TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Skankphone, ou como os engenheiros da Apple testam os novos iPhones | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Smartphones | Skankphone, ou como os engenheiros da Apple testam os novos iPhones

Skankphone, ou como os engenheiros da Apple testam os novos iPhones

Compartilhe

650_1000_iphone-2g-desarrollo2-1

Faz mais ou menos um ano que sabemos sobre a existência dos ‘Skankphones’, os dispositivos que a Apple utiliza como protótipos dos seus futuros iPhones, que contam com um software interno que não tem nada a ver com o iOS 8, para evitar vazamentos. Pois bem, dois desses protótipos estão disponíveis para compra no eBay.

Um deles contava com um hardware bem real, mas com um software muito básico, e o outro tinha um hardware que pouco ou nada tinha a ver com o produto final, mas com a versão real do iOS. Desse modo, nenhum dos engenheiros envolvidos no processo (exceto aqueles com cargos elevados) tinham acesso ao produto final.

Mas antes, um pouco de história para vocês.

Um dos responsáveis da Apple falou um dia sobre as origens do desenvolvimento do iPhone em 2003, que não se parecia em nada com um telefone. Nitin Gantara, que trabalhou na época com a engenharia de aplicativos do iOS, contou que os primeiros protótipos tinham o tamanho de um tablet, com um cabo largo que conectava o produto ao Mac.

650_1000_ipod-rotary

Steve Jobs utilizou a imagem acima na apresentação do primeiro iPhone como brincadeira.

Ou seja, a Apple criou o protótipo do iPad antes de criar o protótipo do iPhone: as dimensões pensadas inicalmente eram as de um tablet, contando com conectividade telefônica.

Jon Rubinstein, na época vice-presidente de engenharia de hardware da Apple, explicava que aquele protótipo do iPad ainda não era suficientemente bom, e decidiu implantar essa tecnologia no iPhone. Em 2005, eles começaram a trabalhar com um smartphone com tela touch, algo que não era pensado naquela época.

Tony Fadell, responsável pelo design do iPod, confessou que eles realmente criaram um protótipo de telefone com click wheel, que funcionava como um telefone de disco. Não deu certo. Então, Scott Forstall foi adicionado na equipe de desenvolvimento, e apostou no projeto de tela touch, principalmente depois da compra a empresa FingerWorks, que desenvolvia softwares para dispositivos multitouch. A ideia convenceu Jobs, e o resto é história.

 

650_1000_iphone-2g-desarrollo

O primeiro modelo é um iPhone 2G, com um software claramente destinado aos testes e desenvolvimento. O segundo modelo é um protótipo do iPhone 6 de 64 GB, que não só se diferencia pelo software de testes, mas também pela presença de elementos peculiares, como a presença de um conector Lightning marcado em vermelho, o que pode ser a indicação de um protótipo em uso.

Os dois modelos estão disponíveis para compra no eBay, e o vendedor informa que os modelos vieram da operadora Verizon, sem dar garantias de funcionamento de câmera ou do serviço de chamadas. O preço dos dois modelos já ultrapassa os US$ 61 mil.

Os dois modelos mostram as fotos do software pré-instalado nos protótipos, uma plataforma claramente destinada a oferecer informações de depuração de programas, além de acesso à funções específicas (chamadas, câmeras, multimídia, etc), com uma interface muito básica.

650_1000_$_57_(9)

Ainda que a interface ofereça quase todas as funcionalidades do iPhone, o acesso é feito de forma muito crua, e é apenas destinada a comprovar que tais funções são suportadas pelo hardware. As imagens também mostram ouros aspectos básicos, como o gerenciamento de marcadores em um navegador básico. A equipe responsável por essa plataforma de testes não fazia ideia de como seria o software final do produto, mesmo com o iOS hoje ser de conhecimento público (falamos aqui das novidades de uma eventual nova versão).

No leilão do iPhone 6 64 GB, podemos ver algumas melhorias na interface de desenvolvedores, com ícones de testes e depuração. Mesmo assim, nada que se assemelhe ao aspecto final do iOS 8.

Via The Next Web, FastCo


Compartilhe