vendas, que é o último trimestre do ano. Quando isso acontece, a empresa passa a trabalhar 24 horas por dia, em três turnos, mas contratando novos funcionários para as vagas necessárias para essa produção. Desse modo, a empresa estimula a criação de vagas de trabalho, inserindo outras pessoas no mercado profissional.

Outro detalhe interessante está na política de incentivo de metas da Multilaser. As linhas de montagem são compostas por grupos de trabalho, onde cada membro do grupo realiza uma função específica para completar um determinado lote de produtos. Se a meta do dia for cumprida, há uma bonificação no salário de cada membro do grupo. Porém, se esse mesmo grupo está adiantado em sua meta de produção, pode assumir a montagem de outros produtos, para aumentar essa bonificação. Além disso, as linhas de produção respeitam uma organização previamente estabelecida, e cada equipe tem a sua meta de produção designada antes de cada turno. Se cumprem a meta, uma nova janela de produção começa, com um novo lote do mesmo produto, ou um produto diferente a ser montado.

Outro detalhe importante observado na fábrica da Multilaser: o predomínio das mulheres na linha de montagem dos produtos. Aqui, a explicação é muito simples e direta: a precisão das mãos femininas. Como estamos lidando com componentes muito pequenos, as mulheres naturalmente são mais cuidadosas para essa fase do processo. E, de fato, são vários componentes a serem inseridos entre os componentes, e mãos muito pesadas podem causar imprecisões e danos no resultado final do produto. Com essa medida, a Multilaser reduziu consideravelmente a porcentagem de problemas nos produtos, aumentando a capacidade de produção e a produtividade da empresa como um todo.

A qualidade dos produtos é algo que todo consumidor consciente procura antes de investir o seu dinheiro em um item. A Multilaser demonstrou que ao menos faz a sua parte para garantir que o produto chegue ao consumidor em condições de uso, através de uma equipe específica para testes dos produtos recém fabricados. Cada equipamento produzido é testado em todas as suas funções, com calma, para garantir que o mesmo vai chegar ao consumidor em pleno funcionamento. Cada funcionário é responsável pelo teste daquela unidade, adicionando um selo de certificação no produto, com a numeração do funcionário, que garante o perfeito funcionamento da unidade. Se um produto apresenta algum tipo de defeito para o consumidor, indo para a assistência técnica, a Multilaser pode detectar qual é o funcionário responsável pela revisão daquela unidade, tomando assim as providências necessárias para que o índice de problemas diminua cada vez mais.

Outra informação passada pela empresa é que a sua área de atendimento ao cliente é da própria Multilaser, não utilizando profissionais terceirizados nesse segmento da empresa. Para eles, passou a ser importante ter o controle total dessa área, pois acaba sendo mais eficiente para eles se envolverem de forma direta com os problemas do consumidor. Além disso, sua assistência técnica também é realizada diretamente na fábrica da Multilaser, não contando mais com agentes e técnicos terceirizados. O motivo foi o alto índice de insatisfação com o serviço realizado por boa parte dos técnicos terceirizados. Além disso, o envio direto para a fábrica agiliza o processo para a empresa e para o consumidor, uma vez que o cliente não paga o valor do frete do produto, e a empresa pode até mesmo trocar o produto em questão, caso os danos sejam irreversíveis.

Os setores de estoque e logística são igualmente importantes para a Multilaser. Antes de cada lote ser estocado, uma porcentagem de produtos já embalados passam por um teste final para saber se tudo está funcionando conforme o planejado. Essa porcentagem pode ser de até 10% (variando para menos), seguindo as regras de especificações internacionais. De cada série de produtos, aproximadamente 32 unidades são testadas. O lote é aprovado se esses 32 itens funcionarem perfeitamente. Caso uma unidade apresente falha, outras 32 peças passam por teste. Se duas ou mais unidades apresentam defeito, o lote inteiro volta para ser novamente avaliado.

A Multilaser se prepara para duas outras expansões na sua fábrica de Extrema. Essas ampliações tem como objetivo aumentar a capacidade de produção da empresa e, por consequência, o seu estoque, que é dividido em “ruas”, onde até dois funcionários são responsáveis pela organização das vagas de armazenamento disponíveis em cada rua. Mais uma vez, a explicação da escolha é simples: um número maior de pessoas envolvidas tornaria o processo mais complexo e confuso. De fato, o sistema do estoque só funciona com funcionários designados para cada área, onde cada um vai saber onde está um determinado item para ser retirado, e sua reposição também só pode ser feita por aquele que realmente sabe onde um item deve ser retirado do estoque.

Por fim, a Multilaser apresentou seus números. A empresa hoje tem como seus principais produtos (na ordem) os pendrives, os celulares e os acessórios de informática. Esses grupos de produtos são os principais responsáveis pelo crescimento da empresa, que começou como uma fabricante de cartuchos para impressoras, e se tornou a marca líder no segmento de acessórios de informática. A empresa está conquistando gradativamente os usuários de entrada, ou a nova classe média brasileira, oferecendo produtos com uma garantia maior do que os produtos de “mercados alternativos”, e soluções. interessantes para quem não pode adquirir um modelo “top”. Essa é a ideia da empresa: oferecer produtos com especificações técnicas interessantes, com preços competitivos.

Agradeço mais uma vez ao pessoal da assessoria de imprensa da Multilaser pelo convite.

Eduardo Moreira viajou para Extrema (MG) a convite da Multilaser. 

Microsoft estabelece a estratégia do Windows Phone Tango, trazendo a linha para 256 MB de RAM

by

Já está claro que o Windows Phone Tango está centrado nos modelos mais modestos, mas a pergunta que segue é: a troco de quê? A Microsoft delimitou quais são as características da plataforma nova, deixando essa marca nos 256 MB de RAM. Para que tudo funcione do mesmo modo fluído que os modelos mais avançados, foram eliminadas as funções “Local Scout” do Bing (uma espécie de filtro local para os resultados do buscador), a troca rápida de um aplicativo para outro (sempre que esse aplicativo não atinja o limite de 90 MB de RAM), o upload automático de fotos ou a reprodução de conteúdos em alta definição. Com isso, os usuários de modelos mais básicos poderão contar com uma versão muito mais ágil e rápida do sistema operacional de Redmond.

Via The Verge

Sony cancela o desenvolvimento de aplicativos para o Dash

by

Dois anos depois de apresentar o Dash, durante a CES 2010, a Sony anunciou que o seu porta-retratos inteligente/despertador interativo com Chumby OS chegou ao seu fim como plataforma de desenvolvimento e, ao que tudo indica, como produto comercial também. No site de programadores do produto, um comunicado informa que o site do Sony Dash encerra suas atividades em 29 de fevereiro de 2012, não mais recebendo o desenvolvimento de novos aplicativos. Também está encerrado o fórum para desenvolvedores e sua área de suporte, que fecha as portas no dia 31 de março. Por enquanto, o fim comercial do Sony Dash não foi anunciado, mas eu acredito que, agora, é uma questão de tempo.

Via Área de Desenvolvimento do Sony Dash