Arquivo para a tag: amazon fire

Tablet Amazon Fire recebe maior capacidade de armazenamento

by

AmazonFire_2-tablet

O Amazon Fire, considerado o melhor tablet do mercado por conta de sua relação custo-benefício, traz como principal novidade uma nova versão com 16 GB de armazenamento, permitindo assim receber uma maior quantidade de aplicativos, jogos e conteúdo multimídia, apesar da Amazon oferecer armazenamento na nuvem.

O Amazon Fire também tem novas opções de cores (magenta, azul e laranja), além do preto original. As demais especificações seguem inalteradas:

– Tela IPS de 7 polegadas (1024 x 600 pixels)
– Chipset MediaTek MT8127 quad-core de 1.3 GHz
– GPU Mali 450
– 1 GB de RAM
– 16 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 128 GB)
– Câmeras de 2 MP e VGA
– Conectividade WiFi n, Bluetooth 4.0, microUSB, alto-falantes, microfone|
– Bateria: 2.980 mAh
– Dimensões de 191 x 115 x 10.6 mm, peso de 313 gramas.

O Amazon Fire está disponível por 69 euros na versão com 16 GB, enquanto que a versão com 8 GB se mantém nos 59 euros. Reforçamos que é a melhor relação custo-benefício que o seu dinheiro pode encontrar. Para aqueles que pretendem ir além dos bloqueios da Amazon e quer utilizar os serviços da Google, um bom rooteamento nesse tablet é mais que recomendado. Todo o conteúdo do produto é destinado ao consumo de conteúdos da Amazon, inclui publicidade para baratear o preço e personaliza o dispositivo não apenas com uma interface própria (é quase uma ROM sobre o Android).

Via Amazon

Amazon Fire, o tablet de US$ 50, é oficial

by

fire-pack-6

Os rumores estavam corretos. A Amazon anunciou a sua nova linha de tablets, entre eles o Amazon Fire, dispositivo com rela de 7 polegadas e preço muito agressivo de US$ 50 nos EUA (60 euros na Europa).

Com esse modelo, a Amazon se posiciona muito bem no segmento onde os usuários não querem fazer grandes investimentos na compra de um tablet. É um dispositivo de entrada com hardware ajustado para oferecer um desempenho minimamente decente.

amazon-fire-2015-01

No seu design, temos um produto simples, com bordas largas e acabamento de plástico brilhante. Sua tela de 7 polegadas (1024 x 600 pixels) IPS esconde um processador quad-core de 1.3 GHz e 8 GB de armazenamento, com 1 GB de RAM. A Amazon não entrou em detalhes, mas dizem que o seu desempenho é duas vezes maior que um Samsung Galaxy Tab 3 Lite. E o comparativo só confirma uma coisa: esse é, definitivamente, um tablet de entrada.

amazon-fire-2015-02

A sua autonomia de bateria mostra mais um dado ambíguo: 7 horas de uso ‘misto’. Não há dados oficiais sobre a capacidade de bateria, e nem uma definição clara do que seria esse perfil de uso ‘misto’. O Amazon Fire conta com câmeras de 2 MP na parte traseira (com gravação de vídeos a 720p) e VGA no sensor frontal.

 

Fire OS 5 “Bellini”: uma renovação necessária

amazon-fire-2015-03

Mais uma vez a Amazon aposta em um fork Android próprio. A quinta versão do Fire OS “Bellini” mostra como novidades um novo launcher onde os aplicativos ficam ordenados de forma mais simples e limpa, onde a descoberta de conteúdos está ‘mais simples do que nunca’ (segundo a Amazon).

O motor de recomendações deu um passo a frente, para simplificar a busca de conteúdos, servindo como incentivo para o download de conteúdos e para que o conteúdo pago seja ofertado de forma mais direta. Com esse preço, é muito provável que o modelo de negócio do Amazon Fire está no incentivo da compra de conteúdos.

Outra novidade do Fire OS está na introdução de um sistema de leitura rápida. É uma tecnologia que já estava presente no Android em muitos aplicativos, e consiste em um aplicativo que detecta, com a câmera frontal, para onde olhamos na tela e nos mostra uma palavra. Desse modo, manteremos o foco em um ponto e o aplicativo vai lançando palavras para ler rapidamente, sem ter que mover a vista.

 

US$ 50, mas isso tem um preço

amazon-fire-2015-04

O novo Amazon Fire é muito barato, mas tem letras miúdas. Na verdade, nem tanto. A Amazon explica o preço baixo, disponibilizando dois modelos, onde um tem o que eles denominam ‘com ofertas especiais’, e outro sem elas. A diferença? O modelo mais barato mostra propagandas quando o dispositivo está em modo de standby, algo que acontecia com os e-readers da Amazon. O modelo mais caro não tem essas propagandas.

O novo Amazon Fire estará disponível nos EUA e Europa a partir do dia 30 de setembro. Não há envios para o Brasil a partir da Amazon EUA, e não há previsão de lançamento do produto para o nosso país. Também é possível adquirir um pacote com seis tablets, por US$ 300.

Este seria o próximo tablet Amazon Fire, mais Android do que nunca

by

amazonfireandroid

Todos esperamos ver em breve o especulado tablet Fire da Amazon de US$ 50, mas este não seria o único modelo que a gigante norte-americana pode lançar em breve. Evan Blass, melhor conhecido como @evleaks, mostrou na sua conta do Twitter a imagem de um suposto tablet Fire de 10 polegadas, que seria o maior modelo lançado pela varejista online.

Enquanto as especificações não são reveladas, podemos dizer que o dispositivo conta com o sistema Android Lollipop, e que sua interface seria um pouco diferente do que vimos até agora, com uma aparência mais próxima de outros dispositivos com o sistema do robô verde.

amazonkindlefire-1

A Amazon pode assim centrar o seu interesse no mercado de tablets, depois do fracasso do Fire Phone, motivo pelo qual eles recentemente demitiram boa parte de sua equipe na divisão de hardware Lab126. Sabemos da existência de um tablet muito barato, e que pode sacudir as estruturas do mercado. Mas de acordo com esse vazamento, eles também buscam espaço no segmento de 10 polegadas.

Um movimento inteligente, que pode ser confirmado (ou desmentido) nas próximas semanas.

Via @evleaks

Amazon deve desistir do segmento de telefonia, e prepara outros projetos

by

amazon-fire-phone

A Amazon estreou no mercado de smartphones fazendo barulho, mas teve pouco sucesso. O seu smartphone, o Amazon Fire, contava com muito desenvolvimento próprio no software e no hardware, mas a propostas era estranha, com um preço que caiu de forma exagerada, na tentativa de esvaziar os estoques encalhados.

Críticas e sucessos à parte, a Amazon sempre sem manteve firme com a ideia de seguir desenvolvendo essa linha de produtos. Hoje, temos informações que dizem o contrário, onde eles moverão seus esforços para outros projetos da empresa.

O Wall Street Journal fala sobre uma série de engenheiros do departamento Lab126 da Amazon, que estão abandonando qualquer projeto relacionado com smartphones, e provavelmente serão todos demitidos. Alguns desses funcionários estavam evolvidos na criação de Kindles, Amazon Echo e e o já citado Fire Phone.

Provavelmente ainda teremos novos smartphones da Amazon, mas devemos esperar alguns anos para que a aventura se consolide com garantias. Mas isso não quer dizer que não haverá novos projetos no departamento de hardware da Amazon. A mesma fonte informa que o Lab126 está trabalhando em três projetos:

– Um computado para a cozinha, com o nome de código Kabnet. Dá para se ter uma ideia do que pode ser, com comandos de voz e uma nova janela para compras na Amazon.
– Um novo leitor Kindle com autonomia de bateria de longa duração. Especula-se pelo menos dois anos de autonomia de bateria.
– Um tablet com tela 3D, no estilo do Nintendo 3DS.

Outros projetos teriam sido abandonados, como um tablet de grandes dimensões (14 polegadas, pelo menos), e trabalhos relacionados com ponteiros, reconhecimento de escrita e projetores.

Via Wall Street Journal