Samsung Galaxy Fold vai muito mal no teste de reparação do iFixit | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Samsung Galaxy Fold vai muito mal no teste de reparação do iFixit | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Smartphones | Samsung Galaxy Fold vai muito mal no teste de reparação do iFixit

Samsung Galaxy Fold vai muito mal no teste de reparação do iFixit

Compartilhe

Já era de se imaginar que o Samsung Galaxy Fold não seria eleito o smartphone mais resistente do mundo. As características conceituais do produto (um smartphone dobrável) já indicavam para isso, mas depois que o produto começou a ser tocado por mãos humanas (e não por robôs de testes), entendemos que a sua construção também não era das mais confiáveis.

Agora, com o processo de desmontagem do iFixit concluído, podemos nos certificar que o Samsung Galaxy Fold também é bem complicado na hora de ser consertado, com uma baixa nota de reparação de 2/10, de acordo com os índices estabelecidos pelo site (quanto menor a nota, mais difícil é consertar o dispositivo).

Vale lembrar que esse é o segundo processo de desmontagem que o iFixit publica sobre o Samsung Galaxy Fold. O primeiro foi apenas para detectar o motivo pelo qual a tela flexível do smartphone estava dando problemas, algo que fez com que a Samsung adiasse o lançamento do dispositivo, uma vez que ele se demonstrou bem frágil justamente na área de dobra da tela.

A análise revela um mecanismo de dobra resistente, mas muito vulnerável à sujeira e poeira, onde com o passar do tempo o espaço entre a dobra e a tela fica vulnerável, permitindo a entrada de resíduos que afetam a sua tela OLED de plástico.

 

 

Uma tela muito frágil

 

 

O iFixit chegou a várias conclusões sobre o Galaxy Fold.

A mecânica da área de dobra pode causar problemas à dobra da própria tela, o que cria uma necessidade de substituição. A tela principal é bem frágil e perecível, o que pode resultar em uma troca em pouco tempo.

Substituir a bateria também é um desafio enorme. Embora seja possível, a substituição dessa peça pode afetar os suportes da tela. Sem falar que o fato do smartphone contar com vidro na parte frontal e traseira e os cases para esse formato de telefone serem bem raros obriga ao usuário ter que fazer um seguro para o dispositivo ou ter que andar com ele em uma redoma ou com seguranças fortemente armados.

 

 

O processo de desmontagem também revelou que muitos dos componentes do smartphone são modulares, o que facilita a substituição dessas peças. Mesmo assim, isso não foi suficiente para subir a nota da avaliação, que ficou mesmo no 2/10, algo mais do que esperado em um dispositivo com essas características.

A Samsung vai ter que trabalhar muito no Galaxy Fold, caso realmente deseja que o produto prospere no mercado.

 

Via iFixit


Compartilhe