Você pagaria R$ 10 mil em uma TV que gira a tela? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Você pagaria R$ 10 mil em uma TV que gira a tela? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Áudio e Vídeo | Você pagaria R$ 10 mil em uma TV que gira a tela?

Você pagaria R$ 10 mil em uma TV que gira a tela?

Compartilhe

Se você também está incomodado com essa moda nefasta de gravação de vídeos na vertical (quando o bom senso e a biologia humana – baseado na nossa natural orientação para ver as coisas – mandam que esses vídeos sejam produzidos na horizontal), sinto em dizer, mas é melhor você aceitar que essa moda veio para ficar.

O TikTok, os Stories do Instagram e, muito provavelmente o seu filho que não para de consumir conteúdos nas duas plataformas previamente citadas são os responsáveis por essa “revolução” dos vídeos na vertical. Até plataformas de séries curtas apareceram para alimentar esse formato de consumo de conteúdo.

E a Samsung está contribuindo para que as pessoas continuem nessa vibe que tanto incomoda aos mais conservadores. A The Sero, TV 4K de 43 polegadas que pode ser posicionada nos modos paisagem e retrato, chegou ao Brasil com um preço sugerido de R$ 9.999.

E a pergunta que não quer calar é a mais óbvia do mundo: quem pagaria essa fortuna por uma TV que gira?

 

 

 

Millennials e publicitários (ou millennials publicitários)

 

 

Estamos em 2020, e os primeiros millennials já estão na universidade, e eu sei que tem muitos deles fazendo propaganda e marketing. E eu só imagino esse público BEM ESPECÍFICO investindo uma grana que essa galera normalmente não tem (mas que corre o sério risco do pai trouxa pagar, porque o filhinho via convencer que “isso aqui é muito legal, meu… rende um puta case na faculdade… – pense no sotaque paulistano para entender essa piada) para pegar um produto que tem um conceito diferente, mas que gera dúvidas se vai sobreviver no mercado.

Que as novas gerações estão consumindo conteúdos na vertical, isso é fato. Agora, se essa mesma galera vai continuar a fazer isso no futuro? Sei lá… quando o ser humano vai ficando mais velho, ele tende a amadurecer e começa a ver o mundo com um certo olhar de normalidade. Não acredito que daqui a 20 anos todo o conteúdo televisivo será na vertical, pois essa não é a forma natural em consumir conteúdos de vídeo.

A não ser que todo mundo receba um smartphone Galaxy para usar com a The Sero, pois um dos “diferenciais” dessa TV é girar a tela de acordo com a orientação do smartphone.

 

 

 

Posicionamento de mercado puro e simples

 

 

Não acredito que a Samsung realmente acredita que a The Sero será uma grande campeã de vendas no Brasil custando nada menos que R$ 9.999. Tudo o que os coreanos estão fazendo é um posicionamento de mercado puro e simples. Ou seja, está dizendo para todo mundo que tem uma TV que pode girar a tela na vertical para, de quebra, promover os outros produtos da marca que são comercialmente mais realistas.

Tanto que, na prática, a The Sero é uma TV QLED de entrada nos aspectos técnicos. Não entrega grandes diferenciais nas configurações principais do produto, com alguns diferenciais pontuais e relativos ao fato da tela girar. Além de um som mais potente com 4.1 canais e 60 watts de potência total, trabalhando com um software que analisa o ambiente para ajustar os recursos de áudio com a acústica da casa.

 

 

É sempre importante lembrar que a The Sero é uma TV com tela de 43 polegadas, com preço sugerido de R$ 9.999, mas que não conta com as rodinhas de transporte da base, que são vendidas separadamente por R$ 999. Com esse dinheiro todo, você quase compra uma Samsung Q70T de 75 polegadas.

Agora, é só você fazer as contas. E nem precisa me agradecer por esclarecer as coisas dessa forma.

 

 

Via Tecnoblog


Compartilhe