Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » Signal: leia este post antes de instalar

Signal: leia este post antes de instalar

Compartilhe

Em apenas um mês, o Signal saiu do quase anonimato para ser uma alternativa séria e real ao WhatsApp, que recentemente mudou as suas políticas de uso e espantou muita gente da plataforma. Por isso, é algo absolutamente normal ver os usuários mais interessados nesta plataforma.

É importante saber o que o Signal pode oferecer (e isso nós já contamos aqui no blog), e também sobre algumas características bem peculiares do serviço. Por isso, produzimos este post com os detalhes que você precisa saber antes mesmo de instalar o aplicativo no seu smartphone.

 

 

 

Todas as conversas estão cifradas ponto a ponto

 

O Signal usa o protocolo Open Whispers System, de código aberto. Ele codifica toda a informação antes de ser enviada para os servidores da empresa, e os dados são descodificados quando chegam ao seu destino, evitando que eles possam ser lidos no meio do caminho. Este é um dos melhores aplicativos nos aspectos de segurança de dados.

 

 

 

Cópias de segurança codificadas

 

A sincronização das conversas do Signal acontece na nuvem, mas é possível criar cópias de segurança locais e codificadas, evitando o acesso desses dados por outros usuários.

 

 

 

Signal, uma plataforma sim fins lucrativos

 

O Signal é gerenciado pela Signal Foundation, uma organização sem fins lucrativos do tipo 501c3. Ela é composta por corporações ou parceiros isentos de imposto federal, cujo objetivo não é obter benefícios econômicos com o aplicativo.

 

 

 

O Signal é de código aberto

 

A Signal Foundation oferece aos usuários os diferentes repositórios do Signal para desktop, iOS e Android para que os mesmos possam ser replicados, modificados ou inspecionados. O repositório oficial do aplicativo está disponível neste link.

 

 

 

O Signal não coleta dados dos usuários, nem vende esses dados para terceiros

 

Bom, isso é o que os termos de uso do aplicativo revela. O Signal garante que não usa rastreadores de dados, e que o conteúdo das conversas não é monitorado para exibir publicidade segmentada, ou exibe qualquer tipo de publicidade.

Também não conta com processos ou serviços de terceiros, e não coleta dados em segundo plano enquanto você usa o aplicativo. É uma forma de obter um pouco mais de saúde mental para a sua vida conectada (o site BetterHelp.com possui vários artigos falando sobre esse assunto; vale a pena a visita).

 

 

 

É recomendado pela Comissão Europeia

 

No começo de 2020, a Comissão Europeia substituiu o WhatsApp pelo Signal para o envio e recebimento de informações mais sensíveis. E o motivo para a mudança foi o mesmo que está levando muitos usuários a abandonarem o aplicativo de mensagens mais popular do mercado: as políticas de privacidade.

 

 

 

Possui características voltadas para a segurança

 

O Signal possui uma série de recursos voltados para melhorar a segurança e a privacidade do usuário. O registro no aplicativo usa uma senha que também codifica o conteúdo das conversas enquanto o aplicativo se mantém ativo em segundo plano.

A senha também serve para recuperar o conteúdo das conversas em outros dispositivos ao iniciar sessão. Também é possível criar um PIN adicional para bloquear o acesso ao aplicativo, além de permitir o bloqueio por biometria, se o seu smartphone assim permitir.

O Signal também permite a autodestruição de mensagens em segundos e minutos. O mesmo vale para conteúdos multimídia compartilhados. Também permite desativar a captura de tela nas conversas.

Por fim, também é possível ocultar o conteúdo das notificações, evitando que outros rastreadores coletem a informação inserida nas mesmas, além de evitar que outras pessoas leiam as notificações com a tela do telefone bloqueada.


Compartilhe