Compartilhe

O Tidal decidiu se tornar mais próximo dos meros mortais e, quem sabe, ser um competidor de peso ao gigante Spotify. Colocando os dois serviços lado a lado, vamos tentar nesse artigo responder a pergunta do título…

Spotify vs Tidal: qual é o melhor?

 

 

Preço

A mais notória diferença entre os dois serviços.

O Tidal é caro e proibitivo para muitos bolsos, enquanto que o Spotify tem até planos gratuitos e, no caso dos planos pagos, contam com preços muito competitivos. E a diferença de preço entre as duas plataformas é enorme.

O motivo para o Tidal custar mais é porque ele paga mais dinheiro em royalties para os artistas, além de oferecer uma melhor qualidade de áudio nos arquivos musicais. Mesmo assim, a maioria das pessoas só querem ouvir músicas e podcasts.

Nesse aspecto, o Spotify é o vencedor com muita facilidade.

 

 

Qualidade de áudio

Já respondido no item anterior. O Tidal oferece áudio de alta fidelidade, com menor compressão dos arquivos, com um plano premium baseado no FLAC, formato de streaming mais sólido e realista que o MP3 utilizado pelo Spotify.

Além disso, o Tidal tem canções Master, com uma experiência de áudio exata e precisa. No Spotify, a resolução máxima é de 320 kbps, enquanto que o HiFi do Tidal alcança 44.1 kH/16 bits. Já as canções Master tem mais que o dobro de resolução, com 96 kHz/24 bit. É o mais próximo no streaming atual do áudio da mesa de mixagem em um estúdio.

A diferença do Tidal para o Spotify nesse aspecto é gritante, com sons que podem ser inéditos para a maioria dos mortais. Ou seja, se a sua prioridade ao ouvir música é obter a maior qualidade possível, não pense duas vezes e invista o seu dinheiro no Tidal. Sem medo de ser feliz.

 

 

Consumo de dados móveis

O consumo de dados no Tidal é naturalmente maior que no Spotify, justamente por causa da elevada qualidade de áudio da plataforma do Jay-Z. Com arquivos que entregam uma qualidade máxima de áudio, vem o “pequeno grande detalhe” que esses arquivos contam com um enorme volume de dados, exigindo um consumo de internet maior para realizar o streaming com eficiência.

Por outro lado, não só o consumo do Spotify é menor, como você ainda pode dar a sorte de contratar um plano de telefonia móvel que entrega o zero rating de consumo com o aplicativo, ou seja, que não desconta do seu pacote de dados o uso do streaming com o aplicativo.

Lembrando que tanto Spotify como Tidal contam com modo offline, o que pode aliviar um pouco o cenário nesse aspecto. Mas o vencedor dessa categoria é mesmo o Spotify.

 

 

Plataforma

Os dois serviços oferecem versões para desktop e smartphones, além de permitirem o uso na web. Contam com designs parecidos, apps para celular rápidos e intuitivos, entre outras similaridades. A maior diferença entre os dois está na versão para desktop.

O app desktop do Spotify funciona bem, mas em algumas vezes apresenta problemas para encontrar a música. Isso é resolvido fechando e abrindo o aplicativo novamente, o que pode ser um pouco cansativo. Já o Tidal não apresenta tantos problemas assim, é muito rápido e pode reproduzir videoclipes em alta qualidade (com vídeos exclusivos).

Por outro lado, o Spotify funciona como uma espécie de “rede social”, permitindo que você visualize as atividades de amigos. Nesse item, tudo é uma questão de gosto e preferência individual.

 

 

Catálogo

O Tidal oferece mais músicas que o Spotify (40 milhões, contra 35 milhões) e recebe lançamentos exclusivos de alguns artistas de peso, como Taylor Swift e Beyonce. Porém, isso não é um problema tão grave, uma vez que os dois catálogos de músicas são enormes.

Logo, não é tão simples colocar o Tidal como vencedor nesse aspecto. Por exemplo, a grande quantidade de podcasts disponíveis no Spotify precisa entrar nessa equação, já que o serviço de Jay-Z não está priorizando esse formato de mídia. E no Spotify, o podcast é cada vez mais importante.

Por isso, nessa categoria, temos um claro empate.

 

 

Conclusão

É difícil escolher o melhor, pois ambos focam em características diferentes. Mas em número de usuários, o vencedor é bem claro: o Spotify possui 248 milhões de usuários, enquanto que o Tidal fica com apenas 3 milhões.

Dá para recomendar o Tidal como alternativa, desde que a sua conta bancária ou cartão de crédito permitam que você faça isso. Caso contrário, fica com o Spotify e você será bem feliz com ele.

Escolher o melhor nesse caso é uma questão de gosto. Como sempre.


Compartilhe