Arquivo para a tag: comentários

O Disqus é o novo sistema de comentários do blog, e explicamos os motivos nesse post

by

disqus31

Nos últimos dias, realizamos algumas mudanças conceituais no blog, com o objetivo de torná-lo mais dinâmico e funcional para vocês. Além de adicionar um novo widget para engajamento social (que se faz presente na barra lateral de cada post), passamos a adotar a partir de hoje o Disqus como o nosso novo sistema de comentários.

A mudança segue uma tendência de vários outros blogs, que aos poucos estão abandonando o sistema de comentários do Facebook por diversos motivos. O primeiro e o mais sério deles (no nosso caso) era o consumo de recursos que o banco de dados criado pelo plugin de comentários do Facebook demandava. A cada acesso de cada post, o plugin fazia uma consulta direta ao banco de dados, elevando o consumo de recursos do servidor, tornando o site mais lento. Com o Disqus, isso não acontece, uma vez que tudo é acessado na nuvem.

De fato, ter o plugin do Facebook era uma boa no sentido de obter mais likes para a nossa fanpage. Porém, como o Facebook mudou as “regras do jogo” para que uma determinada postagem alcance uma maior visibilidade em sua rede social (adotando o famigerado modo “só pagando para te verem mais”), o número de acessos vindos pela plataforma de Mark Zuckerberg vem sendo cada vez menor. Logo, não é mais tão interessante assim manter a sua caixa de comentários ativa.

disqus-model

Além disso, o Disqus é um sistema mais democrático. Para comentar no blog, você pode fazer o login através de sua conta no Twitter, Facebook, Google+ ou criar uma conta no Disqus. Se quiser, você nem precisa criar uma conta no blog para expressar o que pensa. Muito mais livre e prático para o leitor.

Sem falar que o Disqus possui um interessante sistema de classificação de comentários, onde os leitores podem votar nos melhores, que terão destaque aqui no blog. Sem falar na vantagem que o blog em si recebe, uma vez que posts muito comentados acabam sendo exibidos em outras postagens, aumentando assim a possibilidade de permanência do leitor no blog, que pode acessar outros textos de seu interesse.

Por fim, o Disqus vai me oferecer um maior controle para a moderação de comentários. Agora, eu posso simplesmente aprovar ou rejeitar um comentário com uma simples resposta de e-mail, sem maiores dificuldades, em tempo real. Os comentários serão liberados mais rapidamente, e aqueles imbecis internautas que não sabem se comportar, com comentários ofensivos ou que violam a política de uso do blog, serão simplesmente barrados ou banidos do blog, sem estresses.

Ainda estamos fazendo alguns ajustes no sistema, onde o nosso maior desafio é importar os comentários que vocês fizeram na plataforma do Facebook para o Disqus. Pretendo conseguir uma solução para isso em breve.

Enfim, estamos melhorando para oferecer um trabalho melhor para vocês. Logo, deixo o convite que vocês testem a nova plataforma de comentários, e que aumentem a interação conosco nos novos formatos apresentados.

Para saber mais sobre o disqus, acesse: disqus.com.

Facebook adiciona a opção de réplica aos comentários

by

k

O Facebook está lançando a partir de hoje (26) uma nova característica em seu sistema de comentários, que permite realizar réplicas no Facebook para as pessoas, com o objetivo de melhorar a qualidade das conversas atuais, fazendo com que os diálogos na comunidade sejam mais abertos.

Depois de vários meses de testes, poderemos ter a capacidade de responder diretamente aos comentários realizados em qualquer conteúdo do Facebook e começar a tematizar uma conversa, o que fará com que seja mais fácil a interação com nossos amigos de forma individual. Além disso, as conversas mais ativas e importantes aparecerão na parte superior de nossas mensagens, para garantir que todas as pessoas que visitarem aquele conteúdo possam interagir com os demais.

A característica será adicionada de forma automática nos perfis que contam com mais de 10 mil amigos. No seu lançamento, essa funcionalidade só estará disponível na versão de desktop, apesar do Facebook já mencionar planos de adicionar a funcionalidade o mais depressa possível na sua versão mobile, assim como em seus futuros aplicativos oficiais.

Os assuntos serão reordenados por conta da relevância para nossos leitores, o que pode fazer com que apareçam de forma diferenciada para cada pessoa, em função de suas conexões com pessoas e empresas. A quantidade de qualificações positivas baseadas no número total de “likes” vai colocar a postagem nas posições mais elevadas na nossa conversa. Por outro lado, o número total de informações negativas marcadas como spam vai fazer com que o usuário caia no ranking de qualidade das conversas, e por consequência, a sua visualização.

Vale lembrar que o Facebook lançou no começo do mês de março o novo design do seu feed de notícias, com importantes novidades, e baseado nos três pilares fundamentais (imagens, publicidade e música). Ainda que a maioria dos usuários ainda estejam esperando pela nova timeline, aqueles que já receberam a novidade parecem estar muito satisfeitos com o novo layout, o que indica que o Facebook parece estar acertando dessa vez.

 

Via Facebook

Por que um iPhone “com preços populares” não faz o menor sentido?

by


Foto: Rafael Godeiro – BlogRGNews

Muito se falou nos últimos dias sobre a possibilidade da Apple lançar um iPhone mais barato, mais acessível, e com materiais que deixassem o produto mais barato (como uma carcaça de plástico, por exemplo). Eu mesmo achei essa teoria algo risível, e nem quis falar sobre o assunto no TargetHD. Mas como o rumor começou em um veículo importante (o Wall Street Journal), e principalmente, porque Phil Schiller decidiu se pronunciar sobre o assunto, resolvi dar os meus pitacos, e dizer porque um iPhone “popular” não faz o menor sentido. Pelo menos, por enquanto.

Começando pelas palavras do vice-presidente de marketing mundial da Apple. Schiller concedeu uma entrevista a um jornal chinês, e foi questionado sobre esses rumores de um suposto iPhone com preço popular. Schiller nem titubeou. Foi até enfático, afirmando categoricamente que “isso nunca será parte do futuro dos produtos da Apple”.

E olha que ele falou isso para um veículo de imprensa chinês, mercado esse que a Apple quer conquistar, uma vez que tem apenas 20% de participação no momento (a Apple colocou a China como “prioridade”). Schiller prossegue:

“Desde sempre, todos os produtos da Apple se caracterizaram por uma coisa: nós só utilizamos neles o melhor da tecnologia disponível. É por isso que os últimos modelos do iPhone incorporaram cada vez mais novidades, como a tela Retina, um melhor design, a melhor câmera, entre outros. Tudo isso está focado no objetivo de lançar o melhor smartphone do mercado. É por isso que não consideramos a necessidade de um iPhone barato, já que hoje temos os maiores lucros do mercado”.

Ainda que os rumores nasceram com base na ideia de um modelo de iPhone para os mercados emergentes, Schiller descartou completamente a hipótese. Vale lembrar que temos pelo menos três modelos de iPhones disponíveis no mercado (iPhone 5, iPhone 4S e iPhone 4), sendo que o mais antigo é considerado o modelo mais “acessível” da empresa.

Ok, agora os meus pitacos sobre o assunto.

De fato, a Apple não precisa de um iPhone popular. Primeiro, por algo que Schiller já afirmou nas entrelinhas: a Apple estabeleceu um padrão de qualidade nos seus produtos, e não há motivos para mudar agora. Veja bem, eu não estou sendo elitista, mas essa é a realidade. A Apple nunca foi uma empresa com produtos com preços acessíveis, e mesmo assim, bate recordes de vendas a cada trimestre (ou ano fiscal, para não ser exagerado). Por que mudar agora? Apenas para tirar a liderança no mundo mobile da Samsung a todo custo? A essa altura do campeonato, mesmo com um iPhone que te dê dinheiro, eu diria que é impossível esse quadro se reverter tão cedo. Ainda mais com um único smartphone.

Além disso, os lucros da Apple estão também nos valores que o produto agrega. Muito dos lucros da Apple não estão exatamente na venda dos produtos, mas principalmente nos aplicativos e conteúdos que os usuários acabam adquirindo para esse produto. Quem tem um iPhone, iPad ou iPod Touch sabe do que estou falando. A maioria acaba gastando uma boa grana também em aplicativos, músicas, aluguel/compra de filmes e episódios de séries, livros e acessórios/complementos. Essa grande e preciosa fonte de renda da Apple faz com que a empresa se mantenha lucrativa, mesmo vendendo um smartphone caro em muitos países (como, por exemplo, o Brasil).

Por outro lado, a Apple (na verdade, Steve Jobs) tinha afirmado no passado que não se via lançando um tablet com dimensões menores que os 9.7 polegadas do iPad, e em outubro de 2012, apresentaram o iPad Mini, com 7.9 polegadas. Ou seja, foi só Steve Jobs partir desse plano, que Tim Cook arregaçou as mangas e disse “quem manda aqui nesse negócio agora sou eu”. Honestamente, não sei muito bem o que se passa na cabeça de Cook, e quais mais surpresas “não muito agradáveis” (como atualizar o iPad mais de uma vez por ano) ele pode apresentar em 2013. Planos podem ser mudados, e o iPad Mini é a prova disso.

Mas, mesmo assim, eu não acredito. Não acredito que Tim Cook vai comprometer a marca, o padrão de qualidade, e principalmente, uma filosofia desenvolvida ao longo de três décadas, de dizer ao consumidor que “o melhor tem preço sim, e nós oferecemos o melhor”. Tudo bem que vivemos em um período de crise econômica mundial, e não sabemos quando que os principais mercados vão se recuperar dessa fase. Mas não dá imaginar que a Apple vai lançar um iPhone só para competir com os modelos populares da Samsung, LG, Nokia, Motorola, entre outros. Os focos são diferentes, os objetivos são diferentes. A não ser que a empresa de Cupertino esteja mesmo temendo que os dias negros de pouco dinheiro circulando cheguem mais cedo do que eles imaginam.

Além disso, o que seria da vida dos Apple Fanboys xiitas, que sempre se vangloriaram da Apple nunca baixar os padrões, e sempre oferecer um smartphone top? Se lançarem um iPhone “de plástico”, seria mais um mito que cairia por terra. E eu temo pela saúde mental dessas pessoas…

 

Facebook encerra votação sobre as mudanças de suas políticas. E vai aprovar tudo, mesmo com 88% de respostas contrárias

by

Quem votou, votou. Quem não votou, não pode sequer reclamar do resultado. No mês passado, o Facebook anunciou que vai mudar a forma que decide as suas novas políticas, e que não mais usará o processo de votação adotado até o momento. Pela última vez, os membros da rede social de Mark Zuckerberg puderam opinar a respeito de suas políticas, e 88% das pessoas expressaram o seu descontentamento com as mudanças. Porém, nada disso importa, pois o Facebook vai mudar tudo assim mesmo.

O motivo é simples: os resultados só valeram para que o Facebook tivesse uma amostra da quantidade de pessoas que vai desagradar quando as políticas forem alteradas em definitivo, mas não uma manifestação concreta de descontentamento de um volume considerável de usuários da rede.

Explico: para o Facebook, um número considerado significativo de respostas seria algo em torno de 30% de seu número total de usuários cadastrados (ou aproximadamente 300 milhões de respostas na pesquisa). Porém, apenas 667 mil usuários da rede responderam a pesquisa, representando apenas 0.00668% de manifestações entre os usuários registrados. Logo, o Facebook se dá o direito de mudar tudo a seu critério, ignorando o termo “amostragem” na pesquisa.

Tão logo a nova política tenha efeito no Facebook, os usuários só poderão se manifestar contra alguma coisa através de um sistema de perguntas previamente determinadas para a Chefe de Privacidade do serviço, Erin Egan. Infelizmente, duvido que Egan tenha tempo suficiente para ler todas as mensagens que vai receber (e até duvido que seja ela mesma que faça isso; com certeza teremos uma equipe responsável pelas respostas, chefiada por ela).

Entre outras coisas, a nova política do Facebook inclui uma cláusula que permitirá compartilhar os dados dos usuários entre empresas afiliadas, como o Instagram. Isso quer dizer que os internautas que possuem contas nos dois serviços poderão ver conteúdos de publicidade dirigida e similar nos dois sites (por enquanto, o Instagram não mostra publicidade em seu conteúdo, mas mesmo assim…).

Tudo nessa vida tem os dois lados da moeda, e essa situação em particular não é diferente. Com essa decisão, o Facebook tem a liberdade de dizer “nós perguntamos, vocês não se manifestaram de forma maciça, então não reclamem porque mudamos as regras do jogo”. Além disso, o fator “amostragem” que já citei um pouco antes nesse post é ignorado por completo, e para o Facebook, mesmo tendo uma amostra que pode contrariar quase 9 entre 10 de seus usuários atuais com a medida, as mudanças se fazem práticas, porque o questionamento não atingiu uma massa significativa de pessoas.

Por outro lado, a culpa é do próprio internauta, que na grande maioria dos casos, é desinteressado nessas regras que ficam nas entrelinhas, ou são preguiçosos demais para responder uma pesquisa de opinião e satisfação (e depois ficam reclamando quando os serviços promovem as mudanças, de acordo com o índice de respostas dadas por aqueles poucos que se interessaram em responder a pesquisa). Posso dizer isso com propriedade, pois fizemos uma pesquisa de opinião no mês de novembro, e apesar do TargetHD contar com um ótimo índice de visitas diárias, o número de respostas foi bem abaixo do esperado.

De qualquer forma, o tema de privacidade e negócios das redes sociais sempre foi algo controverso. Já vi muita gente publicando em sua timeline do Facebook notificações inúteis, advertindo a rede social sobre o uso indevido de sua informação privada. Na verdade, quem aceita os termos de utilização do Facebook aceita, por tabela, quando a rede social muda as regras de privacidade e utilização de dados para publicidade. Os próprios termos do Facebook informam que essa é uma decisão unilateral. Todo mundo tinha a opção de votar se queria que isso mudasse ou não.

Bom, agora não tem mais. E se você não concorda com isso, a opção que você tem é sair do Facebook. Simples assim.

Via TechCrunch

Como está sendo a sua experiência com o Windows 8?

by

O Windows 8 está aí, muita gente está instalando a nova versão do sistema operacional em seus computadores, e alguns estão se aventurando na compra de novos computadores com o novo software. Mas o que realmente importa a essa altura do campeonato é: você está gostando do Windows 8? Sua experiência de uso é satisfatória? Ou você está prestes a desistir de tudo, e usar o Linux, por exemplo?

As opiniões são mistas e bem divergentes. Em geral, o que eu tenho visto na minha timeline do Twitter ou no meu feed de notícias no Facebook são opiniões positivas sobre o novo sistema da Microsoft. Porém, as pessoas que eu acompanho nessas redes (em boa parte) possuem uma grande intimidade com o mundo da tecnologia. Logo, não será surpresa se eles se adaptarem rapidamente às nuances do novo sistema e, por consequência, as avaliações acabam sendo mais positivas.

E aí está o maior problema do Windows 8: a curva de aprendizado.

Já falei por diversas vezes aqui no TargetHD: o Windows 8 representa a mais drástica modificação na interface do usuário do sistema operacional da Microsoft desde o lançamento do Windows 95. A mudança foi tão grande, que algumas pessoas ainda estão quebrando a cabeça em ações simples, como fechar programas e desligar o sistema operacional. Além disso, para algumas outras ações, o sistema é menos intuitivo para os desktops, uma vez que a proposta da Microsoft é voltada para os equipamentos com telas sensíveis ao toque.

Penso da seguinte forma: na época do lançamento do Windows 95, algo semelhante aconteceu, mas com um impacto menor. Por tudo se concentrar no botão “Iniciar”, a vida do usuário realmente ficou muito mais fácil e simples. Talvez o grande problema enfrentado pelo Windows 95 na época foi a a ausência de drivers compatíveis com os equipamentos da época, algo que foi contornado pela Microsoft ao longo do tempo. Hoje, a coisa muda de figura quando uma porção de gestos com o mouse foram adicionados, torando a sua usabilidade um pouco mais complicada para quem sempre viveu com o mouse, e que precisava apenas clicar em um “X” para fechar os programas.

Por outro lado, outros aspectos do Windows 8 precisam ser avaliados pelo usuário. Se muitos vão precisar aprender novos comandos e gestos para as tarefas do sistema, agora, você tem as principais informações que você deseja estão na tela inicial do mesmo sistema, e alguns deles são atualizados automaticamente, sem precisar sequer abrir o aplicativo em questão. Sem falar que alguns recursos do sistema foram otimizados para uma melhor performance, o que é algo muito bem vindo para todos os tipos de usuários.

Outra notícia positiva para o Windows 8 é que o número de aplicativos disponíveis na Windows Store está crescendo. Nessa semana, a sua loja de apps dedicados ao sistema ultrapassou a marca de 13 mil itens especialmente pensados no novo sistema da Microsoft, e segundo informa o site WinAppUpdate, 500 novos aplicativos são aprovados diariamente na loja. Ou seja, com essa taxa expressiva de crescimento, em pouco tempo, muitas boas opções de programas estarão disponíveis ao usuário. É só uma questão de tempo e paciência.

Além disso, é sempre bom questionar como está a adaptação de dispositivos e dos programas já existentes para o novo Windows. Essa talvez é a maior preocupação dos usuários avançados, que dependem de alguns programas para trabalhar. Se eles não funcionam de forma perfeita no novo sistema, não há motivos para a atualização. E essa é uma regra quase que universal. Os usuários menos experientes, ou com interesses de entretenimento também pensam da mesma forma.

Enfim, agora é a sua vez. Se você já instalou o Windows 8 em seu computador, deixe na área de comentários a sua opinião sobre a nova versão do sistema operacional da Microsoft. Só não vale encher a cara e gravar um vídeo opinando sobre o Windows 8, como fez essa mulher do vídeo abaixo.

E o Emmy Awards 2012 foi…

by

Ainda estou sob o efeito da ressaca pós cobertura do Emmy Awards. Todo ano é assim: sono, dor de cabeça, uma noite mal dormida… mas sempre vale a pena. O “Superbowl da TV norte-americana”, realizado ontem (23) em Los Angeles, mais uma vez causou polêmicas, controvérsias, promoveu justiças, consagrou grandes trabalhos… enfim, fez o seu trabalho de gerar notícia para todo mundo no dia de hoje.

Esse post disseca, de forma mais racional, minha opinião sobre o Emmy Awards 2012. Dividindo em tópicos, para uma organização mais prática. E sempre seguindo a pergunta principal: “O Emmy Awards 2012 foi…”

1) Divertido: eu jurava que iria me deparar com uma premiação mais chata na ABC, e não foi isso o que aconteceu. Jimmy Kimmel foi muito bem, as piadas em forma de esquete foram todas muito boas (destaque para a piada de abertura, com algumas das principais atrizes da premiação, e para a esquete de Breaking Bad na década de 1950). Aliás, Jimmy Kimmel soube rir de si mesmo (em um “In Memoriam” só dele) e dos pais dele (que ele “expulsou” da premiação), além de criar um meme nas redes sociais, anunciando a “morte” de Tracy Morgan no palco do evento.

2) de Modern Family: não me entendam mal, eu gosto de Modern Family. Eu ainda a acho uma das melhores comédias da atualidade. Mas a terceira temporada da série da ABC foi, de longe, a mais fraca das três, e não sei se merecia vencer o Emmy em 2012. Tudo indica que Modern Family se mantém não só por ainda ser uma ótima série, mas porque o seu elenco é muito forte. É um elenco competente, coeso, equilibrado, e onde quase todos já foram premiados. Por outro lado, sinto falta de séries como Parks and Recreation sendo mais reconhecidas. 30 Rock, pelo visto, não tem mais vez no Emmy mesmo (e essa foi outra que achei a última temporada mais fraca), e Community, pelo visto, pode esquecer, que jamais será mencionada no Emmy mesmo.

3) de Homeland: fico muito feliz ao saber que, mais uma vez, o trabalho da dupla Howard Gordon e Alex Ganza foi mais uma vez reconhecido. Os dois são os principais responsáveis pela série 24 Horas, que iniciou uma nova fase na televisão norte-americana, e com Homeland, eles colocaram a sua proposta narrativa em um outro nível. Além disso, Damien Lewis e Claire Danes tiveram o reconhecimento de atuações soberbas. Ok, não estou aqui dizendo que Breaking Bad não mereceu, e que Mad Men perdeu a sua vez. Só estou dizendo que é ótimo ver uma produção tão bem feita, e com uma proposta tão boa ser premiada. E Homeland tem sim uma primeira temporada simplesmente impecável.

4) de Game Change: a HBO conseguiu de novo. E não foi com Game of Thrones, ou com Girls. Foi com Game Change, que tem produção de Tom Hanks. Tal fórmula já tinha dado certo com Band of Brothers, e deu certo novamente. Ainda mais quando estamos em um ano de eleição, e em uma história que conta a trajetória de Sarah Palin. Com respeito aos demais, mas mereceu. Ainda mais com um Julianne Moore, fazendo uma Sarah Palin melhor que Tina Fey (que, como todos sabem, é a Sarah Palin).

5) da centralização: foi um Emmy centralizado, com poucas séries recebendo muitos prêmios. Em anos anteriores, os membros da Academia de Ciências e Artes Televisivas resolveram diversificar as escolhas, e isso parece não ter agradado os mais conservadores. Nesse ano, tudo se resumiu a, no máximo, cinco séries nas categorias principais. E eu não sei se isso é uma coisa boa. Bom, pelo menos até conhecer os indicados ao Golden Globes 2013. Aí, eu vou ter certeza.

6) das justiças (na minha opinião):
séries extremamente “hypadas” por alguns entendidos (e outros que acreditam entender) não foram premiadas como esperado. Duas perdas foram muito justas. A primeira é de Zooey Deschanel (New Girl), que só na opinião dos nerds punheteiros que não pegam mulher ela poderia vencer a categoria de melhor atriz em comédia. Definitivamente, ela não é engraçada. A segunda justiça foi a “não consagração”  de Girls. É uma série superestimada, que não tem graça nenhuma, com argumentos imbecis… e que muita gente chama de “genial”. Na boa, pra mim, só existem dois tipos de comédia: a que é engraçada, e a que não é engraçada. E Girls, ao meu ver, está no segundo grupo.

7) as injustiças (na minha opinião):
eu faço coro com a maioria: Sherlock foi uma das maiores injustiças do Emmys 2012. A produção é realmente muito boa, e merecia uma melhor visibilidade. O problema é que, dificilmente os membros da Academia iriam premiar uma série britânica para deixar de lado Hatfields & McCoys ou Game Change, que contam histórias claramente voltadas para o público norte-americano. E é sempre bom lembrar que o Emmy Awards é um prêmio da televisão norte-americana. E, antes que falem do exemplo de Downton Abbey, vale lembrar que essa série passa na PBS, o canal público norte-americano, que tem um alcance muito maior que Sherlock, que passa na BBC America. Ou seja, naturalmente, tem uma visibilidade maior.

A partir de agora, as atenções estão voltadas para a nova temporada de séries, com novas produções chegando. Até dezembro, quando a lista dos indicados ao Golden Globe 2013 sair, vamos viver um período de “calmaria”. Até lá, eu espero me recuperar da ressaca. Hoje vai ser um longo dia de trabalho…

TargetHD Podcast | 163 | Para falar do iPhone 5

by

banner-targethd-podcast

Nesta edição:

– Nintendo Wii U será lançado em 18 de novembro
– Lançamento do iPhone 5
– Lançamento dos novos iPod Touch, iPod Nano e iPod Shuffle
– Obstáculos do novo iPhone no Brasil
– Você deve ou não comprar um iPhone 5 nesse momento?

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | 162 | Os Lançamentos da Nokia, Motorola e Amazon

by

banner-targethd-podcast

Nesta edição:

– Lançamentos da Nokia (Lumia 920 PureView e Lumia 820)
– Lançamentos da Motorola (RAZR M, RAZR HD, RAZR MAXX HD)
– Lançamentos da Amazon (Kindle Paperwhite, Kindle Fire HD 7 e 8.9, Kindle e Kindle Fire + baratos)
– Preparativos para o lançamento do iPhone 5 e últimos rumores da Apple

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | 161 | IFA 2012, Os Lançamentos da Semana e Novas da Apple vs Samsung

by

banner-targethd-podcast

– IFA 2012
– Eventos da Semana: Nokia/Microsoft, Motorola e Amazon
– Novas da velha “guerra de patentes”

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | 160 | Apple vs Samsung: O Veredito

by

banner-targethd-podcast

– comentários sobre o veredito do tribunal da Califórnia sobre a “guerra de patentes” entre Apple e Samsung.

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | 159 | Apple vs Samsung: Quem Está Com a Razão?

by

banner-targethd-podcast
Nesta edição:

– um debate sobre os últimos contornos que a “guerra de patentes” entre Apple e Samsung tomou, relatando nossas experiências, impressões e opiniões.

Participam desta edição:
@oEduardoMoreira, @leandrohubo, @fabiano_sjc

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net
Tudo o que já publicamos no TargetHD sobre a “Guerra de Patentes”
Juiz britânico afirma que o Galaxy Tab não copia o iPad. Motivo? “Ele não é legal o suficiente para isso”!
Reino Unido obriga a Apple a reconhecer publicamente que a Samsung não copiou o iPad
Apple fica na vontade: não vai conseguir impedir as vendas do Galaxy Nexus e Tab 10.1N na Alemanha
Juíza Lucy Koh impede Samsung de usar filmes como “2001: Uma Odisseia no Espaço” como prova contra a Apple

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | 158 | Afinal… O Que Acontece Com a Nokia?

by

banner-targethd-podcast
Nesta edição:

– O que acontece com a Nokia?
– Nokia 808 PureView com lançamento no Brasil
– Windows 8 será lançado em 26 de outubro
– Office 2013 é apresentado oficialmente
– Anatel suspende vendas de novos chips de três grandes operadoras
– Brasil: mais de 256 milhões de linhas de celulares ativas
– Charlie Sheen deletou sua conta do Twitter, com quase 8 milhões de seguidores (7.9 mi)

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | 157 | Steve Ballmer Declara Guerra Contra a Apple

by

banner-targethd-podcast
Nesta edição:

– Steve Ballmer promete acabar com a Apple
– LG Prada 3.0 é lançado no Brasil
– “Galaxy Tab não é tão legal quanto o iPad”, diz juiz britânico
– Rumor: smartphone da Amazon?
– Windows 8 no final de outubro
– Votação do Marco Civil da Internet é adiada para agosto
– Escola de Pirataria na Espanha
– iPhone 5 já a venda na China
– TIM Fiber LIVE, a nova banda larga residencial
– Todas as operadoras proibidas pelo PROCON no RS

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | 156 | Guerra de Patentes, Crise de Fabricantes e Samsung Lucrando

by

banner-targethd-podcast
– Guerra de Patentes: Apple vs Galaxy Nexus nos EUA
– Rumor: um iPad Mini vem aí?
– Crise na RIM: 5 mil demissões, e BlackBerry 10 só em 2013
– Crise na Nokia: pessoal da equipe do MeeGo deixa a empresa
– Amazon no Brasil até o final de 2012 (agora é de verdade)
– Novo Kindle Fire em julho/agosto
– Marco Civil da Internet Brasileira
– Lucro recorde da Samsung: US$ 5,9 bilhões

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | 155 | Voltamos Para Nossa Programação Normal! Pra Valer!

by

banner-targethd-podcast

– Visita à fabrica da Samsung em Manaus
– Windows 8, Windows Phone 8 e Microsoft Surface
– Google I/O 2012
– Motorola RAZR MAXX No Brasil

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

Facebook oferece edição de comentários para as vítimas do corretor automático dos smartphones

by

Quantas vezes você sentiu o desejo incontrolável de participar de uma conversa do Facebook, para logo depois se dar conta que sua brilhante intervenção se tornou uma gafe linguística para a posteridade, por causa de um erro do corretor automático do seu smartphone?

Tal situação (que pode se tornar um meme no futuro) pode agora estar correndo risco de extinção com a chegada da nova função do Facebook, que permite editar os comentários erroneamente postados. Segundo comenta a empresa, a função será ativada progressivamente em todos os perfis, inclusive permitindo que você faça um pequeno retoque estético em posts do passado.

Ou seja, não desperdice essa segunda chance de escrever certo por linhas certas.

Via SlashGear

TargetHD Podcast | Notícias do dia 08/06/2012

by

banner-targethd-podcast
Nesta edição:

– Rumores sobre o tablet do Google
– WWDC 2012 começa na próxima segunda-feira
– Google Chrome para Metro
– Facebook Apps é lançado
– Nokia Lumia: 2,2 milhões de unidades distribuídas

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | Notícias do dia 06/06/2012

by

banner-targethd-podcast

– Computex 2012: ultrabooks e tablets híbridos dominaram o evento
– E3 2012: destaques da Microsoft, Sony e Nintendo
Samsung Galaxy S III é lançado oficialmente. Compre aqui!

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | Notícias do dia 04/06/2012

by

banner-targethd-podcast

– Início da Computex 2012
– Versão final do controle do Nintendo Wii U
– Novo controle do Nintendo Wii U
– Novos notebooks da Sony com Intel Ivy Bridge
Concorra a uma das cinco licencas de 1 ano do AVG Internet Security 2012

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

TargetHD Podcast | 154 | Em véspera de feriado, o Instagram chega ao Android

by

banner-targethd-podcast

Nesta edição:

– Comentários sobre a Game World 2012
– Instagram para Android é lançado oficialmente
– Dell lança ultrabook XPS 13 no Brasil, por R$ 5.999,00
– Tim Cook visita Foxconn, que promete cuidar melhor de seus funcionários
– Kindle Touch chega ao Brasil

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes