Arquivo para a tag: buscador

Wikipedia estaria desenvolvendo o seu próprio buscador

by

wikipedia-search

Parece que o projeto de buscador próprio do Wikipedia não só existe, mas está mais vivo do que nunca, uma vez que recebeu uma concessão de US$ 250 mil da Knight Foundation, o que garantiu os fundos necessários para o seu desenvolvimento.

A informação vazada revela que esse dinheiro será destinado a cumprir uma primeira etapa do que é conhecido como Knowledge Engine, que é descrito como “um sistema para descobrir informações veraz e de confiança na internet”. Uma definição simples, concisa e reveladora.

Nesta primeira etapa só seria levado adiante uma fase de testes, onde eles vão testando o correto funcionamento desse buscador, que estaria incorporado a Wikipedia.org.

É preciso ter claro que não estamos falando de um buscador geral, orientado para a internet, mas sim um buscador limitado ao âmbito da própria Wikipedia, algo que foi confirmado pelo próprio Jimmy Wales, que afirmou que os rumores que indicavam que eles estariam criando uma alternativa à Google eram falsos.

Um detalhe importante que não tem muita importância, já que um buscador integrado e bem resolvido pode ser de grande ajuda na hora de navegar entre os mais de 5 milhões de artigos que a Wikipedia possui nesse momento.

Via NextPowerUP!

Google terá que indenizar funcionário demitido pelo resultado prévio do seu buscador

by

google-censored

Não sei se vocês se lembram, mas no Japão, um internauta denunciou o Google como culpado pela sua demissão do seu trabalho (e posterior dificuldade para encontrar um novo emprego), por causa dos resultados automáticos encontrados em seu recurso de visualização prévia de resultados. Pois bem, a corte do distrito de Tóquio se decidiu sobre a questão, a favor do cidadão prejudicado.

Na sentença, o internauta vai receber uma indenização de aproximadamente US$ 3.000 da parte do Google, pelos danos e “angústia mental” causados pelo problema. A sentença é bem mais complexa do que as simples palavras acima citadas, e o tribunal ainda solicita que o Google modifique o seu algoritmo de buscas, para evitar que o problema volte a acontecer.

O Google, por sua vez, afirmou que estuda o problema, mas se protege com o argumento que o funcionamento do seu buscador não se restringe à jurisdição japonesa, logo, não se sentem obrigados a fazer qualquer tipo de mudança. Ou seja, o assunto pode render em outros países. É bom a gente ficar de olho no assunto.

Via The Verge

Google pagará US$ 1 bilhão para ser o buscador padrão do iOS

by

Google e Apple são dois gigantes do mundo da tecnologia, e se alternam entre adversários e aliados de tempos em tempos. O grande negócio da gigante de Cupertino é obter lucros vendendo o hardware e o software combinado. Já o pessoal de Mountain View rentabiliza sua plataforma através dos serviços que oferecem. Por causa dessa estratégia, o Google pode pagar mais de US$ 1 bilhão para seguir sendo o buscador padrão do iOS em 2014.

A pergunta é: vale a pena na prática pagar tanto dinheiro para ser o buscador padrão de uma plataforma? A resposta é SIM! Vale a pena destacar que, em 2009, o Google pagou US$ 89 milhões para ter esse papel, e ter a presença garantida no iOS vai significar que mais de 90% dos dispositivos móveis do planeta usarão a sua ferramenta de buscas. Isso não só agrega um valor nos acessos, mas ao serviço em si, permitindo que o Google comercialize a sua publicidade e o posicionamento de resultados de buscas de forma mais lucrativa, assim como ferramentas como AdWords se tornando mais valorizadas.

Para cada dólar que o Google ganha em publicidade no iOS, a Apple vai levar 75%. É um valor elevado? Pode até ser, ainda mais para uma empresa como a Apple, que está em situação privilegiada no mercado, com milhões de dispositivos vendidos, podendo assim estabelecer tais condições. Mas… compensa para o Goolge?

Bom, tendo em conta que está na publicidade dos resultados do mecanismo de buscas a sua principal fonte de lucros, fica bem claro que sim. Senão, não pagaria esse dinheiro todo.

Por causa da retirada do Google Maps do iOS, um suposto acordo entre Apple e Microsoft foi especulado para estabelecer o Bing como buscador padrão do sistema operacional móvel da empresa. Porém, em curto prazo, esse acordo ainda não tem espaço para ser firmado. Levando em conta que a Apple recebe 3/4 dos lucros totais do Google, além do tal US$ 1 bilhão, o negócio para Tim Cook e sua turma é bem lucrativo.

Além de tudo isso, temos que adicionar que quando o Nexus 4 foi lançado, muito se falou sobre o seu baixo preço (US$ 299). Uma das ideias mais conclusivas é que o Google queria subsidiar um smartphone de linha alta, com o objetivo de rentabilizar os investimentos através do uso de seus serviços. Porém, isso também leva muitos a questionarem se, de fato, o Google foi tão bem sucedido como insinuam, por causa dos poucos smartphones que estavam disponíveis no mercado.

Via Gizmologia

Um divertido vídeo vai te ajudar a “recuperar o seu Google” no Windows 8

by

Aproveitando o lançamento do Windows 8, o Google quer que fiquemos sabendo que é muito fácil integrar o seu buscador, e navegar no novo sistema operacional da Microsoft. Melhor ainda é descobrir que, para explicar o processo, eles não emitiram nenhuma nota de imprensa, ou um tutorial sonolento, mas sim um divertido vídeo onde eles ensinam como introduzir o buscador na nova interface do Windows 8 em menos de dois minutos.

Eles até criaram um site para ilustrar o processo, o getyourgoogleback.com, que permite a recuperação do seu Google em computadores com Windows 8, sem perda de tempo. Tenho quase certeza que a Microsoft não gostou muito dessa ideia. Por outro lado, não há muito o que eles possam fazer para evitar isso.

Vídeo abaixo.

Via

Google Handwrite permite que você grave suas buscas (e lembre dos erros cometidos na hora da escrita)

by

Você simplesmente odeia os teclados virtuais dos tablets e smartphones? Sem problemas! O Google apresenta o Handwrite.

Na página mobile do buscador de internet, será possível a realização de buscas simplesmente escrevendo sobre a tela, e sem a necessidade de instalação de nenhum tipo de complemento. Tudo o que você precisa fazer é ativar as opções de escrita no Google.com e usar o dedo ou uma caneta stylus.

O recurso é compatível com um smartphone Android 2.3 ou superior, um tablet Android 4.0 ou superior, ou um dispositivo iOS 5.0, seja ele qual for. Parece ser promissor, apesar que escrever com os dedos não é algo que eu gostaria de fazer.

Via Google Blog

[software] Bing chegará ao Android nas próximas semanas

by

A chegada do Bing aos terminais Android pode ser uma realidade nas próximas semanas. A entrada do buscador da Microsoft no sistema operacional do Google dá a possibilidade para o usuário escolher qual serviço de busca de conteúdos na internet ele quer usar, seja para fotos, notícias, sites ou mapas.

O Bing começou os seus primeiros passos para chegar no Android através de um acordo com a Motorola para usar a sua tecnologia nos telefones que serão lançados na China. A notícia é excelente para os usuários, e vai fazer com o que o Google trabalhe para oferecer ainda mais conteúdo para permanecer na liderança. É, parece que a Microsoft sabe bem como colocar o Bing em evidência: dispositivos móveis.

Fonte