TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Segredos para que o seu futuro smartphone conte com uma ótima autonomia de bateria | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Segredos para que o seu futuro smartphone conte com uma ótima autonomia de bateria

Segredos para que o seu futuro smartphone conte com uma ótima autonomia de bateria

Compartilhe

Ter um smartphone que não sofra com uma autonomia de bateria insuficiente para a sua rotina diária vai além de ter um dispositivo com muitos mAh neste aspecto da configuração. É preciso olhar para outros detalhes do hardware que podem influenciar decisivamente para ficar mais tempo longe do carregador.

Neste post, vamos mostrar alguns pontos que são tão importantes quanto uma grande quantidade de mAh na bateria do telefone. Esses fatores podem impactar de forma decisiva na maior ou menor autonomia do dispositivo, e precisam receber uma maior atenção na hora de escolher o futuro smartphone.

 

 

 

Um processador capacitado

Ter um processador muito potente oferece uma ótima experiência de uso, mas até mesmo os chips top de linha podem ser gastadores na bateria.

Por isso, vale a penar olhar sempre para aqueles processadores que gastam uma menor quantidade de bateria e, ao mesmo tempo, oferecem uma boa experiência de uso para as suas tarefas mais importantes.

Isso não se aplica aos gamers, que vão exigir a máxima performance possível e deixar de lado uma autonomia de bateria mais longa. Porém, a maioria dos usuários que querem um telefone que funcione até o final do dia sem problemas precisam pensar neste aspecto com atenção.

 

 

 

Um software bem otimizado

Além de um hardware competente para a gestão de bateria, o software do smartphone precisa trabalhar com esse hardware da forma mais eficiente possível para garantir uma maior autonomia de bateria.

O iOS é, de forma indiscutível, um sistema operacional absurdamente bem otimizado com o seu hardware, e as últimas gerações do iPhone entregaram ótimos resultados na autonomia de bateria.

Já no caso do Android essa equação pode entregar resultados variados dependendo do fabricante, mas é possível encontrar dispositivos com boa autonomia de bateria, com um software que consegue gerenciar bem os recursos de hardware.

 

 

 

O tipo de memória importa

As memórias de nova geração tendem a oferecer um melhor desempenho geral, mas preservando a autonomia de bateria em particular. Logo, dê prioridade para escolher smartphones com os padrões de RAM apresentados abaixo:

  • Memória LPDDR5: a melhor otimizada com arquitetura x86.
  • Memória LPDDR4X: um escalão abaixo, com arquitetura x86 e x64.
  • Memória LPDDR4: a menos otimizada em consumo no padrão x64.

No armazenamento, dê prioridade para a escala de valores a seguir:

  • UFS 3.1
  • UFS 3.0
  • UFS 2.1
  • UFS 2.0
  • eMMC

 

 

 

Não escolha qualquer tipo de tela

É importante ter em mente que existe uma relação estabelecida: quanto maior a tela, maior é o consumo de bateria. Agora, some este pensamento à tecnologia desta tela, pois telas OLED e LED gastam menos energia que as telas IPS LCD.

Com essas verdades definidas, escolha uma tela com um tamanho adequado para as suas necessidades, mas com uma tecnologia de tela que consome a menor quantidade de energia possível.

 

 

 

O tipo de bateria

As baterias dos smartphones evoluíram com o passar do tempo, e procure escolher um dispositivo que conte com uma tecnologia de fabricação que entrega a maior eficiência possível.

As tecnologias de bateria mais recomendadas neste momento são as seguintes (em uma escala de importância):

  • Íons de Lítio
  • Níquel – Metal
  • Níquel Cadmio

Considere também o impacto que a recarga rápida pode causar na vida útil das baterias, e se realmente vale a pena ter essa pressa toda na hora de recarregar o dispositivo.

 

 

 

Conectividade

Por fim, quanto mais recursos de conectividade estão ativos no dispositivo (NFC, Bluetooth, WiFi, 4G, 5G, GPS, etc), maior será o impacto para a autonomia de bateria do smartphone. Lembrando sempre que o acesso às redes 5G causam um consumo energético maior que as redes 4G, pois a potência e demanda do sinal de redes móveis de nova geração são maiores.


Compartilhe