Arquivo para a tag: android n

Vazam detalhes de dois smartphones Nokia com Android N

by

nokia com android

A Nokia prepara a sua volta em grande estilo para o mercado de smartphones. Supostos dados técnicos sobre os dispositivos que estão por vir apareceram na internet.

Serão dois dispositivos com o sistema operacional Android N, que chegariam ao mercado no final de 2016 ou começo de 2017. Uma vez que a Microsoft anunciou a venda da divisão dos seus celulares básicos para a Foxconn (incluindo o uso da marca Nokia), que por sua vez anunciou a criação de uma nova empresa, a HMD que estará radicada na Finlândia e será dirigida por aquele que foi o chefe da divisão móvel da Microsoft na Ásia, a chegada de novos smartphones Nokia passa a ser uma questão de tempo.

 

O que dizem os rumores?

Nos últimos meses, vimos rumores e conceitos de como seriam esses dispositivos. Mas agora, as fontes internas do NokiaPowerUser oferecem informações interessantes sobre os dispositivos:

– A Nokia está trabalhando em dois smartphones top de linha com chassi metálico e acabamentos de primeira qualidade.
– Terão tamanhos de tela diferentes: 5.2 e 5.5 polegadas, respectivamente.
– Terão telas OLED, sem resolução confirmada, mas tudo indica que serão QHD.
– Utilizarão processadores Qualcomm (Snapdragon 820).
– A Nokia vai manter sua imagem de oferta de dispositivos “sólidos e robustos”, com certificação IP68, sendo assim resistentes à água e poeira.
– Os dois modelos receberão o Android 7.9 N.
– Contarão com uma capa de interface de usuário, uma reformulação da Z-Launcher.
– Terão sensores de digitais e um sistema de câmeras com a qualidade e potência habitual dos dispositivos Nokia.

Quem sabe esses modelos estarão presentes na Mobile World Congress 2017 de Barcelona.

Via NokiaPowerUser, Gizmochina

No final das contas, Android N pode se chamar Nutella mesmo

by

Android-Nutella-03

Como você bem sabe, a Google está procurando um nome para o Android N, e algumas pessoas não escondem suas preferências, em especial para o termo Nutella. Não é de se estranhar que cada um escolha o seu nome favorito, mas quando vem de Hiroshi Lockheimer, vice-presidente sênior do Android, Chrome OS e Play Store, as coisas mudam.

Hiroshi deixou várias referências claras de que ele quer que o novo Android se chame Nutella. Não é a primeira vez que o executivo da Google mostra sua preferência pelo doce como possível nome do Android, mas sua insistência nos leva a duas possíveis conclusões.

A primeira seria que talvez esse nome tenha todo o potencial para ser o nome da próxima versão do Android. A segunda é que ele pode estar fazendo campanha a favor do seu nome de preferência, algo que tem muito sentido, já que seus tweets a favor do Nutella aparecem na sua timeline há meses.

Android-Nutella-02

Em todo caso, não podemos garantir nada, e uma vez que Hiroshi Lockheimer é conhecido por ser muito piadista em suas intervenções nas redes sociais, devemos tomar essas referências com cautela. Mas não é segredo para ninguém que Nutella é um dos nomes mais fortes para batizar o novo Android.

Android-Nutella

Via The Verge

Como usar o Android N ainda hoje

by

android-n-teaser

De um modo geral, pacotes para desenvolvedores são considerados como algo ‘intocável’. Mas alguns valentes se atrevem a testá-los em seus smartphones. A Google está facilitando o processo para quem quer ser um ‘beta tester’, e esse post mostra o caminho das pedras para você testar a última beta disponível do Android N.

 

O que é o Programa Beta do Android?

O programa permite o teste das versões do Android antes que elas se tornem públicas e disponíveis para os demais mortais. A ideia aqui não é satisfazer a sua curiosidade, mas sim informar ao Google sugestões e alertas de falhas detectadas. É possível essa comunicação através do menu de Ajustes do seu dispositivo, através da comunidade oficial de beta testers no Google+, ou usando um formulário específico.

Leve em consideração que estes pacotes (que chegam via OTA a cada quatro ou seis semanas) não são definitivos, estão em plano de desenvolvimento, e podem ter falhas de sistema ou defeitos que podem afetar o funcionamento do seu dispositivo.

 

Como começar no programa?

android_beta_group_2x

Para ingressar no programa de beta testers, basta cumprir dois requisitos (um simples, e outro mais complicado): ter uma conta da Google (basta acessar o site do programa para ter uma), e contar com um dos dispositivos compatíveis com o Android N nesse momento (Nexus 6, Nexus 9, Nexus 5X, Nexus 6P o Nexus Player, General Mobile 4G (Android One) e Pixel C). Fora disso, o Sony Xperia Z3 também é compatível com o software.

Pode demorar até 24 horas até você receber as atualizações já com o Android N (a partir do seu cadastro no site do programa de beta testers). Se o prazo expirar e você não receber notícias, você pode verificar manualmente em Ajustes > Informação > Atualizações do Sistema.

 

O que fazer para deixar de ser um beta tester?

Você pode abandonar o programa de beta testes se quiser. Para isso, basta visitar a mesma página de cadastro e selecionar “dar baixa no dispositivo”. Depois disso, uma atualização (também via ORA) chegará ao seu dispositivo, apagando todos os seus dados de usuário, e instalando a última verão pública disponível do Android. É fundamental que, antes disso, você faça uma cópia de segurança de todos os seus dados, já que você vai perder tudo depois de dar baixa. Caso contrário, você terá um desgosto imenso.

Aqui está o caminho das pedras. A Google entrega tudo de bandeja para você testar antes de todo mundo as novidades do Android. O maior problema é mesmo ter ou não alguns dos dispositivos compatíveis com o programa. E reforçamos: os pacotes ofertados são versões que nãos ão 100% estáveis, e que podem conter falhas. Você está instalando tudo por sua conta e risco, e conscientes de eventuais problemas.

Para mais informações, acesse a página do Programa de Beta Testers do Android.

As animações do Android N em câmera lenta

by

animaciones-de-Android-N

As animações no Android N se demonstraram um detalhe especialmente bem cuidado da nova versão do sistema operacional móvel da Google. O vídeo no final do post mostra esses cuidado com a ajuda da câmera lenta.

No dia a dia, é quase impossível perceber o valor real dessas animações, um toque especial que está aportado e muito bem resolvido no Android N, usando perfeitamente diferentes elementos, entre os quais se destacam claramente a ideia de expansão e contração, algo especialmente evidente quando vemos a pulsação no ícone de menu, que se abre como se fosse uma espécie de bola, e logo depois e recolhe no sentido inverso.

É possível que, para algumas pessoas, tudo isso seja um tanto superficial. Mas as animações possuem um papel mais importante do que parece, já que acompanham o usuário durante todo o tempo de interação com o smartphone. Logo, são uma parte do sistema operacional que tem efeitos sobre a experiência geral de uso, que pode ser positiva ou negativa.

O Android N deve chegar ao mercado no final de 2016, com os dispositivos da linha Nexus da Google como os primeiros a receberem a nova versão (Nexus 6, Nexus 5X e Nexus 6P com disponibilidade imediata). Os demais modelos dos outros fabricantes terão que esperar até o primeiro ou segundo trimestre e 2017. Ou pela boa vontade do próprio fabricante. Se é que ele terá a boa vontade de atualizar o seu dispositivo para a nova versão.

Vídeo das animações do Android N em slow motion a seguir.

 

Via PhoneArena

Android N limitado nos dispositivos atuais

by

Android-N

Uma pequena decepção para muitos usuários de smartphones: os modelos já existentes compatíveis com o Android N não poderão receber atualizações em segundo plano.

A nova função é possível por conta da existência de duas partições, uma principal e outra secundária. Assim, quando estiver disponível uma nova atualização via OTA e procedemos com a instalação, a mesma se aplica na partição secundária. Uma vez reiniciado o dispositivo, a partição que foi atualizada vai entrar em funcionamento automaticamente.

Só entenderemos a dimensão disso na prática, já que as primeiras informações sugerem que o recurso só estará disponível em novos dispositivos com Android N pré-instalado de fábrica, e não naqueles que serão atualizados para essa versão. Para que o sistema de instalação em segundo plano funcione, é necessário contar com duas partições de sistema, algo que os dispositivos atuais não possuem, e que é de difícil implementação. O procedimento até pode ser feito, mas em um processo perigoso e com claros riscos à integridade do dispositivo.

Logo, não vale a pena nem tentar. A Google chegou a essa conclusão, e podemos imaginar que os fabricante de dispositivos Android farão o mesmo. E isso fará com que sejamos obrigados a comprar um smartphone novo para utilizar tal recurso.

Via Android Police

Daydream, a plataforma de realidade virtual da Google, baseada no Android N

by

google-daydream

A Google apresentou na Google I/O 2016 o Daydream, um novo projeto que pretende oferecer uma realidade virtual de alta qualidade no smartphone.

O Daydream chega junto com o novo Android N durante o outono (do hemisfério norte), e essa tecnologia quer dar um passo além do que o alcançado com o Google Cardboard, através da combinação de smartphones compatíveis com esta especificação, um design de referência para os óculos, um controle especial para o projeto, além de uma seção específica da Google Play para os novos conteúdos de realidade virtual.

A Google explica que essa nova experiência de realidade virtual de alta qualidade para smartphones é baseada em três componentes:

1. Smartphones

A Google vai estabelecer uma série de requisitos para os smartphones compatíveis com o Daydream, inclusive uma série de sensores, um determinado tipo de tela ou processadores específicos que garantem uma latência inferior a 20 milissegundos no modo de realidade virtual. Vários fabricantes oferecerão dispositivos compatíveis com essas especificações no ato do lançamento da plataforma (Samsung, HTC, LG, Xiaomi, Huawei, ZTE, ASUS e Alcatel).

2. Design de referência

A Google falou também de um novo tipo de óculos de realidade virtual que vai um passo além do Cardboard. A grade novidade não está necessariamente nos óculos, mas sim no fato deles acompanharem um pequeno, porém ‘potente e intuitivo’ controle com trackpad e sensor de orientação, que permite um melhor deslocamento no mundo virtual.

 

3. Aplicativos

O terceiro elemento chave do Daydream é o software. A Google oferecerá uma seção específica na Google Play dedicada a aplicativos, jogos e conteúdos de realidade virtual, onde grandes provedores já preparam seus lançamentos nesse sentido (The New York Times, CNN, HBO Now, Netflix, NBA, Hulu, Lionsgate e IMAX). Podemos esperar surpresas interessantes nesse sentido.

google-daydream-02

Na breve demonstração da plataforma, foi possível ver como a loja de aplicativos poderá ser utilizada com os novos componentes, além de uma mostra sobre como o pequeno controle interage com os jogos.

Repetindo: o Daydream só chega ao mercado durante o terceiro trimestre de 2016.

Via The Verge

Você vai dar o nome do Android N

by

Android N

Assim é a vida. A Google não sabe qual nome vai dar para a próxima versão do seu sistema operacional para dispositivos móveis. Logo, vai pedir para você dar sugestões de nomes para o Android N.

Ao longo dos anos, a Google tem a regra de dar nomes de doces para as versões do seu sistema operacional, e essa regra continua. O critério de escolha variou com o passar do tempo, onde até mesmo uma parceria com a fabricante alimentícia Nestlé resultou no nome Android KitKat. Agora, até mesmo para mobilizar os usuários em torno do novo software, a empresa pede sugestões para o nome do Android N.

O Android N já é esperado por muitos por conta das habituais melhorias que a Google costumeiramente adota nas novas versões do seu sistema operacional. Nesse caso em especial, as melhorias de desempenho geral, um novo gestor de consumo de bateria e alguns retoques na usabilidade da interface do Android.

Enfim, agora você já sabe: se você tiver uma “ideia deliciosa” que começa com a letra N, basta acessar o site que a Google criou para enviar a sua sugestão de nome. Quem sabe a próxima versão do Android não é batizada por você?

 

Via Android N

Android N não trará a interface 3D Touch

by

3D-Touch

Uma das grandes novidades introduzidas pela Apple e Huawei nos seus dispositivos foi a interface 3D Touch, característica que já está presente no Android N, como indica a documentação da Preview 2 do software. Porém, uma nova informação indica que o recurso pode não chegar na versão final do software.

A fonte da notícia não deu detalhes concretos nem justificou essa possível ausência, mas diversas possibilidades explicam, que vão desde a necessidade de seguir melhorando o recurso para uma implementação perfeita, e essa é uma razão bem crível. Outra hipótese é a Google reservar o recurso para introduzir a mesma depois, no lançamento do Android N, através de uma atualização corretiva ou complementar.

A 3D Touch é uma característica aplicada à interface touch, que permite a identificação de forma precisa da intensidade das pulsações baseado na pressão, mostrando respostas diferentes de acordo com a mesma. Por exemplo, uma pulsação leve pode abrir um aplicativo, mas uma pressão mais prolongada pode abrir um menu contextual com diferentes opções de uso e itens de configuração.

android-n-3d-touch

Não é algo revolucionário ou inédito. A Microsoft já brincou com o conceito, visando incorporá-lo no Lumia McLaren (ou Lumia 935). Mas levando em conta que o 3D Touch não seja implementado oficialmente no Android N, isso não quer dizer que os fabricantes de dispositivos não possam integrá-lo em algumas de suas interfaces. Algo bem comum, que já aconteceu em outras oportunidades.

Via SlashGear

Android N: o primeiro Android pensado nos desktops?

by

Android N

O Android N já está com preview público disponível desde a semana passada. Além das mudanças no design e melhorias no modo de consumo de energia, uma das grandes novidades da nova versão é a multitarefa com tela dividida, função similar ao que já vimos no iOS e implementada por fabricantes como Samsung e LG.

Porém, algo não divulgado oficialmente aparece em um código com suporte experimental, que é a habilitação de janelas “livres”, que indicam que a Google pensa em algo mais avançado no multitarefa, com o desktop em mente.

Faz algum tempo que se fala do potencial do Android nos desktops  como sistema básico alternativo ao Windows, aproveitando o hardware de baixo nível e apoiado nos milhares de aplicativos e jogos do Android. Também na grande massa de usuários do sistema, mesmo da grande distância entre dispositivos móveis e PCs, com necesidades bem diferentes.

Até agora, a Google baseou sua estratégia nos desktops no Chrome OS, com grande aceitação no setor educacional e mercados regionais de consumo, mas sempre como um nicho específico e sem uma cota relevante ou que ameace o monopólio do Windows nos desktops.

A referência ao Android N está no arquivo “framework-res.apk”, que se enumera unto a outros ajustes na tela “Configuração de Desenvolvedores”, e que aparecem em importantes componentes do sistema, como SystemUI e SetupWizard, o que indica algo a mais do que a tela dividida.

androidN_remixos

São citadas janelas flutuantes e de livre disposição ou botões de fechar e maximizar, elementos comuns a qualquer sistema operacional de escritório, e que podemos ver no Remix OS para PC (foto acima). Já nos smartphones, tais funções são bem inúteis. Seriam mais úteis nos tablets, mas nos desktops teriam verdadeiro sentido.

Nos próximos meses veremos onde a Google quer chegar.

Via ArsTechnica

Vazam imagens do Android N Developer Preview

by

Android N Developer Preview-01

O Anandtech publicou um completo artigo centrado no Android N Developer Preview, que foi retirado rapidamente do ar. Porém, a internet é rápida, e o mesmo artigo foi salvo na íntegra e publicado nos fóruns do Reddit, onde alguns itens mais importantes são discutidos.

Uma das novidades mais importantes é a multitarefa dividida, função que já estava implementada nas versões personalizadas de fabricantes como Samsung e LG, além de algo similar ao ‘picture in picture’ que vimos na última versão do iOS, permitindo a reprodução de vídeo enquanto utilizamos outro aplicativo.

Também é possível ver claramente que a tela de notificações foi totalmente redesenhada, permitindo responder diretamente a mensagem a partir da notificação recebida. Também se faz referência a algumas melhorais no modo de economia de energia, o Doze, que agora reduz o consumo de bateria quando o smartphone está com a sua tela desligada, mas sem ser tão radical a ponto de desativar funções, como acontece nesse momento.

Se tudo sair como o planejado, o Android N pode ser anunciado oficialmente na Google I/O 2016 em maio. Mais imagens a seguir.

Android N Developer Preview-04 Android N Developer Preview-03 Android N Developer Preview-02

Via Reddit

Assim seria o aplicativo de sistema do Android N

by

Android-Nutella

Com vários dispositivos que ainda não receberam o Android M, já começam os vazamentos do Android N, a próxima grande atualização do sistema operacional móvel da Google que deve ser lançado no final de 2016.

As imagens vazadas seriam do novo aplicativo de sistema do Android N, que permite controlar diferentes ajustes do smartphone. Ele apresenta uma clara mudança no nível estético, removendo as linhas que separavam cada categoria, melhorando o acabamento minimalista do sistema em um nível geral. também vemos que as categorias mostram pequenas notas de informação, onde é possível ver (por exemplo) a quantidade restante de bateria e uma estimativa de sua duração.

android-n-sistema-settings

Interessante, já que temos aqui uma ideia inicial de algumas das mudanças básicas que o Android N pode oferecer na sua interface e design, mas levando em conta que o sistema está em fase de desenvolvimento, assim que nenhuma dessas mudanças são consideradas definitivas, e podem ser alteradas até a versão final.

Via GSMArena

Primeiros rumores sobre o Android N falam em tela dividida

by

Android-Mosaico

Apesar do Android Marshmallow (muito provavelmente) não chegar ao seu smartphone, os fóruns sobre o Android já falam a algum tempo sobre a próxima versão do sistema operacional da Google. O enigmático Android N foi insinuado por Glen Murphy, diretor do Android e do Chrome UX.

Em uma seção de perguntas e respostas do Reddit sobre o Pixel C, Muprhy reconheceu que a Google está trabalhando em muitas coisas novas, entre elas o suporte para a função de tela dividida, reforçando que eles trabalham em uma série de melhoras para o Android desse sentido.

Andrew Bower, diretor de hardware de consumo da Google, falou sobre o assunto, afirmando que “estamos trabalhando em um monte de coisas para o Android N que, obviamente, gostaríamos de ter para ontem. Mas estragaríamos a surpresa se compartilhássemos tudo. A tela dividida está em processo”, confirmou o executivo, adiantando que esse será um dos novos recursos presentes em um suposto “Android 7.0”.

Caso a Google siga apostando em equipamentos como o Pixel C, a função de tela dividida será algo vital. O Windows já oferece há muito tempo essa funcionalidade, e a Apple adicionou o recurso no iOS 9, para tirar um maior proveito dos seus iPads (principalmente no iPad Pro). De forma paralela, alguns fabricantes que trabalham com o Android desenvolveram suas próprias soluções, como é o caso da Samsung, mas com um suporte limitado a determinados aplicativos.

Até o final de 2016 o Android N não deve ser lançado. Ou seja, teremos um longo ano de especulações, rumores e vazamentos. É preciso ter muita calma e paciência nessas horas.

Via TechradarReddit