Compartilhe

Samsung, me ajuda a te ajudar. O problema é que a própria Samsung não se ajuda.

A Samsung vai lançar o Galaxy S11 em 2020, e isso é fato. Algumas informações sobre o dispositivo são publicadas na internet, mas a grande surpresa que os sul-coreanos pode apresentar para todo mundo é… seguir os passos da Apple e acabar com a sequência lógica da nomenclatura dos seus smartphones.

Até porque… lógica nesse mundo? Pra quê?

Dessa forma, o Galaxy S11 tem boas chances de se chamar Galaxy S20.

 

 

Ainda é um rumor, mas pode acontecer

Não existem confirmações oficiais sobre uma mudança de nome do smartphone top de linha da Samsung, e temos que lidar com essa informação como um grande rumor. Porém, considerando o que foi divulgado por um leaker com um grande histórico de acertos, é melhor você levar esse assunto a sério.

O Ice Universe publicou na véspera de Natal uma contundente mensagem no Twitter, onde revela que a Samsung pode alterar a ordem dos nomes dos seus smartphones para dar início a uma nova era nesse segmento.

 

Algumas coisas poderiam explicar a mudança do Galaxy S11 para Galaxy S20.

O mais óbvio de todos é o fato do dispositivo ser lançado em 2020. Com isso, a Samsung harmonizaria o nome dos seus lançamentos em função do ano de lançamento do produto, e não da numeração de sua geração.

Porém, a justificativa que mais levantou dúvidas é o significado de “um novo começo” para a Samsung dentro do segmento. Isso se explica no discurso de vendas, mas tudo o que vazou até agora sobre o Galaxy S11 (ou Galaxy S20) não reforça a ideia de inovação para justificar o salto como uma nova fase ou um novo começo.

O futuro smartphone top de linha deve contar com câmeras com resoluções enormes (108 MP no sensor principal, 48 MP na lente teleobjetiva), nova versão do processador Exynos e o chip Qualcomm Snapdragon 865, entre outras melhorias. Mas nada disso pode ser chamado de inovação.

Vamos precisar esperar por mais vazamentos para encontrar o que realmente terá de novo nesse dispositivo. Caso contrário, a hipotética mudança de nome não passa de puro marketing da Samsung.


Compartilhe