TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Se o Windows 11 não o suporta, por que você vai suportar o Windows 11? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Se o Windows 11 não o suporta, por que você vai suportar o Windows 11?

Se o Windows 11 não o suporta, por que você vai suportar o Windows 11?

Compartilhe

O Windows 10 vai seguir vivo até 2025 com grandes atualizações, e até 2029 com correções de segurança. E isso não era o que você esperava.

Ninguém é obrigado a mudar para o Windows 11 logo de cara, e isso já aconteceu em outros lançamentos de novas versões do Windows. O mesmo aconteceu inclusive no lançamento do Windows 10, que ficou cercado de dúvidas (algo compreensível, principalmente depois do desastre que foi o Windows 8).

Por isso, vale a pena levantar essa pergunta do título do post: se o Windows 11 não o suporta, você é obrigado a suportar o Windows 11?

 

 

 

Gamers, prestem muita atenção

 

 

Se você é adepto dos games nos computadores com Windows, sabe muito bem que precisa de um computador moderno para rodar os jogos com fluidez. Porém, peça para o Windows 11 definir o que é um PC moderno, e você pode ficar surpreso com a resposta.

Você gastou aquela grana violenta para comprar um computador novo com um hardware robusto, na esperança que ele iria durar pelo menos uns cinco anos antes de começar a passar por upgrades e, de repente, a Microsoft lança um Windows 11 que exige a atualização de componentes antes deste período.

Isso não está certo. Principalmente quando uma das exigências está em um chip TPM 2.0 que não era uma exigência em 2016, quando você comprou aquele computador gaming que funciona bem até hoje.

Diante desse cenário, fica a pergunta para os jogadores de videogames no PC: será que realmente vale a pena investir mais dinheiro agora no seu computador apenas para receber o Windows 11 quando o mesmo equipamento vai funcionar bem com o Windows 10 por mais alguns anos?

Entendo que só vale fazer upgrades neste caso em função do que realmente importa: os jogos (e a demanda dos mesmos em relação ao hardware que você possui).

 

 

 

Uma falsa necessidade

 

 

Para muitos usuários, a Microsoft está criando uma dificuldade para vender uma facilidade.

Por melhor que o Windows 11 possa vir a ser (e não discuto que ele deve oferecer benefícios consideráveis na experiência de uso), o Windows 10 está funcionando muito bem nos computadores ativos no mercado neste momento. E isso precisa ser levado em consideração.

Para a esmagadora maioria dos usuários, o sistema operacional hoje é apenas um meio para realizar coisas que o Chrome OS poderia fazer sem tanta frescura: acessar a internet, verificar e-mails, usar as redes sociais, ver vídeos no YouTube ou filmes na Netflix, salvar arquivos na nuvem e outras tarefas mais simples.

E… não, amigo leitor… a maioria dos usuários do Windows não roda games no computador. Por isso não coloquei este item no parágrafo anterior.

Por isso, qual é o real sentido de ceder à pressão da Microsoft para atualizar o equipamento para o Windows 11 agora, quando é possível esperar até mais quatro anos para fazer um upgrade geral de hardware e software, obtendo assim uma melhor relação custo-benefício do seu equipamento atual?

No final das contas, muitos usuários podem ser ver obrigados a trocar de computador por completo para receber um Windows 11 que não é algo indispensável para a maioria dos usuários de computadores neste momento.

É claro que você faz o que quiser com o seu dinheiro, mas quero acreditar que o meu papel é tentar alertar aos mais leigos no mundo da tecnologia. Se você faz o básico ou está feliz com o seu computador gaming, não faz o menor sentido fazer qualquer tipo de esforço financeiro para atualizar ou trocar o seu equipamento atual para o Windows 11.

O golpe está aí. Cai quem quer.


Compartilhe