Arquivo para a tag: aquisição

Google nega ter feito uma oferta para comprar o WhatsApp

by

whatsapp-logo

Aproveitando a oportunidade da Mobile World Congress, Sundar Pichai, vice-presidente sênios da Google, falou sobre os rumores que indicavam que sua empresa teria tentado comprar o WhatsApp, recentemente adquirido pelo Facebook. E disse: “não é bem assim”.

Segundo informa o site Telegraph, a Google “nunca fez uma oferta” para adquirir o sistema de mensagens instantâneas, e qualquer afirmação contrária à isso é “simplesmente falsa”.

Se Pichai está dizendo isso, quem somos nós para duvidar, não é mesmo?

Por outro lado, isso quer dizer que quem afirmou que o Facebook pagou excessivos US$ 19 bilhões para comprar o WhatsApp com o objetivo de evitar que a Google fizesse uma contra-proposta deverá mudar a sua teoria em relação à transação.

Via Telegraph

Viber é adquirida pela Rakuten por US$ 900 milhões

by

viber-topo

A Viber, uma das pioneiras no mercado de aplicativos de mensagens de texto, acaba de ser comprada pela Rakuten. O conglomerado japonês de várias empresas – onde as quais destacamos a sua loja online – pagou US$ 900 milhões pela aquisição.

Segundo valores oficiais oferecidos pela Viber, o seu aplicativo tem hoje mais de 300 milhões de usuários registrados (isso não quer dizer que temos esse mesmo número de usuários ativos). Com um notável crescimento no ano passado (eles contavam com 200 milhões de usuários em maio de 2013), o fato é que não se ouviu falar muito desse app nos últimos meses (apesar de recém chegar ao Brasil).

Com a Rakuten, o aplicativo do Viber terá um apoio importante para seguir competindo nesse mercado, algo parecido com o que acontece com outros aplicativos. Recentemente, o Viber recebeu interessantes novidades, como os stickers, e no ano passado, eles lançaram a versão para desktop do aplicativo.

Seria a venda para a Rakuten o que o Viber precisava para seguir sendo relevante? Mesmo assim, não vai ter vida fácil.

Via The Wall Street Journal

Comissão Europeia aprova a compra da Nokia pela Microsoft, e negócio tem sinal verde para ser concretizado

by

elop-ballmer-nokia-microsoft

Agora, falta pouco. O momento da Nokia (ou pelo menos as suas divisões de mobilidade e tecnologia) se tornar oficialmente uma propriedade da Microsoft está cada vez mais próximo. Depois de receber a aprovação das autoridades norte-americanas, a Reuters acaba de publicar que a Comissão Europeia também aprovou de forma definitiva a manobra de compra.

Segundo indica a agência de notícias, as informações apresentadas pelas partes não mostram indícios que a compra vai afetar de forma drástica a concorrência, explicando que parecer ser muito pouco provável que essa decisão pode excluir os seus concorrentes do mercado. E não só no quesito vendas, mas também na distribuição de aparelhos com Windows Phone de outros fabricantes (algo que, convenhamos, possui hoje uma cota de mercado que já é ridícula).

O negócio, que custou US$ 7.350 bilhões (é sempre bom lembrar), contempla a aquisição dos dispositivos e dos serviços dos finlandeses (incluindo a sua já muito conhecida plataforma de mapas), assim como o seu catálogo de patentes relacionadas. Além disso, faz com que a Microsoft tenha tudo o que precisa para finalmente lançar a sua própria linha de smartphones com Windows Phone.

Deixando de lado as formalidades legais, ainda resta responder uma das mais valiosas questões do mundo da tecnologia nos últimos meses: se Stephen Elop, ex-CEO da Nokia, vai assumir as rédeas da Microsoft após a saída de Steve Ballmer, ou se teremos alguma surpresa de última hora.

E digo mais: essa última questão não vai demorar muito para ser respondida. Há quem diga que não é o Elop, e que vamos nos surpreender com a revelação do nome.

Via Reuters

Stephen Elop não é mais o CEO da Nokia… para ser o futuro CEO da Microsoft?

by

elop.jpg

Com a compra da Nokia por parte da Microsoft (não, você não leu errado, isso não é um pesadelo… clique aqui para ler), Stephen Elop deixa o cargo de CEO da empresa finlandesa para passar a dirigir a divisão de dispositivos e serviços, na posição de vice-presidente executivo. Basicamente era o mesmo posto que ele ocupava na Microsoft antes dele se transferir para a Nokia. A transição acontece quando a aquisição for concretizada.

Segundo a Nokia, essa mudança de função vai ajudar a reduzir os conflitos de interesses durante a transição de Elop, justamente por causa do seu passado com a Microsoft. Risto Siilasmaaa, presidente do conselho diretor da Nokia, vai assumir provisoriamente o posto de CEO da empresa, enquanto eles procuram um novo executivo para ocupar essa vaga.

Enquanto isso, outros nomes de destaque dentro da Nokia como Jo Harlow, Chris Weber, Juha Pukiranta e Timo Toikkanen seguirão os passos de Elop, e passam a ser funcionários de divisões da Microsoft. Marko Ahtisaari, chefe de design dos filandeses, decidiu abandonar a empresa por livre e espontânea vontade, e abandona o seu cargo em 30 de novembro para “voltar a perseguir outras oportunidades empresariais”. E aqui temos uma importante baixa nessa operação de compra.

Basicamente, quase todos os executivos mais representativos da Nokia serão assimilados pela Microsoft quando a compra for concretizada. Muito provavelmente isso já estava planejado de forma antecipada para evitar possíveis problemas de liderança.

Isso significa que a estratégia de produtos da Nokia permanecerá sem grandes mudanças a curto e médio prazo? Essa é uma pergunta que ainda não tem uma resposta concreta.

Mas… e quanto à Elop? Ele pode mesmo ser o futuro CEO da Microsoft, graças aos “serviços prestados” durante esses anos na Nokia? Segundo Steve Ballmer, sim.

Alguns rumores já apontava, para isso, e um pouco mais de lenha foi jogada nessa fogueira depois de uma entrevista do atual CEO (futuro ex-CEO) da Microsoft, Steve Ballmer, para o jornal The Seattle Times. Ballmer afirmou que Elop “passará de uma candidatura externa para uma candidatura interna” (uma vez que ele volta a fazer parte do grupo de funcionários da Microsoft). Com isso, Ballmer confirma as especulações que giram em torno do nome daquele que dirigiu a Nokia nos últimos anos.

Muitos acreditam que essa é uma bola cantada. Ainda não imagino que isso vai acontecer dessa forma, ou se Elop for o escolhido, não será anunciado tão já. Prefiro esperar os próximos acontecimentos sobre esse processo de compra, e observar mais os movimentos da Microsoft. De qualquer forma, é inegável que Elop larga na frente na disputa pelo posto de CEO da Microsoft. Só não acredito que ele é o nome preferido pelo tal conselho que vai decidir quem val liderar a gigante de Redmond nos próximos anos.

Via Nokia, Windows Phone Central, Seattle Times

Google confirma de forma oficial a aquisição do Waze

by

waze

A Google acaba de anunciar que, de forma oficial, fechou um acordo de compra para a aquisição do Waze, o conhecido serviço de navegação GPS baseado na localização dos próprios usuários. Segundo informa a gigante de Mountain View, nesse momento inicial, a equipe de desenvolvimento da plataforma segue trabalhando em Israel, de forma independente, mas os planos já começam a ser traçados para a transferência da experiência de uso do Waze para o Google Maps, assim como a potente ferramenta de busca do aplicativo israelense.

Sobre a quantidade desembolsada na operação, a Google não se manifesta sobre o assunto, e isso já era esperado.

Via Google

Yahoo! confirma a compra do Tumblr, mas empresas seguem independentes

by

tumblr-logo

Depois dos intermináveis rumores que apareceram durante o dia de ontem (19), Yahoo! e Tumblr esclarecem todas as dúvidas, anunciando oficialmente um “acordo em definitivo”, onde eles formalizam a tão comentada aquisição.

O acordo especifica que o Tumblr vai trabalhar de forma independente, como um negócio independente, com gestão própria. Porém, muitos especialistas em tecnologia não acreditam que isso vai acontecer dessa forma, até esperando que algumas regras comecem a mudar no Tumblr com o passar do tempo. Inclusive naquela que é a que mais deve afetar os usuários do serviço, que é a política de gerenciamento e copyright de imagens, algo que promoveu o crescimento do Tumblr e a queda do Yahoo! Imagens.

É cedo para dizer, mas aqueles que decidiram abandonar a plataforma WordPress para optar pelo novo formato de blogs devem ficar, no mínimo, precavidos com essa decisão. Conforme as informações sobre essa negociação forem surgindo, atualizaremos esse post.

Via Yahoo! Finance

Sony adquire o serviço de jogos na nuvem Gaikai

by

A conhecida empresa de jogos por stream Gaikai vai ter que abrir espaço em seus cofres para receber a quantia de dinheiro que vai entrar na sua conta. A Sony decidiu adquirir o serviço pela bagatela de US$ 380 milhões. E se o valor parece elevado para você, saiba que o especulado da venda era de US$ 500 milhões.

E quais são os planos da Sony com esta empresa? Segundo Andrew House, responsável máximo da Sony Computer Entertainment, a união “do talento dos engenheiros da Gaikai com o conhecimento da plataforma de jogos” da Sony, será possível levar aos usuários “uma experiência de jogos por stream sem precedentes”.Os elogios da Gaikai também foram rasgados, onde o seu CEO, David Perry, afirmou ser “uma honra” ajudar a Sony a desenvolver o seu ecossistema.

Nenhuma das duas empresas revela os detalhes do que a Sony vai fazer com a Gaikai depois da compra, que certamente terá que receber a aprovação das autoridades antes de se tornar efetiva. Também não especificaram como a Sony vai lidar com o fato que a Gaikai vai prover os serviços para as marcas rivais, como Samsung e LG.

Via Engadget

Google conclui oficialmente a compra da Motorola Mobility

by

Depois de meses de rumores e especulações, finalmente chegamos ao grande dia. A Motorola Mobility é agora, de forma oficial, parte da grande família de produtos do Google.

Depois da recente aprovação das autoridades europeias, norte-americanas e chinesas, a gigante de Mountain View finalmente pode finalizar o negócio com a divisão móvel da Motorola em definitivo, e as empresas começam a revelar os primeiros detalhes desse acordo.

Apesar de todos os obstáculos, o Google adquiriu a Motorola pelo valor de US$ 40 por ação, ou US$ 12,5 bilhões. Ainda assim, o comunicado de imprensa emitido pelas duas empresas deixa claro que a Motorola Mobility segue trabalhando como uma empresa à parte, e seguira desfrutando das licenças do sistema Android como qualquer outro fabricante, ainda que (evidentemente) a manobra faz a Motorola subir alguns degraus em relação aos concorrentes. Afinal, a partir de agora, o Google tem um fabricante de smartphones e tablets “pra chamar de seu”.

Ainda não se sabe o que vai acontecer com os funcionários da Motorola após essa transação. Nas últimas semanas, rumores sobre um anúncio de demissões em massa se tornaram frequentes, o que poderia deixar claro que o pessoal do Google está mais interessado nas patentes da fabricante norte-americana do que em ser uma parceira de lançamentos de produtos com a assinatura da marca. Mas nenhuma das duas empresas se pronuncia de forma oficial.

Outra mudança importante: Sanjay Jha deixou o seu posto de CEO da Motorola, e Dennis Woodside, antigo presidente do Google nos Estados Unidos, assume o posto. Seu objetivo é fazer com que o período de transição seja o mais fluído possível.

E a pergunta que fica é: o que essa compra realmente representa para a parte que mais interessa: o consumidor?

Via Blog Oficial do Google e PRNewsWire

Facebook adquire a rede social de fotografia Lightbox

by

Mark Zuckerberg continua na sua fase de compras. Se depois da compra do Instagram ficava alguma dúvida que o Facebook apostaria com muita força no universo da fotografia, essa recente compra do Lightbox eliminou todas as dúvidas pendentes.

Na verdade, o Facebook englobou os profissionais que trabalham no LightBox, uma vez que o site do serviço vai fechar a partir do dia 15 de junho. Os membros da equipe, Nilesh Patel e Thai Tran, são especialistas no desenvolvimento para Android e plataformas HTML5. Por isso, vão trabalhar no Facebook.

Se daqui a alguns meses o Facebook surpreender o mundo com um excelente software para registrar e compartilhar fotos no Android, já sabemos os nomes dos elementos que estão por trás do aplicativo. Um detalhe importante: eles anunciaram que uma parte do código escrito para o LightBox será compartilhado abertamente no repositório GitHub, mas as fotos e dados do usuário serão eliminados depois do meio de junho. Ou seja, se você tem fotos armazenadas lá e não quer perder, tem um mês para salvar tudo no seu computador.

Via The Next Web

Facebook compra o Instagram por US$ 1 bilhão

by

Está mais que confirmado pelo próprio blog do serviço de compartilhamento de fotos. O Facebook, maior rede social do mundo, acaba de anunciar a aquisição do Instagram, em uma negociação com valor estimado de US$ 1 bilhão de dólares em dinheiro e ações. A compra representa uma expansão considerável no poder de fogo do Facebook no segmento de compartilhamento de fotos online.

Apesar da compra, o Instagram segue operando de forma independente do Facebook, mas os serviços de fotos das duas redes sociais devem compartilhar tecnologias e recursos, além de crescer em conjunto com o passar dos meses. O anúncio da aquisição também foi confirmado pelo CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, em um post no seu perfil oficial da rede social.

Quem assina o comunicado do Instagram é Kevin Systrom, CEO da empresa. Conforme as informações forem chegando, atualizaremos esse post.

Via TechCrunch, Instagram e Facebook

Google obtém aprovação (da Europa e dos EUA) para seguir adiante na compra da Motorola Mobility

by

Boas notícias para o Google na sua missão de dominar o mundo (ou, pelo menos, a Motorola). A empresa de Mountain View recebeu a bênção da União Europeia no processo de compra da Motorola Mobility.

Joaquín Almunia, vice-presidente e comissário europeu declarou na nota oficial de imprensa emitida para a ocasião que a organização aprovou a aquisição, depois de uma rigorosa investigação, e por considerar que “não vai representar problemas, ou algo que possa desequilibrar a concorrência no setor”, mas ainda assim observa que vai acompanhar o processo de perto, especialmente pelo fato do uso estratégico das patentes envolvidas.

Outra que deu a sua bênção para a conclusão da compra foi o Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Curiosamente, as palavras do Departamento foi muito parecida com aquelas proferidas pela Comissão Europeia. Assim como seus responsáveis acreditam que a competição não está em risco, o gabinete equivalente ao Ministério da Justiça dos Estados Unidos informam que vão vigiar de perto para evitar ações monopolistas, e que “não terão dúvidas em tomar ações apropriadas para frear qualquer uso anticompetitivo” de suas patentes.

Agora, só falta que China, Taiwan e Israel aprovem a compra, para que Google e Motorola concluam seus negócios.

Via Reuters

Via Reuters

[notícias] Google compra BumpTop 3D. Seria para seu futuro tablet?

by

Mesmo que a HP e a Microsoft tenham desistido, a corrida por lançar um tablet no mercado, principalmente para tentar acompanhar o ritmo do iPad, tomou a cabeça de outras empresas, como a HTC, a Nokia ou até mesmo o Google. E este último foi às compras recentemente, e adquiriu a BumpTop 3D, por uma soma de dinheiro não divulgada. Para quem nãos sabe, a BumpTop é um software multitouch de gerenciamento de desktop em três dimensões, e a partir de agora, faz parte do enorme conglomerado do Google. O que o pessoal de Moutain View vai fazer com isso é uma incógnita, mas fica bem claro que está relacionado aos seus tablets. Teremos implementações deste sistema na próxima versão do Chrome OS ou do Android? Só o tempo te dará a resposta.

Fonte

[notícias] ] HP compra Palm por 1,2 bilhão de dólares

by

HP e Palm anunciaram que chegaram a um acordo para que a fabricante de computadores compre a empresa de dispositivos móveis por US$ 5,7 por ação, ou o equivalente a US$ 1,2 bilhão. Esperam que os detalhes estejam todos finalizados para 31 de julho, e informam que espera que Jon Rubinstein, CEO da Palm, “continue com a empresa”, ainda que sem cargo definido, por enquanto.

Porém, vale informar que a compra da Palm deverá ser aprovada pelos acionistas da empresa e pelo governo dos Estados Unidos. A HP se compromete a continuar o desenvolvimento do webOS, e um comunicado informa que as duas empresas se completam e podrão crescer solidamente. Por fim, a HP fala já da fabricação de telefones, tablets e “provavlemente netbooks” com webOS.

Fonte