Início » Notícias » Sky não pode cobrar de clientes após cancelamento do serviço

Sky não pode cobrar de clientes após cancelamento do serviço

Compartilhe

Muitos dos ex-assinantes da operadora de TV por assinatura Sky passaram pela desagradável situação de solicitar o cancelamento do serviço, ter o sinal suspenso, esperar pela retirada dos equipamentos que nunca acontece e, meses depois, receber uma fatura com “cobrança retroativa” por parte da operadora.

Eu passei por isso. Talvez você, que está lendo esse post, passou pela mesma coisa. E essa é uma prática bem nefasta, que só desperta o ódio do consumidor, e o desejo de nunca mais ver a Sky na frente.

Pois bem, muita gente reclamou disso, e uma ordem judicial agora proíbe a operadora Sky de realizar cobranças depois que o cliente solicita o cancelamento do serviço de TV por assinatura. Se isso acontecer, o cliente tem o direito de ser ressarcido em dobro. Além disso, a operadora agora é obrigada a retirar os equipamentos da casa do cliente em até 30 dias, sob pena de ser multada em caso de descumprimento. A decisão é válida para todo o Brasil.

 

 

Acabou essa palhaçada!

 

Toda e qualquer cobrança realizada pela Sky após o cancelamento do cliente desde 15 de janeiro de 2016 entra nessa decisão judicial. A operadora pode pagar multa de até 200 vezes o valor cobrado de forma indevida, e basta o cliente procurar a Justiça para obter o dinheiro, pois a causa é ganha.

Foram nada menos que 2 mil reclamações sobre a prática da Sky em três anos. E isso, apenas no Procon-DF. Por outro lado, a operadora afirmou que estes eram problemas pontuais.

Não eram. E isso fica claro na decisão judicial.

A Sky coagia os consumidores com cobranças de débitos inexistentes, na tentativa de lançar um “vai que cola” ludibriando aqueles menos conhecedores da lei, permitindo a continuidade da disponibilidade do sinal de TV por assinatura para os assinantes, mesmo depois do pedido de cancelamento do serviço, justificando as cobranças irregulares como “reativação de assinatura”.

Algo que o assinante não pediu.

A Sky já comunicou que “vai atender as determinações legais, e considera o relacionamento com o cliente um dos pilares do seu negócio”.

Pena que este pilar está destruído para muita gente.

Demorou, mas finalmente a Sky pagou pela sua postura nefasta.

 

Via MPDFTPoder360


Compartilhe