Está ficando feio.

Por mais que a Samsung alegue que as fotos apresentadas em suas campanhas publicitárias são meramente expositivas, seria melhor ver um resultado final real. No passado, a Huawei foi pega mentindo nas fotos de divulgação dos dispositivos (supostamente capturadas pelas lentes dos seus smartphones, mas na prática registradas por uma câmer DSLR) e a Samsung também apelou para o Getty Images (repositório de imagens com direitos autorais) para afirmar que as fotos foram capturadas pelo seu smartphone.

E a Samsung fez de novo. Na verdade, fez uma mistura das duas estratégias. O site oficial do fabricante apelou de novo para uma foto do Getty Images, aplicou vários toques de Photoshop e publicou a imagem como se fosse registrada pelas câmeras do Samsung Galaxy A8 Star, chamando a atenção para as suas supostas capacidades fotográficas.

Quem descobriu a trapaça foi a própria autora e detentora da foto original, Dunja Djudjic. Depois de publicar a foto no site EyeEm, a fotógrafa recebeu um e-mail com o alerta que a foto foi vendida. No dia seguinte, ao pesquisar quem comprou a imagem, ela ficou surpresa ao ver a foto promovendo um smartphone da Samsung, especialmente quando viu uma grande quantidade de Photoshop para mostrar o tal efeito bokeh.

 

 

Dunja também constatou que a foto original tinha até um fundo diferente, apenas para aplicar o modo retrato da forma mais perfeita.

A autora da foto não ficou ofendida. Na verdade, ela ficou um pouco triste ao ver que o seu rosto estava promovendo um produto que não foi o utilizado para a fotografia. Ela afirma que a imagem original foi registrada com uma DSLR com abertura f/2.0.

No final das contas, Djunja até agradece à Samsung por utilizar a imagem dela, mas reforça que usa a Huawei, pois afirma que a empresa fez um trabalho melhor ao fingir imagens de smartphones com fotos registradas com uma DSLR.

 

 

É bom os fabricantes de tecnologia (ou melhor, o pessoal de marketing desses fabricantes) entenderem de uma vez por todas que está cada vez mais fácil descobrir trapaças desse tipo acontecendo na internet.

Fica a dica.

 

Via GSMArena