Sua música favorita foi lançada quando você tinha 14 anos de idade | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Sua música favorita foi lançada quando você tinha 14 anos de idade | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Variedades | Sua música favorita foi lançada quando você tinha 14 anos de idade

Sua música favorita foi lançada quando você tinha 14 anos de idade

Compartilhe

Seth Stephens-Davidowitz, editor do New York Times, realizou um pequeno estudo com os dados do Spotify, com o objetivo de descobrir até que ponto a idade influencia na música que escutamos, e em qual momento uma canção fica tatuada na nossa memória para sempre.

O estudo tomou como base a música ‘Creep’ do Radiohead, que no Spotify é a música 164 entre as mais populares entre os homens com 38 anos de idade. O mais curioso é que a música não está sequer no Top 300 na faixa etária entre 28 e 48 anos, o que significa que quem se identifica com essa canção tinha 14 anos quando ela foi lançada, em 1993.

Com isso em mente, Seth decidiu fazer o mesmo experimento com outras canções, mas escolhendo algumas que encabeçaram as listas da Billboard entre 1960 e 2000, e os resultados foram curiosamente similares.

 

 

No caso dos homens, a canção mais ouvida em plataformas de streaming chegou aos 14 anos de idade, e o período mais importante de sua formação de gosto musical aconteceu entre os 13 e os 16 anos.

Nas mulheres, a situação é parecida, com a canção mais popular de suas vidas aparecendo aos 13 anos, e o período mais importante para a definição dos gostos musicais entre 11 e 14 anos.

De acordo com os dados, as mulheres definem seus gostos antes dos homens, e o pico de influência é muito maior nelas, que podem seguir descobrindo música com o passar do tempo, enquanto que os homens tendem a abandonar essa descoberta conforme envelhecem.

Isso coincide com o final da puberdade e a importância da adolescência precoce, que acontece antes nas mulheres que nos homens, e que serve (em parte) para ajudar a definir opiniões, ideias e, obviamente, gostos musicais. Por isso, muitos de nós seguimos ouvindo as músicas que conhecemos durante a adolescência. Não apenas porque gostamos, mas porque nos lembra momentos felizes de nossas vidas.

 

 

Porém, vale destacar que o estudo não é determinante ou sério. É apenas uma forma curiosa para explicar porque seguimos ouvindo as músicas da adolescência. Com certeza existem pessoas que não se encaixam nesse perfil, ou escutam músicas que não correspondem à sua idade.

Até porque todo o entorno serve de influência, e não apenas as listas de popularidade do Spotify.

 

Via New York Times


Compartilhe