Arquivo para a tag: continuum

Lenovo SoftBank 503LV, o primeiro smartphone da empresa com Windows 10 Mobile

by

Lenovo SoftBank 503LV

A Lenovo anunciou no Japão o Lenovo SoftBank 503LV, smartphone com Windows 10 Mobile e compatível com o modo Continuum. O dispositivo é exclusivo do mercado japonês, concebido em parceria entre Lenovo, Microsoft Japão e o provedor de internet SoftBank.

 

Assim é o Lenovo SoftBank 503LV

Lenovo SoftBank 503LV 02

O Lenovo SoftBank 503LV é um dispositivo de linha média, com uma tela de 5 polegadas (HD), câmeras de 8 MP e 5 MP. Porém, oferece o suficiente para um ótimo desempenho, e o mínimo para ser compatível com o Microsoft Continuum.

Recebem um processador Qualcomm Snapdragon 617 octa-core Cortex A53, GPU Adreno 405, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento (expansíveis via microSD). O modelo é compatível com as redes 4G, inclui WiFi dual-band, Bluetooth e porta microSD. Tudo é alimentado por uma bateria de 2.250 mAh.

O Lenovo SoftBank 503LV vem com vários apps pré-instalados (Skype, Office Mobile, etc), e pode ser conectado com um  monitor, teclado e mouse, oferecendo uma experiência de desktop.

O Lenovo SoftBank 503LV não deve desembarcar em outros países (pelo menos não com esse nome), mas não descartamos a possibilidade da Lenovo usar o meso hardware para outro modelo. Preço e data de lançamento não foram confirmadas, mas tudo indica que será no final de outubro.

Via SoftBank

Funker W6.0 Pro 2, uma aposta no design, no Windows 10 e no Continuum

by

Funker W6.0 Pro 2

A Funker viu que a Microsoft está mudando sua estratégia para disseminar o Windows 10 Mobile, e voltou a apostar na plataforma com um novo smartphone, o Funker W6.0 Pro 2, que apesar de não ser o primeiro smartphone da empresa com este sistema operacional, é o primeiro compatível com o modo Continuum.

O Funker W6.0 Pro 2 é um smartphone top de linha, apesar de não contar com o processador mais potente do mercado. Possui um design muito atraente, com uma tela LTPS de 6 polegadas (Full HD, 368 ppp) fabricada pela Japan Display e proteção Gorilla Glass 3. Seu processador é um Qualcomm Snapdragon 617 octa-core a 1.5 GHz, trabalhando com 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento (expansíveis via microSD). Suas câmeras são de 13 MP e 5 MP.

Por fim, o Funker W6.0 Pro 2 conta com uma bateria de 3.900 mAh, conectividade 4G (até 150 Mbps de download), Bluetooth 4.0 e WiFi a/b/g/n/ac. Seu design entrega uma espessura de 7,9 milímetros, peso de 176 gramas e construção unibody com carcaça de alumínio.

O modelo não tem preço ou data de lançamento anunciados. Mas podemos esperar algo que fique em torno de 399 euros. Também não há previsão de lançamento para o mercado brasileiro, por se tratar de um fabricante espanhol. Quem sabe através das importadoras ou sites que comercializam dispositivos de marcas alternativas.

Via Funker

Seria este o Surface Phone da Microsoft?

by

surface-phone-rumor-leak

Supostas imagens e especificações do que seria o futuro Surface Phone da Microsoft apareceram na web nas últimas horas. Diante de tudo o que ocorreu nas últimas semanas com a linha Lumia e a divisão móvel da empresa, podemos estar diante de um projeto que já pode até estar cancelado a essa altura do campeonato, ou quem sabe jamais existiu. Mesmo assim, compartilhamos os dados com vocês.

A imagem desse post mostra o render vazado do suposto Microsoft Surface Phone, mostrando um dispositivo que contaria com uma porta USB Type-C na base, que se encaixaria no plano para reforçar o ecossistema do Continuum, transformando o smartphone em um desktop, com a ajuda de alguns acessórios e uma tela.

Também é possível ver uma característica muito típica da linha Surface: o famoso teclado dobrável em forma de tampa e suporte. Tudo parece se encaixar com um dispositivo real da Microsoft, mas não podemos afirmar nada. Podemos estar diante apenas de um conceito e não de um render oficial e definitivo, ou que este já tenha sofrido modificações no seu processo de produção.

O Surface Phone só deve chegar ao mercado em 2017 (se chegar), ou seja, podemos ter muitas mudanças. Porém, o render não foi a única coisa que vazou: algumas especificações apareceram.

O mesmo vazamento menciona características potentes para este Surface Phone, como por exemplo um escâner de íris na câmera frontal, para reforçar as opções de segurança do dispositivo, trabalhando com um leitor de digitais. Dados mais concretos como a presença de um processador Qualcomm Snapdragon 830 também são mencionados, além de uma tela de 5.7 polegadas com resolução ainda desconhecida.

O mais potente de tudo o que foi visto foi na RAM e no armazenamento, que chegaria com três opções:

– 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento
– 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento
– 8 GB de RAM e 500 GB de armazenamento

A última variante é um tanto quanto absurda e fora da realidade. É claro que é perfeitamente possível dotar um smartphone com essas características e com os componentes atuais, mas será que ele seria comercialmente viável?

Não dá pra saber se essas características são corretas ou não, mas ao menos chamam a atenção. Queremos saber mais sobre esse futuro Surface Phone, seu design e características, e principalmente sobre a sua suposta data de lançamento e seus preços. Seria ótimo que a Microsoft deixasse claro se o produto é uma realidade ou fruto da fantasia dos fãs mais criativos.

A saída da Microsoft da fabricação de dispositivos móveis abre a possibilidade dos seus parceiros construírem dispositivos com Windows 10 para smartphones. HP, VAIO e até a Alcatel agradecem. Veremos se o Surface Phone é ou não uma realidade, e se o produto ajuda a empresa a se recuperar de um momento muito difícil dentro do segmento móvel.

Via NeoWin

A Intel acabou com o sonho da Microsoft com o Surface Phone?

by

SurfacePhone

O cancelamento da produção dos chipsets Atom Mobile das séries Broxton e SoFIA por parte da Intel pode ter consequências para outros fabricantes, além de promover a retirada da gigante dos chips do mercado de processadores para smartphones. Uma das maiores prejudicadas pode ser uma parceira da empresa de décadas: a Microsoft.

Os dois sócios dominaram o mercado de PCs com a estratégia “Wintel” e ainda seguem fortes no segmento, apesar de contar com menor relevância na indústria global, pela queda nas vendas do setor e a ascensão da era da mobilidade. Pois bem, uma das consequências do fim da produção dos processadores móveis da Intel é afetar de forma sensível o projeto do Surface Phone da Microsoft, um super smartphone que visa recuperar terreno no mercado móvel, onde a maioria dos veículos especializados apontavam a presença de um chipset da Intel no dispositivo.

O Intel Broxton era fabricado em processo de 14 nanômetros, na arquitetura Goldmon, que reduz o consumo e aumenta o desempenho com quatro núcleos de processamento e gráficos integrados Intel Gen 9, que estreou nos chips Skylake. Agora, o Surface Phone (se algum dia chegar ao mercado) terá que usar chips ARM, que é perfeito para um smartphone, mas não tão preparado como os da Intel para tarefas avançadas, como o Continnum, uma das grandes armas do Windows 10 contra o Android e o iOS.

O funcionamento do Continuum em arquiteturas ARM não é tão potente e nem tem o alcance de um x86. Diante de aplicações dedicadas, os chips da Intel podem funcionar facilmente em modo Continuum, combinado com o ótimo gerenciamento de software do Windows 10.

A história ainda não está escrita, e temos que esperar pelo lançamento do Surface Phone (ou do atraente Elite x3 da HP) para comprovar suas capacidades com um Snapdragon 830 (como se especula) e as melhorias que a própria Microsoft vai aplicar no modo Continuum.

NexDock transforma o seu smartphone em notebook via modo Continuum

by

nexdock

Os smartphones com Windows 10 Mobile que cumprem com os requisitos necessários para a compatibilidade com o modo Continuum podem funcionar como uma espécie de PC de bolso. Mas… o que acha de tornar as coisas um pouco mais interessantes, transformando esse mesmo smartphone em um notebook, permitindo assim uma produtividade em qualquer lugar?

Essa foi a pergunta lançada pelos responsáveis do NexDock, que entregam a sua proposta como uma resposta mais que interessante. Temos uma espécie de “notebook”, que praticamente não possui componentes internos, com exceção da tela, dos conectores, o teclado e a bateria. Todas as suas entranhas restantes dependem de um smartphone com Windows 10 Mobile com hardware compatível com o modo Continuum para funcionar.

A ideia é muito interessante, principalmente porque também poderemos utilizá-lo com outro tipo de dispositivos, como por exemplo um PC em formato de pendrive ou dispositivo USB, ou uma Raspberry Pi. A única coisa que incomoda nessa equação toda é o seu preço de US$ 149. Por um pouco mais de dinheiro, você pode conseguir um notebook de verdade, que oferece as mesmas funcionalidades básicas que essa proposta.

Mesmo assim, é uma ideia interessante, que conseguiu chamar a atenção a ponto de superar a sua meta de financiamento coletivo. Em teoria, o NexDock começa a ser distribuído para os seus primeiros compradores em junho desse ano.

Ainda é possível adquirir uma unidade dessa remessa dentro do período de financiamento, com um preço sugerido de US$ 129 através da campanha publicada no IndieGoGo (gastos de envio cobrados separadamente).

A seguir, vídeo demonstrativo do projeto.

 

Via Neowin

Microsoft nega planos para o Windows 10 Mobile, mas impõe travas

by

windows-10-mobile-lumia

Satya Nadella, CEO da Microsoft, decidiu esclarecer alguns pontos sobre o Windows 10 Mobile diante da polêmica causada pela ausência do sistema operacional na BUILD 2016.

O ponto mais importante da fala de Nadella é que está confirmado que não há planos específicos para o sistema operacional móvel da empresa. O motivo? Para eles, não é uma plataforma específica.

 

Sem planos para os smartphones na Microsoft

satya-nadella-microsoft

Em entrevista ao Business Insider, Satya Nadella informa que a Microsoft não pensa no mobile como uma plataforma diferente, mas sim que o seu sistema deve se adaptar ao funcionamento em um tamanho de tela diferente, com um modo de uso completamente diferente.

Palavras de Nadella:

“Não penso no Windows para dispositivos móveis de forma diferente como faria com o Windows para o Hololens, ou o Windows para o Xbox. Não temos muitos Windows diferentes. Ele se executa em múltiplos dispositivos, mas em uma única plataforma de desenvolvimento, em uma única loja, com uma única suíte de ferramentas para desenvolvedores. E você adapta o Windows para cada tamanho de tela e para diferentes dispositivos de entrada e saída”.

A Microsoft vê o Windows como uma única plataforma que pode ser executada em qualquer lugar e que, simplesmente, adapta sua interface e funcionamento no dispositivo que está gerenciando. Aqui entram os aplicativos universais que a empresa está potenciando com o seu novo conversor.

O problema acontece quando a própria Microsoft cai em contradição na hora de apresentar novos dispositivos, pois o Continnum, que é a ferramenta para o Windows 10 Mobile que entrega essa experiência única e de multi-dispositivos que Nadella destaca na sua fala, não é algo para todos.

E esta é apenas mais uma das contradições que a Microsoft cai nos últimos anos.

 

A Microsoft discrimina modelos de smartphones

continnum-windows-10-mobile

Para Nadella, o Windows é um único sistema operacional, que se executa se adaptando a múltiplos dispositivos. Mas existe um passo intermediário: o Continuum.

Este foi o cavalo de batalha da Microsoft para apresentar um diferencial diante dos demais sistemas operacionais para smartphones. A possibilidade de conectar o seu telefone com Windows 10 Mobile a um sistema desktop é algo com um enorme potencial.

Porém, o Continuum não está presente em todos os dispositivos com Windows 10 Mobile, ou como Nadella começa a chamá-lo, o Windows 10 para smartphones, ou Windows para dispositivos móveis. Se um smartphone pode receber o Windows 10 mas não é compatível com o Continuum, seja por seu desempenho ou porque os seus componentes são incompatíveis, temos aqui uma fragmentação que a Microsoft nega que existe.

Uma plataforma única, um sistema operacional único, se transforma nesse momento em dois. O daqueles que podem explorar todo o seu potencial via Continnum e outro que está preso no dispositivo, sem poder sair da tela de cinco polegadas ou menos. Justo em um momento em que a Microsoft deveria olhar para smartphone como algo especial, não faz isso.

 

Por outro lado, é multiplataforma

windows-10-mobile-multi-plataforma

Por outro lado, a suposta homogenização do sistema operacional está na expansão de suas ferramentas para outros sistemas. As suítes da Microsoft chegam ao iOS e Android, obtendo bons resultados na experiência de uso. O Cortana já está disponível para alguns sistemas, e a Microsoft confia que esse é um bom cavalo de Troia.

Se em partes a aposta por uma expansão de todas as ferramentas em qualquer sistema operacional é uma boa, por outro lado a Microsoft não se preocupa com o seu próprio ecossistema de smartphones. Como eles querem ter chance contra o duopólio Android/iOS desse jeito?

 

A Microsoft não se explica

Temos aqui uma dualidade no discurso da Microsoft. Ou melhor, entre a dualidade existente entre o seu discurso e suas atitudes. Por um lado, afirmam que trata todos os dispositivos da mesa forma, mas na realidade os smartphones são discriminados. Sem aplicativos, sem novos produtos, nem uma uniformidade de experiência de uso.

Não sabemos qual será o futuro do Windows 10 para os dispositivos móveis, mas sabemos que a Microsoft teve nas mãos a oportunidade perfeita para impulsionar a sua plataforma mobile. Enquanto isso, mais smartphoens Android e iPhones foram anunciados.

Insisto que o que aconteceu na BUILD 2016 é apenas um sinal do que está por vir.

Via Business Insider

Microsoft explica a ausência do Continuum no Lumia 650

by

microsoft-lumia-650-oficial-01

O Lumia 650 foi anunciado. Um modelo de entrada-linha média com design bonito e bem cuidado, mas com especificações um tanto quanto débeis, com 1 GB de RAM e processador Snapdragon 212. Bom, para o Windows 10 Mobile é o suficiente por causa da boa otimização do software, mas isso não muda o fato de que a relação custo-benefício desse smartphone poderia ser um pouco melhor.

Por causa dessas especificações, o Lumia 650 não suporta funções avançadas, como é o caso do Continuum, reduzindo o seu potencial produtivo. A Microsoft foi questionada sobre os motivos de lançar um smartphone tão bonito mas com um hardware tão limitado.

Com a palavra, a Microsoft:

“Nosso objetivo com o Windows 10 Mobile é conseguir os dispositivos móveis mais produtivos, mas em todas as faixas de preço. Com o Lumia 650, queríamos criar um dispositivo atraente, orientado para as empresas e que fosse acessível […] Nesta faixa de preço, estamos oferecendo aos clientes ferramentas inteligentes para os seus negócios, incluindo uma integração perfeita em modo multiplataforma como Office, OneDrive e Cortana, de modo que os usuários possam manter a sua produtividade e sincronizar com todos os dispositivos com Windows 10. Para aqueles que buscam o valor adicional da produtividade que o Continuum aporta, recomendamos que considerem os modelos Lumia 950 e Lumia 950 XL”.

microsoft-lumia-650-oficial-05

Por fim, a Microsoft orientou o Lumia 650 como um smartphone que chame a atenção pelo visual, mas que seja acessível e cumpra com características mínimas, algo que eles certamente conseguiram. Porém, é uma pena que eles não consideraram melhorar as especificações ao mínimo que o Continuum pede, ainda que isso implicasse em um preço um pouco maior. Certamente esse modelo seria muito mais equilibrado.

Via PhoneArena

Lumia 750 e Lumia 850 a caminho: nova linha média com Windows 10 Mobile

by

Lumia 750 e Lumia 850

Lumia 750 e Lumia 850. Estes seriam o smartphones de linha média que a Microsoft lançaria para completar o seu novo catálogo de dispositivos com Windows 10 Mobile.

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, já informou que completaria o seu catálogo de smartphones em três linhas diferenciadas, e independentemente da cota de mercado alcançada, muito limitada para o potencial e investimento da gigante de software. Se os modelos top de linha são cobertos com o Lumia 950 e os modelos de entrada com o Lumia 550, os novos Lumia 750 e Lumia 850 se uniriam ao já vazado Lumia 650 em uma linha média que ofereceria bons smartphones a um preço mais contido que os modelos top de linha, assim como o acesso a funções como o Continuum.

Os novos Lumia 750 e Lumia 850 apareceram na lista de um órgão regulador asiático, com especificações que mostram uma tela de 5.7 polegadas, chipset Snapdragon 607 e 2 GB de RAM. A Microsoft apostaria em um chassi metálico leve e fino de 7 mm, um diferencial diante do policarbonato. Com Windows 10 Mobile, eles seriam apresentados na MWC 2016 de Barcelona no final de fevereiro.

Preço do Display Dock dos novos Lumia 950 e Lumia 950 XL é revelado

by

Display-Dock-lumia-950

O site oficial da Microsoft informa que o Display Dock, acessório que permite a integração dos novos smartphones Lumia 950 e Lumia 950 XL com monitores e telas (para o uso do modo Continuum do Windows 10), chegará ao mercado no mês de novembro, com preço sugerido de US$ 99.

O acessório permite que o usuário desfrute de uma experiência próxima ao de um PC de bolso, de forma muito simples, bastando conectar o smartphone ao dock, e depois adicionar os periféricos que vamos utilizar. Nas suas especificações, encontramos um resumo detalhado, que indica que o Display Dock conta com resolução máxima de 1920 x 108 pixels, duas portas USB 2.0, DisplayPort sobre USB-C e HDMI.

Via Neowin

Acer Jade Primo, primeiro smartphone com Windows 10 que se transforma em computador

by

acer-jade-primo_05

A IFA 2015 começou, e a Acer apresentou o que pode ser considerado o primeiro smartphone com Windows 10 que pode se transformar em computador, no conceito que a Microsoft chama de Continuum. O Acer Jade Primo se antecipa aos próximos smartphones Lumia nesse aspecto.

O conceito Continuum permite que você conecte ao smartphone um teclado, mouse e tela, através de um dock especial, e aproveitando a conectividade sem fio. Com um hardware relativamente potente e o Windows 10 utilizando os aplicativos universais, temos aqui praticamente um desktop para as tarefas mais complexas. Aliás, o Acer Jade Primo recebe o adjetivo de ‘pocket PC’.

acer-jade-primo_04

O Acer Jade Primo é considerado um smartphone top de linha, com especificações bem chamativas. O modelo possui uma tela AMOLED de 5.5 polegadas (1080p), processador Qualcomm Snapdragon 808 e câmera traseira de 21 megapixels. Todos os elementos parecem ser muito bem ajustados para o Windows 10 for Mobile, que com o tempo deve ficar mais e mais otimizado para suas finalidades.

Não há previsão de preço ou data de lançamento.

Via Liliputing

O modo Continuum do Windows 10, ou como passar para o modo tablet com um clique

by

modo-continuum-windows-10

A Microsoft não se esqueceu dos tablets e conversíveis no Windows 10. Na apresentação do sistema, eles explicaram que o novo design Continuum se encarregaria de oferecer uma transição mais fluída entre os modos desktop e tablet. Mas… como essa mudança acontece exatamente? Como respondem os aplicativos?

O vídeo desse post explica isso. Uma demo onde podemos ver como o sistema operacional detecta a retirada do teclado magnético do Surface, e oferece a possibilidade de passar para o modo tablet imediatamente.

Uma vez dentro do citado modo, a interface vai se transformar naquela que encontramos hoje no Windows 8 com algumas mudanças, já que ele inclui um menu lateral onde são adicionados alguns acessos diretos. Quando voltamos a conectar o teclado, o sistema voltará a perguntar se desejamos passar para o modo desktop, e a tela voltará ao seu aspecto habitual, com o nosso fundo de tela e os ícones tradicionais.

Vídeo a seguir.

 

Via @JoeBelfiore