Compartilhe

A Qualcomm lidera com sobras o mercado de processadores para dispositivos móveis nos segmentos top de linha e intermediários. O desempenho dos processadores da marca nessas duas séries são excelentes, graças ao uso da arquitetura Kyro, que personaliza os núcleos ARM, e a integração das GPUs Adreno, que são claramente superiores aos chips Mali de outros fabricantes.

Porém, o custo de produção do seu último processador top de linha, o Snapdragon 865, é muito elevado. O que é um problema para os fabricantes. Problema esse que se agravou, pois a Qualcomm agora impõe a aquisição de um modem Snapdragon X55 5G para associá-lo ao tal processador.

 

 

 

Vamos entender melhor o problema

 

Gigantes do setor (como Samsung, LG, Sony, Google, etc) que querem utilizar o Snapdragon 865 precisam:

– Pagar um alto preço por esse processador.
– Pagar pelo modem Snapdragon X55 5G.
– Ajustar a arquitetura interna do smartphone para os dois componentes.
– Montar um sistema de refrigeração de alto desempenho para evitar problemas de temperatura.
– Utilizar baterias de maior capacidade para conter a perda de autonomia pelo uso do 5G.

 

Esses pontos explicam de forma simples a situação. E os fabricantes estão resolvendo os problemas provocados pelo Snapdragon 865 de uma forma muito simples: estão descartando o processador mais potente por chips de linha média premium, como é o caso do Snapdragon 765G.

Várias fontes garantem que tanto LG como Google decidiram optar pelo Snapdragon 765G em seus futuros smartphones, porque esse é um processador mais equilibrado em relação ao desempenho, temperaturas de trabalho e custo. Esse processador tem uma potência considerável, e conta com um modem Snapdragon X52 5G integrado.

Não é a configuração mais top que o seu telefone pode ter, mas é a melhor relação custo-benefício que você pode encontrar. O seu bolso certamente vai agradecer.

 

 

Ou seja, o Snapdragon 765G não só é mais barato que o Snapdragon 865, mas é mais fácil de integrar nos dispositivos, oferecendo assim valores mais sólidos e razoáveis para fabricantes e vendedores de smartphones.

Em termos de potência bruta, o Snapdragon 865 está muito acima do Snapdragon 765G, enquanto que o modem X52 5G funciona a 1.2 Gbps enquanto que o X55 5G alcança os 2.5 Gbps. Porém, o hardware mais potente é bem mais caro, o que reflete no preço de venda do dispositivo e, por isso, acaba sendo descartado pelos fabricantes.

É especulado que, diante desse cenário, o Google considera lançar os futuros Pixel 5 e Pixel 5 XL com o Snapdragon 765G, mas nada foi confirmado até o momento. Porém, se acontecer, você já sabe o motivo.


Compartilhe