Compartilhe

Já sabemos praticamente tudo sobre a nova família de smartphones top de linha Galaxy S10 que a Samsung vai apresentar em 20 de fevereiro. Depois de um 2018 cheio de críticas por apresentar telefones que são mais do mesmo nos modelos Galaxy S9 e Note 9, os coreanos desejam mudar tudo em 2019.

E parece que os novos Galaxy S10 vão mesmo mudar o jogo e fazer barulho no mercado de smartphones Android. O design dos dispositivos demonstram isso, e o último vazamento em forma de hands-on reforça essa teoria.

O Galaxy S10 tem tudo para entrar para o Guinness Book com o novo recorde de vazamentos de um dispositivo de tecnologia. De forma curiosa, parece que ainda temos vazamentos para acontecer. Como o hands-on do Galaxy S10+ de hoje.

 

 

É fácil dizer que o Galaxy S10 terá um excelente design e performance impressionante. E o hands-on do Galaxy S10+ reforça essa premissa de que ele será um monstro com cinco câmeras (três traseiras e duas de selfies), tela Dynamic AMOLED HDR+ de 6.3 polegadas (Infinity-O) com densidade de 522 ppp.

O processador pode ser o Qualcomm Snapdragon 855 de 7 nanômetros ou Exynos 9820 de 8 nanômetros (o chip vai variar de acordo com o mercado), trabalhando com configurações que variam entre 6 GB e 12 GB de RAM, leitor de digitais ultrassônico abaixo da tela e bateria de 4.100 mAh. Para melhor aproveitar o poder desse hardware, a Samsung ainda vai adotar a sua nova interface de usuário, a One UI, que atua por cima do Android 9.0 Pie.

A Samsung terá uma forte concorrência da Huawei em 2019, mas é inegável que esse primeiro golpe lançado com o Samsung Galaxy S10+ será um dos dispositivos mais desejados de 2019. E o evento marcado para 20 de fevereiro fica cada vez mais como uma mera formalidade de mercado, uma vez que os segredos se tornam cada vez menores a cada dia.

 

 


Compartilhe