Samsung Galaxy Tab Active Pro, um tablet a prova de tudo e com Samsung DeX | TargetHD.net TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Press "Enter" to skip to content

Samsung Galaxy Tab Active Pro, um tablet a prova de tudo e com Samsung DeX

Compartilhe

O Samsung Galaxy Tab Active Pro foi apresentado na IFA 2019, dois anos depois do seu antecessor, e além de ser um produto resistente diante de situações adversas, ele é compatível com o Samsung DeX.

 

 

Um design a prova de tudo

O novo tablet Samsung Galaxy Tab Active Pro conta com uma tela de 10 polegadas (1920 x 1200 pixels, 16:10), o que facilita o seu uso com o Samsung DeX, permitindo a conexão de uma tela externa para trabalhar com um monitor dual.

A tela possui 550 nits de brilho para uma melhor visualização em ambientes externos, e suporta toques com os dedos úmidos e com luvas. Sua S Pen é de fácil acesso (alojada no canto superior esquerdo) e o modelo possui teclas abaixo da tela para navegação básica.

Para suportar o trabalho em condições extremas, o Samsung Galaxy Tab Active Pro conta com as certificações IP68 (resistência à água e poeira) e superou os testes de padrão militar MIL-STD-810G, suportando quedas de 1.2 metros de altura e vibrações.

 

 

O modelo conta com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 512 GB). Seu processador não foi confirmado, mas dados vindos do Geekbench apontam para o Snapdragon 710. Ele chega ao mercado com o Android 9 Pie de fábrica e bateria de 7.600 mAh (removível). Na parte fotográfica, ele recebe uma câmera traseira de 13 MP, e uma frontal de 8 MP.

O Samsung Galaxy Tab Active Pro foi apresentado na Alemanha, que vai receber o produto primeiro, em 1 de outubro. Estará disponível nas versões WiFi only ou WiFi + LTE, com preços sugeridos de 599 e 679 euros, respectivamente.

Dois detalhes que você precisa levar em consideração: a Samsung insiste em não oferecer o produto para o público em geral, mas apenas para um uso comercial, e se compromete a atualizar o software do dispositivo por pelo menos quatro anos.

 

Via GSMArena


Compartilhe