Samsung Galaxy S20 FE. Fan Edition? No Brasil? HAHAHAHAHA…. | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Samsung Galaxy S20 FE. Fan Edition? No Brasil? HAHAHAHAHA…. | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Smartphones | Samsung Galaxy S20 FE. Fan Edition? No Brasil? HAHAHAHAHA….

Samsung Galaxy S20 FE. Fan Edition? No Brasil? HAHAHAHAHA….

Compartilhe

Sinceramente? Eu desisti da Samsung.

Podem me chamar de treteiro ou rancoroso. Podem dizer que tenho birra da Samsung (mesmo com produtos da marca em minha casa – eu já disse hoje que eu AMO o Samsung Galaxy Buds+?). Podem dizer que eu não tenho nada melhor para fazer do que reclamar da marca e dos seus lançamentos.

Mas a verdade é uma só: o lançamento do Samsung Galaxy S20 Fan Edition (FE) no Brasil é uma enorme decepção. E não estou falando apenas do preço elevado: falo também da relação custo-benefício, que se tornou no mínimo questionável ao lançar por aqui a versão com o chip Exynos.

 

 

 

Saudades daquilo que a gente não tem mais

 

 

Eu tento entender a Samsung e as suas estratégias nefastas para o mercado brasileiro. Porém, nunca vou entender que essas mesmas estratégias não se materializem por aqui de forma alguma, e o consumidor brasileiro acaba ficando refém de decisões infelizes e que só miram o lucro, e não o que o usuário que vive nesse país realmente quer.

Antes de continuar, uma pergunta: você se lembra da última vez que a Samsung lançou um smartphone top de linha com um processador da Qualcomm?

Eu me lembro. Foi o Samsung Galaxy Note 9 de 2018, com o ótimo Snapdragon 845. Depois disso, o Brasil foi obrigado a receber os modelos de smartphones da Samsung com o chip da empresa coreana, o Exynos. E falo “obrigação”, porque a empresa não se dá ao cuidado de oferecer a outra alternativa para o consumidor brasileiro. Mesmo que a alternativa com um processador da Qualcomm custasse mais caro.

Eu consigo entender os motivos que levam a Samsung a decidir dessa forma. E não tem nada a ver com os elevados custos do processador da Qualcomm. Isso tem a ver com a margem de lucro que é maior para os coreanos ao utilizar um processador próprio.

Não podemos culpar a Samsung por isso. A Apple usa um processador próprio, a Huawei também, e os motivos são exatamente os mesmos: aumentar os seus lucros por cada unidade vendida de seus telefones, uma vez que não precisa dividir esse lucro com a Qualcomm.

Tudo certo.

Porém, até onde sabemos, os processadores da Apple e Huawei não são verdadeiros devoradores de bateria, e o desempenho desses chips estão ACIMA do que o Exynos entrega para os seus produtos.

 

 

 

O Exynos não é um lixo. Só é o pior aluno da turma

 

 

O usuário brasileiro está com uma bronca gigantesca com os processadores Exynos nos dispositivos top de linha desde o Samsung Galaxy S10. Os chips são ótimos, entregam um excelente desempenho, mas ficam atrás dos processadores da Qualcomm equivalentes e consomem mais bateria do que um bêbado bebendo cachaça no barril. Quem já teve um dispositivo com esse processador sabe disso, e vários produtores de conteúdo afirmam a mesma coisa.

Eu mesmo desisti de pegar um telefone da linha Galaxy Note por causa dos processadores Exynos. Cogitei pegar um Galaxy Note 10 ou Galaxy Note 10 Plus agora no final do ano, aproveitando que os preços estavam mais competitivos. Porém, depois de praticamente todos os relatos indicarem que o processador da Samsung é um devorador de bateria, eu mudei de ideia, e acabei pegando o Poco F2 Pro com Snapdragon 865. E, pelo menos por enquanto, estou feliz da vida com o desempenho e a bateria do dispositivo.

E tudo leva a crer que a Samsung não resolveu o problema de consumo do Exynos nas famílias Galaxy S20 e Galaxy Note 20, com exceção do Note 20 Ultra, que tem uma bateria monstruosa e um gerenciamento da mesma um pouco mais decente.

Para mim, isso é constrangedor. A Samsung tem potencial para entregar um processador que é, no mínimo, equilibrado nos modelos top de linha, da mesma forma que faz com os smartphones intermediários (o Galaxy Note 10 Lite surpreende na autonomia e desempenho, com um Exynos mais modesto e 4.500 mAh de bateria).

Mas ter um processador tecnicamente mais fraco e devorador de bateria é a pior propaganda que a Samsung pode ter nesse momento.

 

 

 

“Fan Edition”? No Brasil? Onde?

 

 

No final das contas, a Samsung ignora os fãs brasileiros ao entregar o Samsung Galaxy S20 FE com o processador Exynos 990. O mais contraditório de tudo isso é que a mesma Samsung promoveu o modelo como “aquilo que os fãs pediram, porque nós ouvimos os nossos fãs”.

Balela. Mentira. Quase uma propaganda enganosa.

Tela de 120 Hz com resolução mais baixa, modo DeX e outros elementos que fazem parte dos modelos mais caros estão presentes no Fan Edition. Porém, qual é o sentido desses smartphones custarem R$ 4.499 (6 GB RAM + 128 GB) e R$ 4.999 (8 GB RAM + 256 GB)?

ELES SÃO MAIS CAROS QUE O SAMSUNG GALAXY S20 PLUS! E TECNICAMENTE MAIS MODESTOS!

O Samsung Galaxy S20 já é encontrado por menos de R$ 3.000 no Brasil, enquanto que o Samsung Galaxy S20 Plus já custa R$ 3.500.

E eu paguei R$ 3.700 no Poco F2 Pro, que é melhor que todos eles (8 GB RAM + 256 GB de armazenamento + Snapdragon 865). Falo isso com propriedade e autoridade!

Na boa, Samsung? É de desistir!

O Samsung Galaxy S20 FE não é para os fãs brasileiros. É para os otários fãs brasileiros da Samsung. É para quem não tem noção do quanto o seu dinheiro vale. É para quem é muito puxa saco da Samsung.

Não vale o quanto custa! Ponto final!

 


Compartilhe
TargetHD.net