A Samsung vai apresentar em breve o Samsung Galaxy A9s, que deve se diferenciar dos demais pela peculiaridade de contar com quatro câmeras na parte traseira.

O modelo deu o que falar nas últimas semanas, especialmente depois do vazamento dos primeiros renders, que enfatizaram as câmeras. Agora, conhecemos algumas de suas especificações técnicas.

É a Samsung cumprindo a promessa de inovação (de alguma forma). Depois do Galaxy A7 (2018) com câmera traseira tripla, o Samsung Galaxy A9s vem com quatro câmeras.

Estamos diante de mais um dispositivo de linha média, com processador Snapdragon 660, trabalhando com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento (expansíveis via microSD).

Quatro câmeras. Cada uma para cada situação.

A principal possui 24 MP (f/1.7), e vem acompanhada de um segundo sensor de 5 MP (f/2.2) para o efeito bokeh, um terceiro sensor de 8 MP (f/2.4) com lente wide angle, e o quarto sensor de 10 MP (f/2.4) com zoom ótico de 2x.

Mas a pergunta aqui é: faz tanta diferença assim?

 

 

Para muitos, é uma estratégia da Samsung estranha e descabida. Depois de demorar tanto tempo para entrar no vagão dos smartphones com câmera dupla, do nada, começa a ampliar o número de sensores.

Até que ponto precisamos de quatro câmeras em um smartphone de linha média? Ou melhor, em qualquer tipo de smartphone? Mais sensores não representam em fotos melhores. Dificilmente um smartphone vai chegar no nível de uma DSLR. Fato.

Porém, com melhorias de software, temos resultados de fotos incríveis, inclusive com apenas uma única câmera (Google Pixel 2 e Google Pixel 3 provam isso).

Será que não seria melhor investir em melhorias nos módulos de câmera no lugar de aumentar o número de sensores?

O Samsung Galaxy A9s pode ser fruto de um desespero dos coreanos, tentando frear o crescimento dos concorrentes chineses, que roubam cota do mercado da gigante a cada trimestre.

Em 11 de outubro, a Samsung deve apresentar o Samsung Galaxy A9s. Afinal de contas, o evento se chama ‘4x Fun’. Ali, todos os segredos serão revelados.