Arquivo para a tag: comscore

Cada vez nos conectamos menos à internet a partir do PC tradicional

by

usando-notebook

Não faz muito tempo e nos parecia claro que o acesso à internet não parava de crescer em dispositivos móveis, mas esse tráfico não estava “canibalizando” os PCs. Aquele grupo se somava, pois os usuários de desktops e notebooks seguiam mantendo um uso intenso dessa faceta. Simplesmente todos os usuários passavam ainda mais tempo na internet. Pois bem, isso está mudando.

Um estudo da comScore mostra que o tempo online que passam os usuários dos desktops e notebook nos Estados Unidos está caindo nos últimos quatro meses, quando comparados com os do ano anterior. Antes de dezembro de 2015, o uso de internet nesse tipo de equipamento aumentou durante 13 meses consecutivos quando comparados com os mesmos meses de um ano antes.

Os dados da comScore sugerem que esta tendência mudou, e que em 2015 alcançou o seu topo, algo que parece ser difícil de voltar. Esses dados são cruciais para as estratégias online de anunciantes e empresas que não tinham claro qual o tipo de dispositivo deve adotar.

Ainda que o estudo se centre nos Estados Unidos, parece lógico pensar que esta tendência deve ser similar ao restante do planeta. Se não é, pode não demorar a ser, pois os dispositivos móveis dominam claramente o panorama dos internautas, e estes dispositivos facilitam o acesso aos serviços e conteúdos especificamente destinados às pequenas telas.

Via The Wall Street Journal

Windows Phone segue perdendo mercado nos EUA

by

windows-phone-8-1

O Windows Phone não para de perder cota de mercado nos EUA, não alcançando os 3% no país em julho, de acordo com a comScore.

A Microsoft, que tinha 3% de mercado em abril de 2015, passou para 2.9% em julho. A queda é menor do que a registrada entre janeiro e abril, período em que o Windows Phone passou de 3.6% para 3%. Por ter uma cota tão baixa, quedas de décimos representam sempre uma grande perda. Mesmo assim, o cenário mostra uma certa estabilização.

O Android também perdeu 1% de mercado entre abril e julho, passando de 52.2% para 51.4%, o que beneficiou o iOS que ganhou um pouco mais de 1% no período (de 43.1% para 44.2%). A BlackBerry segue o seu caminho de extinção, e o Symbian resiste com uma porcentagem residual. Foram 191.4 milhões de smartphones comercializados nos EUA nesse período.

Entre os fabricantes, a Apple mantém a liderança com os 44.2% do iOS, e entre os fabricantes com Android, a líder é a Samsung, com 27.3%, registrando uma queda de mais de 1% em relação ao estudo de abril. A terceira posição nos EUA fica com a LG, com 8.7%, seguida da Motorola, com 4.9%.

Entre os aplicativos, tanto Android como iOS se movem em tendências similares. Facebook é o rei nas redes sociais, com 73.3% dos usuários dos dois sistemas maiores de 18 anos, seguido pelo Messenger (59.5%) e do YouTube (59.3%).

Voltando a falar do Windows Phone, temos que esperar para ver se o Windows 10 Mobile consegue levantar essa porcentagem de cota da Microsoft, mas de cara já sabemos que esta é uma missão muito difícil.

Via comScore

Era pós-PC: já tem mais usuários exclusivos de smartphones do que de desktops nos EUA

by

era-pos-pc-smartphones

Segundo os dados da ComScore, nos Estados Unidos, já temos mais pessoas que só acessam a internet com os seus smartphones do que usuários que só acessam pelo computador. E essa é uma tendência de alguns meses.

A mudança aconteceu pela primeira vez no mês de março, onde apenas 10.6% dos internautas norte-americanos navegaram na web apenas por um desktop, enquanto que 11.3% o fizeram exclusivamente do smartphone. O restante dos usuários é, obviamente, multiplataforma.

650_1200

Apenas como comparativo: em março de 2014, a ComScore contabilizava o dobro de usuários exclusivos do desktop, ou seja, que não utilizavam nem smartphones, nem tablets. Apenas PCs. Para estimar o que acontece no resto do mundo, podemos pegar como base os dados do Facebook: 500 milhões de pessoas visitam essa rede social exclusivamente por dispositivos móveis.

Em alguns países em desenvolvimento (principalmente na África e na Índia), o smartphone é para muitos a única forma de acessar a internet, algo que é muito diferente nos EUA. Mas tanto para o ComScore como para o Facebook entram nessa conta o smartphone e o tablet, e ambos confirmam o óbvio: o smartphone comanda a tendência do mobile-first.

Porém, o PC não deve desaparecer, pelo menos por enquanto. 78% dos usuários norte-americanos complementam o seu uso entre dispositivos móveis e computadores tradicionais, indicando que a maioria ainda precisa dos dois para tarefas distintas (trabalho e entretenimento).

Via ComScore

Aplicativo do Facebook é o mais utilizado dos Estados Unidos. Mais que o Google Maps!

by

Segundo um estudo publicado pela comScore, o aplicativo mais utilizado nos Estados Unidos é o do Facebook. E isso, tanto no iOS como no Android. O app para acesso da rede social de Mark Zuckerberg ultrapassou o Google Maps, que agora ocupa o segundo lugar, muito em parte graças à sua saída do iOS 6 (mas está de volta).

De fato, o Google Maps teve uma queda, que ajudou nessa liderança do Facebook. A troca de posição aconteceu em setembro de 2012, mês em que aconteceu o lançamento da nova versão do sistema operacional móvel da Apple.  Naquele momento, o Google Maps tem um pouco mais de 80 milhões de usuários únicos mensais nos Estados Unidos, enquanto que o Facebook tinha 79 milhões. A troca aconteceu quando no mês de outubro, o Maps ficou na faixa de 72 milhões. Hoje, o Facebook tem mais de 85 milhões de usuários únicos, contra 74 milhões do Google Maps.

Além de ser líder no uso, o Facebook App está na primeira posição no tempo de uso nos Estados Unidos, com 23% do tempo total dos usuários com aplicativos. A segunda posição é do Instagram, seguindo por GMail, YouTube e Google Maps.

GMail é considerado pela ComScore o serviço de e-mail mais usado do mundo

by

De acordo com os dados publicados pela ComScore sobre a análise de uso dos principais serviços de e-mail da internet no mês de outubro, o serviço de correio eletrônico do Google é considerado o mais utilizado no mundo. Com cerca de 288 milhões de usuários, o GMail, que apresentou algumas mudanças bem interessantes nos últimos dias, superou com uma pequena vantagem o Outlook.com, o renovado serviço da Microsoft, que conta com 286 milhões de usuários.

No terceiro lugar desse ranking disputado, encontramos o Yahoo!, com cerca de 282 milhões de usuários, que de forma surpreendente (se levarmos em conta o esforço concentrado que o Yahoo! faz para se recuperar financeiramente), é líder no mercado norte-americano, com 77 milhões de usuários, com uma cômoda vantagem para o GMail (69 milhões) e o Outlook (35,5 milhões).

De qualquer forma, os dados ilustram bem qual é o cenário atual do mercado de e-mails. No estudo referente ao mês de junho, o Google auto proclamou o GMail como o serviço mais usado ao redor do planeta, ainda que esta afirmação não pudesse ser respaldada por dados de terceiros naquele momento. O estudo também revela que tanto o GMail como o Yahoo! estão competindo de forma agressiva em mercados similares, como nos Estados Unidos, Japão ou Índia. Por outro lado, o Outlook.com possui outras perspectivas de liderança, em mercados diferentes, como na França, no México e no Brasil.

Vale a pena destacar a possibilidade da Microsoft ter perdido uma certa cota do mercado nos últimos meses, devido à grande renovação em seu serviço, que por enquanto ainda está em fase beta. Por esse motivo, não é de se estranhar que, uma vez lançada a versão final do Outlook, as disputas pela liderança do mercado de e-mails se intensifiquem novamente.

Via

Instagram supera o Twitter pela primeira vez na métrica de uso em dispositivos móveis

by

Ao menos que você estivesse em baixo de uma pedra, você sabe o que são o Twitter e o Instagram. O que você não deve saber é que um recente estudo realizado pela comScore mediu o crescimento e utilização dos serviços em dispositivos móveis, e pela primeira vez na história, o serviço de compartilhamento de fotos superou o microblog em um uso diário.

O relatório mostrou que durante o mês de agosto, o Instagram alcançou uma média de 7.3 milhões de usuários ativos diários. O Twitter alcançou uma média de 6.9 milhões de usuários ativos no mesmo período. O Instagram não só conseguiu mais usuários ativos diários, mas também fez com que esses usuários gastasse mais tempo com o seu serviço.

Os dados coletados mostram que, em média, os usuários do Instagram gastaram 257 minutos ao longo do mês de agosto compartilhando fotos em seus dispositivos móveis. A média de tempo que os usuários ficaram verificando suas atualizações no Twitter no mesmo período foi de apenas 170 minutos. Talvez o fato mais interessante sobre os usuários dos dois serviços durante o mês é que o Twitter teve mais visitantes vindos de smartphones do que o Instagram durante o mês analisado.

O Twitter teve aproximadamente 29 milhões de usuários que acessaram exclusivamente o serviço pelos smartphones, enquanto que o Instagram registrou a marca de 22 milhões.

Via AllThingsD

Usuários do iPhone se conectam em dobro nas redes Wi-Fi do que os do Android

by

Um curioso estudo feito nos Estados Unidos e Reino Unido revela que os usuários do iPhone são mais propensos a se conectarem nas redes Wi-Fi com os seus dispositivos do que o Android. Segundo os dados da ComScore, nos Estados Unidos 32% dos usuários do Android se conectam nas redes Wi-Fi, enquanto que 71% dos usuários do iPhone adotam isso como prática habitual.

No Reino Unido, os números se repetem, mas com uma diferença menor: 87% dos usuários do iPhone se conectam à internet via Wi-Fi, enquanto 57% dos usuários Android fazem o mesmo.

Mas… qual seria o motivo para tamanha diferença? O estudo não mostra isso, mas tudo indica que o menor número de ofertas de tarifas do plano de dados no Reino Unido (diante de uma maior oferta nos Estados Unidos) podem explicar o uso maior do Wi-Fi na terra da Rainha. Outra pergunta que não quer calar é: por que usar a conexão móvel, quando você tem um Wi-Fi ao seu dispor? Aqui, podemos especular que alguns usuários vão preferir usar as redes LTE “se as condições forem boas”.

Outro argumento é que a conexão do iPhone em uma rede Wi-Fi é mais simples que o Android e, por fim, se especula que todo esse cenário pode ser uma consequência da ampla cota de mercado do Android. Ou seja, mais usuários, mais gente menos habilidosa no manejo dos dispositivos. E, nesse caso, a conexão mais simples e direta é a do plano de dados.

Via Mashable

Novidades sobre o Android, com Angry Birds e sua popularidade nos EUA (ele é o #1)

by

Duas notícias positivas para o pessoal do Google. A primeira, e mais importante delas é que duas empresas dedicadas a estudar as movimentações de mercado declararam, quase que ao mesmo tempo, que pela primeira vez o Android chega ao posto de sistema operacional móvel mais usado nos Estados Unidos.

A primeira empresa, a comScore, disse que o Android ocupa 31,2% do mercado atual, seguida pela RIM, com 30,4%, deixando a Apple em terceiro lugar, com 24,7%. A segunda empresa é a Nielsen, que informa que o sistema operacional do Google é usado por 29% dos dispositivos que estão no mercado norte-americano, enquanto que RIM e Apple ficam com 27% cada uma. No estudo, é informado que a RIM foi a empresa que mais perdeu clientes, apesar de que Microsoft e Palm também registraram perdas de usuários nos últimos meses.

A segunda notícia é que o game para dispositivos móveis mais popular do planeta, o Angry Birds, registrou mais de 30 milhões de downloads para dispositivos Android. A grande novidade da notícia é que, diferente de outros aplicativos, cerca de 80% dos usuários que fizeram o download continuam jogando o game. A maioria dos usuários baixa um aplicativo, usa uma vez, e não volta mais. Porém, como o Angry Birds é um jogo legal, e no caso do Android, é grátis, você é estimulado a voltar a jogar sempre.

via comScore, Nielsen e Joystiq