Compartilhe

O Samsung Galaxy S10 começou a chegar nas mãos dos primeiros usuários e, com isso, apareceram os primeiros problemas. Parece que os três modelos do novo smartphone top de linha sofrem de um bug que acaba com a autonomia de bateria do dispositivo.

O recurso Tap to Wake está presente em vários smartphones disponíveis no mercado, mas no caso do Galaxy S10, a sua calibragem é imprecisa, ficando muito sensível. O resultado disso é um dispositivo que acaba ‘acordando’ no bolso dos usuários.

Vários proprietários dos novos smartphones reclamam do problema nas redes sociais. Algo que realmente está frustrando muita gente, que gastou muito dinheiro em um dispositivo top de linha que não funciona como deveria.

Muita gente está sentindo o smartphone vibrar no bolso, um claro sinal da tela rejeitando as tentativas de leitura de impressão digital que, na verdade, é a perna do usuário e não a digital. Além de uma autonomia de bateria muito mais baixa que o normal, os usuários podem se deparar com chamadas efetuadas de forma indesejada, mensagens e até fotografias registradas de forma involuntária.

A Samsung ainda não comentou o assunto, e por isso não sabemos se o problema pode ou não ser resolvido com uma atualização de software. Por enquanto, a melhor forma de resolver o problema é desativando a função ‘Always-On Display’ para evitar que tais problemas continuem. Não é o ideal, mas é uma solução simples que reduzem o efeito dessa anormalidade no seu uso diário.

Levando em conta o preço dos dispositivos da família Galaxy S10, é no mínimo decepcionante que a Samsung tenha deixado isso passar pelo seu controle de qualidade. Na verdade, é inaceitável que um smartphone tão caro apresente uma anormalidade que é teoricamente simples de resolver.

Vamos aguardar pela resposta oficial da Samsung sobre a questão. Esperamos que a solução apareça o quanto antes. É um smartphone que, no Brasil, custa em torno de R$ 5 mil. Não é pouca coisa.

 

Via SamMobile


Compartilhe