A chegada do Spotify Lite oferece uma versão reduzida do Spotify, pensando na economia de dados e de recursos do dispositivo. Agora, verificamos a radicalidade da redução de funções.

A versão Lite está bem ‘a seco’, e nesse post vamos mostrar quais funções a nova versão perde, para que você possa identificar se a economia de espaço e memória realmente compensam.

 

Interface e menus

 

 

Mesmo com design muito parecidos, a interface de boas vindas muda muito de uma versão para a outra. Enquanto que no Spotify temos as abas Início, Explorar, Buscar, Rádio e Biblioteca, na versão Lite só temos Início, Explorar e Favoritos.

Aqui, algumas das características mais comuns do Spotify estão presentes nos dois: recomendações básicas no histórico de reproduções, faixas, playlists e álbuns reproduzidos recentemente.

 

 

Configurações

 

 

Também há diferenças entre as versões. No Spotify Lite só permite verificar a quantidade de dados móveis gasta e o espaço ocupado pelo aplicativo. Também é possível estabelecer um limite mensal de dados consumidos, entre 250 MB e 3 GB.

Na versão completa do Spotify existe o modo de economia de dados, modo offline, filtros, nível de volume, qualidade de áudio, integração de ferramentas, opções sociais entre outros. Fica claro em como as opções de personalização desaparecem na versão Lite.

 

 

Enviar áudio

 

 

O Spotify Lite não permite o envio de áudio entre dispositivos conectados na mesma rede WiFi, mesmo porque o Spotify Connect não existe na versão Lite.

 

 

Listas de reproduções

 

 

No Spotify, podemos escolher qualquer música que qualquer lista de reprodução, para iniciar a execução quando você quiser, adicionando músicas na lista a qualquer momento. Já no Spotify Lite você só tem o modo aleatório para cada lista de reprodução, mesmo pagando a assinatura mensal.

Aliás, a versão Lite (para quem não é usuário Premium) pode mudar de música quando você não quer ouvir aquela faixa, mas só pode fazer isso seis vezes a cada hora.

 

 

Reprodução offline

 

 

Na versão completa, você pode baixar canções e álbuns completos para armazenar no dispositivo (se você paga uma conta Premium), para reprodução em qualquer lugar. No Spotify Lite, isso não existe.

 

Conclusão

O Spotify Lite nesse momento está em fase beta, e muito provavelmente as opções devem mudar na versão final. O próprio Spotify aponta para isso.

Por enquanto, o único grande benefício do Spotify Lite é a leveza do tamanho e sua capacidade de adaptar o seu desempenho e qualidade de áudio em diferentes intensidades de conexão, oferecendo um serviço musical mais básico em troca de baixo consumo de recursos.

Mesmo assim, é pouco provável que um usuário Premium do Spotify não se interesse na instalação de um aplicativo que deixa os recursos no mínimo, eliminando de raiz as opções que justificam o pagamento mensal do serviço.