Compartilhe

A System76 anunciou a atualização de dois dos seus notebooks Linux para receber os processadores Intel Core de décima geração (Comet Lake). Os modelos que foram atualizados são o Galago Pro de 14 polegadas e o Darter Pro de 15.6 polegadas.

Além disso, os notebooks agora passam a utilizar o Coreboot como firmware no lugar da BIOS privativa, um passo importante na oferta de computadores totalmente livres, apesar dos notebooks da System76 ainda exigirem blobs privados para uma funcionalidade plena com os chips da Intel.

 

 

Galago Pro

 

 

Tem preço inicial sugerido de US$ 949, com uma configuração de processador Intel Core i5-10210U, 8 GB de RAM, 240 GB de armazenamento via SSD e tela mate Full HD. Obviamente, o preço aumento com a melhora dos componentes.

Suas dimensões são de 33 x 22,1 x 1,78 cm (L x P x A) e seu peso é de 1.32 kg. Na conectividade, inclui Gigabit Ethernet, WiFi 802.11ac, Bluetooth 5, porta Thunderbolt 3, portas USB 3.1 Type-A, Mini DisplayPort, HDMI e leitor de cartões SD. O modelo possui bateria de 35.3 Wh.

 

 

Darter Pro

 

 

Não apenas é maior (36,1 x 24,3 x 2,03 cm) e mais pesado (1.63 kg), mas também é mais caro no seu preço base, custando US$ 999. Possui configuração base muito similar ao modelo menor, com a exceção de contar apenas com o slot M.2 no lugar de suportar uma configuração de armazenamento dual como o Galago Pro, suportando até 2 TB nesse aspecto, contra 6 TB do outro modelo.

 

 

 

A System76 faz a sua parte para que os notebooks Linux sigam vivos em um setor onde a concorrência é cada vez mais feroz. Muito além do seu objetivo de oferecer computadores que são genuinamente Open Source, o fabricante norte-americano tenta centrar os seus produtos no usuário profissional, que pode precisar de um computador com Linux para as suas principais atividades profissionais.

E é sempre bom ter alternativas reais e concretas cenário atual dominado por Windows, macOS e Chrome OS.

 

Via Liliputing


Compartilhe