Arquivo para a tag: cyanogen

Cyanogen leva o Android 6.0 Marshmallow para o Samsung Galaxy SII

by

Galaxy-SII

Para muitos, o Galaxy SII foi um dos melhores smartphones da Samsung em todos os tempos. Na época, enfrentou o iPhone 4S de frente, e mesmo com especificações defasadas, ele sobreviveu bem aos efeitos do tempo.

O Galaxy SII conta com um processador dual-core de 1.2 GHz, 1 GB de RAM e 16 GB ou 32 GB de armazenamento (expansível). O suficiente para rodar o Android Lollipop ou até o Android Marshmallow. Porém, sem suporte oficial há tempos, é impossível ver esses novos softwares nesse modelo de forma oficial. Ainda bem que temos as ROMs personalizadas, que dão uma sobrevida ao dispositivo.

Nesse sentido, a Cyanogen lançou uma build oficial do Android 6.0 Marhsmallow para o Galaxy SII. O download tem 252.86 MB, e pode ser feito nesse link. Tenha em conta que o status desse software é “nightly”, ou seja, é uma build preliminar, que não está totalmente pronta, e que pode apresentar alguns erros que ainda serão resolvidos.

Mesmo assim, é um grande feito para os proprietários desse ótimo smartphone. Posso dizer que já tive uma unidade do Galaxy SII, e afirmo que foi um dos melhores smartphones que tive a oportunidade de usar nessa minha longa vida de geek conectado.

Via SlashGear

Cyanogen trabalha em smartphones potentes de US$ 75

by

Cyanogen

A Cyanogen está trabalhando com os fabricantes para colocar no mercado smartphones na casa de US$ 75, que ofereçam um bom desempenho, mas com um hardware econômico (talvez com SoCs MediaTek).

Mas nem tudo é hardware nesse segmento. A Cyanogen quer evitar a instalação de aplicativos duplicados nesses dispositivos, algo muito com um em smartphones Android, onde podemos encontrar dois navegadores ou dois clientes de e-mail pré-instalados (por exemplo), além de reduzir a presença de bloatwares que lastram o desempenho do dispositivo.

A base desses novos smartphones seria o CyanogenOS 13 (Android M), e seu lançamento aconteceria em 2016, em conjunto com um novo modelo top delinha, que até agora não tem informações.

Sem dúvida, um projeto ambicioso e interessante.

Via GSMArena

Cyanogen vai integrar o Cortana na sua próxima versão

by

Microsoft-Cortana-Build-2014-000

Kirt McMaster confirmou que a Cyanogen vai integrar o Cortana na próxima grande revisão do seu sistema operacional. O CEO fez questão de confirmar que o movimento não se produzirá mediante aplicativos de terceiros, e o assistente pessoal da Microsoft será integrado de forma natural no sistema.

Isso já era esperado. Os principais sistemas operacionais contam com o seu próprio assistente virtual (Siri no iOS, Cortana no Windows Phone e Google Now no Android). Sobre a opção pelo Cortana, ela não surpreende, já que o assistente está disponível em fase beta para o Android, sistema operacional que é a base do Cyanogen.

Por outro lado, vale lembrar que esta não é a primeira vez que a Cyanogen aposta em soluções da Microsoft, já que as duas trabalharam juntas na implementação do Office, OneDrive e Skype na sua plataforma móvel.

Via NextPowerUP!

Cyanogen tem mais usuários que Windows Phone e BlackBerry juntos

by

Cyanogen

A Cyanogen informa que superou a marca dos 50 milhões de usuários, e garantem que contam hoje com ‘mais usuários que a soma do Windows Phone e BlackBerry’.

A informação é chamativa. Uma ROM alternativa que tem mais usuários que a terceira maior plataforma móvel do mercado e que aquela que foi há 10 anos a líder do mercado profissional só confirmam a sua grande aceitação. Não faz muito tempo que os primeiros corajosos se atreveram a instalar as ROMs da Cyanogen nos seus smartphones Android rooteados, exibindo seus feitos no xda-developers.

O tempo só provou que a Cyanogen, ROM sempre muito promissora, se tornou uma dominante. Com um crescimento fantástico, eles se transformaram em uma empresa, fechando parcerias com grandes fabricantes, como OnePlus, Qullcom (um investimento da Microsoft) e – dizem – buscando novos parceiros, que podem ser a Huawei ou a Xiaomi.

Para aqueles que perguntam onde fica a Google em tudo isso, vale a pena lembrar que a gigante de Mountain View já tentou comprar a Cyanogen quando o seu sucesso foi comprovado. Isso não foi possível, e desde então, os desencontros foram constantes. Basicamente a Cyanogen quer um ‘Android sem o Google’, com um sistema livre em todos os níveis, incluindo dos próprios serviços do Google.

Veremos onde a Cyanogen é capaz de chegar. Os 50 milhões de usuários são relevantes, e existem ótimos argumentos para que você use uma ROM como a CyanogenMod. Mas ela ainda é o Android na sua essência. E o Android é Google.

Via Android Central

O ‘divórcio’ entre Cyanogen e OnePlus é oficial

by

El-divorcio-de-Cyanogen-y-OnePlus-se-hace-oficial

A Cyanogen e o fabricante chinês de smartphones OnePlus encerraram oficialmente a sua parceria comercial.

A união da OnePlus com a Cyanogen se apresentou muito promissora para o fabricante chinês, já que oferecia aos seus dispositivos um grande diferencial: o CyanogenMod como ROM padrão, no lugar do Android. Um dos mais populares softwares do sistema do Google era uma das armas do OnePlus One.

Porém, um acordo da Cyanogen na Índia não agradou a OnePlus, já que a desenvolvedora de software concedeu de forma exclusiva os direitos do seu sistema operacional para um fabricante hindu, o que tornava muito difícil a venda de dispositivos da OnePlus no país, a não ser que o sistema operacional fosse trocado.

A Cyanogen tentou reduzir a tensão criada, retirando o seu apoio ao OnePlus, mas os chineses não aceitaram a desculpa da empresa de software, de modo que anunciou o desenvolvimento de sua própria bifurcação Android, a OxygenOS.

No evento Global Mobile Internet Conference, o CEO da Cyanogen, Kirk McMaster, disse que a OnePlus construiu a sua marca usando o Cyanogen, e que não teria muito sucesso sem essa parceria que chegou ao fim. Além disso, afirmou que as duas empresas contam com visões diferentes, e que dificilmente voltarão a trabalhar juntas.

Uma forma ‘muito sutil’ de dizer que a parceria acabou da pior maneira possível.

Mas… a OnePlus terá futuro utilizando o OxygenOS no lugar do CyanogenMod?

Tempo? É a sua vez de agir!

Via Neowin

Cyanogen vai integrar aplicativos da Microsoft

by

cyanogen

Não chega a ser uma grande surpresa para aqueles que acompanharam mais de perto os últimos movimentos das duas empresas envolvidas. A Cyanogen confirmou que vai pré-instalar aplicativos da Microsoft no seu sistema operacional Android até o final de 2015.

Nesse pacote, apps populares como Bing, Skype, OneDrive, OneNote, Outlook e Microsoft Office estão confirmados. E quando dizemos que a notícia não surpreende, é porque a algum tempo surgiram os rumores que indicavam que a Microsoft iria investir no Cyanogen, com o desejo de bater de frente com o Google nesse aspecto. Não sabemos ainda se esse movimento aconteceu tal e qual foi previsto, mas fica claro que as duas empresas chegaram a um acordo para integração nativa de aplicativos no Cyanogen OS.

Este não é o primeiro movimento que a Microsoft faz sobre o assunto. A gigante de Redmond está se expandindo para outras plataformas, com o claro objetivo de oferecer os seus serviços para o maior número de usuários, independente do sistema operacional, e até conta com um launcher próprio para o Android.

Agora, os seus tentáculos alcançaram o Cyanogen OS. Veremos o que vem a seguir.

Via The VergeCyanogen

 

Microsoft NÃO estaria interessada em investir na Cyanogen, segundo a Bloomberg

by

650_1000_nadella-cyanogen

De acordo com a Bloomberg, a Microsoft não faria parte do grupo de investidores recentes da Cyanogen. Antes era especulado que a gigante de Redmond investiria pelo menos US$ 70 milhões.

Os caminhos que a Microsoft poderia tomar com a Cyanogen eram promissores. A empresa já ganha muito com as patentes relativas ao Android, mas eles poderiam criar o seu próprio fork do sistema da Google. É até possível que as duas partes tenham se aproximado, buscando algum tipo de parceria, incluindo o uso de aplicativos e serviços da Microsoft, mas nada de investimento majoritário na Cyanogen.

O que é uma realidade é que a Cyanogen fará uma nova rodada de investimentos estimados em US$ 110 milhões arrecadados, onde muitos nomes importantes estão envolvidos. O valor da empresa depois dessa rodada se estima em US$ 500 milhões.

Como já é comum nesses casos, nenhuma das empresas citadas comentaram o assunto.

Via Bloomberg

Cyanogen renova sua imagem, e conquista os designs de referência da Qualcomm

by

650_1000_cyanogen

A Cyanogen Inc anunciou na Mobile World Congress 2015 algumas novidades sobre a sua empresa para os próximos meses. A primeira delas e a mudança da imagem da marca, que abandona um pouco de suas raízes de comunidade de desenvolvedores (e a visão um pouco ‘haker’ da sua ROM Android) para um branding mais próximo do usuário final.

A segunda novidade é o anúncio de um acordo com a Qualcomm para o desenvolvimento de software para os seus designs de referência. Esses smartphones servem como modelos base para os fabricantes que quiserem aproveitar esses modelos nos seus próprios designs, enquanto que a Qualcomm integrará nesses dispositivos os SoCs Snapdragon das famílias 200, 400 e 600 – a série 800 fica de fora, aparentemente -, com as ROMs da Cyanogen para demonstrar o potencial desses dispositivos.

A parceria pode fazer com que os fabricantes apostem diretamente na ROM da Cyanogen, uma vez que a integração do software com a proposta de hardware da Qualcomm promete resultados realmente destacáveis. A Cyanogen garante que vão centrar seus esforços para obter o melhor desempenho de todas essas famílias de processadores.

Fica claro que a Cyanogen Inc. está dando os passos adequados para se transformar em uma verdadeira referência entre os fabricantes de dispositivos Android. Seus últimos movimentos foram um pouco discutíveis (aka trair a OnePlus), mas fica claro que eles são bem ambiciosos, e não tem problemas em demonstrar isso.

Via TheVerge

Logo da Cyanogen desaparece do OnePlus One

by

oneplus-sin-cyanoge

Acabou de vez o amor entre Cyanogen e OnePlus. As divergências que separavam as duas empresas apresenta a primeira consequência visível na parte traseira do OnePlus One, que deixa de exibir o logotipo da desenvolvedora da ROM Android personalizada.

Os novos dispositivos que estão chegando aos proprietários nos últimos dias apresentam a ‘novidade’, que condiz com o fato da OnePlus preparar a sua própria ROM, a OxygenOS. No dia 12 de fevereiro eles vão revelar alguns detalhes desse software, e até lá eles querem preparar o caminho para a nova fase, evitando a associação natural que a Cyanogen tinha com os seus produtos.

O futuro OnePlus Two deve aparecer no segundo trimestre de 2015, e pode receber a versão final do OxygenOS, que tem como missão superar a qualidade da ROM da Cyanogen, que ainda segue instalado como padrão no OnePlus One.

Via PhoneArena

Microsoft vai investir na Cyanogen Inc: fork a caminho?

by

nadella-cyanogen

Segundo o Wall Street Journal, a Microsoft está disposta a investir US$ 70 milhões na Cyanogen Inc, adquirindo uma pequena participação da empresa. Isso levanta a hipótese da gigante de Redmond em utilizar um fork do Android nos seus futuros smartphones.

O Nokia X foi um experimento da finada Nokia com a plataforma da Google, com a particularidade de substituir os serviços e aplicativos de Mountain View pelas soluções da Microsoft. A gigante de Redmond abandonou o projeto depois da compra da Nokia, mas esse movimento pode indicar um interesse renovado para um hipotético plano B.

Também não podemos descartar a possibilidade da Microsoft debilitar a própria Google e seu controle sobre o Android, uma vez que os planos da Cyanogen é lançar uma versão do Android independente daquela produzida pela gigante de Mountain View. De fato, a fonte da notícia informa que a Microsoft não seria a única a investir na startup, mas não revela a identidade de outras empresas interessadas na ROM modificada.

 

Faz algum sentido esse investimento?

cyanogenmod

Fato é que esse investimento soa contraditório, levando em conta que a Microsoft está preparando o lançamento do Windows 10, e que propostas como os aplicativos universais parecem deixar claro a ambiciosa proposta de convergência do seu novo sistema operacional.

Nenhuma das empresas comenta a informação, mas o CEO da Cyanogen afirmou na semana passada que sua empresa pretende ‘levar o Android além da Google’. A versão do Android que nasceu como uma ROM modificada – que milhões de usuários utilizam diariamente – acabou separando essa versão ‘comunitária’ da versão comercial do Android, integrada em dispositivos de fabricantes como OnePlus ou Micromax.

Resta saber então se haverá investimentos da Microsoft na Cyanogen, e se houver, se isso pode significar uma potencial aparição desse software nos dispositivos da empresa… ou se essa é apenas uma aposta econômica a favor de uma empresa que parece ter boas perspectivas de futuro.

Via WSJ

Yu Yureka, smartphone da Micromax baseado no Cyanogen

by

650_1000_yu-yureka2

Foi apresentada a nova família de smartphones da Micromax baseada no Cyanogen. Os modelos Yu Yureka são os primeiros desse novo portfólio de produtos, e é um dispositivo de linha média/baixa, dependendo de suas especificações e preço.

Os novos modelos contam com tela IPS de 5.5 polegadas (720p), processador Qualcomm Snapdragon 615 octa-core, 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento (expansíveis via microSD), câmera traseira de 13 megapixels e câmera frontal de 5 megapixels. Sua bateria possui 2.500 mAh, e o modelo conta com slot dual SIM e suporte LTE.

Os dispositivos estão disponíveis para compra na Amazon Índia, com um preço sugerido de 115 euros. Uma relação custo/benefício que inicialmente parece ser excelente, principalmente por tudo o que a ROM Cyanogen oferece (com o Android 4.4.4), com qualidade comprovada no OnePlus One e em outros tantos dispositivos disponíveis ao redor do planeta.

650_1000_yu-yureka

Tal lançamento reforça o mal estar entre a Cyanogen e a OnePlus. A exclusividade da Micromax fez com que a OnePlus iniciasse o desenvolvimento de sua própria ROM Android (que deve ser anunciada em breve), o que quase resultou no bloqueio das vendas dos dispositivos OnePlus na Índia, por conta dessa exclusividade.

O comportamento da Cyanogen aqui é discutivel, principalmente quando lembramos que a OnePlus apostou neles desde o começo – e será interessante saber como o assunto vai terminar. Fato é que esse é mais um smartphone que tenta roubar o protagonismo para propostas similares de outros fabricantes, inclusive plataformas como o Android One.

Via The Next Web

OnePlus vai desenvolver sua própria ROM

by

650_1000_oneplus-final-1

A expansão do OnePlus enfrenta dificuldades na Índia, um país onde eles planejam oferecer o OnePlus One a partir de 2 de dezembro. Porém, a Cyanogen, responsável pelo sistema operacional dos smartphones, anunciou no último dia 26 de novembro que sua plataforma estaria disponível na Índia de forma exclusiva em dispositivos da Micromax.

A Micromax é a principal fabricante da Índia (na frente da Samsung, se levarmos em conta todos os tipos de dispositivos), e parece que a Cyanogen não resistiu à esse mercado em potencial – e ao contrato que obriga a exclusividade deles com a Micromax, impedindo assim uma parceria com a OnePlus na Índia.

650_1000_cyanogenmod-logo1-1

Este grave problema fez com que a OnePlus mudasse os seus planos, designando uma equipe para desenvolver uma versão própria do Android, que deve gerenciar os seus futuros dispositivos. A empresa espera que a versão preliminar dessa plataforma esteja disponível na Índia já em dezembro, e a versão final para produção pode chegar em fevereiro de 2015. Essa ROM estaria baseada no Android 5.0 Lollipop, e será pensada na estabilidade, leveza e desempenho.

A ideia é não integrar nenhum bloatware e respeitar a filosofia Material Design do Android Lollipop. O suporte dessa plataforma para o OnePlus One está garantido por pelo menos dois anos, a partir do momento que o primeiro preview do software for apresentado.

Aos poucos, os proprietários do OnePlus One receberão essa ROM. A empresa vai deixar instruções para que qualquer usuário possa realizar a troca de ROM sem maiores problemas.

Cyanogen na alça de mira da Microsoft, Amazon, Yahoo e Samsung

by

cyanogen-inc-2

A Cyanogen Inc nasceu em setembro de 2013, e se calcou no sucesso da ROM CyanogenMod para tornar esse software um produto comercial. Rapidamente, vimos os primeiros sinais de sucesso, principalmente nos modelos da Oppo e no ótimo OnePlus One.

A ROM personalizada da CyanogenMod é baseada no Android, mas suas características adicionais tornaram o seu software muito valorizado entre os usuários. Ao ponto de gigantes como Microsoft, Amazon, Yahoo e Samsung ficarem interessadas em parcerias ou eventual aquisição da empresa.

O site The Information revela que as empresas citadas estão observando muito de perto as atividades da Cyanogen Inc e da ROM Cyanogen. A empresa já obteve US$ 30 milhões em investimentos de empresas como Redpoint Ventures, Andressen Horowitz e Benchmark Capital, sem falar na gigante chinesa Tencent. A Microsoft pode ser a próxima a se envolver em uma futura rodada de financiamentos.

Quem afirma é uma “fonte próxima da Microsoft”, que não revela mais dados. Ainda segundo o The Information, o próprio CEO da empresa, Satya Nadella, se reuniu com os responsáveis da Cyanogen Inc. para falar do futuro das duas empresas.

Tal manobra é curiosa, levando em conta que a Microsoft abandonou a série de dispositivos Nokia X (que contavam com um fork Android). Ou será que a Cyangen conseguiu seduzir Nadella a tal ponto?

Via The Information

Cyanogen e ex funcionários da Amazon, Google e HTC trabalham em grande projeto

by

cyanogenmod-installer

A Cyanogen uniu forças com uma empresa chamada Nexbit, que é composta por ex funcionários da Amazon, Google e HTC, e que promete oferecer em breve “o futuro da tecnologia móvel”. Por enquanto, não apresentou nada, mas essa nova parceria pode acelerar um pouco as coisas.

Independente daquilo que eles estão criando, a chegada da Cyanogen pode fazer com que cedo ou tarde algo seja apresentado. Por enquanto, a única coisa que foi revelada é que aqueles que testam o projeto deverão estar dispostos a apagar completamente os dados do seu dispositivo (que pode ser um Nexus 5 ou Nexus 7). Se isso parece pouco, o último contratado da Nexbit é Scott Croyle, responsável pelo design dos smartphones top de linha da HTC.

Será que há potencial desse time nos surpreender?

Via Cyanogen, Nexbit

OnePlus planeja abandonar o Cyanogen, para criar o próprio software

by

oneplus-one

É uma notícia curiosa, levando em conta que o smartphone em questão foi concebido com o pessoal da Cyanogen – e esse é claramente um dos motivos de suas reclamações. Rumores vindos da China (site Sina Tech) revelam que a OnePlus já está trabalhando em suas próprias ROMs.

O que dizem é que o desenvolvimento do sistema não está tão rápido quanto a OnePlus gostaria, e já haveriam mudanças de estratégia para um futuro próximo, ou com novos produtos, ou diretamente com o OnePlus One. Para isso, o fabricante deslocaria a sua equipe de desenvolvimento para Taiwan, para o desenvolvimento de sua própria ROM ou versão do sistema operacional da Google.

Tudo isso, para deixar a CyanogenMod para trás.

O Sina Tech garante que a informação veio do CEO da OnePlus, Peter Lau, mas não há uma forma simples de confirmar as informações. Outros veículos locais contactaram a empresa, que confirmaram a mudança de país, mas nada sobre abandonar a Cyanogen.

Até que novos detalhes apareçam, e se tudo isso estiver correto, teremos outro fabricante personalizando o Android. Sabemos da capacidade deles por conta dos primeiros modelos Oppo. Porém, é tudo aquilo que a Google NÃO quer para o seu sistema.

Também devemos ver o assunto por outra ótica. Sair da China para fazer um trabalho especial e localizado pode significar uma forma de desenvolver suas ROMs no telefone atual, inclusive ao gosto do mercado chinês. Sair para manter segredos importantes.

O CyanogenMod é um trabalho elogiado por ser simples e intuitivo. Porém, há coisas que precisa melhorar, como o aplicativo de câmera ou a velocidade de atualizações. E a OnePlus não parece muito disposta a esperar.

Via MobileGeeks

Cyanogen se transforma em uma empresa, e quer ser o terceiro ecossistema móvel do mercado

by

cyanogenmod

A Cyanogen é uma das equipes de customização de ROMs Android mais populares do mundo, e cresceu de forma assustadoramente rápida, adicionando recursos e refinamentos ao sistema da Google com uma velocidade relâmpago. Até aí, nenhuma surpresa. O que ninguém sabia era que, desde abril de 2013, essa mesma equipe se transformou em uma empresa independente, a Cyanogen Inc.

Só agora a empresa foi oficialmente anunciada, e é dirigida pelo co-fundador da operadora australiana Boost Mobile, Kirt McMaster. A nova empresa vai centrar as suas atividades no desenvolvimento do CyanogenMod como uma plataforma independente, abandonando a sua faceta amadora e/ou prioritariamente orientada para a criação de firmwares para os usuários mais experientes ou curiosos.

Alguns dos desenvolvedores mais veteranos do projeto, como Steve Kindik e Koushik Dutta (agora chefe de tecnologias e vice-presidente de engenharia, respectivamente) foram contratados como funcionários da empresa, para garantir a manutenção dos futuros projetos da Cyanogen, que agora quer competir diretamente com Apple, Google, Microsoft e derivados.

Nesse momento, a Cyanogen coloca a maior parte dos seus esforços em refinar a experiência do usuário, o que inclui o lançamento de um instalador, que deve acabar de uma vez por todas com o problema do atual processo de instalação de ROMs, que foi descrito pelo próprio Kondik como “horroroso” (e ele tem toda razão). Este instalador independente estará disponível na própria Play Store, inicialmente para um pequeno número de dispositivos compatíveis, e mais adiante, para uma ampla gama de smartphones e tablets.

Basicamente, o que a Cyanogen Inc. quer é oferecer a possibilidade do usuário personalizar o seu smartphone da forma mais simples possível, e o uso das novas características recentemente implementadas nas suas ROMs podem dar uma prévia das novidades que poderemos ver nos futuros lançamentos da empresa.

Obviamente, um sistema operacional móvel não chega a lugar nenhum sem o apoio dos fabricantes. E talvez seja nesse ponto que a Cyanogen tem as mais surpreendentes novidades. Uma vez que eles não esperam se transformar em uma opção popular no mercado com a sua orientação atual (voltada para os heavy users e curiosos, no esquema “faça você mesmo”), a empresa fechou uma parceria com um fabricante de hardware (cujo nome não foi mencionado), que se comprometeu a fabricar dispositivos com o CyanogenMod pré-instalados. Além disso, a empresa está explorando outros modelos de negócio para ampliar a sua cota de mercado.

O que a Cyanogen tem como objetivo é oferecer uma flexibilidade maior que as oferecidas no iOS e Windows Phone, aproveitando a natureza aberta do Android, e o enorme potencial de sua base de desenvolvedores e usuários, mas com uma experiência de uso simplificada e um maior nível de segurança que o sistema da Google oferece hoje.

A proposta é muito atraente, mas ousada e difícil de se vislumbrar como uma empresa independente, mas com um autêntico plano de negócios. Mesmo assim, não vai ser nada fácil conseguir tirar a Microsoft do terceiro posto entre os sistemas móveis. Porém, não podemos duvidar da capacidade desses caras.

Fiquemos de olho na nova Cyanogen Inc.

Via CyanogenMod.org

CyanogenMod 10.1 baseado no Android 4.2 já está em desenvolvimento

by

A CyanogenMod anunciou hoje (22) que sua equipe já está desenvolvendo uma nova versão de sua famosa ROM customizada, já baseada no código fonte da mais recente versão do sistema operacional móvel do Google, a Android 4.2 Jelly Bean.

A ROM em questão é a CyanogenMOD 10.1, e não a versão 11 da plataforma, como se especulava anteriormente. O motivo dessa escolha é simples: a mudança do Android 4.1 para 4.2 não foi tão grande, logo, a nomenclatura não precisa de uma mudança tão drástica. Segundo o programador conhecido como Cyanogen (Steve Kondik), a ROM está em fase de desenvolvimento, mas eles já conseguiram fazer com que algumas das principais características do Android 4.2 funcionassem com sucesso, como o seu renovado centro de notificações e os widgets na tela de bloqueio.

O anúncio do desenvolvimento dessa versão customizada do novo Android foi feita no perfil do próprio Cyanogen no Google+, que é onde ele costuma fazer as declarações desse porte. O desenvolvimento das ROMs alternativas já é possível, uma vez que o código fonte do Android 4.2 foi liberado via AOSP (Android Open Source Project), e entre as diversas customizações que devem aparecer nas próximas semanas, a mais esperada é, sem sombra de dúvidas, a da CyanogenMod, uma vez que eles contam com mais de 2 milhões de usuários.

Um dos desafios de toda customização que se preze é o período de adaptação necessário para cada dispositivo existente. O mesmo acontece com a equipe da CyanogenMod, ou seja, não adianta os usuários se desesperarem, ou usar de pressão psicológica para apressar o desenvolvimento dessas ROMs. Elas estarão prontas no seu tempo certo (palavras do próprio Cyanogen), já que a única regra que ele mesmo impõe aos usuários é que não fiquem perguntando para os desenvolvedores quando a ROM será lançada (o pessoal que faz legendagem de séries sabe o quão chato é esse comportamento…).

Por fim, não podemos deixar de mencionar o notável compromisso desses desenvolvedores independentes com a comunidades de usuários, que na sua maioria se encontram abandonados pelos fabricantes dos seus respectivos dispositivos no quesito atualizações, mas conta com a CyanogenMod e outros desenvolvedores para receber a mais recente versão do Android.

HP TouchPad recebeou o Android Jelly Bean antes de vários tablets, graças ao CyanogenMod 10

by

Não importa muito o que a HP ou o pessoal do projeto Open webOS digam sobre o TouchPad: o antigo tablet com raízes Palm se nega a morrer, graças ao apoio de uma comunidade de fãs muito ativa.

A popular ROM CyanogenMod foi instalado no TouchPad por um membro do fórum XDA-Developers, e o resultado é bem positivo. Esta versão do CyanogenMod 10 recebe o nome de “preview build”, porque faltam ainda alguns testes e ajustes a específicos a serem realizados, pensados exclusivamente para o tablet da HP, como aceleração de vídeo e parte de som, que estão ausentes. De qualquer forma, o sistema Android Jelly Bean funciona bem fluída no tablet.

Abaixo, um vídeo demonstrativo que certamente pode servir de inspiração para que muita gente faça o mesmo em seu pequeno (e extinto) TouchPad.

Via XDA-Developers